Land art ppt2

1.005 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.005
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Land art ppt2

  1. 1. Paisagem
  2. 2. Paisagem• De que falamos quando nos referimos à paisagem? Exercício 1 : No teu diário gráfico, desenha uma paisagem à tua escolha. Desenho de memória.
  3. 3. “Não existe desenho que não seja de memória, independentemente do intervalo de tempo em que você olha para o modelo até olhar para o desenho ou pintura, você está memorizando o que acabou de ver” (Kimon Nicolaides)
  4. 4. Paisagem- Parcela da natureza, montanha, vale?- Imagem que a representa?A noção de paisagem e a sua realidade observada são verdadeiramente umainvenção, um objecto cultural…Só existe no local onde a contemplamosSó acontece por intemédio do nosso olhar, que confere unidade , enquadramentoao espaço visível exterior.
  5. 5. Paisagem(do francês pays)• Dupla designação: - representação de uma vista - a vista em siOu seja: - Capacidade de apreensão pelo sujeito dos dados do mundo físico, através do contacto directo; - E capacidade de transcrever e interpretar essa experiências através de representações visuais, musicais, literárias, perfomativas, etc.)
  6. 6. Arte e Paisagem• Ao longo da história, a relação entre arte e paisagem acentuou um relação singular dos artistas com o mundo• A paisagem é uma forma poderosa de “fazer (o) mundo”, revelando concepções individuais e colectivas que vão variando ao longo do tempo
  7. 7. Land Art
  8. 8. ARTE / NATUREZA / PAISAGEM
  9. 9. Regresso à NaturezaRobert Smithson, Spiral Jetty,1 970http://www.youtube.com/watch?v=Cg_iJp6LAUc
  10. 10. Rejeição da rigidez das disciplinas tradicionais Michael Heizer, Rift, 1968
  11. 11. Recusa de limitar-se a espaços fechado do atelier como lugar priveligiado deprodução de obras Christo e Jeanne -Claude, Rift, 1972
  12. 12. Vontade de libertação dos constragimentos impostos pelo museu e pelomercado da arte Dennis Oppenheim
  13. 13. Invadem espaços intervindo frequentementeem zonas isoladas dos centrosurbanos Dennis Oppenheim
  14. 14. Estas intervenções são posteriormente divulgadas soba forma de projectos,recorerendo a diversos suportes: desenhos, mapas, textos, fotografiaChristo e Jeanne -Claude, the Gates,2003 Hamish Fulton
  15. 15. Andy Goldworthy Ian Hamilton FINLAY
  16. 16. Francis Alys“When faith moves moves mountains”, 2002 Deserto Peruano
  17. 17. Andy Goldworthy“Quando eu trabalho com as folhas, pedras ,paus não é só o material em si, é umaabertura ao processo da vida e do que arodeia. Quando o deixo, o processocontinua…”
  18. 18. Andy Goldworthy“O tempo - chuva, sol, neve, granizo- é o espaçoexterno que é visível.Quando eu toco uma pedra eu estou tocando etrabalhando o espaço à volta dela. Ela não éindependente da sua envolvência e a forma comoela está pousada diz-me como chegou até ali.Para compreender porquê que a pedra está ali epara onde vai, tenho que trabalhar com ela na áreaem que eu a encontrei.”
  19. 19. 5 tipos de abordagem da Land Art• Integração -Artistas manipulam a própria paisagem; -Adicionam, renovem, deslocam materiais naturais para criar esculturas minimalistas. - Usam elementos geométricos - Relacionam o que existe no lugar com a intervenção humana - Performance /Cortes / Reorganização
  20. 20. • Interrupção - Interrompem o ambiente trazendo elementos sintéticos, não naturais para a paisagem (cola, asfalto, carros, metal) - Expandem os trabalhos para coincidir com a própria paisagem; - Utilizam estruturas, máquinas, tecnologia; - Preocupações ecológicas
  21. 21. • Envolvimento - O artista trabalha enquanto indivíduo numa relação de um-para-um com a natureza; - Trabalha o próprio corpo na Paisagem - Acções performativas e ritualistas - Passeios pela natureza- dimensão do tempo e de distância;Ana Mendieta; Richard Long; Hamish Fulton
  22. 22. • Implementação - O ambiente enquanto ecosistema e depósito de realidades socio-políticas; - Contestam o espaço enquanto tela em branco, ou como recurso de exploração;- Criticam a destruição, lixo, exploração, desenvolvimento industrial, agricutura de massas, poluição global

×