Aula organogênese

19.286 visualizações

Publicada em

0 comentários
13 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.286
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
405
Comentários
0
Gostaram
13
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula organogênese

  1. 1. TEMA DA AULA: 4ª a 8ª SEMANA DODESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  2. 2. OBJETIVOS DA AULA Descrever os fenômenos envolvidos nos dobramentosno plano medial e lateral; Entender a Organogênese; Descrever os principais achados que ocorrem durantea 4ª até a 8ª semana do desenvolvimento embrionário; Observar o aparecimento de estruturas externas doembrião;
  3. 3. INTRODUÇÃO 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO A maior parte do período do desenvolvimentoembrionário;Todas as principais estruturas, internas e externas seestabelecem; No final desse período: todos os principais sistemasde órgãos já começaram a formar-se e o embrião temum aspecto nitidamente humano;
  4. 4. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO – FASES DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIOCRESCIMENTO (AUMENTO DE TAMANHO) Divisão celular; Elaboração de produtos celulares;MORFOGÊNESE (DESENVOLVIMENTO DA FORMA) Movimentos de massas de células;DIFERENCIAÇÃO (MATURAÇÃO DOS PROCESSOS FISIOLÓGICOS) Resulta na formação de tecidos e órgãos capazes de executar funçõesespecializadas; “A morfogênese é um processo elaborado durante o qual ocorre muitas interações complexas, em uma seqüência ordenada” (Cooke, 1988; Wolpert, 1991)
  5. 5. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DOBRAMENTO EMBRIONÁRIO Disco embrionário trilaminar plano Forma ± cilíndricaDOBRAMENTO NOS PLANOS MEDIANO E HORIZONTAL Rápido crescimento do embrião;AUMENTO RÁPIDO DO COMPRIMENTO DO DISCOEMBRIONÁRIO
  6. 6. CORPO CILÍNDRICO DO EMBRIÃO DE 4ª SEMANA
  7. 7. VISTA EXTERNADO EMBRIÃO DE 4ª SEMANA
  8. 8. VISTA INTERNADO EMBRIÃO DE 4ª SEMANA
  9. 9. DOBRAMENTO DOEMBRIÃO DURANTE A 4ª SEMANA
  10. 10. DOBRAMENTO DAEXTREMIDADE CEFÁLICA DO EMBRIÃO (21 DIAS)
  11. 11. EXTREMIDADE CEFÁLICA DO EMBRIÃO 4ª SEMANA
  12. 12. EFEITO DA PRGACEFÁLICA SOBRE O CELOMA INTRA- EMBRIONÁRIO
  13. 13. DOBRAMENTO DA EXTREMIDADE CAUDAL DO EMBRIÃO DE 4ª SEMANA
  14. 14. EXTREMIDADE CAUDAL DO EMBRIÃO DE 4ª SEMANA
  15. 15. DESTINOS DOS TECIDOSEMBRIONÁRIOS
  16. 16. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO CONTROLE DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO A maior parte dos processos do desenvolvimento dependede uma interação coordenada e precisa de fatores genéticos eambientais; MECANISMO DE CONTROLE DO DESENVOLVIMENTO  Interações entre tecidos;  Migração regulada de células e de colônias de células;  Proliferação controlada e morte celular programada;
  17. 17. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO SUBSTÂNCIASSINALIZADORAS DA INDUÇÃO DODESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  18. 18. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO  PRINCIPAIS EVENTOS DA 4ª A 8ª SEMANA  4ª semana - grandes mudanças na forma do corpo; - início da 4ª semana (22 – 23 dias); - 2,0 a 3,5mm; - quase reto; -4a 12 somitos;  O tubo neural forma-se em frente aos somitos e está amplamente aberto nos neuróporos rostral (anterior) e caudal (posterior)
  19. 19. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO  PRINCIPAIS EVENTOS DA 4ª A 8ª SEMANA  24 DIA - os arcos faríngeos (branquiais) são visíveis; - embrião levemente encurvado; - saliência cardíaca;  26 DIA - visíveis três pares de arcos faríngeos; - curvatura em C característica ; - fosseta óptica;
  20. 20. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO  PRINCIPAIS EVENTOS DA 4ª A 8ª SEMANA  27 e 28 DIA - broto dos membros superiores ; - placódios do cristalino; - brotos dos membros inferiores;
  21. 21. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO 5ª SEMANA  pequenas as mudanças na forma do corpo;  crescimento da cabeça maior que o das outras regiões;  face em contato com a saliência cardíaca formação do seio cervical;  brotos dos membros superiores em forma de remos;  brotos dos membros inferiores em forma de nadadeiras;  rins mesonéfricos;
  22. 22. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO 5ª SEMANA DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  23. 23. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO 6ª SEMANA  desenvolvimento dos cotovelos;  desenvolvimento das grandes placas das mãos;  desenvolvimento dos raios digitais;  movimentos espontâneos;  desenvolvimento das saliências auriculares;  desenvolvimento do meato acústico externo;  olho bem evidente;
  24. 24. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO 6ª SEMANA DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  25. 25. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO 7ª SEMANA  chanfraduras entre os raios digitais das placas das mãos;  pedículo vitelino;  desenvolvimento dos raios digitais;  hérnia umbilical;  começa a ossificação dos membros superiores;
  26. 26. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO 7ª SEMANA DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  27. 27. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO 8ª SEMANA  todas as regiões dos membros são reconhecíveis;  dedos mais compridos e totalmente separados;  desaparecimento da cauda;  mãos e pés aproxima-se ventralmente;  cabeça ainda desproporcionalmente grande e constitui quase metade do embrião;  pálpebras mais evidentes;  aurículas das orelhas externas começam a tomar sua forma final;
  28. 28. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO 8ª SEMANA DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  29. 29. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO 8ª SEMANA DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  30. 30. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO ESTIMATIVA DO TEMPO DE GESTAÇÃO IDADE DA GESTAÇÃO “Por convenção, os obstetras expressam a idade da gravidez em semanas menstruais, contando a partir do primeiro dia do último período menstrual normal (DUM)” (Hadlock, 1994) - Idade da concepção  começa com a fertilização ou concepção, cerca de duas semanas após a DUM.
  31. 31. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO MÉTODOS PARA ESTIMAR COMPRIMENTO DO EMBRIÃO
  32. 32. 4ª a 8ª SEMANA DODESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIOIMAGENS ULTRA- SONOGRÁFICAS DO EMBRIÃO
  33. 33. 4ª a 8ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO TERATOGÊNESE  TERATÓGENOS “Um teratógeno é qualquer agente capaz de produzir uma anomalia congênita ou aumentar a incidência de uma anomalia na população”  Atuam durante o estágio da diferenciação ativa de um tecido ou órgão.
  34. 34. SÍNDROME DOALCOOLISMO FETAL
  35. 35. SÍNDROME DA HIDANTOÍNA FETAL EM UMA MENINA
  36. 36. MALFORMAÇÃO DOS MEMBROSCAUSADOS PELA TALIDOMIDA
  37. 37. ANOMALIAS CAUSADAS PELOVÍRUS DA RUBÉOLA
  38. 38. OBRIGADO !
  39. 39. BIBLIOGRAFIA• L. C. Junqueira & J. Carneiro. Histologia Básica. 11a ed. Guanabara-Koogan, 2008.• L.P.Gartner & J. L. Hiatt. Tratado de Histologia em cores. ELSEVIER. 3ª ed, 2007.• L.P.Gartner & J. L. Hiatt. Atlas Colorido de Histologia. Guanabara-Koogan. 4ª ed, 2006.• I. Berman. Atlas colorido de Histologia Básica. 2a ed. Guanabara-Koogan, 2000.• V. P. Eroschenko. Di Fiori’s Atlas of Histology with Functional Correlations. 8th.ed. Williams & Wilkins, 1996.

×