1
Governo móvel (mGov) emGoverno móvel (mGov) em
administrações públicas brasileiras:administrações públicas brasileiras:
...
2
Sumário da apresentação
1. Contextualização
2. Fundamentação teórica
3. Lacunas teóricas
4. Objetivo e problema de pesqu...
3
Envolve:
 Percepção da realidade e verificação de lacunas;
 Pesquisas anteriores e experiência profissional prática
si...
4
O que é governo móvel (mGov)? Como se insere no tema
governo eletrônico (eGov) Qual a situação do mGov no Mundo?
Há expe...
5
 As experiências representativas de mGov identificadas na fase
anterior contaram com um modelo de negócio (business mod...
6
Fundamentação Teórica
Reforma do Estado e Governo Eletrônico (eGov)
Estado agindo em parceria com a sociedade e de acord...
7
Telefones celulares no Brasil
8
Cadeira de Valor de mGov
9
Fundamentação Teórica
Modelo de negócios
O MN descreve a lógica de criação, entrega e captura de valor por
parte de uma ...
10
Fundamentação Teórica
Teoria da Configuração
Pode ser definida como o conjunto de atributos das estratégias,
estrutura...
11
 Acesso a TIC está inexoravelmente difundido em todas as
atividades humanas (RIECKEN, 2008).
 Projetos dessa complexi...
12
 Quais são as opções mais críticas a serem extraídas em um
nível de concepção de projetos corporativos de mGov, para
e...
13
 Está aderente às linhas de pesquisa do Centro de Pesquisa e Pós-
Graduação em Administração.
 Oferece contribuições ...
14
Estudo de caso
Entrevistas e questionários
• Elucidação de pontos importantes em mGov e modelos de
negócioPesquisa de c...
15
• Premissa fundamental – deve ser possível elaborar um modelo
de negócio genérico de mGov que possa vir a ser utilizado...
16
Por terem vindo e me ouvir.
Vamos conversar???
Obrigada!
17
Esquema do Gimenez
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Governo móvel em administrações públicas brasileiras

687 visualizações

Publicada em

Beatriz Lanza, doutoranda da UFPR, apresentou uma prévia do seu projeto “Governo móvel (mGov) em administrações públicas brasileiras: Modelo de negócios com o uso de tecnologias de comunicação de baixo custo e amplo alcance” para discussão no grupo de pesquisa.

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
687
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
147
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • O que encontrei na Literatura
    PESQUISA NA LITERATURA (aprofundamento)
    1ª. Etapa – conceito de mGov e práticas internacionais
    2ª. Etapa – situação do mGov /adm. pública brasileira
    6.3ª. Etapa – conceito de modelo de negócio
    Pesquisa de DE CAMPO (aprofundamento)
    8.5ª. Etapa – iniciativas de mGov / aprofundamento
    6ª. Etapa – iniciativas de eGov sem mGov / aprofundamento (motivo e oportunidade para desenvolver)
    7.4ª. Etapa – tecnologias adequadas a mGov
  • Revisão crítica da literatura e as primeiras tentativas de explorar a realidade, formulando perguntas, ou seja, os problemas que a pesquisa pretende responder:
  • Aprofundando a investigação pode-se fazer uma análise da realidade e levantar novas questões:
  • Essa premissa aceita que as organizações são capazes de se alinhar com as demandas ambientais por meio dos seus atributos estratégicos, resultando num só conjunto configuracional desses elementos (MEYER, TSUI e HININGS, 1993). Para Mintzberg, Quinn e Ghoshal (2006), a estrutura e a estratégia existem de forma independente, mas uma influencia a outra com configurações distintas.
  • Essa premissa aceita que as organizações são capazes de se alinhar com as demandas ambientais por meio dos seus atributos estratégicos, resultando num só conjunto configuracional desses elementos (MEYER, TSUI e HININGS, 1993). Para Mintzberg, Quinn e Ghoshal (2006), a estrutura e a estratégia existem de forma independente, mas uma influencia a outra com configurações distintas.
  • Essa premissa aceita que as organizações são capazes de se alinhar com as demandas ambientais por meio dos seus atributos estratégicos, resultando num só conjunto configuracional desses elementos (MEYER, TSUI e HININGS, 1993). Para Mintzberg, Quinn e Ghoshal (2006), a estrutura e a estratégia existem de forma independente, mas uma influencia a outra com configurações distintas.
  • Essa premissa aceita que as organizações são capazes de se alinhar com as demandas ambientais por meio dos seus atributos estratégicos, resultando num só conjunto configuracional desses elementos (MEYER, TSUI e HININGS, 1993). Para Mintzberg, Quinn e Ghoshal (2006), a estrutura e a estratégia existem de forma independente, mas uma influencia a outra com configurações distintas.
  • Aprofundando a investigação pode-se fazer uma análise da realidade e levantar novas questões:
  • Relevância do tema. Como o tema de pesquisa se insere no campo de estudo da administração?
  • Governo móvel em administrações públicas brasileiras

    1. 1. 1 Governo móvel (mGov) emGoverno móvel (mGov) em administrações públicas brasileiras:administrações públicas brasileiras: modelo de negócios com o uso de tecnologias de comunicação demodelo de negócios com o uso de tecnologias de comunicação de baixo custo e amplo alcancebaixo custo e amplo alcance Doutoranda: Beatriz Barreto Brasileiro LanzaDoutoranda: Beatriz Barreto Brasileiro Lanza Prof. Dr. Fernando Antônio Prado GimenezProf. Dr. Fernando Antônio Prado Gimenez Curitiba 06 maio 2014Curitiba 06 maio 2014 Universidade Federal do Paraná Centro de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração Doutorado em Administração
    2. 2. 2 Sumário da apresentação 1. Contextualização 2. Fundamentação teórica 3. Lacunas teóricas 4. Objetivo e problema de pesquisa 5. Justificativa e relevância do tema 4. Metodologia 6. Considerações finais 7. Conversa
    3. 3. 3 Envolve:  Percepção da realidade e verificação de lacunas;  Pesquisas anteriores e experiência profissional prática sinalizam para a adoção de certo campo de estudo e caminho de desenvolvimento da pesquisa;  Desejo de contribuir para a realidade investigada;  Os métodos não estão muito claros;  Produtos/resultados não estão bem delineados; e  Limitações como a gama de oportunidades de aprofundamento e a impossibilidade de se esgotar o tema. A trajetória de uma tese
    4. 4. 4 O que é governo móvel (mGov)? Como se insere no tema governo eletrônico (eGov) Qual a situação do mGov no Mundo? Há experiências representativas em especial nas administrações públicas? Qual a situação do mGov no Brasil? Quais são as experiências representativas de mGov em administrações públicas brasileiras (federais, estaduais ou municipais)? O que é um modelo de negócio genérico? Como é estruturado? Quais os seus componentes? Como se inter-relacionam? Como é operacionalizado? Como é gerido após a operacionalização? Há modelo de negócio para mGov identificado na literatura em geral? Quais são as tecnologias adequadas à operacionalização de mGov com baixo custo e amplo alcance? As primeiras tentativas de explorar a realidade
    5. 5. 5  As experiências representativas de mGov identificadas na fase anterior contaram com um modelo de negócio (business model) prévio? Quais os elementos desse modelo de negócio?  Que experiências podem passar sobre a criação, operacionalização e gestão do modelo de negócio para mGov? mGov é viável? Para quais serviços e/ou públicos? Haveria um jeito de se incentivar mGov com maiores chances de sucesso?  Quais os pontos importantes e/ou comuns nesses modelos de negócio (se existirem)? Que tecnologias foram envolvidas na operacionalização? Qual o orçamento de gastos em cada fase?  É possível elaborar um modelo de negócio para mGov que possa servir de base para outras experiências? Qual a estrutura, componentes e inter-relações importantes que devem ser considerados nesse modelo?  É possível recomendar tecnologias de baixo custo e amplo alcance na operacionalização do mGov? Quais? Novas questões levantadas
    6. 6. 6 Fundamentação Teórica Reforma do Estado e Governo Eletrônico (eGov) Estado agindo em parceria com a sociedade e de acordo com os seus anseios, sendo menos voltado à proteção e mais à promoção da capacidade de competição (BRESSER-PEREIRA, 1997). Esse arranjo é plenamente viável, desde que o governo se instrumentalize adequadamente (CASTOR; FRANÇA,1987). Governo Móvel (mGov) É uma estratégia de implementação de serviços públicos tornadas disponíveis em plataformas móveis, para prover ao cidadão os benefícios e informações a qualquer tempo e em qualquer lugar (KUSHCHU; YU, 2004). Entrega de serviços em telefones celulares por meio short message service (SMS) .
    7. 7. 7 Telefones celulares no Brasil
    8. 8. 8 Cadeira de Valor de mGov
    9. 9. 9 Fundamentação Teórica Modelo de negócios O MN descreve a lógica de criação, entrega e captura de valor por parte de uma organização, num cenário interativo e de relacionamento onde são explicitadas as trocas entre os vários atores e ambientes (OSTERWALDER; PIGNEUR, 2011). 7
    10. 10. 10 Fundamentação Teórica Teoria da Configuração Pode ser definida como o conjunto de atributos das estratégias, estruturas e processos organizacionais (MILLER, 1987; MINTZBERG, 1990). O melhor entendimento dos fenômenos organizacionais, eventos e resultados, se dá quando considerados os diferentes elementos organizacionais e suas relações com os mecanismos integrativos que asseguram sua complementariedade (KETCHEN, THOMAS e SNOW (1993; MILLER,1996). A estrutura e a estratégia existem de forma independente, mas uma influencia a outra com configurações distintas (MINTZBERG, QUINN e GHOSHAL, 2006)
    11. 11. 11  Acesso a TIC está inexoravelmente difundido em todas as atividades humanas (RIECKEN, 2008).  Projetos dessa complexidade não prosperaram pela falta de alternativas de Modelo de Negócio (LANZA; CUNHA, 2013).  No Brasil o número de telefone celular é 35% maior que a população. O SMS está presente em todos os dispositivos. (TELECO e órgãos reguladores, 2014)  O número de serviços ofertados pelo governo não acompanha este crescimento.  Pesquisa preliminar parece evidenciar inexistência de base teórica consistente sobre MN em mGov (aplicações, menção a MN). Lacunas Teóricas
    12. 12. 12  Quais são as opções mais críticas a serem extraídas em um nível de concepção de projetos corporativos de mGov, para entender como estes componentes estão inter-relacionados e podem ser combinados para dar origem a diferentes MN?MN ?  Elaborar propostas de modelo de negócio em mGov que possa servir como referencial para outras iniciativas, com o uso de tecnologias adequadas à realidade brasileira. Objetivo (ou problema) principal
    13. 13. 13  Está aderente às linhas de pesquisa do Centro de Pesquisa e Pós- Graduação em Administração.  Oferece contribuições nos aspectos de gestão do MN e TIC, pela apresentação de recomendações e a identificação de práticas de baixo custo e largo alcance visando à eventual aplicação futura do modelo na realidade brasileira.  Tema é particularmente relevante em virtude da lacuna verificada preliminarmente na literatura sobre estudos e pesquisas em modelos de negócio para mGov.  Verifica-se uma oportunidade especial de oferta corporativa de serviços móveis pelas administrações públicas: trânsito, assistência social, saúde, vagas e educação). Relevância e Oportunidade
    14. 14. 14 Estudo de caso Entrevistas e questionários • Elucidação de pontos importantes em mGov e modelos de negócioPesquisa de campo • identificar a eventual existência e características de modelos utilizados por administrações públicas • Estudo comparativo e derivação de modelo • Pontos importantes e características dos modelos identificados visando derivar um modelo de mGov Metodologia que apoiará a pesquisa
    15. 15. 15 • Premissa fundamental – deve ser possível elaborar um modelo de negócio genérico de mGov que possa vir a ser utilizado pelas administrações públicas em condições de desenvolvê-lo, em especial adequado à realidade brasileira com tecnologias de baixo custo e amplo alcance; • Modelos não podem ser meramente transplantados para diferentes realidade - o Brasil possui expressivo território, diversidade e complexidade socioeconômicas e culturais; seria uma utopia presumir um modelo único de negócio para mGov; o mesmo requereria naturalmente adequações para cada caso; e • Deve agregar valor ao universo administrável pelo governo envolvido – a tese parte do pressuposto que um MN em mGov, por definição, deve agregar valor econômico ou social, ou mesmo outro valor, a exemplo do que já ocorre nas iniciativas de modelo de negócio na área privada. Considerações finais / premissas
    16. 16. 16 Por terem vindo e me ouvir. Vamos conversar??? Obrigada!
    17. 17. 17 Esquema do Gimenez

    ×