Formação Continuada nas Escolas Municipais de Uberaba
E.M Arthur de Mello Teixeira
E.M. Joubert de Carvalho
E.M. Profª. Niza M. Guaritá
COMPETÊNCIAS E HABILIDADES Esclarecendo um pouco mais...
COMO SE DEFINEM COMPETÊNCIAS  E HABILIDADES ??
<ul><li>COMPETÊNCIA X HABILIDADE:  </li></ul><ul><li>HÁ COMO DIFERENCIAR ? </li></ul><ul><li>Não há como diferenciar de fo...
HABILIDADE <ul><li>Habilidade diz respeito a uma  CAPACIDADE ADQUIRIDA / saber fazer. </li></ul><ul><li>Ex:  </li></ul><ul...
COMPETÊNCIA X HABILIDADE: HÁ COMO DIFERENCIAR ? <ul><li>COMPETÊNCIA : “Resolver problemas”  </li></ul><ul><li>HABILIDADES ...
É a prática de determinadas  habilidades  que constrói a  competência  . Abriga três dimensões: O conhecimento é o saber. ...
C.H.A. O que são as Competências ? <ul><li>Competência   –   Conjunto de  conhecimentos ,  habilidades   e   atitudes  que...
PORQUE O ENSINO POR COMPETÊNCIAS ? <ul><li>. Uma nova cultura modifica as formas de produção e apropriação dos saberes. </...
<ul><li>. Transformações tecnológicas/ sociais e culturais.   </li></ul><ul><li>. Hoje é preciso saber “ APRENDER A APREND...
<ul><li>“ Não há ventos favoráveis </li></ul><ul><li>a quem não sabe para </li></ul><ul><li>onde navega” </li></ul>
E.M. Esther Limírio Brigagão
E.M. Prof. José Geraldo Guimarães
E.M. Sebastião Antônio Leal
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A FORMAÇÃO CONTINUADA NO PDE-ESCOLA

2.641 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

A FORMAÇÃO CONTINUADA NO PDE-ESCOLA

  1. 1. Formação Continuada nas Escolas Municipais de Uberaba
  2. 2. E.M Arthur de Mello Teixeira
  3. 3. E.M. Joubert de Carvalho
  4. 4. E.M. Profª. Niza M. Guaritá
  5. 5. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES Esclarecendo um pouco mais...
  6. 6. COMO SE DEFINEM COMPETÊNCIAS E HABILIDADES ??
  7. 7. <ul><li>COMPETÊNCIA X HABILIDADE: </li></ul><ul><li>HÁ COMO DIFERENCIAR ? </li></ul><ul><li>Não há como diferenciar de forma precisa porque em determinadas situações ou isoladamente, uma habilidade pode ser uma competência a ser desenvolvida </li></ul><ul><li>“ Competência é uma habilidade de ordem geral, enquanto a habilidade é uma competência de ordem particular, especifica” (Macedo) </li></ul>
  8. 8. HABILIDADE <ul><li>Habilidade diz respeito a uma CAPACIDADE ADQUIRIDA / saber fazer. </li></ul><ul><li>Ex: </li></ul><ul><li>Identifica variáveis </li></ul><ul><li>Compreende fenômenos </li></ul><ul><li>Relaciona informações </li></ul><ul><li>Analisa situações-problemas </li></ul><ul><li>Sintetiza, julga, correlaciona e manipula </li></ul>
  9. 9. COMPETÊNCIA X HABILIDADE: HÁ COMO DIFERENCIAR ? <ul><li>COMPETÊNCIA : “Resolver problemas” </li></ul><ul><li>HABILIDADES : </li></ul><ul><li>1. Saber ler </li></ul><ul><li>2. Saber calcular </li></ul><ul><li>3. Saber interpretar dados </li></ul><ul><li>4. Tomar decisões </li></ul><ul><li>5. Registrar por escrito </li></ul>
  10. 10. É a prática de determinadas habilidades que constrói a competência . Abriga três dimensões: O conhecimento é o saber. Envolve a educação formal, saber o que, saber o porquê, saber para que e a capacidade de aprender; A habilidade é o saber-fazer. São as experiências, o saber como, as técnicas, o conhecimento tácito e o modelo mental; A atitude é o saber ser. Ou seja, ter determinação,responsabilidade,comprometimento, motivação e iniciativa.
  11. 11. C.H.A. O que são as Competências ? <ul><li>Competência – Conjunto de conhecimentos , habilidades e atitudes que possibilitam desempenhar determinada função na busca de resultados concretos. </li></ul><ul><li>Competência pressupõe: </li></ul><ul><li>- operações mentais; </li></ul><ul><li>- capacidade para usar habilidades; </li></ul><ul><li>- emprego de atitudes adequadas à realização de tarefas; </li></ul>
  12. 12. PORQUE O ENSINO POR COMPETÊNCIAS ? <ul><li>. Uma nova cultura modifica as formas de produção e apropriação dos saberes. </li></ul><ul><li>.O mundo mudou – temos decisões a tomar, muitos procedimentos a aprender, muitos problemas a resolver. </li></ul><ul><li>. A Escola de hoje tem uma função social urgente. </li></ul><ul><li>. O mundo é globalizado. </li></ul><ul><li>. Contexto sócio-educacional: exige-se pessoas que saibam fazer e que tenham capacidade para planejar e resolver problemas. </li></ul><ul><li>. Crise educacional: os alunos não se interessam por saberes sem sentido, sem utilidade. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>. Transformações tecnológicas/ sociais e culturais. </li></ul><ul><li>. Hoje é preciso saber “ APRENDER A APRENDER ” </li></ul><ul><li>. Sociedades cada vez mais complexas, marcadas por tensões e contradições. </li></ul><ul><li>. Sociedades que se caracterizam pelo consumo, tecnologia, conhecimento e informação. </li></ul><ul><li>. Sociedades que, por implicação, a educação é um direito, uma necessidade de todos. </li></ul><ul><li>Enfim... </li></ul><ul><li>AÇÃO como elemento chave. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>“ Não há ventos favoráveis </li></ul><ul><li>a quem não sabe para </li></ul><ul><li>onde navega” </li></ul>
  15. 15. E.M. Esther Limírio Brigagão
  16. 16. E.M. Prof. José Geraldo Guimarães
  17. 17. E.M. Sebastião Antônio Leal

×