Relacionamento Interpessoal

924 visualizações

Publicada em

Relacionamento Interpessoal

Publicada em: Educação
  • Boa tarde Pedro. Vi a apresentação e devo dizer que gostei bastante. Está muito objectiva, com ideias claras e concisas. Gostaria muito de ter acesso à sua apresentação, dado que vou leccionar pela primeira vez este tema. Iria pedir-lhe permissão para retirar algumas informações para apresentar a alguns alunos como exemplo. E claro citar as suas palavras, dando crédito à sua pessoa. Pode enviar para o meu email mabamaia@hotmail.com . Muito obrigada!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Relacionamento Interpessoal

  1. 1. 1 Relacionamento InterpessoalRelacionamento Interpessoal Pedro Nunes Julho, 2014
  2. 2. 2 Apresentação
  3. 3. 3 “Na presença de outros, é impossível não comunicar”. Bateson, Watzlawick
  4. 4. 4
  5. 5. 5
  6. 6. 6
  7. 7. 7
  8. 8. 8
  9. 9. 9 Saber Comunicar é uma competência necessária em qualquer aspeto da nossa vida – emprego, vida social, família.
  10. 10. 10 Escolham uma pessoa conhecida que seja um bom comunicador – justificar.
  11. 11. 11 Código Canal Contexto Recetor Feedback MensagemEmissor
  12. 12. 12 Comunicação verbal: a comunicação realizada através de símbolos ou palavras. Sonora (fala) e Visual (escrita)
  13. 13. 13 Exercício 1
  14. 14. 14 O que é a Comunicação não-verbal?
  15. 15. 15 Comunicação Não-Verbal “Tudo o que comunica um pensamento, uma ideia, um sentimento, uma intenção, ou uma mensagem mas que não é uma palavra.”
  16. 16. 16 O que podem significar as seguintes ações? Olhar no vazio; Arquear as sobrancelhas; Desviar os olhos quando o outro fala; Roer as unhas; Mexer no cabelo; Fechar os olhos durante um concerto
  17. 17. 17 Movimentação Proactiva 1.Entramos em determinado estabelecimento e a rececionista permanece sentada com as mãos no teclado do computador enquanto nos dirigimos a ela.
  18. 18. 18 Movimentação Proactiva 1.Entramos em determinado estabelecimento e a rececionista levanta-se para nos cumprimentar enquanto estende a mão em direção a nós.
  19. 19. 19 Comunicação Não-verbal Exemplos: expressão facial e corporal / entoação da voz / aparência / gestos etc.
  20. 20. 20 De uma forma não verbal, vamos tentar transmitir diferentes sentimentos e ações:
  21. 21. 21 Antes de conhecermos alguém, o nosso cérebro confia em pré-julgamentos para tentar categorizar a pessoa.
  22. 22. 22 Imaginem que aparecem os seguintes fornecedores para materiais de construção. Qual escolheriam e porquê?
  23. 23. 23 Pensemos no exemplo das entrevistas de emprego. Simulação de Entrevistas.
  24. 24. 24 Fale-me um pouco sobre si. Porque se candidatou a este emprego (ou porque deixou o anterior)? Porque quer trabalhar nesta empresa? Que experiência profissional relevante você tem? Se os seus antigos colegas estivessem aqui, o que diriam de si?
  25. 25. 25 Candidatou-se para mais empresas? De que forma reage a trabalhar sobre muita pressão? O que o motiva para fazer um bom trabalho? Qual é a sua melhor qualidade? Qual é a sua maior fraqueza?
  26. 26. 26 Quais são as suas perspetivas em relação ao salário? Você é bom a trabalhar em equipa? Houve algo que alguma vez o tenha irritado em relação a antigos colegas? Está motivado para colocar os interesses da empresa acima dos seus? Explique-me porque o devo contratar?
  27. 27. 27 Como influenciar o pré-julgamento que as pessoas fazem antes de nos conhecerem? Ter em atenção aos sinais da linguagem corporal.
  28. 28. 28 Alguns exemplos: Sentar encostado para trás – transmite desleixo ou arrogância. Sentar demasiado para a frente – pode parecer agressivo.
  29. 29. 29 Tentar manter contato olhos nos olhos, sobretudo quando ambas as pessoas se cumprimentam.
  30. 30. 30 Evitar abanar a cabeça afirmativam ente muitas vezes.
  31. 31. 31 Cruzar os braços – Coloca-nos na defensiva.
  32. 32. 32 Olhar à volta ou olhar para cima – é um claro sinal de que a pessoa pode estar a mentir.
  33. 33. 33 orçar o sorriso – eixa as outras essoas esconfortáveis e a ensarem se a essoa quer mesmo star ali.
  34. 34. 34 Dar um passo atrás quando nos é pedido que tomemos uma decisão – revela medo e incerteza.
  35. 35. 35 Manter as mãos nas ancas – é considerada uma postura agressiva.
  36. 36. 36 Verificar o telemóvel ou o relógio – Revela a vontade de estar noutro local.
  37. 37. 37 Uma postura poderosa
  38. 38. 38 Devemos usar gestos quando falamos.
  39. 39. 39 “Os olhos são o espelho da alma”.
  40. 40. 40 Barreiras da Comunicação: O Ruído
  41. 41. 41 Barreiras à Comunicação: Número de intermediários entre o emissor e o recetor.
  42. 42. 42 Barreiras à Comunicação: Resistência à Mudança
  43. 43. 43 Pouca comunicação aumenta a ansiedade.
  44. 44. 44 Problemas que afetam a comunicação: Demasiada comunicação que leva à irritação.
  45. 45. 45 Exercício 2
  46. 46. 46 Níveis de Comunicação
  47. 47. 47 Níveis de Comunicação - Envio de mensagens no vazio Exemplo: Envio de email/carta
  48. 48. 48 Níveis de Comunicação – Troca de mensagens IM ou mensagens de texto (SMS)
  49. 49. 49 Níveis de Comunicação – Diálogo Verbal Chamada telefónica
  50. 50. 50 Níveis de Comunicação – Discussão espontânea (pessoalmente) Decidimos ir ter diretamente com a pessoa e conversar.
  51. 51. 51 Níveis de Comunicação – Discussão agendada (pessoalmente).
  52. 52. 52 Tipos de Perfis Comunicacionais Passivo / Agressivo / Manipulativo / Assertivo
  53. 53. 53 Agressivo Comportamentos – Autoritarismo / Intolerância / Presença Ruidosa / Interrupções sistemáticas / Sorriso irónico
  54. 54. 54 Agressivo – Causas?
  55. 55. 55 Agressivo – Justificações: “Prefiro ser lobo a ser cordeiro.”
  56. 56. 56 Agressivo – Justificações: “Neste mundo é preciso saber impor-se.”
  57. 57. 57 Agressivo – Efeitos mais Comuns Sobre a situação: Insatisfação de uma das partes; Diminuição da qualidade dos trabalhos.
  58. 58. 58 Passivo Sente as pessoas ou as situações como ameaçadoras.
  59. 59. 59 Passivo – Justificação “Não gosto de prolongar discussões.” “Os outros são mais importantes.”
  60. 60. 60 Passivo – Efeitos: Diminuição da qualidade nos resultados. Aceitação de tarefas que vão para além das suas possibilidades.
  61. 61. 61 Manipulador Muda de opinião consoante as pessoas presentes.
  62. 62. 62 Manipulador – Justificação “O segredo é a alma do negócio.” “A vitória é dos espertos.”
  63. 63. 63 Manipulador – Efeitos mais comuns: Insatisfação de uma das partes.
  64. 64. 64 Assertividade Defender os seus direitos sem atentar aos direitos dos outros.
  65. 65. 65 Assertividade – Efeitos mais comuns: Satisfação de ambas as partes; Máxima qualidade dos resultados.
  66. 66. 66 Exercício 3
  67. 67. 67 Escutar Demonstrar interesse
  68. 68. 68 Feedback
  69. 69. 69 Atividade: A importância do Feedback na comunicação.
  70. 70. 70 Atividade: A importância do Feedback na comunicação.
  71. 71. 71 Liderança
  72. 72. 72 Liderança Três estilos de liderança: Autocrático; Laissez-faire; Democrático.
  73. 73. 73 Liderança – Autocrático O líder mantém de forma exclusiva o controlo e o poder.
  74. 74. 74 Liderança – Laissez Faire O grupo tem liberdade para decidir.
  75. 75. 75 Liderança – Democrática Objetivos apresentados pelo líder mas discutidos pelo grupo.
  76. 76. 76 Exercício 4
  77. 77. 77 Exercício 5
  78. 78. 78 Não parar de aprender/reciclar conhecimentos.
  79. 79. 79
  80. 80. 80
  81. 81. 81 A maior parte das pessoas só retém 10% daquilo que estão a ouvir.
  82. 82. 82 Situação: Um superior está constantemente a dizer que determinada tarefa é urgente.
  83. 83. 83 Situação: Incapacidade de dizer NÃO.
  84. 84. 84 Fiz asneira e agora? Como pedir desculpa de forma genuína.
  85. 85. 85 Criticar – Porque o fazemos?
  86. 86. 86 Alternativa à crítica – Ser específico.
  87. 87. 87 Alternativa à crítica – Ser específico.
  88. 88. 88
  89. 89. 89
  90. 90. 90
  91. 91. 91
  92. 92. 92
  93. 93. 93
  94. 94. 94
  95. 95. 95 Quando é mesmo necessário criticar o trabalho de alguém como o fazer?
  96. 96. 96 Por vezes temos que evitar: Elogiar em público, criticar em privado.
  97. 97. 97 Em vez de centrar a crítica na outra pessoa– enquadrar a mesma nos objetivos que se pretendem alcançar.
  98. 98. 98 Ninguém gosta de receber feedback negativo mas a maior parte das pessoas querem ouvi-lo
  99. 99. 99 O Slogan da Royal Academy of Dramatic Art's - "Think. Breathe. Speak.“ “Pensa. Respira. Fala.”
  100. 100. 100 Organização do Trabalho
  101. 101. 101 Produtividade+Colaboração
  102. 102. 102 Grupo Vocês são um grupo? Porquê?
  103. 103. 103 Grupo Quais as vantagens do trabalho em grupo?
  104. 104. 104 Resulta melhor trabalhar em grandes equipas ou equipas mais pequenas?
  105. 105. 105
  106. 106. 106 Exercício 6
  107. 107. 107 Organização do Trabalho: Promover a Rotação de Tarefas; Dar polivalência aos trabalhadores; Combater a desmotivação e o absentismo.
  108. 108. 108 Procrastinação
  109. 109. 109 Procrastinação Se a tarefa se arrasta no tempo, coloque-lhe uma deadline/data limite. Ofereça-lhe uma recompensa: “se terminar esta tarefa irei fazer…” Diga a outras pessoas que irá realizar determinada tarefa, isso poderá servir de incentivo. Trate dessas tarefas de manhã, quanto mais cedo se livrar delas melhor.
  110. 110. 110 Algumas ferramentas para a Gestão do Tempo Escolha uma tarefa para fazer; Marque 25 minutos, trabalhe até terminar esse tempo. Faça um descanso. Após quatro períodos de 25 minutos faça um descanso maior.
  111. 111. 111 O Stress
  112. 112. 112 O Stress
  113. 113. 113 O Stress Alguns exemplos de coisas que vos provocam stress.
  114. 114. 114 Cenário: Quando estamos perante uma discussão o que fazer?
  115. 115. 115 Quais as vossas estratégias para reduzir/lidar com o stress?
  116. 116. 116 Humor
  117. 117. 117 Humor
  118. 118. 118 Humor
  119. 119. 119 Humor
  120. 120. 120 Humor
  121. 121. 121 Humor
  122. 122. 122 Solução para o Stress – Descansar.
  123. 123. 123 Os 3 pilares da Saúde – Nutrição, Exercício e Sono.
  124. 124. 124 Que elementos podem fazer com que nos sintamos motivados ao realizar determinado trabalho?
  125. 125. 125 Que elementos podem fazer com que nos sintamos motivados ao realizar determinado trabalho? Físicas; Segurança; Relacionamento; Realização; Responsabilidade; Desenvolvimento; Reconhecimento.
  126. 126. 126 Que riscos acham que podem afetar a qualidade do vosso trabalho?
  127. 127. 127 Monotonia Autonomia Ritmo de trabalho A comunicação Participação Identificação com a tarefa O tipo de liderança Estabilidade de emprego Relações interpessoais A organização do trabalho A tecnologia O próprio indivíduo O grupo A cultura da empresa, O ambiente físico
  128. 128. 128
  129. 129. 129 Importante – Ter atenção à postura no trabalho.
  130. 130. 130 Elementos Ergonómicos que podem provocar acidentes
  131. 131. 131 "Pela falta de um cravo a ferradura foi perdida; Pela falta da ferradura o cavalo foi perdido; pela perda do cavalo, o cavaleiro se perdeu; pela perda do cavaleiro, a batalha foi perdida, pela perda da batalha, o reino foi perdido, e tudo porque um cravo de ferradura foi perdido!" Benjamin Franklin
  132. 132. 132 Programa 5S Representa uma técnica de Gestão que tem origem em 5 termos: Seiri – Organização, utilização, libertação da área. Seiton – Ordem, arrumação. Seiso – Limpeza. Seiketsu – Padronização, saúde. Shitsuke – Disciplina, autodisciplina
  133. 133. 133 Exercício 7
  134. 134. 134 Organização de Tarefas As Listas de Coisas a Fazer – Façam uma lista de tarefas do que têm de fazer na próxima segunda-feira.
  135. 135. 135 Entre uma tarefa que vos agrada mais e outra que gostam menos, qual fazem primeiro?
  136. 136. 136 Entre uma tarefa que exige menos tempo e uma que exige mais tempo qual escolhem primeiro?
  137. 137. 137 Se tiverem de fazer duas tarefas, sendo que uma é mais fácil, qual fazem primeiro?
  138. 138. 138 Evitar multi-tasking!
  139. 139. 139 Lei da Contra Produtividade Para além de um certo limite horário, a produtividade do tempo investido decresce e torna-se negativa.
  140. 140. 140 A partir das 30 horas de trabalho a qualidade do mesmo e a vida pessoal começam a ser prejudicadas.
  141. 141. 141 Lei de Parkinson Devemos pensar em função do tempo necessário e não em função do tempo disponível.
  142. 142. 142 Lei dos Ritmos Biológicos Cada ser humano é atravessado por múltiplos ritmos biológicos.
  143. 143. 143 Eficaz VS Eficiente - Qual é a diferença?
  144. 144. 144 Eficiente O objetivo é esforçarmo-nos por conseguir: O melhor possível – Qualidade O mais possível – Quantidade O mínimo de energia – Economia de movimentos O melhor tempo – Economia de tempo
  145. 145. 145 Reparem na seguinte história: Um consultor, especialista em « Gestão do Tempo », quis surpreender a plateia durante uma conferência. Tirou de baixo da mesa um frasco grande, de boca larga. Colocou-o sobre a mesa, ao lado de uma pilha de pedras do tamanho de um punho e perguntou:
  146. 146. 146 Quantas pedras vocês acham que cabem neste frasco? Após algumas conjeturas dos presentes, o consultor começou a colocar as pedras, até encher o frasco.
  147. 147. 147 Perguntou então: « -Está cheio? » Todos olharam para o frasco e disseram que sim. Em seguida, ele tirou um saco com pedrinhas bem pequenas de baixo da mesa. Colocou parte das pedrinhas dentro do frasco e agitou-o. As pedrinhas penetraram pelos espaços encontrados pelas pedras grandes.
  148. 148. 148 O consultor sorriu, com ironia, e repetiu: « -Está cheio? » « - Não! » - exclamaram os ouvintes.
  149. 149. 149 « -Muito bem ! » - exclamou o consultor, pousando sobre a mesa um saco com areia, que começou a despejar no frasco. A areia filtrava-se nos pequenos buracos deixados pelas pedras e pelas pedrinhas. « -Está cheio? » - perguntou de novo. Dessa vez os ouvintes duvidaram: « -Talvez não… »
  150. 150. 150 Pegou, então, um jarro e começou a jogar água dentro do frasco, que absorvia a água, sem transbordar. Deu por encerrada a experiência e perguntou: « - Bom, o que acabamos de demonstrar? »
  151. 151. 151 Um participante respondeu: « - Que não importa o quão cheia está a nossa agenda, se quisermos, sempre conseguiremos fazer com que caibam outros compromissos. »
  152. 152. 152 « -Não! O que esta lição nos ensina é que, se não colocarmos as pedras grandes primeiro, nunca seremos capazes de colocá-las depois. E quais são as pedras grandes nas nossa vidas? São a família, projetos mais importantes, saúde etc.
  153. 153. 153 Adiar Reparta os grandes projetos em sectores menores de modo a ocupar-se deles aos poucos de cada vez
  154. 154. 154
  155. 155. 155 Planeamento
  156. 156. 156 Uma das melhores técnicas de Gestão do Tempo é saber delegar tarefas.
  157. 157. 157 «Se não tiveres rumo, nenhum vento te será favorável» Séneca
  158. 158. 158 “Arrependimento pelo tempo perdido é ainda mais tempo perdido. Mason Cooley
  159. 159. 159 Dica: As melhores ideias surgem durante o banho.
  160. 160. 160 Por vezes são-nos pedidas ações/exercícios/atividade s que necessitam de criatividade. Nesses momentos podemos “bloquear”.
  161. 161. 161 Comunicar numa Hierarquia
  162. 162. 162 Comportamentos a evitar no Contacto com o Público  Postura incorreta e má apresentação pessoal.  Ignorar o contacto visual.  Emoções descontroladas.  Gestos bruscos, agressivos, inadequados.
  163. 163. 163 Comportamentos a evitar no Contacto com o Público  Área de trabalho desarrumada.  Ignorar a presença do outro.
  164. 164. 164 Comportamentos a evitar no Contacto com o Público  Criticar o Cliente.  Ao chegar atrasado não pedir desculpa por qualquer atraso.
  165. 165. 165 Venda de Objetos
  166. 166. Técnicas de Negociação 166
  167. 167. Técnicas de Negociação 167
  168. 168. Área de Negociação 168
  169. 169. 169
  170. 170. 170
  171. 171. 171
  172. 172. 172
  173. 173. 173 A balança, quando trabalha, não conhece ouro nem chumbo. A espada vence e a palavra convence. A ignorância e o vento são do maior atrevimento.
  174. 174. 174 Em casa de pouco pão todos ralham e ninguém tem razão. Entende primeiro, fala derradeiro. Não faças mal ao teu vizinho que o teu vem pelo caminho.
  175. 175. 175 “Nenhum homem é uma ilha!” John Donne
  176. 176. 176
  177. 177. 177 Se tivessem que convencer um futuro superior para a necessidade de se apostar em equipamentos automáticos de produção, que argumentos usariam a vosso favor?
  178. 178. 178 Empreender o Eu Não precisamos de ser melhores que todos os outros profissionais. Só precisamos de ser melhores num nicho localizado.
  179. 179. 179 Empreender o Eu - Ativos Trata-se de perceber o que temos a nosso favor (vantagem) em determinado momento/local.
  180. 180. 180 Empreender o Eu - Ativos Ativos Suaves: Conhecimento Habilidades Contactos Etc.
  181. 181. 181 Empreender o Eu - Ativos Ativos Agressivos: Dinheiro no banco
  182. 182. 182 Empreender o Eu - Ativos Dinâmica – O Eu daqui a 10 anos.
  183. 183. 183 Empreender o Eu - Ativos Podemos ser mais competitivos mudando o ambiente onde vamos atuar.
  184. 184. 184 Lei das Sequências Homogéneas de Trabalho Todo o trabalho interrompido será menos eficaz e levará mais tempo do que se for executado de modo contínuo.
  185. 185. 185 Conflitos Podemos evitá-lo; Podemos enfrentar o conflito: Ganhar - Perder Perder - Perder Ganhar - Ganhar
  186. 186. 186 Organização Imaginem que era pedido ao vosso grupo para pintarem esta sala. De que forma organizavam o trabalho?
  187. 187. 187 Organização Decidir a maneira mais simples de fazer a tarefa, evitando complicações. Decidir o modo mais barato de fazer a tarefa. Optar pelo meio menos cansativo para quem vai realizar a tarefa. Escolher um procedimento que seja mais rápido. Conseguir obter a melhor qualidade e o resultado mais confiável. Escolher a maneira menos perigosa de fazer a tarefa. Optar por uma forma de trabalho que não prejudique o meio ambiente.
  188. 188. 188 Organização Temos que ter os recursos humanos devidamente preparados e qualificados. Temos que considerar as capacidades dos trabalhadores e as características físicas e técnicas a desempenhar.

×