Correlação entre as passagens dos evangelhos

9.723 visualizações

Publicada em

1 comentário
10 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.723
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
588
Comentários
1
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Correlação entre as passagens dos evangelhos

  1. 1. Correlação entre as passagens dos evangelhos Tabela constando as passagens encontradas nos evangelhos. Seq. Tema Local Mateus Marcos Lucas João 1 Genealogia de Jesus Cristo 1: 1- 17 3: 23- 38 2 Anúncio a José, O Nazaré 1: 18- 25 3 Visita dos magos do Oriente, A Belém 2: 1- 12 4 Fuga para o Egito, A; Belém-Egito 2: 13- 15 5 Matança dos meninos de Belém, A Belém 2: 16- 18 6 Volta do Egito, A Egito, Nazaré 2: 19- 23 7 João Batista Rio Jordão 3: 1- 12 1: 2- 6 3: 1- 6 1: 19- 23 8 Apelo de João à conversão Rio Jordão 3: 7- 10 3: 7- 9 9 Batismo de água e batismo de fogo Rio Jordão 3: 11- 12 1: 7- 8 3: 15- 18 1: 24- 28 10 Batismo de Jesus, O Rio Jordão 3: 13- 17 1: 9- 11 3: 21- 22 1: 29- 34 11 Tentação de Jesus, A Deserto 4: 1- 11 1: 12- 13 4: 1- 13 12 Jesus retira-se para Galiléia Galiléia 4: 12- 17 1: 14- 15 4: 14- 15 13 Chamamento dos primeiros discípulos Próx. Cafarnaum 4: 18- 22 1: 16- 20 5: 1- 11 14 Jesus e as multidões Galiléia 4: 23- 25 1: 39 6: 17- 18 15 Sermão da Montanha, O Próx. Cafarnaum 5: 1- 2 3: 13 6: 12- 13 16 Bem-aventuranças, As Próx. Cafarnaum 5: 3- 12 6: 20- 26 17 Sal da Terra, O; Luz do mundo, A Próx Cafarnaum 5: 13- 16 9: 50 14: 34- 35 Sal da Terra, O; Luz do mundo, A Próx Cafarnaum 4: 21 8: 16 Sal da Terra, O; Luz do mundo, A Próx Cafarnaum 18: 33 18 Jesus e a lei Próx Cafarnaum 5: 17- 20 19 Homicídio e reconciliação Próx Cafarnaum 5: 21- 26 11: 25 12: 57- 59 20 Adultério e escândalo Próx Cafarnaum 5: 27- 32 9: 43- 48 Adultério e escândalo Cafarnaum 18: 8- 9 21 Repudiar a mulher Próx Cafarnaum 5: 31- 32 10: 4- 5 16: 18 Repudiar a mulher Peréia ? 19: 7- 9 22 Juramento, O Cafarnaum 5: 33- 37 23 Olho por olho, dente por dente Cafarnaum 5: 38- 42 6: 29- 30 24 Amor aos inimigos Cafarnaum 5: 43- 48 6: 27- 28 Amor aos inimigos 6: 32- 36 25 Esmola, A 6: 1- 4 26 Oração, A Próx Cafarnaum 6: 5- 8 27 “Pai Nosso”, O Próx Cafarnaum 6: 9- 15 11: 2- 4 28 Jejum, O Próx Cafarnaum 6: 16- 18 29 Tesouro no céu, O Próx Cafarnaum 6: 19- 21 12: 33- 34 30 Lâmpada do corpo, A Próx Cafarnaum 6: 22- 23 11: 34- 36 31 Ou Deus ou o dinheiro Próx Cafarnaum 6: 24 16: 13 32 Não vos preocupeis Próx Cafarnaum 6: 25- 34 12: 22- 31 33 Cisco e a trave, O Próx Cafarnaum 7: 1- 5 6: 37- 38 Cisco e a trave, O Próx Cafarnaum 6: 41- 42 34 Pérolas aos porcos Próx Cafarnaum 7: 6 35 Orar ao Pai Próx Cafarnaum 7: 7- 11 11: 9- 13 36 Fazer aos outros Próx Cafarnaum 7: 12 6: 31 37 Dois caminhos, Os Próx Cafarnaum 7: 13- 14 13: 23- 24 38 Tal a árvore, tal o fruto Próx Cafarnaum 7: 15- 20 6: 43- 44 Tal a árvore, tal o fruto Próx Cafarnaum 12: 33 6: 43- 44 39 Verdadeiros discípulos, Os Próx Cafarnaum 7: 21- 23 6: 46 Verdadeiros discípulos, Os Próx Cafarnaum 6: 13- 27 40 Construir sobre a rocha Próx Cafarnaum 7: 24- 27 6: 47- 49 41 Autoridade de Jesus Próx Cafarnaum 7: 28- 29 1: 22 4: 32 42 Cura de um leproso Galiléia 8: 1- 4 1: 40- 45 5: 12- 14 43 Centurião de Cafarnaum, O Cafarnaum 8: 5- 13 7: 1- 10 4: 43- 45 44 Cura da sogra de Pedro, A Cafarnaum 8: 14- 17 1: 29- 31 4: 38- 39 45 Curas dos endemoninhados Cafarnaum 8: 16- 22 1: 32- 34 4: 40- 41 46 Como devemos seguir a Jesus Próx. Lago Gen. 8: 18- 22 9: 57- 60 47 Jesus apazigua a tempestade Lago Genesaré 8: 23- 27 4: 31- 41 8: 23- 25 48 Dois endemoninhados gadarenos, Os Lago Genesaré 8: 28- 34 5: 1- 20 8: 26- 39 SEMU - Sociedade Espírita Mãos Unidas - Correlação (16/7/2010) correla.doc 1/6
  2. 2. 49 Cura de um paralítico em Cafarnaum, A Cafarnaum 9: 1- 8 2: 1- 12 5: 17- 25 50 Vocação de Mateus, A Cafarnaum 9: 9- 13 2: 13- 17 5: 27- 32 51 Sobre o jejum; Velho e o Novo, O Cafarnaum 9: 14- 17 2: 18- 22 5: 33- 39 52 Cura da mulher com hemorragia, A Cafarnaum 9: 19- 22 5: 25- 34 8: 43- 48 53 Cura de dois cegos e um mudo, A Cafarnaum 9: 27- 34 54 Ressurreição da filha de um dos notáveis, A Cafarnaum 9: 18- 19 5: 21- 24 8: 40- 42 Ressurreição da filha de um dos notáveis, A Cafarnaum 9: 23- 26 5: 35- 43 8: 49- 56 55 Cura de um possesso mudo Cafarnaum 9: 32- 34 11: 14- 15 56 Poucos os operários Galiléia 9: 35- 38 6: 6- 34 10: 2 57 Apóstolos, Os Galiléia 10: 1- 4 3: 16- 19 6: 14- 16 58 Missão dos doze Galiléia 10: 5- 15 6: 7- 11 9: 2- 5 Missão dos doze 10: 3- 12 59 Anúncio de perseguições 10: 16- 25 13: 9- 13 21: 12- 19 60 Não temais! 10: 26- 33 8: 38 9: 26 Não temais! 12: 2- 9 61 Não a paz, mas a espada 10: 34- 36 12: 51- 53 62 Renunciar a si mesmo para seguir Jesus 10: 37- 39 8: 34- 35 14: 26- 27 Renunciar a si mesmo para seguir Jesus 9: 23- 24 63 Quem vos recebe a mim recebe 10: 40- 42 9: 37- 41 9: 48 Quem vos recebe a mim recebe 10: 16 13: 20 64 João Batista envia dois discípulos seus a Jesus Galiléia 11: 1- 19 7: 18- 35 65 Lamentações sobre as cidades da Galiléia Galiléia-Judéia 11: 20- 24 10: 12- 15 Lamentações sobre as cidades da Galiléia 10: 15 66 Pai e o filho, O Judéia 11: 25- 27 10: 21- 22 67 Jugo de Jesus, O Judéia 11: 28- 30 68 Espigas arrancadas no sábado, As Para Galiléia 12: 1- 8 2: 23- 28 6: 1- 5 69 Cura do homem com uma mão mirrada Cafarnaum 12: 9- 14 3: 1- 6 6: 6- 11 70 Para cumprir a palavra do profeta Isaías Próx. Cafarnaum 12: 15- 21 71 Jesus e a reação dos fariseus Cafarnaum 12: 22- 32 3: 22- 30 11: 14- 23 Jesus e a reação dos fariseus Cafarnaum 12: 10 72 Árvores e seus frutos Cafarnaum 12: 33- 37 6: 44- 45 Árvores e seus frutos 7: 16- 17 73 Sinal de Jonas, O Cafarnaum 12: 38- 45 8: 11- 12 11: 29- 32 Sinal de Jonas, O 16: 1- 4 11: 16 74 Volta ofensiva do espírito impuro Cafarnaum 12: 43- 45 11: 24- 26 75 Família de Jesus, A Cafarnaum 12: 46- 50 3: 31- 35 8: 19- 21 76 Jesus ensina por parábolas Cafarnaum 13: 1- 2 4: 1 8: 4 77 Parábola do Semeador, A Cafarnaum 13: 3- 9 4: 2- 9 8: 5- 8 78 Por que Jesus fala em parábolas Cafarnaum 13: 10- 17 4: 10- 12 10: 9- 10 79 Explicação da parábola do Semeador, A Cafarnaum 13: 18- 23 4: 13- 20 8: 11- 15 80 Parábola do trigo e do joio, A Cafarnaum 13: 24- 30 81 Parábola do grão de mostarda Cafarnaum 13: 31- 35 4: 30- 32 13: 18- 19 82 Parábola do fermento Cafarnaum 13: 33 13: 20- 21 83 Jesus falava por parábolas Cafarnaum 13: 34- 35 4: 33- 34 84 Explicação da parábola do joio Cafarnaum 13: 36- 43 85 Parábola do tesouro e da pérola Cafarnaum 13: 44- 46 86 Rede e o reino do céu, A Cafarnaum 13: 47- 52 87 Jesus rejeitado em Nazaré Nazaré 13: 53- 58 6: 1- 6 4: 16- 24 88 Morte de João Batista, A Galiléia 14: 1- 12 6: 14- 29 9: 7- 9 Morte de João Batista, A 3: 19- 20 89 Primeira multiplicação dos pães, A Lago Genesaré 14: 13- 21 6: 30- 44 9: 10- 17 6: 1- 15 90 Jesus anda sobre a água Lago Genesaré 14: 22- 33 6: 45- 52 6: 16- 21 91 Curas em Genesaré Genesaré 14: 34- 36 6: 53- 56 92 Tradição dos anciãos, A Cafarnaum 15: 1- 9 7: 1- 13 93 Puro e o impuro, O Cafarnaum 15: 10- 20 7: 14- 23 94 Mulher Cananéia, A Tiro 15: 21- 28 7: 24- 30 95 Curas junto ao lago Decápolis 15: 29- 31 7: 31 96 Segunda multiplicação dos pães, A Decápolis 15: 32- 39 8: 1- 10 97 Sinais dos tempos, Os 16: 1- 4 8: 11- 13 11: 16- 29 98 Sinais dos tempos, Os Cafarnaum 12: 38- 39 12: 54- 56 SEMU - Sociedade Espírita Mãos Unidas - Correlação (16/7/2010) correla.doc 2/6
  3. 3. 99 Fermento dos fariseus, O Lago Genesaré 16: 5- 12 8: 14- 21 12: 1- 6 100 Pedro reconhece Jesus como filho de Deus Cesaréia-Filipos 16: 13- 20 8: 27- 30 9: 18- 21 101 Jesus anuncia a paixão e ressurreição Cesaréia-Filipos 16: 21- 23 8: 31- 33 9: 22 102 Condições para seguir Jesus Cesaréia-Filipos 16: 24- 28 8: 34- 38 9: 23- 27 Condições para seguir Jesus 9: 1 103 Transfiguração, A Cesaréia-Filipos 17: 1- 9 9: 2- 9 9: 28- 36 104 Sobre Elias Cesaréia-Filipos 17: 10- 13 9: 11- 13 105 Cura dum lunático, A Cesaréia-Filipos 17: 14- 21 9: 14- 29 9: 37- 43 106 Novo anúncio da paixão e ressurreição Galiléia 17: 22- 23 9: 30- 32 9: 43- 45 107 Jesus e Pedro pagam o tributo Cafarnaum 17: 24- 27 108 Maior no reino dos céus, O Cafarnaum 18: 1- 5 9: 33- 37 9: 46- 48 109 Jesus põe os discípulos de sobreaviso Cafarnaum 18: 6- 9 9: 42- 48 17: 1- 2 110 Ovelha desgarrada, A Cafarnaum 18: 10- 14 15: 1- 7 111 Correção fraterna Cafarnaum 18: 15- 18 112 Rezar juntos Cafarnaum 18: 19- 20 113 Perdão entre irmãos, O Cafarnaum 18: 21- 22 17: 4 114 Parábola do credor incompassivo, A Cafarnaum 18: 23- 35 115 Contra o repúdio a mulher Peréia 19: 1- 9 10: 1- 12 16: 18 116 Casamento e celibato Peréia 19: 10- 12 117 Jesus abençoa as crianças Peréia 19: 13- 15 10: 13- 16 18: 18- 30 118 Jovem Rico, O Peréia 19: 16- 30 10: 17- 31 18: 18- 30 119 Operários da undécima hora Peréia 20: 1- 16 120 Terceiro anúncio da paixão Peréia 20: 17- 19 10: 32- 34 18: 31- 34 121 Maior será como o menor, O Peréia 20: 20- 28 10: 35- 45 22: 25- 27 122 Dois cegos de Jerico, Os Jericó 20: 29- 34 10: 46- 52 18: 35- 43 123 Entrada messiânica de Jesus em Jerusalém, A Jerusalém 21: 1- 11 11: 1- 11 19: 28- 40 12: 12- 19 124 Purificação do templo, A Jerusalém 21: 12- 17 11: 15- 19 19: 45- 48 2: 13- 16 125 Figueira estéril, A Para Jerusalém 21: 18- 22 11: 12- 14 Figueira estéril, A Para Jerusalém 11: 20- 25 126 Autoridade de Jesus é questionada Jerusalém 21: 23- 27 11: 27- 33 20: 1- 8 127 Dois filhos, Os Jerusalém 21: 28- 32 128 Arrendatários homicidas, Os Jerusalém 21: 33- 46 12: 1- 12 20: 9- 19 129 Parábola de bodas, A Jerusalém 22: 1- 22 14: 15- 24 130 Questão do tributo, A Jerusalém 22: 15- 22 12: 13- 17 20: 20- 26 131 Saduceus e a ressurreição, Os Jerusalém 22: 23- 33 12: 18- 27 20: 27- 28 131 Maior mandamento, O Jerusalém 22: 34- 40 12: 28- 34 10: 25- 28 132 Cristo filho de Davi Jerusalém 22: 41- 46 12: 35- 37 20: 41- 44 133 Jesus censura os escribas e fariseus Jerusalém 23: 1- 36 12: 38- 40 20: 45- 47 Jesus censura os escribas e fariseus 11: 39- 52 134 Lamentação sobre Jerusalém Jerusalém 23: 37- 39 13: 34- 35 135 Anúncio da destruição do templo, O : Monte Oliveiras 24: 1- 3 13: 1- 4 21: 5- 7 136 Começo das dores, O Monte Oliveiras 24: 4- 14 13: 5- 13 21: 8- 19 137 Grande tribulação, A Monte Oliveiras 24: 15- 25 13: 14- 23 21: 20- 24 138 Vinda do Filho do Homem, A Monte Oliveiras 24: 26- 35 13: 24- 31 17: 23- 24 Vinda do Filho do Homem, A 21: 25- 31 139 Vigiai Monte Oliveiras 24: 36- 44 13: 32- 35 17: 26- 27 Vigiai 12: 39- 40 140 Servo fiel, O Monte Oliveiras 24: 45- 50 12: 42- 46 141 Dez virgens, As Monte Oliveiras 25: 1- 13 142 Talentos, Os Monte Oliveiras 25: 14- 30 19: 12- 27 143 A vida eterna e o castigo eterno Monte Oliveiras 25: 31- 46 144 Conspiração contra Jesus 26: 1- 5 14: 1- 2 22: 1- 2 11: 47- 54 145 Unção em Betânia, A Betânia 26: 6- 13 14: 3- 9 12: 1- 11 146 Traição de Judas Jerusalém 26: 14- 16 14: 10- 11 22: 3- 6 147 Preparativos para a ceia pascal Betânia-Jerus. 26: 17- 19 14: 12- 16 22: 7- 13 148 Anúncio da traição, O Jerusalém 26: 20- 25 14: 17- 21 22: 14 13: 21- 30 149 Ultima páscoa, a ceia [ 1Cor 11: 23-26 ] Jerusalém 26: 26- 29 14: 22- 25 22: 15- 20 150 Pedro e avisado da sua negação Para Getsemâni 26: 30- 35 14: 26- 31 22: 33- 39 13: 36- 38 151 No Getsemâni Getsemâni 26: 36- 46 14: 32- 42 22: 40- 46 152 Jesus é preso Getsemâni 26: 47- 56 14: 43- 52 22: 47- 53 18: 2- 11 SEMU - Sociedade Espírita Mãos Unidas - Correlação (16/7/2010) correla.doc 3/6
  4. 4. 153 Jesus perante o sinédrio Jerusalém 26: 57- 68 14: 53- 65 22: 54- 55 18: 12- 18 Jesus perante o sinédrio Jerusalém 22: 63- 71 154 Pedro nega a Jesus Jerusalém 26: 69- 75 14: 66- 72 22: 56- 62 18: 17- 27 155 Jesus na presença de Pilatos Jerusalém 27: 1- 2 15: 1- 2 22: 66 18: 28 Jesus na presença de Pilatos Jerusalém 23: 1 156 Suicídio de Judas, O Jerusalém 27: 3- 10 157 Jesus perante Pilatos Jerusalém 27: 11- 26 15: 2- 15 23: 2- 5 18: 28 Jesus perante Pilatos Jerusalém 19: 16 158 Jesus é escarnecido no pretório Jerusalém 27: 27- 31 15: 16- 20 23: 11 19: 2- 3 159 Crucifixão, A Jerusalém 27: 32- 44 15: 21- 32 23: 26- 43 19: 16- 24 160 Morte de Jesus, A Jerusalém 27: 45- 54 15: 33- 39 23: 44- 48 19: 19- 28 161 Sepultura de Jesus, A Jerusalém 27: 55- 61 15: 40- 47 23: 49- 56 19: 19- 25 Sepultura de Jesus, A Jerusalém 19: 38- 42 162 Guarda do sepulcro, A Jerusalém 27: 62- 66 163 Ressurreição, A Jerusalém 28: 1- 15 16: 1- 8 24: 1- 11 20: 1- 11 164 Discípulos em missão, Os Jerusalém 28: 16- 20 165 Mentira dos Judeus, A Jerusalém 28: 11- 15 166 Jesus aparece aos seus discípulos em Galiléia Galiléia 28: 16- 20 167 Cura do endemoninhado de Cafarnaum, A 1: 21- 28 4: 33- 36 168 Parábola da candeia, A 4: 21- 25 8: 16- 18 169 Parábola da Semente, A 4: 26- 29 170 Cura dum surdo e gago de Decápolis 7: 31- 37 171 Cura dum cego de Betsaída 8: 22- 26 172 Quem não e contra nós e por nós 9: 38- 41 9: 49- 50 173 Escândalos, Os 9: 42- 50 174 Oferta da viuva pobre, A 12: 41- 44 21: 1- 4 175 Aparições de Jesus depois da sua ressurreição 16: 9- 20 176 Prefacio e dedicatória 1: 1- 4 177 Anuncio do nascimento de João 1: 5- 25 178 Anuncio do nascimento de Jesus Nazaré 1: 26- 38 179 Maria visita Isabel Judá 1: 39- 45 180 Cântico de Maria, O Judá 1: 46- 56 181 Nascimento de João Batista, O Judá 1: 57- 66 182 Cântico de Zacarias, O 1: 67- 79 183 Juventude de João Batista 1: 79- 80 184 Nascimento e circuncisão de Jesus Belém 2: 1- 21 185 Circuncisão e apresentação de Jesus, A Belém 2: 22- 39 186 Simeão e Ana Jerusalém 2: 25- 38 187 Juventude de Jesus Nazaré 2: 40 188 Menino Jesus no meio dos doutores, O Nazaré 2: 39- 52 189 Jesus é expulso de Nazaré Nazaré 4: 14- 32 190 Filho da viuva de Naim, O Naim 7: 11- 17 191 Pecadora que ungiu os pés de Jesus, A Galiléia 7: 36- 50 192 Mulheres serviam a Jesus com os seus bens Galiléia 8: 1- 3 193 Samaritanos não recebem a Jesus, Os Galiléia-Judéia 9: 51- 56 194 Missão dos setenta discípulos, A Galiléia-Judéia 10: 1- 24 195 Parábola do Bom Samaritano, A Judéia 10: 25- 37 196 Marta e Maria Betânia 10: 38- 42 197 Parábola do amigo importuno Judéia 11: 5- 13 198 Candeia do corpo, A Cafarnaum 11: 33- 36 199 Parábola do rico insensato, A Cafarnaum 12: 13- 21 200 Jesus traz fogo e dissensão a Terra Cafarnaum 12: 49- 53 201 Sinais do tempo, Os 12: 54- 59 203 Mortandade dos Galileus e a queda da torre de Siloé, A Cafarnaum 13: 1- 5 204 Parábola da figueira estéril, A Jerusalém 13: 6- 9 205 Cura duma mulher paralítica Jerusalém 13: 10- 17 206 Porta estreita, A Cafarnaum 13: 22- 30 207 Jesus e avisado do ódio de Herodes Peréia 13: 31- 35 208 Cura dum hidrópico Peréia 14: 1- 6 209 Parábola dos primeiros assentos e dos convidados Peréia 14: 7- 14 SEMU - Sociedade Espírita Mãos Unidas - Correlação (16/7/2010) correla.doc 4/6
  5. 5. 210 Parábola acerca da providência Peréia 14: 25- 35 211 Parábolas da ovelha e da dracma perdidas Peréia 15: 1- 32 212 Parábola do mordomo infiel Peréia 16: 1- 13 213 Autoridade da lei, A Peréia 16: 14- 18 214 Parábola do rico e Lázaro, A Peréia 16: 19- 31 215 do poder da fé e dos servos inúteis Peréia 17: 1- 10 216 Cura de dez leprosos Samaria-Galiléia 17: 11- 19 217 Vinda súbita do reino de Deus, A Peréia 17: 20- 37 218 Parábola do juiz iníquo, A Peréia 18: 1- 8 219 Parábola do fariseu e do publicano, A Peréia 18: 9- 14 220 Zaqueu o publicano Jericó 19: 1- 10 221 Duas espadas, As Jerusalém 22: 35- 38 222 Jesus no caminho do Gólgota Jerusalém 23: 26- 32 223 Dois discípulos no caminho de Emaús Jerusalém 24: 13- 35 224 Aparição de Jesus aos doze Jerusalém 24: 36- 49 20: 19- 31 225 Ascensão, A Jerusalém 24: 50- 53 226 Verbo se fez carne, O 1: 1- 14 227 Bodas em Cana, As ; A água feito vinho Cana 2: 1- 12 228 Jesus instrui Nicodemos acerca do novo nascimento Jerusalém 3: 1- 21 229 Outro testemunhos de João Batista Judéia 3: 22- 36 230 Mulher de Samaria, A Judéia 4: 1- 30 231 Ceifa e os Ceifeiros, A Prós. Sicar 4: 31- 42 232 Cura do filho dum regulo Cana 4: 43- 54 233 Cura dum paralítico de Betsaída Jerusalém 5: 1- 15 234 Jesus declara-se filho de Deus e igual ao Pai Jerusalém 5: 16- 47 235 Jesus e o pão da vida para os que crêem Cafarnaum 6: 22- 59 236 Incredulidade dos irmãos de Jesus, A Decápolis-Jerus 7: 1- 9 237 Dissensão entre os judeus acerca da sua pessoa. Jerusalém 7: 10- 53 238 Mulher adultera, A Jerusalém 8: 1- 11 239 Discurso de Jesus sobre a sua missão Jerusalém 8: 12- 59 240 Cura dum cego de nascença Jerusalém-Peréia 9: 1- 41 241 Jesus, o bom pastor 10: 1- 21 242 A. Jesus interrogado pelos Judeus, declara-se o Messias 10: 22- 42 243 Ressurreição de Lázaro, A Betânia 11: 1- 45 244 Fariseus formam conselho para matarem Jesus, Os Jerusalém 11: 46- 57 245 Jesus fala de sua glorificação, ouve-se uma voz do céu. Jerusalém 12: 20- 50 246 Jesus, lava os pés dos discípulos Jerusalém 13: 1- 20 247 Razão da sua saída do mundo, A Jerusalém 13: 31- 38 248 Promessa do Consolador, A Jerusalém 14: 1- 31 249 União intima entre Jesus e os crentes Jerusalém 15: 1- 27 250 Jesus repete a promessa do Consolador e Jerusalém 16: 1- 33 251 Oração de Jesus pelos seus discípulos Jerusalém 17: 1- 26 SEMU - Sociedade Espírita Mãos Unidas - Correlação (16/7/2010) correla.doc 5/6

×