SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS
SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
SUPERINTENDÊNCIA DE E...
1 - OBJETIVOS
1.1 Refletir sobre o ensino de Matemática em dois eixos estruturadores do
CBC: Espaço e Forma e Grandezas e ...
A- Projetar os slides com três esculturas de cada um dos artistas abaixo
relacionados:
a- Alberto Giacometti: o trabalho d...
D- Encorajar os participantes a fazerem perguntas e compartilharem seus
conhecimentos sobre o assunto. O coordenador do mi...
aos participantes que, aquilo que é retirado não pode retornar, portanto eles devem
ser cuidadosos e ampliar aos poucos a ...
aos participantes que, aquilo que é retirado não pode retornar, portanto eles devem
ser cuidadosos e ampliar aos poucos a ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Minicurso matemática 9º ano

531 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
531
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
134
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Minicurso matemática 9º ano

  1. 1. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL Programa de Intervenção Pedagógica/PIP/EF Encontro dos Professores de Matemática 9º ano e 2º período de TA MINICURSO – COMPONENTE CURRICULAR MATEMÁTICA Tema: O Lúdico no Ensino de Geometria
  2. 2. 1 - OBJETIVOS 1.1 Refletir sobre o ensino de Matemática em dois eixos estruturadores do CBC: Espaço e Forma e Grandezas e Medidas; 1.2 Identificar os diferentes tipos de vistas de um objeto geométrico espacial e estabelecer relações de medições e estimativas. 2 - MATERIAL DE APOIO • Duas unidades) de sabão de coco em pedra (consistência mais dura) por aluno; • Colher de chá, faca sem ponta e sem serra (faca de queijo ou espátula para patê); • Chave de fenda nº 8 e régua; • Saco plástico para o lixo; • CBC de Matemática; • Lápis, borracha e papel em branco; • Data show e multimídia; • Vídeo: vídeo que mostra Amilcar de Castro falando sobre seu trabalho e detalha o processo de produção de suas esculturas. 3 - ORGANIZAÇÃO DO MINICURSO O coordenador deverá acolher os participantes, entregar o material de apoio e ler as orientações contidas nele. 4 - ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS: 1ª etapa O coordenador do minicurso deverá:
  3. 3. A- Projetar os slides com três esculturas de cada um dos artistas abaixo relacionados: a- Alberto Giacometti: o trabalho dele representa a busca e a distorção do real através de figuras humanas alongadas (técnica: metal fundido). b- Michelangelo: A dificuldade do entalhe no mármore. c- Aleijadinho: Inspiração no Barroco Europeu associada à brasilidade (entalhe em madeira). d- Anna Maria Maiolino: Modelagem e moldagem, usando a argila como matéria- prima para uma expressão artística contemporânea. e- Frank Benson: Artista contemporâneo que utiliza materiais e técnicas da escultura tradicional para revelar reflexões em torno da própria arte e do papel do artista. f- Mestre Vitalino: Escultura revelando a tradição e a cultura do Nordeste brasileiro (modelagem em argila). g- Jeff Koons (esculturas de balões): Também contemporâneo. A confecção parte de recursos industriais e tecnológicos. h- Antony Gormley: Reflete sobre as multidões e as imagens que o homem eterniza em seu meio (material: ferro). i- Frans Krajcberg: Seu lema é "fazer da Arte um grito a favor do planeta". Utiliza pedaços de madeiras caídos na natureza. j- Louise Bourgeois: Por suas esculturas de "aranhas" de bronze suspensas no espaço. B- Mostrar a variedade de materiais e técnicas utilizadas pelos artistas tais como: • gesso, • bronze, • mármore, • pedra sabão, terracota e outros C- Complementar os conhecimentos que os participantes já possuem sobre a História da Arte, resgatando a evolução das técnicas nos movimentos artísticos do Brasil e do mundo.
  4. 4. D- Encorajar os participantes a fazerem perguntas e compartilharem seus conhecimentos sobre o assunto. O coordenador do minicurso poderá fazer perguntas como: • Quem já foi a alguma exposição com esculturas? • Quem viu esculturas espalhadas por praças ou jardins da cidade? O que viu de interessante nesses passeios? • Conhecem esculturas geométricas? Se sim, quais? Orientar os participantes para que façam anotações sobre os tipos de esculturas e técnicas utilizadas pelos artistas e convidá-los a escolher uma das obras apresentadas para reproduzirem com o material que será disponibilizado. 2ª etapa Terminada a primeira etapa, o coordenador do minicurso deverá: Entregar os materiais que serão utilizados para a confecção das obras. Solicitar que cada participante escolha uma das obras apresentadas, refletindo sobre os seguintes aspectos : • Qual artista você vai utilizar como inspiração? • Qual das obras desse artista será possível construir com o material disponibilizado? • A obra escolhida é abstrata ou figurativa? Orientar a criação de um esboço para desenvolver a peça ou uma série de peças no sabão. Lembrar que, para isso, devem escolher a escala mais adequada, desenhar a ideia sobre o papel, transferir o desenho para o sabão e aos poucos retirar os excessos até atingir o seu objetivo. Os participantes deverão explorar as dimensões dos objetos. Escrever todos os detalhes matemáticos da obra tais como: • forma geométrica predominante, • dimensões, • perímetros, • áreas e volumes. Observação: A escultura propriamente dita será feita com a colher ou espátula, raspando o sabão de coco para extrair as partes que não são necessárias para o seu objetivo. Lembrar
  5. 5. aos participantes que, aquilo que é retirado não pode retornar, portanto eles devem ser cuidadosos e ampliar aos poucos a área trabalhada. 3ª etapa Encerrar com uma exposição. 4ª etapa Para finalizar as atividades, os participantes deverão se organizar em 6 (seis) grupos e completar o quadro abaixo, respondendo aos seguintes questionamentos: a - Quais eixos e habilidades do CBC de Matemática foram contemplados com essa atividade? b - Na realização desta atividade, quais Componentes Curriculares, além da Matemática, foram contemplados? Eixo Competências / Habilidades Interdisciplinaridade
  6. 6. aos participantes que, aquilo que é retirado não pode retornar, portanto eles devem ser cuidadosos e ampliar aos poucos a área trabalhada. 3ª etapa Encerrar com uma exposição. 4ª etapa Para finalizar as atividades, os participantes deverão se organizar em 6 (seis) grupos e completar o quadro abaixo, respondendo aos seguintes questionamentos: a - Quais eixos e habilidades do CBC de Matemática foram contemplados com essa atividade? b - Na realização desta atividade, quais Componentes Curriculares, além da Matemática, foram contemplados? Eixo Competências / Habilidades Interdisciplinaridade

×