Homossexualidade (Espiritismo)-1,5h

1.116 visualizações

Publicada em

Estudo visando demonstrar qual é a visão do Espiritismo sobre o tema. Versão 17.

Publicada em: Espiritual

Homossexualidade (Espiritismo)-1,5h

  1. 1. ““Ainda com relação à moral na condutaAinda com relação à moral na conduta sexual […]sexual […] devemos, como em tudo, olhardevemos, como em tudo, olhar para nosso próprio comportamento […] aopara nosso próprio comportamento […] ao invés de julgar o comportamento alheio.invés de julgar o comportamento alheio. […].”[…].” (CARLOS [Espírito],(CARLOS [Espírito], inin Sexo, consciência e amor,Sexo, consciência e amor, psicografia de Priscila de Faria Gaspar, p. 36)psicografia de Priscila de Faria Gaspar, p. 36)
  2. 2. TópicosTópicos –– IntroduçãoIntrodução –– DefiniçõesDefinições –– É um comportamento natural ou imoral?É um comportamento natural ou imoral? –– Na visão dos autores bíblicosNa visão dos autores bíblicos –– No EspiritismoNo Espiritismo –– A ciência em busca de explicaçõesA ciência em busca de explicações –– Como nós, os espíritas, devemos agir?Como nós, os espíritas, devemos agir?
  3. 3. IntroduçãoIntrodução
  4. 4. Tipos de preconceitos na humanidadeTipos de preconceitos na humanidade Preconceito:Preconceito: sentimento hostil, assumido em consequên-sentimento hostil, assumido em consequên- cia da generalização apressada de uma experiência pessoalcia da generalização apressada de uma experiência pessoal ou imposta pelo meio; intolerância.ou imposta pelo meio; intolerância. ((HOUAISSHOUAISS))
  5. 5. ““Ao preconceito sempre se encontraAo preconceito sempre se encontra aliada a ignorância.aliada a ignorância. Pois, não passaPois, não passa o mesmo de uma representação doo mesmo de uma representação do acanhamento intelectual da criatura.acanhamento intelectual da criatura. Uma vez dilatada sua compreensão,Uma vez dilatada sua compreensão, a pessoa torna-se por consequênciaa pessoa torna-se por consequência mais tolerante. […].mais tolerante. […]. […][…] o preconceito sempre parte dao preconceito sempre parte da criatura inexperiente e limitada emcriatura inexperiente e limitada em suas concepções.suas concepções.” (FREI FELIPE [Espíri-(FREI FELIPE [Espíri- to],to], O Testemunho dos sábiosO Testemunho dos sábios, p. 39), p. 39)
  6. 6. Dos Princípios FundamentaisDos Princípios Fundamentais Art. 3º Constituem objetivos fundamentaisArt. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:da República Federativa do Brasil: […][…] IV – promover o bem de todos, sem pre-IV – promover o bem de todos, sem pre- conceitos de origem, raça,conceitos de origem, raça, sexo,sexo, cor, ida-cor, ida- de e quaisquer outras formas de discrimi-de e quaisquer outras formas de discrimi- nação.nação. CÂMARA DOS DEPUTADOSCÂMARA DOS DEPUTADOS Constituição da RepúblicaConstituição da República Federativa do BrasilFederativa do Brasil - 35ª Edição, 2012 -- 35ª Edição, 2012 -
  7. 7. É algo que “tá na cara”?É algo que “tá na cara”?
  8. 8. Kim PetrasKim Petras ZoeyZoey
  9. 9. Manifestação em criançasManifestação em crianças Antes de prosseguir, assista o vídeo “The Whittington Family Ryland's Story Legendado” pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=jahSz5j1ZeI
  10. 10. Logan no aniversárioLogan no aniversário de 4 anosde 4 anos
  11. 11. Qual o motivo que impulsiona uma crian-Qual o motivo que impulsiona uma crian- ça a ter um comportamento contrário aoça a ter um comportamento contrário ao que se espera para o seu sexo biológico?que se espera para o seu sexo biológico? De onde ela teria tirado esta ideia paraDe onde ela teria tirado esta ideia para agir dessa forma?agir dessa forma?
  12. 12. ““A homossexualidade, tambémA homossexualidade, também hoje chamada de transexualida-hoje chamada de transexualida- de, em alguns círculos de ciên-de, em alguns círculos de ciên- cia, […]cia, […] não encontra explicaçãonão encontra explicação fundamental nos estudos psico-fundamental nos estudos psico- lógicoslógicos que tratam do assuntoque tratam do assunto em bases materialistas,em bases materialistas, masmas éé perfeitamente compreensível àperfeitamente compreensível à luz da reencarnação.luz da reencarnação.”” (EMMANUEL.(EMMANUEL. Vida e sexoVida e sexo, p. 109), p. 109)
  13. 13. DefiniçõesDefinições
  14. 14. ““[…] O termo[…] O termo homossexualismohomossexualismo foi inventa-foi inventa- do, emdo, em 1869,1869, por Karl-Maria Kertbeny, jorna-por Karl-Maria Kertbeny, jorna- lista austro-húngaro. Emlista austro-húngaro. Em 1973,1973, aa AssociaçãoAssociação Psiquiátrica AmericanaPsiquiátrica Americana (APA) retira a homos-(APA) retira a homos- sexualidade da lista desexualidade da lista de transtornos mentais.transtornos mentais. EmEm 1985,1985, oo Conselho Federal de Medicina doConselho Federal de Medicina do BrasilBrasil (CFM) retira a homossexualidade da co(CFM) retira a homossexualidade da conn dição dedição de desvio sexual.desvio sexual. NosNos anos 90,anos 90, oo ManualManual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Men-Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Men- taistais (DSM-IV) retira a homossexualidade da(DSM-IV) retira a homossexualidade da condição decondição de distúrbio mental.distúrbio mental. EmEm 1993,1993, aa Or-Or- ganização Mundial de Saúdeganização Mundial de Saúde (OMS) retira o(OMS) retira o termo 'homossexualtermo 'homossexualismoismo' e adota o termo 'ho-' e adota o termo 'ho- mossexualmossexualidadeidade' (um progresso para a época).' (um progresso para a época). […].”[…].” (FERREIRA, Vitor Duarte.(FERREIRA, Vitor Duarte. Homossexualidade à luzHomossexualidade à luz da Doutrina Espíritada Doutrina Espírita))
  15. 15. ““[…] o[…] o Conselho Federal de PsicologiaConselho Federal de Psicologia, ao ed, ao edii tar a Resolução CFP N° 001/tar a Resolução CFP N° 001/99,99, destacou nosdestacou nos seusseus considerandaconsideranda que aque a 'homossexualidade'homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio e nemnão constitui doença, nem distúrbio e nem perversão'perversão' e que 'a forma como cada um vi-e que 'a forma como cada um vi- ve sua sexualidade faz parte da identidadeve sua sexualidade faz parte da identidade do sujeito, a qual deve ser compreendida nado sujeito, a qual deve ser compreendida na sua totalidade' para, mais adiante,sua totalidade' para, mais adiante, proibir aproibir a participação de psicólogos em eventos e ser-participação de psicólogos em eventos e ser- viços destinados ao tratamento e à cura daviços destinados ao tratamento e à cura da homossexualidadehomossexualidade no parágrafo único do seuno parágrafo único do seu art. 3°.”art. 3°.” (VALADÃO, Roberto Fortes.(VALADÃO, Roberto Fortes. A relevância moralA relevância moral da homossexualidade na perspectiva espíritada homossexualidade na perspectiva espírita))
  16. 16. ““AA Associação Brasileira de Psico-Associação Brasileira de Psico- logialogia baniu os temos 'doença', 'dis-baniu os temos 'doença', 'dis- túrbio' e 'desvio' no que diz res-túrbio' e 'desvio' no que diz res- peito à homossexualidade,peito à homossexualidade, proibiproibinn do sequer qualquer terapêutica nodo sequer qualquer terapêutica no sentido de 'tratá-la'.sentido de 'tratá-la'.  Doença:Doença: o homossexual não apresenta qual-o homossexual não apresenta qual- quer alteração fisiológica, anatômica ou gené-quer alteração fisiológica, anatômica ou gené- tica em seu corpo físico;tica em seu corpo físico;  Distúrbio:Distúrbio: não é correto, uma vez que o orgnão é correto, uma vez que o orgaa nismo físico funciona perfeitamente e a estru-nismo físico funciona perfeitamente e a estru- tura psíquica está preservada;tura psíquica está preservada;  Desvio:Desvio: leva a acreditar que existiria uma 'noleva a acreditar que existiria uma 'norr malidade ideal', que não está sendo seguida.”malidade ideal', que não está sendo seguida.” (PEREZ, Alexandre,(PEREZ, Alexandre, Desafios da sexualidadeDesafios da sexualidade, p. 284), p. 284)
  17. 17. Da obraDa obra Sexo & Consciência,Sexo & Consciência, com opiniõescom opiniões de Divaldo Pereira Franco, transcrevemos:de Divaldo Pereira Franco, transcrevemos: ““Um dos aspectos do compor-Um dos aspectos do compor- tamento sexual, que as pes-tamento sexual, que as pes- quisas tentam decifrar é a ori-quisas tentam decifrar é a ori- entação sexual, o interesseentação sexual, o interesse que o indivíduo possui emque o indivíduo possui em estabelecer relacionamentosestabelecer relacionamentos afetivo-sexuais com o gêneroafetivo-sexuais com o gênero oposto ou com o mesmo gê-oposto ou com o mesmo gê- nero.nero. […] o Espírito realiza experiên-[…] o Espírito realiza experiên- cias em quatro modalidadescias em quatro modalidades de conduta sexual:de conduta sexual:
  18. 18. 1.1. AssexualidadeAssexualidade – […] (sem interesse sexu-– […] (sem interesse sexu- al).al). 2.2. HeterossexualidadeHeterossexualidade – […] (interesse por– […] (interesse por pessoa do sexo oposto).pessoa do sexo oposto). 3.3. HomossexualidadeHomossexualidade – Neste contexto, o in-– Neste contexto, o in- divíduo elege um parceiro do mesmo sexo.divíduo elege um parceiro do mesmo sexo. […].[…]. 4.4. BissexualidadeBissexualidade – […] (relaciona-se com– […] (relaciona-se com pessoas de ambos os sexos).”pessoas de ambos os sexos).” (FRANCO, Divaldo.(FRANCO, Divaldo. Sexo & ConsciênciaSexo & Consciência, p. 191-192), p. 191-192)
  19. 19. ““A identidade sexualA identidade sexual representarepresenta aquilo que o indivíduo pensa eaquilo que o indivíduo pensa e sente que é, ou seja, aquilo quesente que é, ou seja, aquilo que ele 'vê' quando se olha no espele 'vê' quando se olha no espee lho. Pode ser masculina ou fe-lho. Pode ser masculina ou fe- minina, independentemente dominina, independentemente do sexo biológico. […].”sexo biológico. […].” (MOREIRA,(MOREIRA, Andrei.Andrei. Homossexualidade sob a ótica doHomossexualidade sob a ótica do espírito imortalespírito imortal, p. 34), p. 34) EmEm Homossexualidade sob a ótica do espíri-Homossexualidade sob a ótica do espíri- to imortal,to imortal, o médico Andrei Moreira dá ao médico Andrei Moreira dá a seguinte definição:seguinte definição: Identidade sexual = identidade de gêneroIdentidade sexual = identidade de gênero
  20. 20. ““Orientação sexualOrientação sexual é o direcio-é o direcio- namento do desejo sexual e donamento do desejo sexual e do afeto para um determinado se-afeto para um determinado se- xo, que pode ser o mesmo doxo, que pode ser o mesmo do indivíduo ou não. Pode ser he-indivíduo ou não. Pode ser he- terossexual, homossexual outerossexual, homossexual ou bissexual.”bissexual.” (MOREIRA, Andrei.(MOREIRA, Andrei. Homos-Homos- sexualidade sob a ótica do espírito imortalsexualidade sob a ótica do espírito imortal,, p. 34)p. 34)
  21. 21. ““O homossexualO homossexual é um indivíduo que tem aé um indivíduo que tem a conformação biológica do seu sexo original,conformação biológica do seu sexo original, […] Sua identidade é a mesma do sexo bioló-[…] Sua identidade é a mesma do sexo bioló- gico, ou seja, o homem se olha no espelho egico, ou seja, o homem se olha no espelho e se vê e se sente como homem, e a mulher sese vê e se sente como homem, e a mulher se olha no espelho e se vê e se sente como mu-olha no espelho e se vê e se sente como mu- lher.lher. Quando dizemos que um indivíduo é homos-Quando dizemos que um indivíduo é homos- sexual, estamos caracterizando única e exclsexual, estamos caracterizando única e excluu sivamente sua orientação do desejo, voltadasivamente sua orientação do desejo, voltada para o mesmo sexo. Isso significa apenaspara o mesmo sexo. Isso significa apenas que o indivíduo sente atração e se realizaque o indivíduo sente atração e se realiza afetiva e sexualmente com um igual.”afetiva e sexualmente com um igual.” (MOREI-(MOREI- RA, Andrei.RA, Andrei. Homossexualidade sob a ótica do espírito imortalHomossexualidade sob a ótica do espírito imortal,, p. 36)p. 36)
  22. 22. ““O transexualO transexual é o indivíduo que tem o sexoé o indivíduo que tem o sexo biológico com que nasceu, mas tem a identi-biológico com que nasceu, mas tem a identi- dade sexual do sexo oposto: um homem quedade sexual do sexo oposto: um homem que se olha no espelho e se vê e se sente comose olha no espelho e se vê e se sente como mulher, e uma mulher que se olha no espe-mulher, e uma mulher que se olha no espe- lho e se sente homem. O transexual tem alho e se sente homem. O transexual tem a orientação do desejo para o mesmo sexo biorientação do desejo para o mesmo sexo bioo lógico que o seu sexo;lógico que o seu sexo; no entanto, como ano entanto, como a identidade é do sexo oposto, a relação é con-identidade é do sexo oposto, a relação é con- siderada heterossexual, pois essa definiçãosiderada heterossexual, pois essa definição se baseia no psiquismo, e não na conforma-se baseia no psiquismo, e não na conforma- ção biológica.ção biológica. Exemplo: um homem que seExemplo: um homem que se sente como mulher e é atraído por homens.”sente como mulher e é atraído por homens.” (MOREIRA, Andrei.(MOREIRA, Andrei. Homossexualidade sob a ótica do espíritoHomossexualidade sob a ótica do espírito imortalimortal, p. 40), p. 40)
  23. 23. É um comportamentoÉ um comportamento natural ou algo imoral?natural ou algo imoral?
  24. 24. ““A conduta sexual humana obe-A conduta sexual humana obe- dece adece a padrões morais e éticospadrões morais e éticos que variam em dada cultura deque variam em dada cultura de uma época para outra e, numuma época para outra e, num mesmo período, de uma culturamesmo período, de uma cultura para outra.para outra. O que pode serO que pode ser considerado normal e desejávelconsiderado normal e desejável por determinado povo pode serpor determinado povo pode ser pecado, crime ou aberração porpecado, crime ou aberração por outro.outro. EmEm Sexo, consciência e amoSexo, consciência e amor,r, o Espíritoo Espírito Carlos, pela psicografia de Priscila de FariaCarlos, pela psicografia de Priscila de Faria Gaspar, nos apresenta algo bem oportunoGaspar, nos apresenta algo bem oportuno para reflexão:para reflexão:
  25. 25. Exemplos não nos faltam: entre osExemplos não nos faltam: entre os antigosantigos egípciosegípcios era comum o casamento entre ir-era comum o casamento entre ir- mãos; […] em algumasmãos; […] em algumas tribos polinésiastribos polinésias éé comum que o marido ofereça os favores se-comum que o marido ofereça os favores se- xuais de sua esposa a um visitante, sendoxuais de sua esposa a um visitante, sendo que a recusa é considerada séria ofensa.”que a recusa é considerada séria ofensa.” (GASPAR, Priscila de Faria.(GASPAR, Priscila de Faria. Sexo, consciência e amorSexo, consciência e amor, p. 33-, p. 33- 34)34)
  26. 26. ““O instinto sexual, exprimindo amor em ex-O instinto sexual, exprimindo amor em ex- pansão incessante, nasce nas profundezas dapansão incessante, nasce nas profundezas da vida, orientando os processos de evolução.vida, orientando os processos de evolução. Toda criatura consciente traz consigo, devi-Toda criatura consciente traz consigo, devi- damente estratificada, a herança incomensu-damente estratificada, a herança incomensu- rável das experiências sexuais vividas nosrável das experiências sexuais vividas nos reinos inferiores da Natureza.reinos inferiores da Natureza. De existência a existência, de lição em liçãoDe existência a existência, de lição em lição e de passo em passo, por séculos de séculos,e de passo em passo, por séculos de séculos, na esfera animal, a individualidade, erguida àna esfera animal, a individualidade, erguida à razão, surpreende em si mesmarazão, surpreende em si mesma todo umtodo um mundo de impulsos genésicos por educar emundo de impulsos genésicos por educar e ajustar às leis superiores que governam aajustar às leis superiores que governam a vida.vida.”” (EMMANUEL.(EMMANUEL. Vida e SexoVida e Sexo, p. 128), p. 128)
  27. 27. Na visão dos autoresNa visão dos autores bíblicosbíblicos
  28. 28. ““O mundo era masculino, a mulher não tinhaO mundo era masculino, a mulher não tinha vez, […]. Então as leis se referem aos homens evez, […]. Então as leis se referem aos homens e à manutenção desse mundo masculino.à manutenção desse mundo masculino. Qual-Qual- quer coisa que rebaixasse o homem, que o tor-quer coisa que rebaixasse o homem, que o tor- nasse semelhante à mulher deveria se energica-nasse semelhante à mulher deveria se energica- mente proibida e punida.mente proibida e punida. É nesse sentido que éÉ nesse sentido que é proibida a homossexualidade.proibida a homossexualidade. […] o que se proi-[…] o que se proi- bia era a homossexualidade passiva, porque,bia era a homossexualidade passiva, porque, neste caso,neste caso, o homem estaria se igualando ou seo homem estaria se igualando ou se assemelhando à mulher e, portanto, se rebai-assemelhando à mulher e, portanto, se rebai- xando de maneira imperdoável.xando de maneira imperdoável. […].”[…].” (WILKON,(WILKON, Morel Felipe.Morel Felipe. Homossexualidade na Bíblia –Homossexualidade na Bíblia – Vídeo)Vídeo)
  29. 29. Levítico 18,22:Levítico 18,22: “Com homem não te deita-“Com homem não te deita- rás,rás, como se fosse mulher:como se fosse mulher: é abominação.”é abominação.” Nota de rodapé:Nota de rodapé: O homossexualismo é claramente proibido.O homossexualismo é claramente proibido. ((Bíblia AnotadaBíblia Anotada, p. 164), p. 164) Levítico 20,13:Levítico 20,13: “Se também um homem se“Se também um homem se deitar com outro homem,deitar com outro homem, como se fosse mu-como se fosse mu- lher,lher, ambos praticaram cousa abominável;ambos praticaram cousa abominável; serão mortos; o seu sangue cairá sobreserão mortos; o seu sangue cairá sobre eles.”eles.” Abominação:Abominação: coisa abominável, detestável, repulsiva.coisa abominável, detestável, repulsiva. ((HOUAISSHOUAISS))
  30. 30. 1Coríntios 6,9-101Coríntios 6,9-10 (em duas versões bíblicas):(em duas versões bíblicas): Bíblia OnlineBíblia Online:: ““Vocês não sabem que os per-Vocês não sabem que os per- versos não herdarão o Reino de Deus? Não seversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras,deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros,nem adúlteros, nem homossexuais passi-nem homossexuais passi- vos ou ativos,vos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos,nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem tra-nem alcoólatras, nem caluniadores, nem tra- paceiros herdarão o Reino de Deus.paceiros herdarão o Reino de Deus.”” Bíblia do PeregrinoBíblia do Peregrino:: ““[…] Não vos iludais:[…] Não vos iludais: nem fornicadores nem idólatras nem adúlterosnem fornicadores nem idólatras nem adúlteros nem efeminados nem homossexuaisnem efeminados nem homossexuais nemnem ladrões nem avarentos nem beberrões nemladrões nem avarentos nem beberrões nem caluniadores nem exploradores herdarão ocaluniadores nem exploradores herdarão o reino de Deus.reino de Deus.””
  31. 31. 1Coríntios 6,9-101Coríntios 6,9-10 (em duas versões bíblicas):(em duas versões bíblicas): Bíblia OnlineBíblia Online:: ““Vocês não sabem que os per-Vocês não sabem que os per- versos não herdarão o Reino de Deus? Não seversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras,deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros,nem adúlteros, nem homossexuais passi-nem homossexuais passi- vos ou ativos,vos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos,nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem tra-nem alcoólatras, nem caluniadores, nem tra- paceiros herdarão o Reino de Deus.paceiros herdarão o Reino de Deus.”” Bíblia do PeregrinoBíblia do Peregrino:: ““[…] Não vos iludais:[…] Não vos iludais: nem fornicadores nem idólatras nem adúlterosnem fornicadores nem idólatras nem adúlteros nem efeminados nem homossexuaisnem efeminados nem homossexuais nemnem ladrões nem avarentos nem beberrões nemladrões nem avarentos nem beberrões nem caluniadores nem exploradores herdarão ocaluniadores nem exploradores herdarão o reino de Deus.reino de Deus.”” Segundo oSegundo o HouaissHouaiss, a palavra, a palavra homossexual aparece pelahomossexual aparece pela primeira vez num dicionárioprimeira vez num dicionário no ano de 1899.no ano de 1899.
  32. 32. No EspiritismoNo Espiritismo
  33. 33. O Livro dos EspíritosO Livro dos Espíritos Livro SegundoLivro Segundo Capítulo IV – Pluralidade dasCapítulo IV – Pluralidade das existênciasexistências Sexos nos EspíritosSexos nos Espíritos
  34. 34. 200.200. Os Espíritos têm sexo?Os Espíritos têm sexo? ““Não como o entendeis, porque os sexosNão como o entendeis, porque os sexos dependem do organismo. Há entre eles amordependem do organismo. Há entre eles amor e simpatia, mas baseados na afinidade dee simpatia, mas baseados na afinidade de sentimentos.”sentimentos.” 201.201. O Espírito que animou o corpo de umO Espírito que animou o corpo de um homem pode animar, em nova existência, ohomem pode animar, em nova existência, o de uma mulher e vice-versa?de uma mulher e vice-versa? ““Sim; são os mesmos Espíritos que animamSim; são os mesmos Espíritos que animam os homens e as mulheres.”os homens e as mulheres.”
  35. 35. 202.202. Quando errante, que prefere o Espírito:Quando errante, que prefere o Espírito: encarnar no corpo de um homem ou no deencarnar no corpo de um homem ou no de uma mulher?uma mulher? ““Isso pouco importa. Vai depender das pro-Isso pouco importa. Vai depender das pro- vas por que haja de passar.”vas por que haja de passar.” Os espíritos encarnam como homens ou comoOs espíritos encarnam como homens ou como mulheres, porque não têm sexo. Como devemmulheres, porque não têm sexo. Como devem progredir em tudo, cada sexo, como cada posi-progredir em tudo, cada sexo, como cada posi- ção social, lhes oferece provações, deveres es-ção social, lhes oferece provações, deveres es- peciais e novas oportunidades de adquirirempeciais e novas oportunidades de adquirirem experiência. Aquele que fosse sempre homemexperiência. Aquele que fosse sempre homem só saberia o que sabem os homens.só saberia o que sabem os homens. (KARDEC, Allan.(KARDEC, Allan. O Livro dos EspíritosO Livro dos Espíritos, p. 131), p. 131)
  36. 36. No artigoNo artigo “As mulheres“As mulheres têm alma?”,têm alma?”, publicadopublicado no mês de janeiro dano mês de janeiro da Revista Espírita 1866,Revista Espírita 1866, Kardec tece algumasKardec tece algumas considerações que me-considerações que me- recem ser destacadas:recem ser destacadas: É interessante ver algo dito por Kardec,É interessante ver algo dito por Kardec, que, infelizmente, a grande maioria dosque, infelizmente, a grande maioria dos espíritas não tem a menor ideia.espíritas não tem a menor ideia.
  37. 37. O espírito encarnado sofrendo a influência doO espírito encarnado sofrendo a influência do organismo, seu caráter se modifica segundoorganismo, seu caráter se modifica segundo as circunstâncias e se dobra às necessidadesas circunstâncias e se dobra às necessidades e aos cuidados que lhe impõe esse mesmoe aos cuidados que lhe impõe esse mesmo organismo. […] pode ocorrer que o Espíritoorganismo. […] pode ocorrer que o Espírito percorra uma série de existências num mes-percorra uma série de existências num mes- mo sexo, o que faz que, durante muito tem-mo sexo, o que faz que, durante muito tem- po, ele possa conservar, no estado de Espí-po, ele possa conservar, no estado de Espí- rito, o caráter de homem ou de mulher dorito, o caráter de homem ou de mulher do qual a marca permaneceu nele. […].qual a marca permaneceu nele. […].
  38. 38. Se essa influência repercute da vida corpó-Se essa influência repercute da vida corpó- rea à vida espiritual, ocorre o mesmo quan-rea à vida espiritual, ocorre o mesmo quan- do o Espírito passa da vida espiritual à vidado o Espírito passa da vida espiritual à vida corpórea. Numa nova encarnação, ele trarácorpórea. Numa nova encarnação, ele trará o caráter e as inclinações que tinha comoo caráter e as inclinações que tinha como Espírito; se for avançado, fará um homemEspírito; se for avançado, fará um homem avançado; se for atrasado, fará um homemavançado; se for atrasado, fará um homem atrasado.atrasado.
  39. 39. Mudando de sexo, poderá, pois, sob essa im-Mudando de sexo, poderá, pois, sob essa im- pressão e em sua nova encarnação, conser-pressão e em sua nova encarnação, conser- var os gostos, as tendências e o caráter ine-var os gostos, as tendências e o caráter ine- rentes ao sexo que acaba de deixar.rentes ao sexo que acaba de deixar. AssimAssim se explicam certasse explicam certas anomalias aparentesanomalias aparentes queque se notam no caráter de certos homens e dese notam no caráter de certos homens e de certas mulheres.certas mulheres.”” (KARDEC, Allan.(KARDEC, Allan. Revista EspíritaRevista Espírita 18661866, p. 3-5), p. 3-5)
  40. 40. Mudando de sexo, poderá, pois, sob essa im-Mudando de sexo, poderá, pois, sob essa im- pressão e em sua nova encarnação, conser-pressão e em sua nova encarnação, conser- var os gostos, as tendências e o caráter ine-var os gostos, as tendências e o caráter ine- rentes ao sexo que acaba de deixar.rentes ao sexo que acaba de deixar. AssimAssim se explicam certasse explicam certas anomalias aparentesanomalias aparentes queque se notam no caráter de certos homens e dese notam no caráter de certos homens e de certas mulheres.certas mulheres.”” (KARDEC, Allan.(KARDEC, Allan. Revista EspíritaRevista Espírita 18661866, p. 3-5), p. 3-5)
  41. 41. ““A sede real do sexoA sede real do sexo não se acha, dessa ma-não se acha, dessa ma- neira, no veículo físico, mas simneira, no veículo físico, mas sim na entidadena entidade espiritual,espiritual, em sua estrutura complexa. […].em sua estrutura complexa. […]. O sexo é, portanto, mental em seus impulsosO sexo é, portanto, mental em seus impulsos e manifestações,e manifestações, transcendendo quaisquertranscendendo quaisquer impositivo da forma em que se exprime,impositivo da forma em que se exprime, […].”[…].” (ANDRÉ LUIZ.(ANDRÉ LUIZ. Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos, p. 141-142), p. 141-142) ““[…] o sexo reside na mente, a expressar-se[…] o sexo reside na mente, a expressar-se no corpo espiritual e consequentemente nono corpo espiritual e consequentemente no corpo físico, por santuário criativo de nossocorpo físico, por santuário criativo de nosso amor perante a vida, e, em razão disso,amor perante a vida, e, em razão disso, nin-nin- guém escarnecerá dele, desarmonizando-lheguém escarnecerá dele, desarmonizando-lhe as forças sem escarnecer e desarmonizar a sias forças sem escarnecer e desarmonizar a si mesmo.mesmo.”” (ANDRÉ LUIZ.(ANDRÉ LUIZ. Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos, p. 146), p. 146)
  42. 42. ““A vida espiritual pura e simples se rege porA vida espiritual pura e simples se rege por afinidades eletivas essenciais; no entanto,afinidades eletivas essenciais; no entanto, através de milênios e milênios,através de milênios e milênios, o Espíritoo Espírito passa por fileira imensa de reencarnações,passa por fileira imensa de reencarnações, ora em posição de feminilidade, ora em con-ora em posição de feminilidade, ora em con- dições de masculinidade,dições de masculinidade, o que sedimenta oo que sedimenta o fenômeno da bissexualidade, mais ou menosfenômeno da bissexualidade, mais ou menos pronunciado, em quase todas as criaturas.pronunciado, em quase todas as criaturas. O homem e a mulher serão, desse modo, deO homem e a mulher serão, desse modo, de maneira respectiva, acentuadamente mascu-maneira respectiva, acentuadamente mascu- lino ou acentuadamente feminina, sem espe-lino ou acentuadamente feminina, sem espe- cificação psicológica absoluta.cificação psicológica absoluta.”” (EMMANUEL.(EMMANUEL. VidaVida e sexoe sexo, p. 110-111), p. 110-111)
  43. 43. ““[…][…] Homens e mulheres, em espírito, apre-Homens e mulheres, em espírito, apre- sentam certa percentagem mais ou menossentam certa percentagem mais ou menos elevada de característicos viris e feminis emelevada de característicos viris e feminis em cada indivíduo,cada indivíduo, o que não assegura possibi-o que não assegura possibi- lidades de comportamento íntimo normallidades de comportamento íntimo normal para todos, segundo a conceituação de nor-para todos, segundo a conceituação de nor- malidade que a maioria dos homens estabe-malidade que a maioria dos homens estabe- leceu para o meio social.”leceu para o meio social.” (ANDRÉ LUIZ.(ANDRÉ LUIZ. Sexo eSexo e destinodestino, p. 272-273), p. 272-273) (A parte destacada tem o mesmo significado da(A parte destacada tem o mesmo significado da Escala Kinsey,Escala Kinsey, conforme se verá mais à frente)conforme se verá mais à frente)
  44. 44. ““Frequentemente o Espírito programa uma lon-Frequentemente o Espírito programa uma lon- ga jornada apenas em um sexo. E quando sega jornada apenas em um sexo. E quando se transfere para o outro, isto é,transfere para o outro, isto é, quando inicia umquando inicia um série de reencarnações na polaridade oposta,série de reencarnações na polaridade oposta, muitas vezes, ainda se encontra com as marcasmuitas vezes, ainda se encontra com as marcas psicológicas do sexo anterior.psicológicas do sexo anterior. […][…] O abuso das experiências em uma das pola-O abuso das experiências em uma das pola- ridades impõe a necessidade do retorno emridades impõe a necessidade do retorno em outra, a fim de aprender a respeitar a funçãooutra, a fim de aprender a respeitar a função sexual.sexual. Portanto,Portanto, a homossexualidade tem suasa homossexualidade tem suas causas profundas na intimidade do ser espiri-causas profundas na intimidade do ser espiri- tual.tual.”” (FRANCO, Divaldo.(FRANCO, Divaldo. Sexo & ConsciênciaSexo & Consciência, p. 193), p. 193)
  45. 45. ““A homossexualidade pode ser desencadeada ouA homossexualidade pode ser desencadeada ou influenciada por um processo obsessivo.influenciada por um processo obsessivo. […] O[…] O adversário desencarnado,adversário desencarnado, que foi profundamen-que foi profundamen- te lesado pela sua vítima de agora,te lesado pela sua vítima de agora, induz esteinduz este indivíduo a um relacionamento homossexualindivíduo a um relacionamento homossexual que é angustiante para ele. O objetivo é cobrarque é angustiante para ele. O objetivo é cobrar a dívida desencadeando agressões ao equilíbrioa dívida desencadeando agressões ao equilíbrio sexual do devedor. Comosexual do devedor. Como este Espíritoeste Espírito estáestá imantado ao campo da aura do seuimantado ao campo da aura do seu hospedeirohospedeiro psíquicopsíquico, ele, ele passa a experimentar as sensa-passa a experimentar as sensa- ções, emoções e desejos daquele a quem mani-ções, emoções e desejos daquele a quem mani- pula,pula, inclusive nos momentos de relacionamen-inclusive nos momentos de relacionamen- to sexual que a vítima estabeleça com um par-to sexual que a vítima estabeleça com um par- ceiro.”ceiro.” (FRANCO, Divaldo.(FRANCO, Divaldo. Sexo & ConsciênciaSexo & Consciência, p. 196-197), p. 196-197)
  46. 46. ““[…] em muitas ocasiões,[…] em muitas ocasiões, quando o homemquando o homem tiraniza a mulher,tiraniza a mulher, furtando-lhe os direitos efurtando-lhe os direitos e cometendo abusos, em nome de sua preten-cometendo abusos, em nome de sua preten- sa superioridade, […]sa superioridade, […] é conduzido pelos ageé conduzido pelos agenn tes da Lei Divina a renascimento doloroso,tes da Lei Divina a renascimento doloroso, em corpo feminino,em corpo feminino, para que, no extremopara que, no extremo desconforto íntimo,desconforto íntimo, aprenda a venerar naaprenda a venerar na mulher sua irmã e companheira, filha e mãe,mulher sua irmã e companheira, filha e mãe, diante de Deus, ocorrendo idêntica situaçãodiante de Deus, ocorrendo idêntica situação à mulher criminosa […].”à mulher criminosa […].” (ANDRÉ LUIZ.(ANDRÉ LUIZ. Ação e rea-Ação e rea- çãoção, p. 209), p. 209)
  47. 47. ““[…] ocorrendo idêntica situação[…] ocorrendo idêntica situação à mulherà mulher criminosacriminosa que, depois de arrastar o homem àque, depois de arrastar o homem à devassidão e à delinquência, cria para si medevassidão e à delinquência, cria para si mess ma terrível alienação mental para além doma terrível alienação mental para além do sepulcro,sepulcro, requisitando, quase sempre, a interequisitando, quase sempre, a interr nação em corpo masculino,nação em corpo masculino, a fim de que, nasa fim de que, nas teias do infortúnio de sua emotividade,teias do infortúnio de sua emotividade, saibasaiba edificar no seu ser o respeito que deve aoedificar no seu ser o respeito que deve ao homem,homem, perante o Senhor. […].”perante o Senhor. […].” (ANDRÉ LUIZ.(ANDRÉ LUIZ. Ação e reaçãoAção e reação, p. 209), p. 209)
  48. 48. ““Quanto à perda dos característicos sexuais,Quanto à perda dos característicos sexuais, estamos informados de que ocorrerá, espon-estamos informados de que ocorrerá, espon- taneamente,taneamente, quando as almas humanas tive-quando as almas humanas tive- rem assimilado todas as experiências neces-rem assimilado todas as experiências neces- sárias à própria sublimação,sárias à própria sublimação, rumando, apósrumando, após milênios de burilamento, para a situação an-milênios de burilamento, para a situação an- gélica, em quegélica, em que o indivíduo deterá todas aso indivíduo deterá todas as qualidades nobre inerentes à masculinidadequalidades nobre inerentes à masculinidade e à feminilidade,e à feminilidade, refletindo em si, nos de-refletindo em si, nos de- graus avançados da perfeição, a glória divinagraus avançados da perfeição, a glória divina do Criador.”do Criador.” (ANDRÉ LUIZ.(ANDRÉ LUIZ. Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos,, p. 193-194)p. 193-194)
  49. 49. A ciência em busca deA ciência em busca de explicaçõesexplicações
  50. 50. TeólogosTeólogos XX CientistasCientistas A criação do homemA criação do homem
  51. 51. João 4,24:João 4,24: ““Deus éDeus é espírito,espírito, [...].[...].””
  52. 52. EmEm O Livro dos JubileusO Livro dos Jubileus (Século II a.C.), lê-se:(Século II a.C.), lê-se: ““E no sexto dia ele criou todos os animais da terra,E no sexto dia ele criou todos os animais da terra, o gado e todas as coisas viventes. E depois dissoo gado e todas as coisas viventes. E depois disso tudo,tudo, ele criou o homem, e criou-o macho e fêmea,ele criou o homem, e criou-o macho e fêmea, deu-lhe domínio sobre tudo na terra, […].”deu-lhe domínio sobre tudo na terra, […].” ““[…] Durante estes cinco dias, Adão viu que em[…] Durante estes cinco dias, Adão viu que em cada espécie havia o macho e a fêmea;cada espécie havia o macho e a fêmea; ele, po-ele, po- rém, estava sozinho.rém, estava sozinho. […] O Senhor nos disse: 'Não[…] O Senhor nos disse: 'Não é bom que o homem esteja sozinho. Dar-lhe-eié bom que o homem esteja sozinho. Dar-lhe-ei uma ajudante', Mandou pois Deus […] um profundouma ajudante', Mandou pois Deus […] um profundo sono a Adão, e quando dormiu,sono a Adão, e quando dormiu, tirou Deus uma detirou Deus uma de suas costelas para dar existência a uma mulher.suas costelas para dar existência a uma mulher. Esta foi a origem da mulher. […].”Esta foi a origem da mulher. […].” (TRICCA, Maria(TRICCA, Maria Helena de Oliveira.Helena de Oliveira. Apócrifos IV: Os proscritos da Bíblia, p. 31-32Apócrifos IV: Os proscritos da Bíblia, p. 31-32))
  53. 53. ““Em suma, a energia sexual ouEm suma, a energia sexual ou força do amor é aquela que prforça do amor é aquela que proo move a união criativa entremove a união criativa entre dois polos opostos de uma medois polos opostos de uma mess ma realidade.ma realidade. O diagrama doO diagrama do Tai Chi,Tai Chi, aqui ilustrado, é muitoaqui ilustrado, é muito conveniente para explicar a re-conveniente para explicar a re- lação entre os opostos.lação entre os opostos. Significa que os contrários emergem um do ou-Significa que os contrários emergem um do ou- tro. Como no diagrama,tro. Como no diagrama, nós enquanto espíritosnós enquanto espíritos imortais, possuímos ambos os polos sexuais,imortais, possuímos ambos os polos sexuais, que são o feminino e o masculino.que são o feminino e o masculino. O equilíbrioO equilíbrio consiste em manter esta harmonia de relaçãoconsiste em manter esta harmonia de relação entre os contrários. Noentre os contrários. No TaoismoTaoismo as polaridadesas polaridades são denominadassão denominadas Yin e Yang.Yin e Yang. […].”[…].” (TREIGHER,(TREIGHER, Caroline.Caroline. Homossexualidade à luz da Doutrina EspíritaHomossexualidade à luz da Doutrina Espírita))
  54. 54. ““Alfred Charles KinseyAlfred Charles Kinsey (1894-1956) foi um(1894-1956) foi um entomologista e zoólogo norte-americano.entomologista e zoólogo norte-americano. Em 1947,Em 1947, na Universidade de Indiana,na Universidade de Indiana, fun-fun- dou o hoje chamado “Instituto Kinsey paradou o hoje chamado “Instituto Kinsey para Pesquisa sobre Sexo, Gênero e Reprodução”.Pesquisa sobre Sexo, Gênero e Reprodução”. Suas pesquisas sobre a sexualidade humanaSuas pesquisas sobre a sexualidade humana influenciaram profundamente os valores so-influenciaram profundamente os valores so- ciais e culturais dos Estados Unidos, princi-ciais e culturais dos Estados Unidos, princi- palmente na década de 1960, […]. Ainda ho-palmente na década de 1960, […]. Ainda ho- je,je, suas obras são consideradas fundamen-suas obras são consideradas fundamen- tais para o entendimento da diversidade se-tais para o entendimento da diversidade se- xual humana.xual humana.”” ((WIKIPÉDIAWIKIPÉDIA)) Entomologista:Entomologista: especialista que estuda os insetos.especialista que estuda os insetos. ((HOUAISSHOUAISS))
  55. 55. ““Homens e mulheres, em espírito, apresentam certaHomens e mulheres, em espírito, apresentam certa percentagem mais ou menos elevada de caracterís-percentagem mais ou menos elevada de caracterís- ticos viris e feminis em cada indivíduo.”ticos viris e feminis em cada indivíduo.” (ANDRÉ LUIZ)(ANDRÉ LUIZ)
  56. 56. ““AnimaAnima ee animusanimus – Personificação da natureza– Personificação da natureza feminina do inconsciente do homem e da natu-feminina do inconsciente do homem e da natu- reza masculina do inconsciente da mulher.reza masculina do inconsciente da mulher. TalTal bissexualidade psíquica é o reflexo de um fatobissexualidade psíquica é o reflexo de um fato biológico;biológico; o maior número de genes masculinoso maior número de genes masculinos (ou femininos) determina os sexos. […] C. G.(ou femininos) determina os sexos. […] C. G. Jung: 'Desde a origem,Jung: 'Desde a origem, todo homem traz em sitodo homem traz em si a imagem da mulher;a imagem da mulher; não a imagemnão a imagem destadesta ouou daqueladaquela mulher, mas a de ummulher, mas a de um tipotipo determinado.determinado. […] O mesmo acontece quanto à[…] O mesmo acontece quanto à mulher. Elamulher. Ela também traz em si uma imagem do homem.também traz em si uma imagem do homem. […].'”[…].'” (JUNG, C. G.(JUNG, C. G. Memórias, sonhos, reflexõesMemórias, sonhos, reflexões, p. 351), p. 351) Carl Gustav JungCarl Gustav Jung (1875-1961), psiquiatra e psicoterape(1875-1961), psiquiatra e psicoterapeuu ta suíço, que fundou ata suíço, que fundou a Psicologia AnalíticaPsicologia Analítica. […].. […]. (Wikipedia)(Wikipedia)
  57. 57. A psicólogaA psicóloga Helen Wambach,Helen Wambach, com o resultadocom o resultado da pesquisa (1976) em 804 indivíduos, provada pesquisa (1976) em 804 indivíduos, prova que, de fato, os Espíritos nascem homens ouque, de fato, os Espíritos nascem homens ou mulheres. Vejamos o seguinte gráfico:mulheres. Vejamos o seguinte gráfico: 78% dos indivíduos78% dos indivíduos eram mulhereseram mulheres
  58. 58. Em outra obra, Helen Wambach pergunta aosEm outra obra, Helen Wambach pergunta aos pacientes: “Escolheu você o próprio sexo antespacientes: “Escolheu você o próprio sexo antes do nascimento?”, vejamos o que ela conta:do nascimento?”, vejamos o que ela conta: ““[…] o impressionante resultado das respostas[…] o impressionante resultado das respostas a esta pergunta na minha pesquisa consistea esta pergunta na minha pesquisa consiste em constatar que nenhum dos 750 pacientesem constatar que nenhum dos 750 pacientes sentiu que “seu próprio ego” era masculino ousentiu que “seu próprio ego” era masculino ou feminino.feminino. “O próprio ego” em desenvolvimen-“O próprio ego” em desenvolvimen- to, que se movimenta e acumula experiências,to, que se movimenta e acumula experiências, ao longo de muitas existências está, na reali-ao longo de muitas existências está, na reali- dade, acima das disparidades sexuais e deverádade, acima das disparidades sexuais e deverá incorporar ambas as experiências, vale dizer,incorporar ambas as experiências, vale dizer, os princípios masculino e feminino,os princípios masculino e feminino, com vistascom vistas a atingir entendimento mais profundo.”a atingir entendimento mais profundo.” ((WAM-WAM- BACH, Helen.BACH, Helen. Vida antes da vidaVida antes da vida, p. 86), p. 86)
  59. 59. Psiquismo 'duplo' => bissexualPsiquismo 'duplo' => bissexual  1 - O Livro dos Espíritos1 - O Livro dos Espíritos  2 - André Luiz2 - André Luiz  3 - Emmanuel3 - Emmanuel  4 - Bíblia4 - Bíblia  5 - Taoismo (Yin e Yang)5 - Taoismo (Yin e Yang)  6 - Kinsey6 - Kinsey  7 – Carl G. Jung7 – Carl G. Jung  8 - Regressão a Vidas Passadas8 - Regressão a Vidas Passadas EspiritismoEspiritismo EspiritualismoEspiritualismo CiênciaCiência
  60. 60. ““A homossexualidade […]A homossexualidade […] não encontra explicaçãonão encontra explicação fundamental nos estudosfundamental nos estudos psicológicospsicológicos que tratam doque tratam do assuntoassunto em bases mate-em bases mate- rialistas,rialistas, […].”[…].” ((Vida e sexoVida e sexo)) Vale relembrar Emmanuel:Vale relembrar Emmanuel:
  61. 61. Andrei Moreira, emAndrei Moreira, em Homossexualidade sob aHomossexualidade sob a ótica do espírito imortalótica do espírito imortal, apresenta-nos o item, apresenta-nos o item “Pesquisas em busca de causas biológicas para“Pesquisas em busca de causas biológicas para a homossexualidade”, citando:a homossexualidade”, citando:  Análises hormonaisAnálises hormonais  Análises genéticasAnálises genéticas  Análises anatômicasAnálises anatômicas  Análises cognitivasAnálises cognitivas Um trecho de sua conclusão:Um trecho de sua conclusão:
  62. 62. ““[…] as limitações, tanto da metodologia cien-[…] as limitações, tanto da metodologia cien- tífica, quando das interpretações e generaliza-tífica, quando das interpretações e generaliza- ções dos resultados, têm impedido a obtençãoções dos resultados, têm impedido a obtenção de evidências que expliquem totalmente a ho-de evidências que expliquem totalmente a ho- mossexualidade ou todos os tipos de experiên-mossexualidade ou todos os tipos de experiên- cia.cia. Não há dúvida de que não há conclusãoNão há dúvida de que não há conclusão definitiva até o momento na ciência para expli-definitiva até o momento na ciência para expli- car a natureza da gênese e manifestação dacar a natureza da gênese e manifestação da orientação afetivo-sexual homossexualorientação afetivo-sexual homossexual (mes-(mes- mo a heterossexual permanece um desafio,mo a heterossexual permanece um desafio, em verdade).”em verdade).” (ANDREI MOREIRA,(ANDREI MOREIRA, HomossexualidadeHomossexualidade sob a ótica do espírito imortalsob a ótica do espírito imortal, p. 116), p. 116)
  63. 63. ““Crianças trans não estão fingindo ElasCrianças trans não estão fingindo Elas existem.”, reportagem de Fernandaexistem.”, reportagem de Fernanda Allegretti, site revista Veja:Allegretti, site revista Veja:
  64. 64. OO Conselho Federal de Medicina,Conselho Federal de Medicina, atravésatravés da Resoluçãoda Resolução CFMCFM nº 1.955/nº 1.955/2010,2010, normatizounormatizou os procedimentos visando a mudança de sexo;os procedimentos visando a mudança de sexo; dela destacamos:dela destacamos: Art. 3ºArt. 3º Que a definição de transexualismo obe-Que a definição de transexualismo obe- decerá, no mínimo, aos critérios abaixo enume-decerá, no mínimo, aos critérios abaixo enume- rados:rados: 1) Desconforto com o sexo anatômico natural;1) Desconforto com o sexo anatômico natural; 2) Desejo expresso de eliminar os genitais, per-2) Desejo expresso de eliminar os genitais, per- der as características primárias e secundáriasder as características primárias e secundárias do próprio sexo e ganhar as do sexo oposto;do próprio sexo e ganhar as do sexo oposto; 3) Permanência desses distúrbios de forma co3) Permanência desses distúrbios de forma conn tínua e consistente por, no mínimo, dois anos;tínua e consistente por, no mínimo, dois anos; 4) Ausência de transtornos mentais.4) Ausência de transtornos mentais.
  65. 65. Art. 4ºArt. 4º Que a seleção dos pacientes para cirur-Que a seleção dos pacientes para cirur- gia de transgenitalismo obedecerá a avaliaçãogia de transgenitalismo obedecerá a avaliação de equipe multidisciplinar constituída por médi-de equipe multidisciplinar constituída por médi- co psiquiatra, cirurgião, endocrinologista, psicó-co psiquiatra, cirurgião, endocrinologista, psicó- logo e assistente social, obedecendo os critérioslogo e assistente social, obedecendo os critérios a seguir definidos, após, no mínimo, dois anosa seguir definidos, após, no mínimo, dois anos de acompanhamento conjunto:de acompanhamento conjunto: 1) Diagnóstico médico de transgenitalismo;1) Diagnóstico médico de transgenitalismo; 2) Maior de 21 (vinte e um) anos;2) Maior de 21 (vinte e um) anos; 3) Ausência de características físicas inapropria-3) Ausência de características físicas inapropria- das para a cirurgia.das para a cirurgia. (Fonte:(Fonte: PORTAL MÉDICOPORTAL MÉDICO))
  66. 66. Como nós, os espíritas,Como nós, os espíritas, devemos agir?devemos agir?
  67. 67. ““O Espiritismo não estabelece normas deO Espiritismo não estabelece normas de comportamento para os outros,comportamento para os outros, uma vez queuma vez que o seu corpo de princípios não condena as es-o seu corpo de princípios não condena as es- colhas individuais de qualquer natureza. Seucolhas individuais de qualquer natureza. Seu papel não é proibir, é orientar, explicitar as-papel não é proibir, é orientar, explicitar as- pectos novos de determinado problema epectos novos de determinado problema e apresentar sugestões que podem facilitar aapresentar sugestões que podem facilitar a caminhada do ser no rumo da felicidade, poiscaminhada do ser no rumo da felicidade, pois cada um responde pelo comportamento quecada um responde pelo comportamento que decide adotar.decide adotar.”” (FRANCO, Divaldo.(FRANCO, Divaldo. Sexo & Consciên-Sexo & Consciên- ciacia, p. 204), p. 204)
  68. 68. ““O homossexualismo, tanto quanto a bissexO homossexualismo, tanto quanto a bissexuu alidade ou bissexualismo como a assexualidalidade ou bissexualismo como a assexualidaa de são condições da alma humana.de são condições da alma humana. Não de-Não de- vem ser interpretados como fenômenos es-vem ser interpretados como fenômenos es- pantosos, como fenômenos atacáveis pelopantosos, como fenômenos atacáveis pelo ridículo da humanidade.ridículo da humanidade. Tanto quanto acon-Tanto quanto acon- tece com a maioria que desfruta de uma se-tece com a maioria que desfruta de uma se- xualidade dita normal, aqueles que são portxualidade dita normal, aqueles que são portaa dores de sentimentos de homossexualidadedores de sentimentos de homossexualidade ou bissexualidadeou bissexualidade são dignos do nosso maiorsão dignos do nosso maior respeito.respeito. […].”[…].” (GOMES, Saulo.(GOMES, Saulo. Pinga-fogo com ChicoPinga-fogo com Chico XavierXavier, p. 105), p. 105)
  69. 69. ““A doutrina nos convida a sublimação do se-A doutrina nos convida a sublimação do se- xo em qualquer que seja a conduta sexual,xo em qualquer que seja a conduta sexual, para que o espírito não se mantenha presopara que o espírito não se mantenha preso às emoções animalescas e materiais, poden-às emoções animalescas e materiais, poden- do evoluir mais rapidamente.do evoluir mais rapidamente. Ensina-nos queEnsina-nos que os espíritos mais evoluídos moralmente jáos espíritos mais evoluídos moralmente já sublimaram o sexo, pelo amor fraterno esublimaram o sexo, pelo amor fraterno e pela simpatia e afinidade.”pela simpatia e afinidade.” (IRMÃO MATHEUS,(IRMÃO MATHEUS, Espírito)Espírito)
  70. 70. Finalizando...Finalizando...
  71. 71. ““[…] muitas pessoas são agres-[…] muitas pessoas são agres- sivas com o homossexual devidosivas com o homossexual devido ao fato de terem conflitos seme-ao fato de terem conflitos seme- lhantes. E como não admitemlhantes. E como não admitem suas dificuldades nem se dis-suas dificuldades nem se dis- põem a trabalhá-las, exteriori-põem a trabalhá-las, exteriori- zam-nas contra outros, com ira,zam-nas contra outros, com ira, pois gostariam de ter a mesmapois gostariam de ter a mesma coragem para assumir a sua ori-coragem para assumir a sua ori- entação sexual. Por isso, aoentação sexual. Por isso, ao hostilizar o indivíduo homosse-hostilizar o indivíduo homosse- xual a pessoa está projetando axual a pessoa está projetando a sua própria imagem e tentandosua própria imagem e tentando agredi-la para libertar-se doagredi-la para libertar-se do conflito.”conflito.” (FRANCO, Divaldo.(FRANCO, Divaldo. Sexo &Sexo & ConsciênciaConsciência, p. 211), p. 211)
  72. 72. Referências bibliográficas:Referências bibliográficas: DENIS, L.DENIS, L. Depois da morteDepois da morte.. Rio de Janeiro: FEB, 1987a.Rio de Janeiro: FEB, 1987a. FRANCO, D. P.FRANCO, D. P. Sexo e consciênciaSexo e consciência.. Salvador, BA: LEAL, 2013.Salvador, BA: LEAL, 2013. FIGUEIREDO, R.FIGUEIREDO, R. O testemunho dos sábiosO testemunho dos sábios.. Catanduva, SP: Boa Nova, 2013.Catanduva, SP: Boa Nova, 2013. GASPAR, P. F.GASPAR, P. F. Sexo, consciência e amorSexo, consciência e amor. Santa Luzia, MG: Editora Cristo Consolador,. Santa Luzia, MG: Editora Cristo Consolador, 2013.2013. GOMES, S.GOMES, S. Pinga-fogo com Chico XaviePinga-fogo com Chico Xavierr. Catanduvas, SP: InterVidas, 2010.. Catanduvas, SP: InterVidas, 2010. KARDEC, A.KARDEC, A. O Livro dos EspíritosO Livro dos Espíritos. Rio de Janeiro: FEB, 2013.. Rio de Janeiro: FEB, 2013. KARDEC, A.KARDEC, A. Revista Espírita 1866Revista Espírita 1866. Araras, SP: IDE, 1993i.. Araras, SP: IDE, 1993i. JUNG, C. G.JUNG, C. G. Memórias, sonhos, reflexõesMemórias, sonhos, reflexões.. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1975.Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1975. MOREIRA, A.MOREIRA, A. Homossexualidade sob a ótima do espírito imortalHomossexualidade sob a ótima do espírito imortal. Belo Horizonte,. Belo Horizonte, AME Editora, 2012.AME Editora, 2012. PEREZ, A.PEREZ, A. Desafios da sexualidadeDesafios da sexualidade. Capivari, SP: EME, 2015.. Capivari, SP: EME, 2015. TRICCA, M. H. O.TRICCA, M. H. O. Apócrifos IV – Os proscritos da BíbliaApócrifos IV – Os proscritos da Bíblia. São Paulo: Mercuryo, 2001.. São Paulo: Mercuryo, 2001. VALADÃO, R. F.VALADÃO, R. F. A relevância moral da homossexualidade na perspectiva espíritaA relevância moral da homossexualidade na perspectiva espírita.. Niterói, RJ: arquivo PDF, 2011.Niterói, RJ: arquivo PDF, 2011. XAVIER, F. C.XAVIER, F. C. Ação e reaçãoAção e reação.. Rio de Janeiro: FEB, .Rio de Janeiro: FEB, . XAVIER, F. C.XAVIER, F. C. Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos. Rio de Janeiro: FEB, 1987.. Rio de Janeiro: FEB, 1987. XAVIER, F. C.XAVIER, F. C. Vida e sexo.Vida e sexo. Rio de Janeiro: FEB, 2010.Rio de Janeiro: FEB, 2010. XAVIER, F. C. e VIEIRA, W.XAVIER, F. C. e VIEIRA, W. Sexo e destinSexo e destinoo. Rio de Janeiro: FEB, 1987.. Rio de Janeiro: FEB, 1987. WAMBACH, H.WAMBACH, H. Recordado vidas passadasRecordado vidas passadas.. São Paulo: Pensamento, 1997.São Paulo: Pensamento, 1997. WAMBACH, H.WAMBACH, H. Vida antes da vidaVida antes da vida. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1988.. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1988. ALLEGRETTI, F.ALLEGRETTI, F. Crianças trans não estão figindo. Elas existemCrianças trans não estão figindo. Elas existem. In:. In: http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/criancas-trans-nao-estao-fingindo-elas-existem ehttp://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/criancas-trans-nao-estao-fingindo-elas-existem e tb “Amigues para sempre.” In: Veja, ed. 2.465. São Paulo: Abril, 17.02.22016, p. 61-69.tb “Amigues para sempre.” In: Veja, ed. 2.465. São Paulo: Abril, 17.02.22016, p. 61-69. Vídeo sobre o caso de Ryland: https://www.youtube.com/watch?v=jahSz5j1ZeI
  73. 73. ALFRED KINSEY: https://pt.wikipedia.org/wiki/Alfred_KinseyALFRED KINSEY: https://pt.wikipedia.org/wiki/Alfred_Kinsey ANDRÉ LUIZ: http://ade-sergipe.com.br/chico-xavier-e-o-mundo-espiritual-anuario-ANDRÉ LUIZ: http://ade-sergipe.com.br/chico-xavier-e-o-mundo-espiritual-anuario- espirita-1964/espirita-1964/ INFOESCOLA. Homossexualidado no reino animal, in;INFOESCOLA. Homossexualidado no reino animal, in; http://www.infoescola.com/biologia/homossexualidade-no-reino-animal/http://www.infoescola.com/biologia/homossexualidade-no-reino-animal/ BÍBLIA ONLINE: http://www.bibliaon.com/1_corintios_6/BÍBLIA ONLINE: http://www.bibliaon.com/1_corintios_6/ FELIPE WILKON, M. F.FELIPE WILKON, M. F. Homossexualidade na BíbliaHomossexualidade na Bíblia, disponível em, disponível em www.youtube.com/watch?v=GmbAD8Eh3nYwww.youtube.com/watch?v=GmbAD8Eh3nY FERREIRA, V. D. Homossexualidade à luz da doutrina espírita. Disponível em:FERREIRA, V. D. Homossexualidade à luz da doutrina espírita. Disponível em: http://jeebc.blogspot.com.br/2011/06/homossexualidade-luz-da-doutrina.htmlhttp://jeebc.blogspot.com.br/2011/06/homossexualidade-luz-da-doutrina.html C. G. JUNG: https://pt.wikipedia.org/wiki/Carl_Gustav_JungC. G. JUNG: https://pt.wikipedia.org/wiki/Carl_Gustav_Jung JUSTE, M. InJUSTE, M. In Homem gay tem cérebro feminino, comprova estudoHomem gay tem cérebro feminino, comprova estudo.. http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL602802-5603,00.htmlhttp://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL602802-5603,00.html MORAES, A.MORAES, A. Como o Espiritismo vê as uniões homoafetivasComo o Espiritismo vê as uniões homoafetivas in:in: http://folhetimespirita.blogspot.com.br/2014/02/como-o-espiritismo-ve-as-unioes.htmlhttp://folhetimespirita.blogspot.com.br/2014/02/como-o-espiritismo-ve-as-unioes.html TREIGUER, C.TREIGUER, C. Homossexualidade à lua da Doutrina Espírita.Homossexualidade à lua da Doutrina Espírita. Disponível emDisponível em http://www.gevluz.org.br/2014/02/homossexualidade-luz-da-doutrina.htmlhttp://www.gevluz.org.br/2014/02/homossexualidade-luz-da-doutrina.html ASSOCIAÇÃO PSIQUIÁTRIA AMERICANA:ASSOCIAÇÃO PSIQUIÁTRIA AMERICANA: http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/suprema-corte-americana-proibe-terapia-para-http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/suprema-corte-americana-proibe-terapia-para- jovens-gaysjovens-gays PORTAL MÉDICO: http://www.portalmedico.org.br/resolucoes/CFM/2010/1955_2010.htmPORTAL MÉDICO: http://www.portalmedico.org.br/resolucoes/CFM/2010/1955_2010.htm IRMÃO MATHEUS, Sexualidade: homo x hetero...!:IRMÃO MATHEUS, Sexualidade: homo x hetero...!: http://www.cavile.com.br/psicografia-http://www.cavile.com.br/psicografia- sexualidade-homo-x-hetero/sexualidade-homo-x-hetero/ ISTOÉ INDEPENDENTE: O cérebro e a sexualidade dos gays:ISTOÉ INDEPENDENTE: O cérebro e a sexualidade dos gays: http://www.terra.com.br/istoe-temp/edicoes/2016/imprime93545.htmhttp://www.terra.com.br/istoe-temp/edicoes/2016/imprime93545.htm WIKIPÉDIA: https://pt.wikipedia.org/wiki/Am%C3%ADgdala_cerebelosaWIKIPÉDIA: https://pt.wikipedia.org/wiki/Am%C3%ADgdala_cerebelosa
  74. 74. CapaCapa: https://pauloraposocorreia.files.wordpress.com/2014/10/homossexualidade1.jpg e: https://pauloraposocorreia.files.wordpress.com/2014/10/homossexualidade1.jpg e https://www.psicologiamsn.com/wp-content/uploads/2012/07/homossexualidade.jpghttps://www.psicologiamsn.com/wp-content/uploads/2012/07/homossexualidade.jpg Preconceitos:Preconceitos: http://www.notapositiva.com/pt/trbestbs/psicologia/imagens/12_estereotipos_preconceito_e_dishttp://www.notapositiva.com/pt/trbestbs/psicologia/imagens/12_estereotipos_preconceito_e_dis criminacao2_05_d.jpgcriminacao2_05_d.jpg GarotasGarotas: http://www.fotoshot.com.br/wp-content/uploads/aqui-tem-belas-garotas-2-32.jpg;: http://www.fotoshot.com.br/wp-content/uploads/aqui-tem-belas-garotas-2-32.jpg; http://4.bp.blogspot.com/-o-http://4.bp.blogspot.com/-o- ClSpTdLCQ/UnCNWVPJmzI/AAAAAAAAtKw/K_H2UVeZfZQ/s1600/531917_10200807059591323_ClSpTdLCQ/UnCNWVPJmzI/AAAAAAAAtKw/K_H2UVeZfZQ/s1600/531917_10200807059591323_ 145336124_n.jpg; http://www.jedilol.com.br/wp-content/uploads/2012/10/olhos-claros-34.jpg;145336124_n.jpg; http://www.jedilol.com.br/wp-content/uploads/2012/10/olhos-claros-34.jpg; http://acidcow.com/pics/20090716//16/kim_petras_07.jpg; 5ª: autorizada pela própria; ehttp://acidcow.com/pics/20090716//16/kim_petras_07.jpg; 5ª: autorizada pela própria; e http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/01/150113_trans_puberdade_lkhttp://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/01/150113_trans_puberdade_lk Kim Petras – BarbieKim Petras – Barbie: http://nemtodameninaebarbie.wordpress.com/2010/01/16/kim-petras/: http://nemtodameninaebarbie.wordpress.com/2010/01/16/kim-petras/ ZoeyZoey: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/01/150113_trans_puberdade_lk: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/01/150113_trans_puberdade_lk Romeo Clarke:Romeo Clarke: http://revistaescola.abril.com.br/formacao/educacao-sexual-precisamos-falar-http://revistaescola.abril.com.br/formacao/educacao-sexual-precisamos-falar- romeo-834861.shtml?page=0romeo-834861.shtml?page=0 Gêmeos:Gêmeos: http://www.portalzapping.com/index.php/2015/09/01/eu-sou-uma-menina-menino-http://www.portalzapping.com/index.php/2015/09/01/eu-sou-uma-menina-menino- gemeo-de-4-anos-ama-usar-vestido-e-pintar-as-unhas-mae-apoia/gemeo-de-4-anos-ama-usar-vestido-e-pintar-as-unhas-mae-apoia/ Criança 9 anos cortar pênis:Criança 9 anos cortar pênis: http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2016/02/tentou-http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2016/02/tentou- cortar-o-penis-aos-3-anos-diz-mae-de-menino-que-trocara-de-nome.htmlcortar-o-penis-aos-3-anos-diz-mae-de-menino-que-trocara-de-nome.html Campanha contra hemofobia:Campanha contra hemofobia: http://avozdaserra.com.br/sites/default/files/colunas/19-05-http://avozdaserra.com.br/sites/default/files/colunas/19-05- 16.jpg16.jpg Atividade homossexual em animais:Atividade homossexual em animais: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/02/140219_quebra_cabeca_evolucao_homossexhttp://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/02/140219_quebra_cabeca_evolucao_homossex ualidade_lgb.shtmlualidade_lgb.shtml Homossexualidade reino animalHomossexualidade reino animal: http://www.conscienciacomciencia.com.br/2010/07/22/a-: http://www.conscienciacomciencia.com.br/2010/07/22/a- homossexualidade-no-reino-animal-e-natural/homossexualidade-no-reino-animal-e-natural/ Leões africanosLeões africanos: hypescience.com/10-animais-que-praticam-a-homossexualidade: hypescience.com/10-animais-que-praticam-a-homossexualidade Juíz:Juíz: http://www.filosofiaesoterica.com/userfiles/image/teo_A%20Arte%20dehttp://www.filosofiaesoterica.com/userfiles/image/teo_A%20Arte%20de %20Julgar%20Pessoas_.png%20Julgar%20Pessoas_.png Religião homofobia:Religião homofobia: http://www.paulopes.com.br/2013/08/religiao-eh-grande-foco-gerador-http://www.paulopes.com.br/2013/08/religiao-eh-grande-foco-gerador- de-homofobia.html#.V_36LCSYHCtde-homofobia.html#.V_36LCSYHCt Levítico:Levítico: https://refutandooateismo.files.wordpress.com/2015/06/proibic3a7c3a3o.jpg?https://refutandooateismo.files.wordpress.com/2015/06/proibic3a7c3a3o.jpg? w=589&h=654w=589&h=654 Casal:Casal: http://www.polyvore.com/cgi/img-thing?.out=jpg&size=l&tid=34410431http://www.polyvore.com/cgi/img-thing?.out=jpg&size=l&tid=34410431
  75. 75. Menino/menina:Menino/menina: http://thumbs.dreamstime.com/z/menino-e-menina-16128040.jpghttp://thumbs.dreamstime.com/z/menino-e-menina-16128040.jpg HomossexualidadeHomossexualidade: http://image.slidesharecdn.com/homossexualidade-powerpoint-: http://image.slidesharecdn.com/homossexualidade-powerpoint- 121212204743-phpapp02/95/homossexualidade-1-638.jpg?cb=1355345423121212204743-phpapp02/95/homossexualidade-1-638.jpg?cb=1355345423 Gravura antiga:Gravura antiga: http://4.bp.blogspot.com/_b66LgzdGyTE/S7Oqvgb8PRI/AAAAAAAAAIc/Fo9e9A3jSq0/s320/niankhttp://4.bp.blogspot.com/_b66LgzdGyTE/S7Oqvgb8PRI/AAAAAAAAAIc/Fo9e9A3jSq0/s320/niank hkhnum_and_khnumhotep_poster-p228301915833108106tdar_210.jpghkhnum_and_khnumhotep_poster-p228301915833108106tdar_210.jpg Bíblia:Bíblia: http://www.hagnos.com.br/imgprod/biblia_hdl_luxo_g.jpghttp://www.hagnos.com.br/imgprod/biblia_hdl_luxo_g.jpg Uniões homoafetivasUniões homoafetivas:http://4.bp.blogspot.com/-:http://4.bp.blogspot.com/- go6IP4LrnyU/Uu0zOW0Mm0I/AAAAAAAAAFo/dB4LNH8XmJw/s1600/unigo6IP4LrnyU/Uu0zOW0Mm0I/AAAAAAAAAFo/dB4LNH8XmJw/s1600/uni %C3%A3o+homoafetiva.jpg%C3%A3o+homoafetiva.jpg Criação Adão e EvaCriação Adão e Eva: http://files.nunes3373.webnode.com.br/200000216-3f167400fd/Ad: http://files.nunes3373.webnode.com.br/200000216-3f167400fd/Ad %C3%A3o.jpg e http://www.cienciacuriosa.com.br/wp-content/uploads/2013/08/05_3ce5.jpg%C3%A3o.jpg e http://www.cienciacuriosa.com.br/wp-content/uploads/2013/08/05_3ce5.jpg Deus:Deus: http://vignette4.wikia.nocookie.net/cristianismo/images/0/0e/Sun_and_Moon_creation.jpg/revisihttp://vignette4.wikia.nocookie.net/cristianismo/images/0/0e/Sun_and_Moon_creation.jpg/revisi on/latest?cb=20071206124300on/latest?cb=20071206124300 Homem x mulher:Homem x mulher: http://www.gruporpf.com.br/product_images/i/639/06__40699_zoom.jpghttp://www.gruporpf.com.br/product_images/i/639/06__40699_zoom.jpg Tai ChiTai Chi: http://4.bp.blogspot.com/-: http://4.bp.blogspot.com/- qNbaojt75Sw/Uwta3RrILNI/AAAAAAAAAR4/Ks_2Jm3Sgn0/s1600/tao.jpgqNbaojt75Sw/Uwta3RrILNI/AAAAAAAAAR4/Ks_2Jm3Sgn0/s1600/tao.jpg Homem Gay, cérebro feminino:Homem Gay, cérebro feminino: http://www.terra.com.br/istoe-http://www.terra.com.br/istoe- temp/edicoes/2016/imprime93545.htm etemp/edicoes/2016/imprime93545.htm e http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL602802-http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL602802- 5603,00-HOMEM+GAY+TEM+CEREBRO+FEMININO+COMPROVA+ESTUDO.html5603,00-HOMEM+GAY+TEM+CEREBRO+FEMININO+COMPROVA+ESTUDO.html Escala KinseyEscala Kinsey: http://regiogay.com/wp-content/uploads/2015/05/grafkinsey.jpg: http://regiogay.com/wp-content/uploads/2015/05/grafkinsey.jpg Bissexual:Bissexual: http://arquivo.geledes.org.br/images/stories/2013/2014/fevereiro_/102_1237-blog-http://arquivo.geledes.org.br/images/stories/2013/2014/fevereiro_/102_1237-blog- simbolos.jpgsimbolos.jpg New YorkNew York: http://www.ceert.org.br/noticias/genero-mulher/11825/nova-york-agora-reconhece-: http://www.ceert.org.br/noticias/genero-mulher/11825/nova-york-agora-reconhece- 31-diferentes-tipos-de-genero31-diferentes-tipos-de-genero Frase Dr. DrauzioFrase Dr. Drauzio: http://3.bp.blogspot.com/-: http://3.bp.blogspot.com/- TqkDjshjZFM/VTI0CRiebnI/AAAAAAAABIM/f6PUFznagtI/s1600/10906_598762510252651_63268TqkDjshjZFM/VTI0CRiebnI/AAAAAAAABIM/f6PUFznagtI/s1600/10906_598762510252651_63268 45474922972060_n.jpg45474922972060_n.jpg Opinião Raul Teixeira:Opinião Raul Teixeira: http://grupoallankardec.blogspot.com.br/2016/06/e-certo-adocao-por-http://grupoallankardec.blogspot.com.br/2016/06/e-certo-adocao-por- casais-homossexuais.htmlcasais-homossexuais.html Reação desejo retraídoReação desejo retraído: http://pensadoranonimo.com.br/homofobia-pode-ser-reacao-de-: http://pensadoranonimo.com.br/homofobia-pode-ser-reacao-de- desejo-retraido-pelo-mesmo-sexo-diz-estudo/desejo-retraido-pelo-mesmo-sexo-diz-estudo/
  76. 76. Site:Site: www.paulosnetos.netwww.paulosnetos.net email:email: paulosnetos@gmail.compaulosnetos@gmail.com Versão 17Versão 17

×