Sexualidade na Visão Espírita

1.358 visualizações

Publicada em

Diferentes manifestações sexuais a luz da Doutrina Espírita.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.358
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sexualidade na Visão Espírita

  1. 1. Diferentes Manifestações Sexuais à luz da Doutrina Espírita
  2. 2. Fontes Bibliográficas
  3. 3. Introdução • “Conscientemente, a ninguém passará a idéia de dizer a quem quer que seja como deverá viver ou deixar de fazê-lo, pelas estradas humanas, quando essas sugestões não venham solicitadas pelos honestamente interessados” (Camilo via Raul Teixeira) • A aplicação do sexo, ante a luz do amor e da vida, é assunto pertinente à consciência de cada um. (Emmanuel – Vida e Sexo) • Cada ser tem o direito de optar pelo que lhe parece melhor. O Espírito sempre está semeando ao adotar determinadas condutas, colhendo naturalmente os frutos relativos à sua escolha. (Divaldo Franco)
  4. 4. A Formação do Corpo Físico • Quando errante, que prefere o Espírito: encarnar no corpo de um homem, ou no de uma mulher? Isso pouco lhe importa. O que o guia na escolha são as provas por que haja de passar. L.E. – Questão 202
  5. 5. Modalidades de Condutas Sexuais 1. Assexualidade — Nesta circunstância, o indivíduo possui a estrutura anatomo-fisiológica saudável, sem nenhuma disfunção, mas a sua estrutura psicológica faz com que ele não experimente a presença ostensiva da libido. Esse indivíduo normalmente atravessa toda a existência sem buscar nenhuma parceria afetivo-sexual, aplicando suas energias em outros campos de atividade.
  6. 6. Modalidades de Condutas Sexuais 2. Heterossexualidade — Nesta experiência, o indivíduo realiza um aprendizado sexual relacionado à perpetuação da vida biológica. Ê a orientação sexual que podemos denominar de convencional, porque adotada pela maioria dos seres humanos.
  7. 7. 3. Homossexualidade — Neste contexto, o indivíduo elege um parceiro do mesmo sexo. No que diz respeito à escolha de parceiros afetivo-sexuais, ele apresenta estrutura anatomofisiológica que não corresponde ao seu perfil psicológico. *Homossexualismo - Termo em desuso que costumava definir a homossexualidade como condição patológica (doença). Modalidades de Condutas Sexuais
  8. 8. 4. Bissexualidade — Na bissexualidade encontraremos um indivíduo que apresenta interesse em se relacionar ora com o sexo oposto, ora com o mesmo sexo, o que não significa que ele possua os dois sexos biológicos. (Divaldo – Sexo e Consciência) Modalidades de Condutas Sexuais
  9. 9. 5. Hermafrodita (ou Intersexuais): Quando o indivíduo possui os dois sexos biológicos, devido a ocorrência de “erros” cromossômicos na formação fetal, que causam a hipertrofia na genitália interna e externa da criança. Não corresponde a uma forma de orientação sexual, mas a uma anomalia biológica. 6. Eunucos e Síndrome de Rokitansky: Homens e mulheres, respectivamente que nascem com deficiências em todo o sistema reprodutor, ou parte deles. (refazer...) (Divaldo – Sexo e Consciência) Disfunções Congênitas
  10. 10. 4. Transexuais: são pessoas que têm a convicção de pertencer ao sexo oposto, cujas características querem possuir, ou até já obtiveram através de procedimento cirúrgico, de forma artificial e adaptativa. (Divaldo – Sexo e Consciência) Manifestações Sexuais
  11. 11. Hora de refletir! 1. Quais são as causas da Homossexualidade ? 2. Por que existem tantos preconceitos ? 3. O que vocês dizem a respeito ?
  12. 12. 1. Inversão de sexo na reencarnação. 2. Provas e/ou expiações. 3. Fatores do meio social. 4. Influências obsessivas. 5. Escolha reencarnatória. 6. Afetos regressos. Possíveis Causas das Diferentes Condutas Sexuais
  13. 13. Possíveis Causas das Diferentes Condutas Sexuais 1. Inversão de polaridade: Frequentemente o Espírito programa uma longa jornada apenas em um sexo. E quando se transfere para o outro, isto é, quando inicia uma série de reencarnações na polaridade oposta, muitas vezes, ainda se encontra com as marcas psicológicas do sexo anterior.
  14. 14. Possíveis Causas das Diferentes Condutas Sexuais 2. Provas e/ou Expiações: Quando, em uma encarnação anterior, o indivíduo não soube manter a postura psicológica e emocionalmente equilibrada. O abuso das experiências em uma das polaridades impõe a necessidade do retorno em outra, a fim de aprender a respeitar a função sexual.
  15. 15. Possíveis Causas das Diferentes Condutas Sexuais 3. Obsessão: O adversário desencarnado, que foi profundamente lesado pela sua vítima de agora, induz este indivíduo a um relacionamento homossexual que é angustiante para ele. O objetivo é cobrar a dívida desencadeando agressões ao equilíbrio sexual do devedor. (Nos Bastidores da Obsessão - Manoel P. de Miranda/Divaldo Franco, cap. 8 - Processos Obsessivos).
  16. 16. Possíveis Causas das Diferentes Condutas Sexuais 4. Influências atuais: Pode originar-se na encarnação atual, em mecanismos de experimentações sexuais que o ser realiza quando está atormentado, sobretudo, na fase da adolescência, quando anseia por descobrir seus valores e aspirações. • Influência familiar, social, cultural, etc.
  17. 17. Possíveis Causas das Diferentes Condutas Sexuais 5. Escolhas reencarnatórias: Espíritos cultos e sensíveis, aspirando a realizar tarefas específicas na elevação de agrupamentos humanos e, consequentemente, na elevação de si próprios, rogam dos Instrutores da Vida Maior que os assistem a própria internação no campo físico, em vestimenta carnal oposta à estrutura psicológica pela qual transitoriamente se definem. Escolhem com isso viver temporariamente ocultos na armadura carnal, com o que se garantem contra arrastamentos irreversíveis, no mundo afetivo, de maneira a perseverarem, sem maiores dificuldades, nos objetivos que abraçam. (Vida e Sexo - Emmanuel)
  18. 18. Possíveis Causas das Diferentes Condutas Sexuais 6. Afetos Regressos: Espíritos cultos e sensíveis, aspirando a realizar tarefas específicas na elevação de agrupamentos humanos e, consequentemente, na elevação de si próprios, rogam dos Instrutores da Vida Maior que os assistem a própria internação no campo físico, em vestimenta carnal oposta à estrutura psicológica pela qual transitoriamente se definem.
  19. 19. Possíveis Causas • A homossexualidade não encontra explicação fundamental nos estudos psicológicos que tratam do assunto em bases materialistas, mas é perfeitamente compreensível, à luz da reencarnação. – (Emmanuel, Vida e Sexo)
  20. 20. Possíveis Causas • Através de milênios e milênios, o Espírito passa por fileira imensa de reencarnações, ora em posição de feminilidade, ora em condições de masculinidade, o que sedimenta o fenômeno da bissexualidade, mais ou menos pronunciado, em quase todas as criaturas. – (Emmanuel , Vida e Sexo)
  21. 21. Efeitos Transexualidade: Quando há amputações ou reconstruções de órgãos, nele ocorre inevitavelmente uma grave lesão, que é o resultado da contribuição do psiquismo do paciente que deseja driblar as leis da Natureza para exercer o sexo a qualquer preço, com o objetivo de experimentar sensações que a vida lhe negou, estando incurso em um processo de reeducação evolutiva.
  22. 22. Efeitos • Heterossexualidade: A Divindade nos coloca no contexto de que necessitamos para superar as nossas dificuldades, o que nos faz concluir que a orientação heterossexual é aquela que contempla as duas modalidades de expressão sexual projetadas pela evolução. • O uso adequado da função sexual - sintonia entre a psicologia e a fisiologia da polaridade - proporciona bem- estar e facilita o crescimento espiritual. (Joanna D’angelis/ Divaldo Franco – Dias Gloriosos, Sexo e Consiência)
  23. 23. Conclusão • Seja em que faixa de orientação sexual o ser se movimente, mesmo que não represente a opção ideal, estaremos sempre diante de um processo de evolução (Divaldo Franco) • Não proibição, mas educação. Não abstinência imposta, mas emprego digno, com o devido respeito aos outros e a si mesmo. Não indisciplina, mas controle. Não impulso livre, mas responsabilidade. Fora disso, é teorizar simplesmente, para depois aprender ou reaprender com a experiência. • Sem isso, será enganarnos, lutar sem proveito, sofrer e recomeçar a obra da sublimação pessoal, tantas vezes quantas se fizerem precisas, pelos mecanismos da reencarnação, porque. • Seja em que faixa de orientação sexual o ser se movimente, mesmo que não represente a opção ideal, estaremos sempre diante de um processo de evolução

×