Aula gametogênese, fertilização, segmentação

9.191 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.191
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
292
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula gametogênese, fertilização, segmentação

  1. 1. TEMA DA AULA 1ª E 2ª SEMANA DODESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  2. 2. OBJETIVOS DA AULA Noções de gametogênese; Citar os principais hormônios envolvidos napreparação uterina bem como suas alteraçõesmorfológicas; Descrever os principais eventos da 1ª semana dodesenvolvimento embrionário correlacionando comos achados clínicos; Descrever os principais eventos da 2ª semana dodesenvolvimento embrionário com correlacionandocom os achados;
  3. 3. 1ª Semana do Desenvolvimento Embrionário Gametogênese; Preparação uterina: estrutura e fisiologia; Fertilização; Implantação do blastocisto;
  4. 4. GAMETOGÊNESEOVOGÊNESE ESPERMATOGÊNESE
  5. 5. CORRELAÇÕES CLÍNICAS DEFEITOS CONGÊNITOS E ABORTOS ESPONTÂNEOS;  Fatores cromossômicos e genéticos:  Anormalidades numéricas  Trissomia do 21  Trissomia do 18  Trissomia do 13  Síndrome de Klinefelter  Síndrome de Turner  Síndrome do triplo X  Anormalidades estruturais:  Deleções e mutações  Técnicas diagnósticas:  Análise citogenética;  Hibridização in situ com fluorescência (FISH);  Análise espectral do cariótipo. GAMETAS ANORMAIS
  6. 6. CICLO OVARIANO
  7. 7. CICLO OVARIANO
  8. 8. ALTERAÇÕES NA MUCOSA UTERINA
  9. 9. ALTERAÇÕES HORMONAIS X ALTERAÇÕES OVARIANAS X ALTERAÇÕESENDOMETRIAIS
  10. 10. CICLOOVARIANO
  11. 11. CORRELAÇÕES CLÍNICAS MÉTODOS ANTICONCEPCIONAIS:  A pílula anticoncepcional;  Depo-provera;  A “pílula” masculina;  O dispositivo intra-uterino (DIU);  A droga RU-486 (mifepristona);  A vasectomia e a ligadura tubária; INFERTILIDADE:  Fertilização in vitro;  Transferência intrafalopiana de gametas;  Transferência intrafalopiana de zigotos;
  12. 12. FOLICULOGÊNESE
  13. 13. OVULAÇÃO – SINAIZADORES INFLAMATÓRIOS
  14. 14. FERTILIZAÇÃO
  15. 15. 1ª Semana do Desenvolvimento EmbrionárioFERTILIZAÇÃO: Espermatozóides precisam passar por um processo de ativação, conhecido como capacitação; Após a capacitação, os espermatozóides, mostram-se mais ativados e capazes de penetrar na corona radiata e zona pelúcida que envolvem o ovócito secundário; A fertilização começa com o contato de um espermatozóide e um ovócito secundário, terminando com a fusão dos núcleos do espermatozóide e do óvulo e a conseqüente mistura dos cromossomos maternos e paternos;
  16. 16. FERTILIZAÇÃO
  17. 17. FERTILIZAÇÃO
  18. 18. 1ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIOCLIVAGEM DO ZIGOTO: A divisão mitótica do zigoto em duas células-filhas chamadas blastômeros, começa poucos dias depois da fertilização. Por volta do terceiro dia, uma bola sólida de dezesseis ou mais blastômeros está constituída a mórula. Com o aumento do líquido há a separação das células em duas partes:  camada externa: trofoblasto;  grupo de células centrais: massa celular interna e a camada interna - embrioblasto. No quarto dia os espaços repletos de líquidos fundem-se para formar um único e grande espaço conhecido como cavidade blastocística, o que converte a mórula em um blastocisto.
  19. 19. DESENVOLVIMENTO DO ZIGOTO ZIGOTO → BLASTOCISTO
  20. 20. 1ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIOCLIVAGEM DO ZIGOTO: No quinto dia a zona pelúcida degenera e desaparece, o blastocisto prende ao epitélio do endométrio em torno do sexto dia, geralmente pelo pólo embrionário. Com o progresso da invasão do trofoblasto este forma duas camadas:  um citotrofoblasto interno (trofoblasto celular);  sinciciotrofoblasto externo - produzem substâncias que invadem o tecido materno, permitindo que blastocisto penetre no endométrio. Ao final da primeira semana, o blastocisto está superficialmente implantado na camada compacta do endométrio, nutrindo-se do sangue materno e dos tecidos endometriais erudidos.
  21. 21. EVENTOS DURANTE A 1ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  22. 22. 2ª SEMANA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  23. 23. 2ª Semana do Desenvolvimento Embrionário Término da implantação do blastocisto; Formação da cavidade amniótica; Formação do disco embrionário bilaminar; Formação do mesoderma extra-embrionário; Formação do celoma extra-embrionário; Ocorrência da placa pré-cordal;
  24. 24. 2ª Semana do Desenvolvimento Embrionário O embrioblasto sofre mudanças que permite diferenciar duas porções: o epiblasto e o hipoblasto; Dessa forma ao fim de nove dias após a fertilização, o blastocisto já se encontra totalmente implantado no endométrio e entre as células do epiblasto surge a cavidade amniótica. Do hipoblasto origina-se uma camada de células que revestirá a cavidade interna do blastocisto que passará a se chamar cavidade vitelina primitiva. Entre a cavidade e o citotrofoblasto surge o mesoderma extra- embrionário;
  25. 25. 2ª Semana do Desenvolvimento Embrionário BLASTOCISTO HUMANO DE 7 DIAS
  26. 26. IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO EMBRIÃO BLASTOCISTO BLASTOCISTOHUMANO DE 8 DIAS HUMANO DE 9 DIAS
  27. 27. IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO EMBRIÃOBLASTOCISTO HUMANO DE 12 DIAS BLASTOCISTO HUMANO DE 13 DIAS
  28. 28. DIFERENCIAÇÃO DA PLACA PROCORDAL
  29. 29. ESTRUTURAS CORIÔNICAS
  30. 30. GRAVIDEZ ECTÓPICA
  31. 31. GRAVIDEZ ECTÓPICA
  32. 32. BIBLIOGRAFIA EMBRIOLOGIA CLÍNICA – MOORE & PERSAUD; LANGMAN - EMBRIOLOGIA MÉDICA – T.W.SADLER;

×