Dirceu

340 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
340
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dirceu

  1. 1. GRUPO <ul><li>COMPROMISSO </li></ul><ul><li>DISCIPLINA </li></ul>
  2. 2. INDISCIPLINA
  3. 3. Disciplina na escola <ul><li>Problema da disciplina a ser implantada na escola não é exclusivo do professor, mas pelo contrário, de todo o conjunto de profissionais e da equipe escolar. </li></ul>
  4. 4. É essencial a participação da família no cotidiano escolar <ul><li>a criança é fruto de um histórico social e familiar.  </li></ul>
  5. 5. FAMÍLIA <ul><li>Na ausência de limites, a diferença do outro não é reconhecida, não é respeitada. </li></ul><ul><li>são sinais exteriores de algo que vai mal na interioridade emocional e afetiva dos alunos.  </li></ul>
  6. 6. DISCIPLINA <ul><li>Regras Gerais (Regimento Escolar) </li></ul><ul><li>Regras de Convivência (em sala de aula) </li></ul><ul><li>Resgatar os valores básicos </li></ul><ul><li>Trabalhar a motivação (Premiar os alunos que se destacarem em diversos projetos) </li></ul><ul><li>Acolhimento das 5ª Séries </li></ul><ul><li>(Disciplina Preventiva ) </li></ul>
  7. 7. <ul><li>As manifestações de indisciplina, muitas vezes, podem ser vistas como uma forma de se mostrar para o mundo, mostrar sua existência, em muitos casos o indivíduo tem somente a intenção de ser ouvido por alguém, então para muitos alunos indisciplinados a rebeldia é uma forma de expressão.  </li></ul>
  8. 8. COMPROMISSO <ul><li>Por compromisso, entende-se o envolvimento, o profundo engajamento com o aluno no plano intelectual e afetivo, o qual deve ser perpassado por uma postura de &quot;paixão&quot;, de &quot;prazer&quot; pelo trabalho. </li></ul><ul><li>Esse compromisso, que é profissional e político, dá o real sentido às nossas ações, ao nosso ofício - sermos profissionais do ensino. </li></ul><ul><li>Ele se constrói em processo na medida em que somos chamadas a responder aos desafios e exigência para enfrentarmos os riscos inevitáveis do desconhecido, a capacidade de lidarmos com as diferenças, com o pluralismo de idéias e ações, a capacidade de assumirmos nossos preconceitos e o conservadorismo que existe em nós. Como algo que se desenvolve ao longo de nossa prática, não existem receitas a serem dadas, nem normas de conduta definidas a priori. Como o ato de enamoramento e de intimidade, vejo esse compromisso ir se definindo a partir da vontade política de contribuirmos efetivamente para a construção de uma sociedade e de uma escola democrática. </li></ul>
  9. 9. REGRAS <ul><li>CELULAR EM SALA DE AULA </li></ul>
  10. 10. CELULAR EM SALA DE AULA <ul><li>Para a escola, além do caráter educacional e orientador existe também o aspecto legal </li></ul><ul><li>A convergência digital trouxe muitos benefícios, mas riscos também. É só pensar no celular que hoje, se tornou também uma câmera </li></ul>
  11. 11. COMPROMISSO <ul><li>Por compromisso, entende-se o envolvimento, o profundo engajamento com o aluno no plano intelectual e afetivo, o qual deve ser perpassado por uma postura de &quot;paixão&quot;, de &quot;prazer&quot; pelo trabalho. </li></ul>

×