veados, isto levou à degradação excessiva das                                                                             ...
(B) II, apenas.                                                     (C) I e III, apenas.(Enem, 2001) Várias estratégias es...
(Enem, 2009) O processo de industrialização temgerado sérios problemas de ordem ambiental,econômica e social, entre os qua...
Anuário Gestão    Ambiental   2007,   p.   47-8   (com   mercúrio   para          compensar      variações   deadaptações)...
Considerando que a aceleração da gravidade local                                                     é de 10 m/s2 , a dens...
(C)    A                                                      Sociologia versa sobre todos os objetos que                 ...
(A) o crescimento das atividades comerciais e                                                            urbanas.         ...
tarde, em Goiás. A extração de pedras preciosas         nações amigas, ato antecipadamente negociadotambém       atraiu   ...
(B) parâmetros idealizados, cujo cumprimento é             (B) O conhecimento mítico segue um rigorosodestituído       de ...
(E) Nenhuma das alternativas anteriores.               (A) corrida armamentista entre as potências                        ...
O melhor momento do futebol para um tático é o                                                    minuto de silêncio. É qu...
(B) Um recurso utilizado no vestiário.                III. O comportamento linguístico de Hagar, no                       ...
(E) o invejoso não provoca medo nos seus                                 (D) origem das diferenças          entre   a   lí...
Eu fui aparelhado                                              terreno homens e mulheres, ante feitores depara gostar de p...
muerto de un tiro en la cabeza                                                           mientras estaba en un cibercafé d...
Questão 37                                                                     Rascunho     (Ibmec – SP) No diagrama abaix...
Questão 39                                                                         Rascunho(ENEM – 2009) A figura a seguir...
Questão 42                                                                 Rascunho       (UFRGS – 2009) Após tomar dois c...
Questão 45                                                                        Rascunho (ENEM – 2008) O gráfico abaixo ...
Questão 48                                                            Rascunho(ENEM – 2008) Fractal (do latim fractus, fra...
PROPOSTA DE REDAÇÃONome:_____________________________________________________________________________________Data: _______...
Simulado 2° série 14 de abril
Simulado 2° série 14 de abril
Simulado 2° série 14 de abril
Simulado 2° série 14 de abril
Simulado 2° série 14 de abril
Simulado 2° série 14 de abril
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Simulado 2° série 14 de abril

2.704 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.704
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simulado 2° série 14 de abril

  1. 1. veados, isto levou à degradação excessiva das pastagens, tanto pelo consumo excessivo como(Enem, 1998) No início deste século, com a pelo seu pisoteamento.finalidade de possibilitar o crescimento dapopulação de veados no planalto de Kaibab, no O estudante, desta vez, acertou se indicou asArizona (EUA), moveu-se uma caçada impiedosa alternativas:aos seus predadores – pumas, coiotes e lobos. Nográfico abaixo, a linha cheia indica o crescimento (A) I, II, III e IV.real da população de veados, no período de 1905 (B) I, II e III, apenas.a 1940; a linha pontilhada indica a expectativa (C) I, II e IV, apenas.quanto ao crescimento da população de veados, (D) II e III, apenas.nesse mesmo período, caso o homem não tivesse (E) III e IV, apenas.interferido em Kaibab. 1 0 0 .0 0 0 1 0 0 .0 0 0 P r im e ir o s fi lh o t e s (Enem, 1999) Um agricultor, que possui uma m o rre m d e fo m e M o r t e d e 6 0 % d o s f ilh o t e s plantação de milho e uma criação de galinhas,N ú m e ro d e v e a d o s passou a ter sérios problemas com os cachorros- 5 0 .0 0 0 do-mato que atacavam sua criação. O agricultor, E lim in a ç ã o d o s p r e d a d o r e s 4 0 .0 0 0 ajudado pelos vizinhos, exterminou os cachorros- 3 0 .0 0 0 2 0 .0 0 0 do-mato da região. Passado pouco tempo, houve 1 0 .0 0 0 um grande aumento no número de pássaros e P r o ib iç ã o d a c a ç a roedores que passaram a atacar as lavouras. Te m p o (a n o ) 1905 1910 1920 1930 1940 Nova campanha de extermínio e, logo depois da E x tr a í d o d e A m a b is & M a r t h o , F u n d a m e n t o s d e P s ic o lo g ia M o d e r n a , p a g . 4 2 destruição dos pássaros e roedores, uma grande praga de gafanhotos destruiu totalmente aPara explicar o fenômeno que ocorreu com a plantação de milho e as galinhas ficaram sempopulação de veados após a interferência do alimento.homem, o mesmo estudante elaborou asseguintes hipóteses e/ou conclusões: Analisando o caso acima, podemos perceber que houve desequilíbrio na teia alimentar representadaI) lobos, pumas e coiotes não eram, certamente, por:os únicos e mais vorazes predadores dos veados;quando estes predadores, até entãodesapercebidos, foram favorecidos pelaeliminação de seus competidores, aumentaramnumericamente e quase dizimaram a populaçãode veados.II) a falta de alimentos representou para os veadosum mal menor que a predação.III) ainda que a atuação dos predadores pudesserepresentar a morte para muitos veados, apredação demonstrou-se um fator positivo para oequilíbrio dinâmico e sobrevivência da populaçãocomo um todo.IV) a morte dos predadores acabou por permitirum crescimento exagerado da população de
  2. 2. (B) II, apenas. (C) I e III, apenas.(Enem, 2001) Várias estratégias estão sendo (D) II e III, apenas.consideradas para a recuperação da diversidadebiológica de um ambiente degradado, dentre elas, (E) I, II e III.a criação de vertebrados em cativeiro. Com esseobjetivo, a iniciativa mais adequada, dentre asalternativas abaixo, seria criar: (Enem, 2009) Para que apresente condutividade elétrica adequada a muitas aplicações, o cobre(A) machos de umas espécies e fêmeas de outras, bruto obtido por métodos térmicos é purificadopara possibilitar o acasalamento entre elas e o eletroliticamente. Nesse processo, o cobre brutosurgimento de novas espécies. impuro constitui o ânodo da célula, que está imerso em uma solução de CuSO4. À medida que(B) muitos indivíduos da espécie mais o cobre impuro é oxidado no ânodo, íons Cu2+ darepresentativa, de forma a manter a identidade e a solução são depositados na forma pura no cátodo.diversidade do ecossistema. Quanto às impurezas metálicas, algumas são oxidadas, passando à solução, enquanto outras(C) muitos indivíduos de uma única espécie, para simplesmente se desprendem do ânodo e segarantir uma população geneticamente sedimentam abaixo dele. As impurezasheterogênea e mais resistente. sedimentadas são posteriormente processadas, e sua comercialização gera receita que ajuda a(D) um número suficiente de indivíduos, do maior cobrir os custos do processo. A sérienúmero de espécies, que garanta a diversidade eletroquímica a seguir lista o cobre e algunsgenética de cada uma delas. metais presentes como impurezas no cobre bruto de acordo com suas forças redutoras relativas(E) vários indivíduos de poucas espécies, demodo a garantir, para cada espécie, umapopulação geneticamente homogênea.(Enem, 2003) A biodiversidade é garantida porinterações das várias formas de vida e pelaestrutura heterogênea dos habitats. Diante daperda acelerada de biodiversidade, tem sidodiscutida a possibilidade de se preservarem Entre as impurezas metálicas que constam naespécies por meio da construção de “bancos série apresentada, as que se sedimentam abaixogenéticos” de sementes, óvulos e do ânodo de cobre sãoespermatozóides. Apesar de os “bancos”preservarem espécimes (indivíduos), sua (A) Au, Pt, Ag, Zn, Ni e Pb.construção é considerada questionável do pontode vista ecológico-evolutivo, pois se argumenta (B) Au, Pt e Ag.que esse tipo de estratégia: (C) Zn, Ni e Pb.I. não preservaria a variabilidade genética das (D) Au e Zn.populações;II. dependeria de técnicas de preservação de (E) Ag e Pb.embriões, ainda desconhecidas;III. não reproduziria a heterogeneidade dosecossistemas.(A) I, apenas.
  3. 3. (Enem, 2009) O processo de industrialização temgerado sérios problemas de ordem ambiental,econômica e social, entre os quais se pode citar achuva ácida. Os ácidos usualmente presentes emmaiores proporções na água da chuva são oH2SO3, formado pela reação do CO2 atmosféricocom a água, o HNO3, o HNO2, o H2SO4 e o H2SO3.Esses quatro últimos são formados principalmentea partir da reação da água com os óxidos denitrogênio e de enxofre gerados pela queima decombustíveis fósseis. A formação de chuva mais O gráfico acima representa, de forma genérica, oou menos ácida depende não só da concentração que acontece com a quantidade de fármaco nodo ácido formado, como também do tipo de ácido. organismo humano ao longo do tempo.Essa pode ser uma informação útil na elaboração F. D. Fuchs e Cher l. Wannma. Farmacologia Clínica.de estratégias para minimizar esse problemaambiental. Se consideradas concentrações Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,1992, p. 40.idênticas, quais dos ácidos citados no texto A meia-vida do antibiótico amoxicilina é de 1 hora.conferem maior acidez às águas das chuvas? Assim, se uma dose desse antibiótico for injetada(A) HNO3 e HNO2. às 12 h em um paciente, o percentual dessa dose que restará em seu organismo às 13 h 30 min(B) H2SO4 e H2SO3. será aproximadamente de:(C) H2SO3 e HNO2. A) 10%.(D) H2SO4 e HNO3. B) 15%.(E) H2CO3 e H2SO3. C) 25%. D) 35%.(Enem, 2007) A duração do efeito de alguns E) 50%.fármacos está relacionada à sua meia-vida, temponecessário para que a quantidade original dofármaco no organismo se reduza à metade. Acada intervalo de tempo correspondente a umameia-vida, a quantidade de fármaco existente no (Enem, 2007) Quanto mais desenvolvida é umaorganismo no final do intervalo é igual a 50% da nação, mais lixo cada um de seus habitantesquantidade no início desse intervalo. produz. Além de o progresso elevar o volume de lixo, ele também modifica a qualidade do material despejado. Quando a sociedade progride, ela troca a televisão, o computador, compra mais brinquedos e aparelhos eletrônicos. Calcula-se que 700 milhões de aparelhos celulares já foram jogados fora em todo o mundo. O novo lixo contém mais mercúrio, chumbo, alumínio e bário. Abandonado nos lixões, esse material se deteriora e vaza. As substâncias liberadas infiltram-se no solo e podem chegar aos lençóis freáticos ou a rios próximos, espalhando-se pela água.
  4. 4. Anuário Gestão Ambiental 2007, p. 47-8 (com mercúrio para compensar variações deadaptações). temperatura.A respeito da produção de lixo e de sua relação De acordo com o texto, a coluna vertical decom o ambiente, é correto afirmar que mercúrio, quando aquecida.(A) as substâncias químicas encontradas no lixolevam, freqüentemente, ao aumento dadiversidade de espécies e, portanto, ao aumentoda produtividade agrícola do solo.(B) o tipo e a quantidade de lixo produzido pelasociedade independem de políticas de educaçãoque proponham mudanças no padrão deconsumo.(C) a produção de lixo é inversamenteproporcional ao nível de desenvolvimento (A) indica a variação da densidade do combustíveleconômico das sociedades. com a temperatura. (B) mostra a diferença de altura da coluna a ser(D) o desenvolvimento sustentável requer controle corrigida.e monitoramento dos efeitos do lixo sobre (C) mede a temperatura ambiente no momento doespécies existentes em cursos d’água, solo e abastecimento.vegetação. (D) regula a temperatura do densímetro de acordo com a do ambiente.(E) o desenvolvimento tecnológico tem elevado a (E) corrige a altura de referência de acordo com a densidade do líquido.criação de produtos descartáveis, o que evita ageração de lixo e resíduos químicos. (Enem, 2001) Pelas normas vigentes, o litro do álcool hidratado que abastece os veículos deve ser constituído de 96% de álcool puro e 4% de água (em volume). As densidades desses(Enem, 2010) Com a frequente adulteração de componentes são dadas na tabela 1.combustíveis, além de fiscalização, há Um técnico de um órgão de defesa do consumidornecessidade de prover meios para que o inspecionou cinco postos suspeitos de venderemconsumidor verifique a qualidade do combustível. álcool hidratado fora das normas. Colheu uma amostra do produto em cada posto, mediu aPara isso, nas bombas de combustível existe um densidade de cada uma, obtendo a tabela 2densímetro, semelhante ao ilustrado na figura. Umtubo de vidro fechado fica imerso no combustível, Tabela Idevido ao peso das bolinhas de chumbo Substâncicolocadas no seu interior. Uma coluna vertical Densidade (g/L) acentral marca a altura de referência, que deve Água 1000ficar abaixo ou no nível do combustível para Álcool 800indicar que sua densidade está adequada. Comoo volume do líquido varia com a temperatura mais Tabela IIque o do vidro, a coluna vertical é preenchida com Densidade do Posto combustível (g/L) I 822 II 820 III 815 IV 808 V 805
  5. 5. Considerando que a aceleração da gravidade local é de 10 m/s2 , a densidade da água do lago, em g/cm3 , é: (A) 0,6. (B) 1,2.A partir desses dados, o técnico pôde concluir que (C) 1,5.estavam com o combustível adequado somente os (D) 2,4.postos: (E) 4,8.(A) I e II.(B) I e III.(C) II e IV.(D) III e V. (Enem, 2010) Durante uma obra em um clube, um(E) IV e V. grupo de trabalhadores teve de remover uma escultura de ferro maciço colocada no fundo de uma piscina vazia. Cinco trabalhadores amarraram cordas à escultura e tentaram puxá-la para cima, sem sucesso. Se a piscina for preenchida com água, ficará mais fácil para os trabalhadores removerem a escultura, pois a: (A) água exercerá uma força na escultura proporcional ao seu volume, e para cima. Esta força se somará à força que os trabalhadores fazem, podendo resultar em uma força ascendente maior que o peso da escultura. (B) escultura flutuará. Dessa forma, os homens não precisarão fazer força para remover a escultura do fundo. (C) escultura ficará com peso menor, Dessa forma, a intensidade da força necessária para elevar a escultura será menor.(Enem, 2011) Em um experimento realizado para (D) água exercerá uma força na esculturadeterminar a densidade da água de um lago, proporcional a sua massa, e para cima. Esta forçaforam utilizados alguns materiais conforme se somará à força que os trabalhadores fazemilustrado: um dinamômetro D com graduação de 0 para anular a ação da força peso da escultura.N a 50 N e um cubo maciço e homogêneo de 10cm de aresta e 3 kg de massa. Inicialmente, foi (E) água exercerá uma força na escultura paraconferida a calibração do dinamômetro, baixo, e esta passará a receber uma forçaconstatando-se a leitura de 30 N quando o cubo ascendente do piso da piscina. Esta força ajudaráera preso ao dinamômetro e suspenso no ar. Ao a anular a ação da força peso na escultura.mergulhar o cubo na água do lago, até quemetade do seu volume ficasse submersa, foiregistrada a leitura de 24 N no dinamômetro.
  6. 6. (C) A Sociologia versa sobre todos os objetos que compõem a vida dos homens em sociedade, fixando-se, porém, nas culturas pré-modernas, posto que a modernidade, por estender-se aos tempos presentes, não permite ainda o distanciamento crítico necessário à reflexividade genuinamente científica. (D) A Sociologia toma para si alguns dos antigos objetos da reflexão filosófica, porém, ao fazê-lo, não consegue superar a simples especulação racional, pois não encontra os métodos adequados de experimentação científica. (E) A sociologia não está preocupada com a comprovação dos fatos sociais e sim com o debate. (Ufu 2011) De acordo com Durkheim, para se garantir a objetividade do método científico sociológico, torna-se necessário que o pesquisador mantenha certa distância e “neutralidade” em relação aos fatos sociais, os quais devem ser tratados como “coisas”. Considerando a frase acima, assinale a alternativa correta sobre fato social.Assinale a alternativa que caracterizaadequadamente a Sociologia como disciplinaespecífica do conhecimento científico.(A) Desenvolvendo teorias racionais que procuramse sustentar em dados empíricos, a Sociologia (A) Corresponde a um conjunto de normas eversa sobre a totalidade de temas pertencentes à valores que são criados diretamente pelosvida humana na sociedade moderna, tais como as indivíduos para orientar a vida em sociedade.instituições sociais, as relações de trabalho, a (B) Corresponde a um conjunto de normas ecultura, as classes sociais, as relações valores criados exteriormente, isto é, fora dassociopolíticas e a organização familiar. consciências individuais.(B) Ao pretender o conhecimento completo da vida (C) É desprovido de caráter coercitivo, uma vezhumana na recuperação de figuras centrais das que existe fora das consciências individuais.antigas narrativas míticas, a Sociologia transcendeas ciências convencionais e fixa um diâmetro (D) É um fenômeno social difundido apenas nasdiscursivo que não possui regiões vulneráveis a sociedades cuja forma de solidariedade éataques, isto é, situa-se acima das críticas orgânica.exteriores. (E) Nenhuma das alternativas anteriores
  7. 7. (A) o crescimento das atividades comerciais e urbanas. (B) a migração de camponeses e artesãos.(Enem, 2011) O açúcar e suas técnicas de (C) a expansão dos parques industriais e fabris.produção foram levados à Europa pelos árabes no (D) o aumento do número de castelos e feudos.século VIII, durante a Idade Média, mas foi (E) a contenção das epidemias e doenças.principalmente a partir das Cruzadas (séculos XI eXIII) que a sua procura foi aumentando. Nessa (Enem, 2011)época passou a ser importado do Oriente Médio eproduzido em pequena escala no sul da Itália, mascontinuou a ser um produto de luxo,extremamente caro, chegando a figurar nos dotesde princesas casadoiras.CAMPOS, R. Grandeza do Brasil no tempo de Antonil(1681-1716). São Paulo: Atual, 1996.Considerando o conceito do Antigo SistemaColonial, o açúcar foi o produto escolhido porPortugal para dar início à colonização brasileira,em virtude de:(A) o lucro obtido com o seu comércio ser muitovantajoso.(B) os árabes serem aliados históricos dosportugueses.(C) a mão de obra necessária para o cultivo ser Uma explicação de caráter histórico para oinsuficiente. percentual da religião com maior número de(D) as feitorias africanas facilitarem a adeptos declarados no Brasil foi a existência, nocomercialização desse produto. passado colonial e monárquico, da:(E) os nativos da América dominarem uma técnica (A) incapacidade do cristianismo de incorporarde cultivo semelhante. aspectos de outras religiões. (B) incorporação da ideia de liberdade religiosa na esfera pública.(Enem, 2011) Se a mania de fechar, verdadeiro (C) permissão para o funcionamento de igrejashabitus da mentalidade medieval nascido talvez não cristãs.de um profundo sentimento de insegurança, (D) relação de integração entre Estado e Igreja.estava difundida no mundo rural, estava domesmo modo no meio urbano, pois que uma das (E) influência das religiões de origem africana.características da cidade era de ser limitada porportas e por uma muralha.DUBY, G. et al. “Séculos XIV-XV”. In: ARIÈS, P.; DUBY, G. (Enem, 2010) Os tropeiros foram figuras decisivasHistória da vida privada da Europa Feudal à Renascença. na formação de vilarejos e cidades do BrasilSão Paulo: Cia. das Letras, 1990 (adaptado). colonial. A palavra tropeiro vem de "tropa" que, no passado, se referia ao conjunto de homens queAs práticas e os usos das muralhas sofreram transportava gado e mercadoria. Por volta doimportantes mudanças no final da Idade Média, século XVIII, muita coisa era levada de um lugar aquando elas assumiram a função de pontos de outro no lombo de mulas. O tropeirismo acaboupassagem ou pórticos. Este processo está associado à atividade mineradora, cujo auge foi adiretamente relacionado com: exploração de ouro em Minas Gerais e, mais
  8. 8. tarde, em Goiás. A extração de pedras preciosas nações amigas, ato antecipadamente negociadotambém atraiu grandes contingentes com a Inglaterra em troca da escolta dada àpopulacionais para as novas áreas e, por isso, era esquadra portuguesa.cada vez mais necessário dispor de alimentos e • Rio de Janeiro – 1816: D. João VI torna-se rei doprodutos básicos. A alimentação dos tropeiros era Brasil e de Portugal, devido à morte de sua mãe,constituída por toucinho, feijão preto, farinha, D. Maria I.pimenta-do-reino, café, fubá e coité (um molho devinagre com fruto cáustico espremido). • Pernambuco – 1817: As tropas de D. João VI sufocam a revolução republicana.Nos pousos, os tropeiros comiam feijão quasesem molho com pedaços de carne de sol e GOMES. L. 1808: como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão etoucinho, que era servido com farofa e couve mudaram a história de Portugal e do Brasil. São Paulo:picada. O feijão tropeiro é um dos pratos típicos Editora Planeta, 2007 (adaptado)da cozinha mineira e recebe esse nome porqueera preparado pelos cozinheiros das tropas que Uma das consequências desses eventos foiconduziam o gado. (A) a decadência do império britânico, em razãoDisponível em: http://www.tribunadoplanalto.com.br. do contrabando de produtos ingleses através dos portos brasileiros,A criação do feijão tropeiro na culinária brasileiraestá relacionada à (B) o fim do comércio de escravos no Brasil, porque a Inglaterra decretara, em 1806, a(A) atividade comercial exercida pelos homens proibição do tráfico de escravos em seusque trabalhavam nas minas. domínios.(B) atividade culinária exercida pelos moradores (C) a conquista da região do rio da Prata emcozinheiros que viviam nas regiões das minas. represália à aliança entre a Espanha e a França(C) atividade mercantil exercida pelos homens que de Napoleão.transportavam gado e mercadoria. (D) a abertura de estradas, que permitiu o(D) atividade agropecuária exercida pelos rompimento do isolamento que vigorava entre astropeiros que necessitavam dispor de alimentos. províncias do país, o que dificultava a comunicação antes de 1808.(E) atividade mineradora exercida pelos tropeirosno auge da exploração do ouro. (E) o grande desenvolvimento econômico de Portugal após a vinda de D. João VI para o Brasil, uma vez que cessaram as despesas de manutenção do rei e de sua família.Em 2008 foram comemorados os 200 anos damudança da família real portuguesa para o Brasil,onde foi instalada a sede do reino. Uma sequência "O brasileiro tem noção clara dos comportamentosde eventos importantes ocorreu no período éticos e morais adequados, mas vive sob o1808-1821, durante os 13 anos em que D. João VI espectro da corrupção, revela pesquisa. Se o paíse a família real portuguesa permaneceram no fosse resultado dos padrões morais que asBrasil. pessoas dizem aprovar, pareceria mais com a Escandinávia do que com BruzundangaEntre esses eventos, destacam-se os seguintes: (corrompida nação fictícia de Lima Barreto)."• Bahia – 1808: Parada do navio que trazia a [FRAGA, P. Ninguém é inocente. Folha de S. Paulo, 4 out. família real portuguesa para o Brasil, sob a 2009 (adaptado).] proteção da marinha britânica, fugindo de um O distanciamento entre “reconhecer” e possível ataque de Napoleão. “cumprir” efetivamente o que é moral constitui uma• Rio de Janeiro – 1808: desembarque da família ambiguidade inerente ao humano, porque as real portuguesa na cidade onde residiriam normas morais são: durante sua permanência no Brasil. (A) decorrentes da vontade divina e, por esse• Salvador – 1810: D. João VI assina a carta régia motivo, utópicas. de abertura dos portos ao comércio de todas as
  9. 9. (B) parâmetros idealizados, cujo cumprimento é (B) O conhecimento mítico segue um rigorosodestituído de obrigação. procedimento lógico-analítico para estabelecer suas verdades.(C) amplas e vão além da capacidade de o (C) As explicações míticas constroem-se deindivíduo conseguir cumpri-las integralmente. maneira argumentativa e autocrítica. (D) O mito busca explicações definitivas acerca do(D) criadas pelo homem, que concede a si mesmo homem e do mundo, e sua verdade independe dea lei à qual deve se submeter. provas.(E) cumpridas por aqueles que se dedicam (E) A verdade do mito obedece a regras universaisinteiramente a observar as normas jurídicas. do pensamento racional, tais como a lei de não- contradição. Em sua obra A ideologia alemã, Karl Marx (1818-1883) e Friedrich Engels afirmam que a classe que é proprietária dos meios de produção material é também proprietária dos meios de produção espiritual. Com base nessa observação e nos seus conhecimentos sobre a sociologia marxista, marque a alternativa correta a respeito do conceito de ideologia. (A) A ideologia consiste na visão de mundo ou na interpretação da realidade desenvolvida pela classe dominante, podendo, então, ser compreendida como uma falsa consciência da realidade. Considerando-se que a classe dominante controla a circulação de ideias, suas explicações ideológicas são confundidas com conceitos universais, sendo incorporadas por membros de outras classes sociais. (B) A ideologia é o sonho por uma sociedade mais justa e humanitária, seja sob o socialismo ou nos limites do capitalismo, considerando-se que na sociedade capitalista tem-se verificado inúmeras políticas sociais distributivistas.(UEL-2003) “Zeus ocupa o trono do universo. (C) A ideologia corresponde à interpretação socialAgora o mundo está ordenado. Os deuses da classe dominante, sendo que, por esse motivo,disputaram entre si, alguns triunfaram. Tudo o que sua difusão social através de diversoshavia de ruim no céu etéreo foi expulso, ou para a equipamentos sociais não implica sua assimilaçãoprisão do Tártaro ou para a Terra, entre os pelo conjunto da sociedade, uma vez que amortais. E os homens, o que acontece com eles? própria divulgação explicita seus limitesQuem são eles?” (VERNANT, Jean-Pierre. O universo, rigidamente classistas.os deuses, os homens. Trad. de Rosa Freire d’Aguiar. SãoPaulo: Companhia das Letras, 2000. p. 56.) (D) A ideologia é sempre uma falsa consciência da realidade, ou seja, uma visão idealizada dos O texto acima é parte de uma narrativa mítica. processos econômicos e sociais, que é geradaConsiderando que o mito pode ser uma forma de pelos segmentos explorados da sociedade. Afinal,conhecimento, assinale a alternativa correta. desprovidos das condições de acesso à instrução(A) A verdade do mito obedece a critérios formal de qualidade, os despossuídos não têm oempíricos e científicos de comprovação. equipamento conceitual imprescindível à verdadeira compreensão do real.
  10. 10. (E) Nenhuma das alternativas anteriores. (A) corrida armamentista entre as potências imperialistas europeias ocasionando a Primeira Guerra Mundial.Enem 2004 - Em conflitos regionais e na guerra (B) domínio dos países socialistas do Sul do globoentre nações tem sido observada a ocorrência de pelos países capitalistas do Norte.sequestros, execuções sumárias, torturas e outras (C) choque ideológico entre a Alemanha Nazista /violações de direitos. União Soviética Stalinista, durante os anos 30.Em 10 de dezembro de 1948, a Assembleia Geral (D) disputa pela supremacia da economia mundialdas Nações Unidas adotou a Declaração entre o Ocidente e as potências orientais, como aUniversal dos Direitos do Homem, que, em seu China e o Japão.artigo 5º, afirma: (E) constante confronto das duas superpotênciasNinguém será submetido a tortura nem a que emergiram da Segunda Guerra Mundial.penas ou tratamentos cruéis, desumanos oudegradantes.Assim, entre nações que assinaram essaDeclaração, é coerente esperar que:(A) a Constituição de cada país deva se sobreporaos Direitos Universais do Homem, apenasenquanto houver conflito.(B) a soberania dos Estados esteja emconformidade com os Direitos Universais doHomem, até mesmo em situações de conflito.(C) a violação dos direitos humanos por umanação autorize a mesma violação pela naçãoadversária.(D) sejam estabelecidos limites de tolerância, paraalém dos quais a violação aos direitos humanosseria permitida.(E) a autodefesa nacional legitime a supressãodos Direitos Universais do Homem.Enem 1999 - Os 45 anos que vão do lançamentodas bombas atômicas até o fim da UniãoSoviética, não foram um período homogêneoúnico na história do mundo. (...) dividem-se emduas metades, tendo como divisor de águas oinício da década de 70. Apesar disso, a históriadeste período foi reunida sob um padrão únicopela situação internacional peculiar que odominou até a queda da URSS.(HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos. São Paulo: Ciadas Letras,1996)O período citado no texto e conhecido por “GuerraFria” pode ser definido como aquele momentohistórico em que houve
  11. 11. O melhor momento do futebol para um tático é o minuto de silêncio. É quando os times ficam perfilados, cada jogador com as mãos nas costas e mais ou menos no lugar que lhes foi designado no esquema - e parados. Então o tático pode olhar o campo como se fosse um quadro negro e pensar no futebol como alguma coisa lógica e diagramável. Mas aí começa o jogo e tudo desanda. Os jogadores se movimentam e o futebol passa a ser regido pelo imponderável, esse inimigo mortal de qualquer estrategista. O futebol brasileiro já teve grandes estrategistas cruelmente traídos pela dinâmica do jogo. O Tim, por exemplo. Tático exemplar, planejava todo o jogo numa mesa de botão. Da entrada em campo até a troca de camisetas, incluindo o minuto de silêncio. Foi um técnico de sucesso mas nunca conseguiu uma reputação no campo à altura de sua reputação no vestiário. Falava um jogo e o time jogava outro. O problema do Tim, diziam todos, era que seus botões eram mais inteligentes do que seus jogadores. L. F. Veríssimo A tese que o autor defende é a de que, em futebol, (A) o planejamento tático está sujeito à interferência do acaso. (B) a lógica rege as jogadas. (C) a inteligência dos jogadores é que decide o jogo. (D) os momentos iniciais decidem como será o jogo. Linguagens, Códigos e suas Linguagens, Códigos e (E) a dinâmica do jogo depende do planejamento suas Tecnologias Tecnologias que o técnico faz.Leia o texto abaixo e responda às questões 25, 26 No texto, a comparação do campo com um quadroe 27 ao que se pede. negro aponta GOLS DE COCURUTO (A) O pessimismo do tático em relação ao futuro do jogo.
  12. 12. (B) Um recurso utilizado no vestiário. III. O comportamento linguístico de Hagar, no entanto, não corresponde ao de um falante(C) A visão de jogo como movimento contínuo. comum.(D) O recurso didático preferido pelo técnico Tim. Considerando as afirmativas acima, quais estão corretas?(E) Um meio de pensar o jogo como algoprevisível. (A) Apenas I. (B) Apenas II. (C) Apenas III. (D) I e II.A intervenção direta do narrador no texto cumpre (E) I, II e III.a função de(A) distanciar o leitor da articulação da história,evitando identificação emocional com as (PUCRS) (...) Da garrafa estilhaçada,personagens. no ladrilho já sereno escorre uma coisa espessa(B) despertar a atenção do leitor para a estrutura que é leite, sangue... não sei.da obra, convidando-o a participar da organização Por entre objetos confusos, mal redimidos da noite,da narrativa. duas cores se procuram, suavemente se tocam,(C) levar o leitor a refletir sobre as narrativas amorosamente se enlaçam,tradicionais, cuja sequência lógico-temporal é formando um terceiro tomcomplexa. a que chamamos aurora. Carlos Drummond de Andrade(D) sintetizar a sequência dos episódios, paraexplicar a trama da narração. No fragmento anterior, Carlos Drummond de Andrade constrói, poeticamente, a aurora. O que(E) confundir o leitor, provocando incompreensão permite visualizar este momento do diada sequência narrativa. a participar da corresponde:organização da narrativa. (A) a objetos confusos mal redimido da noite. (B) à garrafa estilhaçada e ao ladrilho sereno. (C) à aproximação suave de dois corpos. (D) ao enlace amoroso de duas cores. (E) ao fluir espesso do sangue sobre o ladrilho. De acordo com o ditado popular "Invejoso nunca medrou, nem quem perto dele morou" pode-se depreender que: (A) o invejoso nunca teve medo, nem amedronta seus vizinhos. (B) o invejoso prospera, enquanto seus vizinhos empobrecem.I. Para entender a tira acima, é necessário dar-se (C) o invejoso não cresce e não permite oconta de que a pergunta de Helga pode ter duas crescimento dos vizinhos.interpretações. (D) o temor atinge o invejoso e também seusII. No contexto, a fala de Helga deve ser vizinhos.interpretada como um oferecimento.
  13. 13. (E) o invejoso não provoca medo nos seus (D) origem das diferenças entre a línguavizinhos. portuguesa e a língua tupi.-- (E) interação pacífica no uso da língua portuguesaLeia os textos abaixo e responda às questões 31, e da língua tupi.32 e 33 ao que se pede.Texto 1Quando os portugueses se instalaram no Brasil, o O fragmento da Carta, de Pero Vaz de Caminhapaís era povoado de índios. Importaram, depois, reforça o texto História da língua portuguesa emda África, grande número de escravos. O relaçãoPortuguês, o Índio e o Negro constituem, duranteo período colonial, as três bases da população (A) a predominância da cultura do povo português.brasileira. Mas no que se refere à cultura, a (B) ao uso da língua tupi.contribuição do Português foi de longe a mais (C) ao interesse de exploração do povo português.notada. Durante muito tempo o português e o tupi (D) as três bases da população brasileira.viveram lado a lado como línguas de (E) a exploração realizada pelos bandeirantes.comunicação. Era o tupi que utilizavam osbandeirantes nas suas expedições. Em 1694, diziao Padre Antônio Vieira que “as famílias dosportugueses e índios em São Paulo estão tão Os textos 1 e 2 se relacionam no que tangeligadas hoje umas com as outras, que as mulherese os filhos se criam mística e domesticamente, e a (A) a afirmação feita por Padre Antônio Vieira.língua que nas ditas famílias se fala é a dos (B) o processo de colonização do Brasil.Índios, e a portuguesa a vão os meninos aprenderà escola.” (C) o papel do negro para a formação da cultura do povo brasileiro TEYSSIER, P. História da língua portuguesa. Lisboa: Livraria Sáda Costa, 1984 (adaptado). (D) a importância da língua tupi para formação doTexto 2 vocabulário da língua portuguesa falada no Brasil.“Então estiraram-se de costas na alcatifa, adormir, sem buscarem maneira de cobrirem suas (E) a crítica feita à nudez do índiovergonhas, as quais não eram fanadas; e ascabeleiras delas estavam bem rapadas e feitas. OCapitão lhes mandou pôr por baixo das cabeçasseus coxins; e o da cabeleira esforçava-se por nãoa quebrar. E lançaram-lhes um manto por cima; eeles consentiram, quedaram-se e dormiram.” Pero Vaz de CaminhaA identidade de uma nação está diretamente O apanhador de desperdíciosligada à cultura de seu povo. O texto 1 mostra Uso a palavra para compor meus silêncios.que, no período colonial brasileiro, o Português, o Não gosto das palavrasÍndio e o Negro formaram a base da população e fatigadas de informar.que o patrimônio lingüístico brasileiro é resultado Dou mais respeitoda às que vivem de barriga no chão tipo água pedra sapo.(A) contribuição dos índios na escolarização dos Entendo bem o sotaque das águasbrasileiros. Dou respeito às coisas desimportantes(B) diferença entre as línguas dos colonizadores e e aos seres desimportantes.as dos indígenas. Prezo insetos mais que aviões. Prezo a velocidade(C) importância do Padre Antônio Vieira para a das tartarugas mais que a dos mísseis.literatura de língua portuguesa. Tenho em mim um atraso de nascença.
  14. 14. Eu fui aparelhado terreno homens e mulheres, ante feitores depara gostar de passarinhos. espingarda ao ombro.Tenho abundância de ser feliz por isso. (Oswald de Andrade. Marco Zero II - Chão. Rio de Janeiro: Globo,Meu quintal é maior do que o mundo. 1991.)Sou um apanhador de desperdícios:Amo os restoscomo as boas moscas.Queria que a minha voz tivesse um formatode canto.Porque eu não sou da informática:eu sou da invencionática.Só uso a palavra para compor meus silêncios.BARROS, Manoel de. O apanhador de desperdícios. In. PINTO,Manuel da Costa. Antologia comentada da poesia brasileira doséculo 21. São Paulo: Publifolha, 2006. p. 73-74.É próprio da poesia de Manoel de Barros valorizarseres e coisas considerados, em geral, de menorimportância no mundo moderno. No poema deManoel de Barros, essa valorização é expressapor meio da linguagem Antonio Rocco. “Os imigrantes”, 1910, Pinacoteca do Estado de São Paulo.A) denotativa, para evidenciar a oposição entreelementos da natureza e da modernidade. Levando-se em consideração o texto de Osvald de Andrade e a pintura de Antonio RoccoB) rebuscada de neologismos que depreciam reproduzida, relativos à imigração europeia para oelementos próprios do mundo moderno. Brasil, é correto afirmar que:C) hiperbólica, para elevar o mundo dos seres (A) a visão da imigração presente na pinturainsignificantes. é trágica e, no texto, otimista.D) simples, porém expressiva no uso de metáforas (B) a pintura confirma a visão do textopara definir o fazer poético do eu-lírico poeta. quanto à imigração de argentinos para o Brasil.E) referencial, para criticar o instrumentalismo (C) os dois autores retratam dificuldadestécnico e o pragmatismo da era da informação dos imigrantes na chegada ao Brasil.digital. (D) Antonio Rocco retrata de forma otimista a imigração, destacando o pioneirismoUm dia, os imigrantes aglomerados na amurada do imigrante.da proa chegavam à fedentina quente de umporto, num silêncio de mato e de febre amarela. (E) Oswald de Andrade mostra que aSantos, - É aqui! Buenos Aires é aqui! - Tinham condição de vida do imigrante eratrocado o rótulo das bagagens, desciam em fila. melhor que a dos ex-escravos.Faziam suas necessidades nos trens dos animaisonde iam. Jogavam-nos num pavilhão comum emSão Paulo. - Buenos Aires é aqui! - Amontoadoscom trouxas, sanfonas e baús, num carro de bois,que pretos guiavam através do mato por estradasesburacadas, chegavam uma tarde nas senzalasdonde acabava de sair o braço escravo.Formavam militarmente nas madrugadas do
  15. 15. muerto de un tiro en la cabeza mientras estaba en un cibercafé de esa localidad del oeste del conurbano bonaerense. No se reportaron heridos y los familiares del joven criminal, quien se encuentra prófugo, habrían escapado por los fondos de la vivienda. Según se indicó, unas doscientas personas participaban del hecho, pero no se pudo confirmar si entre ellos había familiares o amigos de“ Cutting your sun exposure is easier than cutting Campeggi.out a skin cancer” . Esse outdoor australiano foi (http://lanacion.com.ar/informaciongeneral/nota)divulgado por ; Considere las siguientes informaciones sobre el A) uma associação médica. texto: 1. El sitio donde el joven fue asesinado. B) uma firma que vende protetores solares. 2. La forma como se produjeron los hechos. C) uma rede de farmácias. 3. La descripción de la riña que se desarrolló en el cibercafé. D) uma clínica de cirurgia plástica. 4. La acción que se llevó a cabo tras la muerte del joven. E) uma estação rodoviária. 5. Los parientes de Campeggi que pedian por justicia, desde el interior de sus casas. 6. El arresto del asesino. Son informaciones que están presentes en el texto: (A) 1, 2 y 4 sólamente (B) 2, 3, 5 y 6 sólamente. (C) 1, 2 y 5 sólamente. (D) 2, 3 y 4 sólamente. (E) 1, 3, 4 y 6 sólamente.Moreno: incendian la casa de un presunto asesino Unas doscientas personas del barrio de Moreno iniciaron el fuego; no se registraron heridos (DyN) – Vecinos enfurecidos de Moreno prendieron fuego hoy la casa del presunto joven asesino del chico Franco Campeggi,
  16. 16. Questão 37 Rascunho (Ibmec – SP) No diagrama abaixo, U representa o conjunto de todos os alunos de uma escola. Estão também representados os seguintes subconjuntos de U:Q: alunos da escola que gostam de quiaboD: alunos da escola com mais de dezesseis anos de idadeP: alunos da escola que gostam do professor PedroM: Alunos que gostam de MatemáticaEm todas as regiões do diagrama, identificadas com número de 1 a 8, há pelo menos um aluno representado. Então é correto afirmar que:(A) Se um aluno gosta de quiabo, então ele não tem mais de dezesseis anos.(B) Pelo menos um aluno que gosta de Matemática tem mais de dezesseis anos e gosta de quiabo.(C) Se um aluno gosta do professor Pedro, então ele gosta de Matemática.(D) Todo aluno que gosta de Matemática e tem mais do que dezesseis anos gosta do professor Pedro.(E) Se um aluno com mais de dezesseis anos não gosta do professor Pedro, então ele não gosta de quiabo. Questão 38(ENEM – 2007) O gráfico abaixo, obtido a partir de dados do Ministério do Meio ambiente, mostra o crescimento do número de espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção.
  17. 17. Questão 39 Rascunho(ENEM – 2009) A figura a seguir mostra as medidas reais (28,5 X 36) deuma aeronave que será fabricada para utilização por companhias detransporte aéreo. Um engenheiro precisa fazer o desenho desse avião emescala 1:150Para o engenheiro fazer esse desenho em uma folha de papel, deixandouma margem de 1cm em relação às bordas da folha, quais as dimensõesmínimas, em centímetros, que essa folha deverá ter?(A) 2,9 cm X 3,4 cm(B) 3,9 cm X 4,4 cm(C) 20 cm X 25 cm(D) 21 cm X 26 cm(E) 192 cm X 242 cm Questão 40(UFRGS – 2009) Nas olimpíadas de 2008 o atleta Usain Bolt percorreu200m no tempo de 19,30s. Supondo que esse atleta conseguisse mantera mesma velocidade média, ele percorrerá 500m em:(A) 47s.(B) 47,25s.(C) 47,50s.(D) 48s.(E) 48,25s. Questão 41(ENEM, 2008) A figura abaixo representa o boleto de cobrança damensalidade de uma escola, referente ao mês de junho de 2008.
  18. 18. Questão 42 Rascunho (UFRGS – 2009) Após tomar dois cálices de vinho, um motoristaverificou que o índice de álcool e em seu sangue era de 0,5 g/L. Ele foiinformado de que esse índice decresceria de acordo com a seguinteigualdade: I(t) = k • 2- t(onde k = índice constatado quando foi feita a medida; t = tempo, medidoem horas, a partir do momento dessa medida.Sabendo-se que o limite do índice permitido pela lei seca é de 0,2 g/L,para dirigir mantendo-se dentro da lei, o motorista deverá esperar, pelomenos, (Use 0,3 para log 2) (A) 50 min (B) 1h (C) 1h 20 min (D) 1h 30 min (E) 2h Questão 43(ENEM – 2010) A siderúrgica “Metal Nobre” produz diversos objetosmaciços utilizando ferro. Um tipo especial de peça feita nessa companhiatem o formato de um paralelepípedo retangular, de acordo com asdimensões indicadas na figura. O produto das três dimensões indicadas na peça resultaria na medida da grandeza(A) Massa(B) Volume(C) Superfície(D) Capacidade(E) Comprimento Questão 44(ENEM/2006)
  19. 19. Questão 45 Rascunho (ENEM – 2008) O gráfico abaixo modela a distância percorrida, em km, por uma pessoa em certo período de tempo. A escala de tempo a ser adotada para o eixo das abscissas depende da maneira como essa pessoa se desloca. Qual é a opção que apresenta a melhor associação entre meio ou forma de locomoção e unidade de tempo, quando são percorridos 10 km? (A) carroça – semana (B) carro – dia (C) caminhada – hora (D) bicicleta – minuto (E) avião – segundo. Questão 46 (ENEM – 2010) Uma professora realizou uma atividade com seus alunos utilizando canudos de refrigerantes para montar figuras, onde cada lado foi representado por um canudo. A quantidade de canudos (C) de cada figura depende da quantidade de quadrados (Q) que formam cada figura. A estrutura de formação das figuras está representada a seguir. Que expressão fornece a quantidade de canudos em função da quantidade de quadrados de cada figura?(A) C = 4Q(B) C = 3Q + 1(C) C= 4Q – 1(D) C = Q + 3(E) C = 4Q - 2 Questão 47 (UFRGS – 2009) O gráfico abaixo apresenta a distribuição em ouro, prata e bronze das 90 medalhas obtidas pelo Brasil em olimpíadas
  20. 20. Questão 48 Rascunho(ENEM – 2008) Fractal (do latim fractus, fração, quebrado) – objetoque pode ser dividido em partes que possuem semelhança com oobjeto inicial. A geometria fractal, criada no século XX, estuda aspropriedades e o comportamento dos fractais – objetos geométricosformados por repetições de padrões similares. O triângulo de Sierpinski, uma das formas elementares da geometria fractal, pode ser obtido por meio dos seguintes passos: 1. Comece com um triângulo equilátero (figura 1); 2. Construa um triângulo em que cada lado tenha a metade do tamanho do lado do triângulo anterior e faça três cópias; 3. Posicione essas cópias de maneira que cada triângulo tenha um vértice comum com um dos vértices de cada um dos outros dois triângulos, conforme ilustra a figura 2; 4. Repita sucessivamente os passos 2 e 3 para cada cópia dos triângulos obtidos no passo 3(figura 3) Figura 1 Figura 2 Figura 3De acordo com o procedimento descrito, a figura 4 da sequênciaapresentada acima é (A) (B) (C) (D) (E)
  21. 21. PROPOSTA DE REDAÇÃONome:_____________________________________________________________________________________Data: _____________ Nº:____________ Série: ___________ Turma: _____________ outro jeito. Quero ser mecânico”. A Gazeta, Vitória (ES), 9 de junho de 2000. “É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à saúde, à alimentação, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, crueldade e opressão”. Artigo 227, Constituição da República Federativa do Brasil. Entender a infância marginal significa (…) Esquina da Avenida entender porque um menino vai para a rua eDesembargador Santos Neves com Rua José não à escola. Essa é, em essência, a diferençaTeixeira, na Praia do Canto, área nobre de entre o garoto que está dentro do carro, deVitória. A.J., 13 anos, morador de Cariacica, vidros fechados, e aquele que se aproxima dotenta ganhar algum trocado vendendo balas carro para vender chiclete ou pedir esmola. Epara os motoristas. (…) essa é a diferença entre um país desenvolvido e um país de Terceiro Mundo. “Venho para a rua desde os 12 anos.Não gosto de trabalhar aqui, mas não tem Gilberto Dimenstein. O cidadão de papel. São Paulo, Ática, 2000. 19a. edição. Com base na leitura da charge, do artigo da Constituição, do depoimento de A.J. e do trecho dolivro O cidadão de papel, redija um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre o tema:Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional? Ao desenvolver o tema proposto, procure utilizar os conhecimentos adquiridos e as reflexõesfeitas ao longo de sua formação. Selecione, organize e relacione argumentos, fatos e opiniões paradefender o seu ponto de vista, elaborando propostas para a solução do problema discutido em seutexto.Observações:- Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da modalidade escrita culta da língua.- Espera-se que o seu texto tenha mais do que 15 (quinze) linhas.- A redação deverá ser apresentada a tinta na cor preta e desenvolvida na folha própria.- Você poderá utilizar a última folha deste Caderno de Questões para rascunho.

×