Biagio

2.237 visualizações

Publicada em

Como elaborar uma plano de negócios.

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Biagio

  1. 2. PLANO DE NEGÓCIOS Prof. Luiz Arnaldo Biagio
  2. 3. O QUE É UM PLANO DE NEGÓCIOS? <ul><li>“ É uma forma de obtenção de consenso e consistência em toda a empresa” (SIEGEL et al, 1991). </li></ul><ul><li>“ É um documento especial, único e vivo que deve refletir a realidade, as perspectivas e a estratégia da empresa” (PAVANI, 1997). </li></ul>
  3. 4. POR QUÊ ESCREVER UM PLANO DE NEGÓCIOS? <ul><li>O Plano de Negócios permite que o empreendedor tenha uma oportunidade única de olhar para o negócio de maneira objetiva, crítica e imparcial. </li></ul><ul><li>O Plano de Negócios serve como uma ferramenta operacional para definir a posição presente e as possibilidades futuras da empresa. </li></ul><ul><li>O Plano de Negócios é uma ferramenta pró-ativa na previsão e solução de problemas . </li></ul>
  4. 5. COMPOSIÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS <ul><li>Capa </li></ul><ul><li>Índice </li></ul><ul><li>Sumário Executivo </li></ul><ul><li>Descrição da Empresa </li></ul><ul><li>Planejamento Estratégico </li></ul><ul><li>Análise de Mercado </li></ul><ul><li>Plano de Marketing </li></ul><ul><li>Plano Operacional </li></ul><ul><li>Plano Financeiro (Investimentos) </li></ul><ul><li>Anexos </li></ul>
  5. 6. CAPA <ul><li>Denominação da empresa </li></ul><ul><li>Endereço completo </li></ul><ul><li>Telefone </li></ul><ul><li>Logomarca </li></ul><ul><li>“ Plano de Negócios” </li></ul><ul><li>Nome da pessoa de contato </li></ul><ul><li>Mês / ano </li></ul><ul><li>Número de cópia / edição </li></ul>
  6. 7. ÍNDICE <ul><li>O Índice serve para que o leitor possa localizar rapidamente determinada seção da qual pretende obter informações. </li></ul>
  7. 8. SUMÁRIO EXECUTIVO <ul><li>“ A rigor a única parte que o leitor irá ler do Plano de Negócios é o Sumário Executivo, portanto é muito importante incluir quanta informação seja possível nesta parte de uma maneira pertinente e concisa” (PINSON & JINNETT, 1998). </li></ul><ul><li>O Sumário Executivo deve responder as questões do 6W2H. </li></ul><ul><li>O Sumário Executivo deve ser escrito por último </li></ul>
  8. 9. DESCRIÇÃO DA EMPRESA <ul><li>Histórico </li></ul><ul><li>Estrutura legal </li></ul><ul><li>Localização </li></ul><ul><li>Manutenção de Registros </li></ul><ul><li>Seguros </li></ul><ul><li>Segurança </li></ul>
  9. 10. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO <ul><li>Como será minha empresa daqui a 10 anos? </li></ul><ul><li>Qual o propósito da minha empresa? </li></ul><ul><li>De onde virão as ameaças à sobrevivência da minha empresa? </li></ul><ul><li>Quais são meus pontos fortes e meus pontos fracos? </li></ul><ul><li>Quais são meus objetivos? </li></ul>
  10. 11. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO <ul><li>Declaração de visão </li></ul><ul><li>Declaração de missão </li></ul><ul><li>Princípios norteadores </li></ul><ul><li>Cadeia de valores </li></ul><ul><li>Competências essenciais </li></ul><ul><li>Análise ambiental </li></ul><ul><li>Indicadores de sucesso </li></ul><ul><li>Objetivos e metas </li></ul><ul><li>Implementação da estratégia </li></ul><ul><li>Controle estratégico </li></ul>
  11. 12. PRODUTOS E SERVIÇOS <ul><li>Descrição física dos produtos, acompanhada de fotos, desenhos ou catálogos. </li></ul><ul><li>Ciclo de vida do produto </li></ul><ul><ul><li>Nascimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Crescimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Manutenção </li></ul></ul><ul><ul><li>Declínio </li></ul></ul><ul><li>Matriz Produto x Mercado </li></ul><ul><li>Estratégia de Produto </li></ul><ul><ul><li>Como colocar o produto no mercado </li></ul></ul><ul><ul><li>Como retirar o produto do mercado </li></ul></ul><ul><li>Vantagem competitiva </li></ul><ul><li>Tecnologia </li></ul><ul><li>Pesquisa e Desenvolvimento </li></ul>
  12. 13. ANÁLISE DE MERCADO <ul><li>Análise do setor de mercado </li></ul><ul><ul><li>Tamanho do mercado </li></ul></ul><ul><ul><li>Índice de crescimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Estrutura do setor de mercado </li></ul></ul><ul><li>Descrição do segmento de mercado </li></ul><ul><ul><li>Níveis de segmentação </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise dos valores e estilo de vida </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise dos consumidores </li></ul></ul><ul><ul><li>O que os clientes estão comprando? </li></ul></ul><ul><li>Análise da concorrência </li></ul>
  13. 14. PLANO DE MARKETING <ul><li>Como os clientes olham para seu produto em relação à concorrência? </li></ul><ul><li>Como estabelecer os preços? </li></ul><ul><li>Como distribuir os produtos? </li></ul><ul><li>Como promover os produtos? </li></ul><ul><li>PLANO DE VENDAS </li></ul>
  14. 15. PLANO OPERACIONAL <ul><li>Estrutura funcional </li></ul><ul><ul><li>Organograma </li></ul></ul><ul><ul><li>Matriz de responsabilidades </li></ul></ul><ul><li>Descrição da unidade física </li></ul><ul><li>Produção </li></ul><ul><ul><li>Descrição dos equipamentos </li></ul></ul><ul><ul><li>Roteiros de fabricação </li></ul></ul><ul><ul><li>Fluxo de processo </li></ul></ul><ul><ul><li>Tipo de lay-out </li></ul></ul><ul><li>Aquisição </li></ul><ul><ul><li>Critérios de seleção de fornecedores </li></ul></ul><ul><ul><li>Políticas de compras </li></ul></ul>
  15. 16. PLANO OPERACIONAL <ul><li>Custos </li></ul><ul><ul><li>Sistema de custeio utilizado </li></ul></ul><ul><ul><li>Plano de contas </li></ul></ul><ul><li>Qualidade </li></ul><ul><ul><li>Plano de Controle </li></ul></ul><ul><ul><li>Organismo de Certificação </li></ul></ul><ul><li>Sistema de gestão </li></ul><ul><li>Embalagem e transporte </li></ul><ul><li>Serviço pós-venda </li></ul>
  16. 17. PLANO FINANCEIRO <ul><li>Balanço patrimonial </li></ul><ul><li>Demonstrativo de Resultados </li></ul><ul><ul><li>Receita Bruta de Vendas </li></ul></ul><ul><ul><li>Despesas de Vendas </li></ul></ul><ul><ul><li>Custo dos Produtos </li></ul></ul><ul><ul><li>Despesas Fixas </li></ul></ul><ul><ul><li>Receitas Financeiras </li></ul></ul><ul><ul><li>Imposto de Renda </li></ul></ul><ul><ul><li>Lucro Líquido </li></ul></ul><ul><li>Fluxo de caixa </li></ul><ul><li>Histórico financeiro da empresa </li></ul>
  17. 18. PLANO FINANCEIRO <ul><li>Demonstrativo de custos e despesas </li></ul><ul><ul><li>Mão-de-obra direta </li></ul></ul><ul><ul><li>Mão-de-obra indireta </li></ul></ul><ul><ul><li>Custos variáveis </li></ul></ul><ul><ul><li>Custos fixos </li></ul></ul><ul><ul><li>Impostos e contribuições </li></ul></ul><ul><li>Plano de Investimentos </li></ul><ul><ul><li>Investimentos pré-operacionais </li></ul></ul><ul><ul><li>Investimentos fixos </li></ul></ul><ul><ul><li>Capital de giro </li></ul></ul><ul><ul><li>Capacitação de pessoal </li></ul></ul>
  18. 19. POR QUÊ ENSINAR PLANO DE NEGÓCIOS? <ul><li>ACORDE!!! </li></ul><ul><li>Assuma o controle da sua carreira, ou alguém assumirá e poderá fazer você experimentar coisas que não queria. </li></ul><ul><li>O EMPREGO FORMAL ESTÁ EM EXTINÇÃO. </li></ul><ul><li>O MOMENTO É DO EMPREENDEDOR. </li></ul>
  19. 20. O QUE É UM EMPREENDEDOR? <ul><li>Quem vê oportunidades onde somente existem ameaças. </li></ul><ul><li>Quem transforma as ameaças em oportunidades. </li></ul><ul><li>Quem tem objetivos e metas, não apenas sonhos </li></ul>
  20. 21. CONCLUSÕES <ul><li>65% das novas empresas morrem no primeiro ano de existência. Com o Plano de Negócios a mortalidade infantil das empresas é reduzida para 18%. </li></ul><ul><li>75% das micro e pequenas empresas fracassam nas tentativas de obter linhas de crédito. Com o Plano de Negócios a chance de fracasso é de 15%. </li></ul>
  21. 22. PARA QUEM GOSTA DE POEMAS O DILEMA Rir é arriscar-se a parecer bobo. Chorar é arriscar-se a parecer sentimental. Demonstrar sentimentos é arriscar-se a não ser aceito. Amar é arriscar-se a não ser amado. Continuar avançando contra o pouco provável, é arriscar-se a fracassar. Porém, os riscos devem ser tomados, porque o perigo maior na vida, é não arriscar nada. Aquele que não arrisca, não faz nada, não tem nada, não é nada. Pode evitar o sofrimento e a dor, mas não pode aprender, sentir, mudar, crescer, nem amar; amarrado a tudo o que dá segurança, é um escravo: renunciou a sua liberdade. Só uma pessoa que corre riscos é LIVRE.
  22. 23. www.incubadoravirtual.com.br www.incubadoraitu.com.br Fone: (011) 4022.6776

×