Manuseio e acondicionamento de produtos

7.511 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.511
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
117
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manuseio e acondicionamento de produtos

  1. 1. TECNOLOGIA EM GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIALLOGISTICA NA PRODUÇÃO INDUSTRIAL PROFESSOR: ROBISON ACADEMICOS: DIEGO RADUENZ PEDRO ELÓI LEÃO RUBINS BEBER
  2. 2. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOS
  3. 3. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSINTRODUÇÃO- Sozinho, o acondicionamento absorve mais de 10%dos custos logísticos das empresas.- O manuseio de materiais pode aumentar o risco dedano ou perda do produto.- Por se tratarem de atividades extremamenterepetitivas, o acúmulo de pequenas ineficiênciaspode gerar grandes deseconomias.
  4. 4. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOS MANUSEIO DE MATERIAISO manuseio (ou movimentação interno) deprodutos cuida do transporte de pequenasquantidades de bens por distâncias relativamentecurtas:- Interior de lojas.- Depósitos.- Fábricas.- Terminais de transbordo.
  5. 5. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSMANUSEIO DE MATERIAISEquipamentos de manuseio de produtos:- Empilhadeiras.- Tratores e comboios de carretas.- Transportadores e esteiras.- Guinchos e pontes rolantes.- Estantes para acondicionamento.- Embalagens e estruturas de suporte
  6. 6. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOS
  7. 7. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSPROJETO DE ARMAZENAGEMConsiderações preliminares:-Quantidades, tipos de bens a armazenar erotatividades: - Restrições de arranjos físicosinternos. - Disponibilidade de equipamentos.-Acessibilidade dos modais de transporte ao local.- Processo construtivo: - Possibilidades do terreno. - Dimensionamento ideal. - Custos e prazos.
  8. 8. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSPROJETO DE ARMAZENAGEMSistemas para mercadorias embaladas:- Espaço físico e serviço de manuseio públicos.- Espaço físico alugado e operação manual.- Espaço físico próprio e manuseio mecanizado.- Espaço físico próprio e manuseio automatizado.Considerações sobre mercadorias não-embaladas:- Granéis.- Itens de grande volume unitário.
  9. 9. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSPROJETO DE ARMAZENAGEMEspaço físico e serviço de manuseio públicos:- Não é necessário investir em área física eequipamentos.- Todos os custos são variáveis:- Tarifas de armazenagem são cobradas em t/mês.- Tarifas de movimentação são cotadas em peso.- Tarifas assessórias são cotadas para quaisqueroutros serviços.
  10. 10. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSPROJETO DE ARMAZENAGEMEspaço físico alugado e operação manual:- Aplicável em situações em que o volume deprodutos não é muito alto.- Não é necessário investir em área física.- Investe-se: - moderadamente em equipamentos.- intensivamente em mão-de-obra.
  11. 11. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSPROJETO DE ARMAZENAGEMEspaço físico próprio e serviço de manuseiomecanizado.- Oferece flexibilidade e produtividade.- Cobra eficiência (altos níveis de utilização dosespaços e dos equipamentos).- É economicamente viável para grandesdemandas.
  12. 12. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSPROJETO DE ARMAZENAGEMEspaço físico próprio e serviço de manuseioautomatizado.- Necessita de altos investimentos paraimplantação.- Oferece pouca ou nenhuma flexibilidade(aplicávelpara atividades altamente especializadas).- Apresenta custos de operação mais baratos.- É suscetível à obsolescência tecnológica.
  13. 13. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSPROJETO DE ARMAZENAGEMConsiderações sobre:- Granéis: Deve-se transportar a máxima quantidadede carga até o ponto mais distante possível docanal de distribuição antes de fracioná-la.- Itens de grande volume unitário: Deve-se analisaras restrições físicas, geométricas e legais das vias detransporte.
  14. 14. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOS ARRANJOS FÍSICOSQuanto à rotatividade de estoques:Baixa: - Movimentação interna tem menor relevância. - Prioridade para utilização do espaço. - Coleta de pedidos feita no próprio local.
  15. 15. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSARRANJOS FÍSICOSAlta:- Prioridade para movimentação interna.- Coleta de pedidos feita em local específico.Diversificada:-Divisão do depósito em áreas.
  16. 16. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSARRANJOS FÍSICOSMétodos indutivos para designação de espaço físico:-Rotatividade do item.-Tamanho do item.-Volume por pedido.- Agrupamento em famílias.
  17. 17. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSARRANJOS FÍSICOSMétodos para disposição do estoque:- Em ângulo: - Maior eficiência na manobra dos equipamentos (não precisam girar 90º).- Redução na largura dos corredores e criação deespaços ociosos.- Corredores em mão única aumentam asdistâncias a percorrer.- Há mais conflitos com a geometria da edificação.- Quadrangular: - Características inversas.
  18. 18. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOS ARRANJOS FÍSICOSMétodos de localização de estoques:Endereçamento fixo: - Define uma área fixa para cada produto. - Código de localização simples. - Pode gerar espaço ocioso.Endereçamento variável: -Produtos são enviados para qualquer espaço livre. -Recuperação complexa. - Dispersão gera montagem de pedido maisdemorada.
  19. 19. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSEMBALAGEMFunções da embalagem:- Promoção do produto.- Proteção.- Unitização de cargas.Eficiência da distribuição: - Manuseio. - Armazenagem. - Transporte.
  20. 20. MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOSREFERENCIAS:http://www.avslogistica.com.br/Manuseio.aspxhttp://www.ebah.com.br/content/ABAAABAxQAE/aposLOGÍSTICA EMPRESARIAL, Ronald H. Ballou – Ed. Atlas – 93

×