O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Clique para adicionar texto
GERENCIA DE RISCOS
Fator Humano nas
Organizações
Marcos Lucio de Moura e Souza
Cátedra de Gere...
RISCOS DE INFIDELIDADE SOCIAL E FUNCIONAL
Representam a possibilidade de
rompimento de compromisso assumido
por homens e m...
RISCOS PROPRIAMENTE DITOS
EM GR
Determinados por
fatores de riscos
presentes no
ambiente
EM INFIDELIDADE
Determinados pelo...
PESSOAS ENVOLVIDAS
EM GR
Pessoas treinadas e
comprometidas com
resultados
EM INFIDELIDADE
Pessoas treinadas e
comprometida...
EVENTOS
EM GR
Indesejados,
contrários à
intenção do projeto,
de causas aleatórias
e não planejadas
EM INFIDELIDADE
Desejad...
CONSEQÜÊNCIAS
EM GR
Evidentes, com
danos e perdas
determináveis
EM INFIDELIDADE
Cuidadosamente
encobertas,
mascaradas por
...
GERENCIA DE RISCOS
COMPROMISSO
Minimizar o impacto da realização dos
riscos sobre os resultados planejados.
RISCOS
Todo e ...
ARTE DA GR
Manter o equilíbrio em termos de valores,
entre os riscos assumidos e os
transferidos, de modo que, o impacto
s...
QUESTÕES
1 – É possível identificar nas pessoas,
tendências de infidelidade social e funcional?
2 – É possível avaliar o n...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Café com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos Lucio

240 visualizações

Publicada em

Café com Seguro - 29/06/2016

Publicada em: Negócios
  • Entre para ver os comentários

Café com Seguro - Gerência de Riscos - Fator Humano - Marcos Lucio

  1. 1. Clique para adicionar texto GERENCIA DE RISCOS Fator Humano nas Organizações Marcos Lucio de Moura e Souza Cátedra de Gerencia de Risco – ANSP – 29/06/2016
  2. 2. RISCOS DE INFIDELIDADE SOCIAL E FUNCIONAL Representam a possibilidade de rompimento de compromisso assumido por homens e mulheres: - tacitamente com a sociedade em que convivem, ou - formalmente com as organizações com as quais se comprometeram.
  3. 3. RISCOS PROPRIAMENTE DITOS EM GR Determinados por fatores de riscos presentes no ambiente EM INFIDELIDADE Determinados pelo encontro de pessoas com oportunidades, presidido pelo livre arbítrio
  4. 4. PESSOAS ENVOLVIDAS EM GR Pessoas treinadas e comprometidas com resultados EM INFIDELIDADE Pessoas treinadas e comprometidas com resultados, porém, pré-dispostas a aproveitar oportunidades em benefício próprio.
  5. 5. EVENTOS EM GR Indesejados, contrários à intenção do projeto, de causas aleatórias e não planejadas EM INFIDELIDADE Desejado (por alguns), planejados, executados com esmero
  6. 6. CONSEQÜÊNCIAS EM GR Evidentes, com danos e perdas determináveis EM INFIDELIDADE Cuidadosamente encobertas, mascaradas por operações falsas
  7. 7. GERENCIA DE RISCOS COMPROMISSO Minimizar o impacto da realização dos riscos sobre os resultados planejados. RISCOS Todo e qualquer evento contrário à intenção do projeto
  8. 8. ARTE DA GR Manter o equilíbrio em termos de valores, entre os riscos assumidos e os transferidos, de modo que, o impacto simultâneo das duas atividades sobre o resultado seja o menor possível.
  9. 9. QUESTÕES 1 – É possível identificar nas pessoas, tendências de infidelidade social e funcional? 2 – É possível avaliar o nível dessas tendências? 3 - É factível desenvolver medidas de compliance que permitam a convivência com essas pessoas nos ambientes profissionais e sociais?

×