PROGRAMA DE FORMALIZAÇÃOE GERAÇÃO DE NEGÓCIOSPARA MICRO EMPRESÁRIOS INDIVIDUAIS (DO SETOR DEMANUTENÇÃO E SUPORTE EM TI
ESCOPO INICIALA Central de Serviços e Suporte é o centrooperacional de uma rede de negócios onde seestabelecem as relações...
Empresas deProfissionai   Suprimentos        Lan Houses     s                            Lojas deManutenção                ...
PÚBLICO ALVOO público alvo da Central de Serviços faz parte dacadeia de valor de TI, principalmente com asseguintes catego...
METASO projeto pretende atingir as metasquantitativas abaixo, em 18 meses:Cadastrar 1.600 Micro-Empresários Individuaisno ...
FASES DE EXECUÇÃOFASE 1:Pesquisa de mercado para identificação de oferta e demanda de serviços.FASE 2:Desenvolvimento de Ma...
ESTRATÉGIAS DE ESTRUTURAÇÃO 1 - Tomar como base o legado dos projetos               Sebrae C&S
FASES DE EXECUÇÃO2 - Evolução da Central para o modelo...
FASES DE EXECUÇÃO3 - Construção das REDES(os integrantes da COLETIVIDADE)
FASES DE EXECUÇÃOEstratégias de Abordagem e SensibilizaçãoE-mail MarketingEncontros EmpresariaisCiclos de PalestrasCadastr...
SITES DAS REDES
REDE RIO TI SERVIÇOS
LAN HOUSES
EMPREENDEDORINDIVIDUAL
A COLETIVIDADE NOAR!
A COLETIVIDADEPLENA!
BASES DE OFERTANTESLegado dos Projetos:Capital, Vale Médio eLan Houses.Cadastros das empresas dos projetos:Projeto Rio de ...
BASES DE OFERTANTESProjeto de Interiorização doSindicato das Empresas de Informática.Cidade                               ...
BASES DE OFERTANTESEstimativa deEmpreendedores Individuais ede Lan Houses no interior doEstado do Rio de JaneiroEmpreended...
BASES DE DEMANDANTESNúcleos Empreender (SebraeRJ)Polos e APLs (Sebrae RJ)Projetos Diversos (Sebrae RJ)
BASES DE DEMANDANTESNúcleos Empreender (Sebrae RJ)Bangu                    Nova FiburgoBarra Mansa              Santo Antô...
BASES DE DEMANDANTESProjeto Polos do Rio (Sebrae RJ)Pólo Comercial de Campo Grande                            Pólo Comerci...
BASES DE DEMANDANTESEstratégias de Abordagem e SensibilizaçãoE-mail MarketingEncontros EmpresariaisCiclos de PalestrasCada...
ESTRATÉGIAS DE FORMALIZAÇÃO Articulação com a área responsável: Sebrae RJ. Levantar/Documentar Processo Geral de andamento...
ESTRATÉGIAS DE FORMALIZAÇÃO continuação... Segmentação, por parte do Sebrae RJ, dos formalizados de TI Workshop destacando...
PROJETO COLETIVIDADE
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto Coletividade - a Origem

581 visualizações

Publicada em

Projeto liderado pela RioSoft, na criação de um ambiente onde empreendedores individuais, pequenas e médias empresas possam desenvolver projetos, buscar negócios e capacitação. Estará no ar em 2013.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
581
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
244
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Coletividade - a Origem

  1. 1. PROGRAMA DE FORMALIZAÇÃOE GERAÇÃO DE NEGÓCIOSPARA MICRO EMPRESÁRIOS INDIVIDUAIS (DO SETOR DEMANUTENÇÃO E SUPORTE EM TI
  2. 2. ESCOPO INICIALA Central de Serviços e Suporte é o centrooperacional de uma rede de negócios onde seestabelecem as relações de oferta de serviçosprofissionais qualificados de tecnologia dainformação, e a demanda de pessoas físicas ejurídicas por suporte no uso desta tecnologia.
  3. 3. Empresas deProfissionai Suprimentos Lan Houses s Lojas deManutenção Conveniência Digital CENTRAL DEEgressos SERVIÇOS E EscolasTécnicas SUPORTE Mercado Polos e APLs Usuário Mercado MPEs Segmentos Geral
  4. 4. PÚBLICO ALVOO público alvo da Central de Serviços faz parte dacadeia de valor de TI, principalmente com asseguintes categorias:Profissionais (informais) de manutenção e suporte de TI.Egressos de Escolas Técnicas Profissionalizantes.MPEs de diversos segmentos usuários que demandam suporteprofissional de instalação, treinamento, manutenção.Usuários pessoas físicas que demandam suporte profissional de instalação,treinamento, manutenção.Lan Houses com interesse na ampliação de seus serviços, no modeloLCD
  5. 5. METASO projeto pretende atingir as metasquantitativas abaixo, em 18 meses:Cadastrar 1.600 Micro-Empresários Individuaisno segmento de serviços de TICadastrar 400 Lan Houses do Rio de Janeiroque tenham aderido ao MEIAtivar 2.000 MPEs de outros segmentos,usuários da Central de ServiçosAtivar 2.000 pessoas físicas,usuários da Central de Serviços
  6. 6. FASES DE EXECUÇÃOFASE 1:Pesquisa de mercado para identificação de oferta e demanda de serviços.FASE 2:Desenvolvimento de Marketing e Comunicação.FASE 3:Desenvolvimento do Processo de Formalização EI.FASE 4:Cadastramento do Público alvoFASE 5:Desenvolvimento da Central de Serviços - Plataforma WEB.FASE 6:Especificação e implantação da estrutura física da Central de Serviços.FASE 7:Operação assistida e ajustes na Central de Serviços
  7. 7. ESTRATÉGIAS DE ESTRUTURAÇÃO 1 - Tomar como base o legado dos projetos Sebrae C&S
  8. 8. FASES DE EXECUÇÃO2 - Evolução da Central para o modelo...
  9. 9. FASES DE EXECUÇÃO3 - Construção das REDES(os integrantes da COLETIVIDADE)
  10. 10. FASES DE EXECUÇÃOEstratégias de Abordagem e SensibilizaçãoE-mail MarketingEncontros EmpresariaisCiclos de PalestrasCadastramento AutomáticoNewsletter / Folhetos / FlyersQuestionário de identificação e avaliaçãoAtuação junto à governança dos Polos e Núcleos do Sebrae RJPromoção de Rodadas de NegóciosParticipação em Feiras e Eventos
  11. 11. SITES DAS REDES
  12. 12. REDE RIO TI SERVIÇOS
  13. 13. LAN HOUSES
  14. 14. EMPREENDEDORINDIVIDUAL
  15. 15. A COLETIVIDADE NOAR!
  16. 16. A COLETIVIDADEPLENA!
  17. 17. BASES DE OFERTANTESLegado dos Projetos:Capital, Vale Médio eLan Houses.Cadastros das empresas dos projetos:Projeto Rio de Janeiro (Suporte e Suprimentos): 477 EmpresasProjeto Médio Paraíba (Suporte e suprimentos): 103 EmpresasProjeto Lan Houses (Lojas de Conveniência Digital): 125 Empresas
  18. 18. BASES DE OFERTANTESProjeto de Interiorização doSindicato das Empresas de Informática.Cidade Nro de empresasAngra dos Reis 18Barra Mansa 24Cabo Frio 16Campos dos Goytacazes 18Macaé 52Nova Friburgo 53Petrópolis 206Resende 21Rio das Ostras 3Teresópolis 54Volta Redonda 34
  19. 19. BASES DE OFERTANTESEstimativa deEmpreendedores Individuais ede Lan Houses no interior doEstado do Rio de JaneiroEmpreendedores Individuais no interior do estado(formalizar): 9.000Lan Houses no interior do estado (formalizar): 2.000
  20. 20. BASES DE DEMANDANTESNúcleos Empreender (SebraeRJ)Polos e APLs (Sebrae RJ)Projetos Diversos (Sebrae RJ)
  21. 21. BASES DE DEMANDANTESNúcleos Empreender (Sebrae RJ)Bangu Nova FiburgoBarra Mansa Santo Antônio de PáduaCampo Grande TeresópolisCachoeiras de Macacu ValençaItaguaí Volta RedondaItaperuna
  22. 22. BASES DE DEMANDANTESProjeto Polos do Rio (Sebrae RJ)Pólo Comercial de Campo Grande Pólo Comercial de BanguPólo de Plantas Ornamentais da Grota Funda Pólo Gastronômico de Barra de GuaratibaPólo Jardim Oceânico - Gastronomia, Turismo e Lazer Pólo Comercial de Automóveis da Ilha do GovernadorPólo Intendente Autoshopping Pólo Comercial Largo de BenficaPólo Gastronômico da Tijuca Pólo Gastronômico Afonso PenaPólo Comercial Rio Cidade Nova Pólo Empresarial Nova Rua LargaPólo Histórico, Cultural e Gastronômico da Praça XV Pólo Cultural e Gastronômico do Novo Rio AntigoPólo Gastronômico, Cultural e Turístico de Santa Teresa Pólo Turístico de PaquetáPólo Gastronômico de Botafogo Pólo Gastronômico, Turístico e Cultural do LidoPólo Turístico e Gastronômico da Rua Jangadeiros Pólo Comercial Quadrilátero do Charme de Ipanema
  23. 23. BASES DE DEMANDANTESEstratégias de Abordagem e SensibilizaçãoE-mail MarketingEncontros EmpresariaisCiclos de PalestrasCadastramento AutomáticoNewsletter / Folhetos / FlyersQuestionário de identificação e avaliaçãoAtuação junto à governança dos Polos e Núcleos do Sebrae RJPromoção de Rodadas de NegóciosParticipação em Feiras e Eventos
  24. 24. ESTRATÉGIAS DE FORMALIZAÇÃO Articulação com a área responsável: Sebrae RJ. Levantar/Documentar Processo Geral de andamento. Obter cadastro de formalizados do setor. Avaliar/Propor “Estou Formalizado, e agora” específico para TI. Implantar página específica “Rede EI de TI”. Obter programação das ações do Sebrae RJ. Participar das ações programadas pelo Sebrae RJ. Planejar estratégia de sensibilização/qualificação de EI/TI.
  25. 25. ESTRATÉGIAS DE FORMALIZAÇÃO continuação... Segmentação, por parte do Sebrae RJ, dos formalizados de TI Workshop destacando as oportunidades e vantagens da formalização Flyer da Central de Serviços Encontros Empresariais Mecanismos para manter comunicação permanente com os empreendedores individuais
  26. 26. PROJETO COLETIVIDADE

×