Slides SENAC aula 3

2.043 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.043
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slides SENAC aula 3

  1. 1. ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Arquitetura e Infraestrutura de TI Prof. Paulo Nascimento paulofg@gmail.com
  2. 2. Gestão de Custos em TI
  3. 3. Gestão Financeira de TIObjetivo: Saber para onde está indo o dinheiro da Empresa !!! • As faturas pagas refletem o que foi entregue? • Os recursos estão otimizados? • Os investimento estão sendo bem feitos? • Os contratos foram bem negociados? • Os processos de TI estão orientados pela redução de custos?
  4. 4. Gestão Financeira de TI • Quanto custa um desktop?
  5. 5. Gestão Financeira de TI SW Básico Manutenção Manutenção SW Gerente Help TI Desk Analista Analista Segurança Técnico Suporte Suporte
  6. 6. Gestão Financeira de TI• Conceitos Análise! Análise! X! Contábil! Financeira! Bens + ! Lucratividade! Direitos + ! + viabilidade! Obrigações! + fluxo de caixa $$! = Patrimônio! = Rentabilidade!
  7. 7. Gestão Financeira de TI ! Jan$ Fev$ Mar$ Abr$ Mai$ Jun$ Aquisição)bem)financiado)(10.000)) 71.000) 71.000) 71.000) 71.000) 71.000) 71.000) Despesas) 7500) 7500) 7500) 7500) 7500) 7500) Receita) 1.500) 1.500) 1.500) 1.500) 1.500) 1.500) Impostos) 7300) 7300) 7300) 7300) 7300) 7300) RESULTADO$Financeiro$ 8300$ 8300$ 8300$ 8300$ 8300$ 8300$ Jun$ Patrimônio) 10000) Obrigações) 710800) Receita) 9.000)
  8. 8. Gestão Financeira de TI• Conceitos CUSTOS! X! DESPESAS! Gastos alocáveis ao Gastos para processo produtivo! administração, (matéria prima, MO, comercial ou financeiro. energia, etc.) ! (escritórios, comissão, salários administrativos, etc.)!
  9. 9. Gestão Financeira de TI• Ferramentas • TCO • ROI • TIR • VPL • PAYBACK
  10. 10. Gestão Financeira de TI• TCO • Total Cost of Ownership ou Custo Total de Propriedade • $ Aquisição + $ Instalação + $ Operação + $ Alteração + $ Eliminação • Analisa apenas o custo, sem se preocupar com os benefícios (aumento de receita, inovação, redução de custos) • Normalmente utilizados para custos de infra obrigatórios (e-mail, internet, etc.) • É interessante para comparar investimento equiparáveis tecnicamente
  11. 11. Gestão Financeira de TI• TCO: Uma empresa quer decidir entre 2 ERPs usando o TCO para avaliar o custo total em 5 anos
  12. 12. Gestão Financeira de TI• ROI • Return on Investiment ou Retorno do Investimento • Utilizado para que as empresas comparem qual tipo de investimento é melhor • Mede a performance da TI = $ Investido / $ rendimento • Não leva em consideração outros custos (custo de oportunidade) • Mais utilizado para investimento de curto prazo ($ investimento perto do $ rendimento) • TI enxergada como fomentadora de negócios
  13. 13. Gestão Financeira de TI• ROI: Para o ERP1 da empresa anterior, qual o Retorno do Investimento (ROI) para 5 anos de operação
  14. 14. Gestão Financeira de TI• VPL • Valor Presente Líquido • VPL = Entradas de Caixa - Investimento • Inclui a dimensão tempo na análise financeira • Traz para o valor atual as entradas e saídas de caixa • Normalmente • VPL > 0 = retorno do projeto é maior que seu custo de capital • VPL < 0 = retorno do projeto é menor que seu custo de capital
  15. 15. Gestão Financeira de TI• VPL: Para o ERP1 da empresa anterior, qual o Retorno do Investimento (ROI) para 5 anos de operação
  16. 16. Gestão Financeira de TI• TIR • TIR: Taxa Interna de Retorno • Valor de taxa que torna o VPL = 0 em um período • Representa a rentabilidade em um determinado período • É calculado através de iterações
  17. 17. Gestão Financeira de TI• TIR: Para o ERP1 da empresa anterior a TIR em 5 anos é 66%
  18. 18. Gestão Financeira de TI• PAYBACK • Responde à pergunta: “Quando vou ter meu dinheiro de volta?” • É o período de tempo (em anos, meses, dias, etc.) em que um investimento atinge seu breakeven (ou ponto de equilíbrio) e começa a retornar lucro. • Quanto menor o payback, melhor. • Existem 2 tipos: simples e descontado
  19. 19. Gestão Financeira de TI• PAYBACK Simples: PAYBACK = 3 + (17.600/17.800) = 3,99 anos
  20. 20. Gestão Financeira de TI• PAYBACK Descontado: -32.200 * 3.800 * 10.800 * 17.800 * 23.800 * (1+10%)ˆ0 (1+10%)ˆ1 (1+10%)ˆ2 (1+10%)ˆ3 (1+10%)ˆ4 -35420 4180 13068 23691,8 34845,58 -35420 -31240 -18172 5519,8 40365,38 PAYBACK DESCONTADO = 3 + (18.172 / 23.691,80) = 3,76 anos
  21. 21. Gestão Financeira de TI• Estou implantando o Exchange em minha empresa. Tenho 1000 usuários atualmente, mas minha empresa irá aumentar 300 usuários em OUT/12 e em MAR/13 com a incorporação de uma nova empresa irá crescer mais 700 usuários. Uma empresa me ofereceu contratar essa solução da nuvem ao custo de R$ 3 por caixa postal por mês, além de um custo de roll-out de R$ 3.000,00 (esse custo só é pago uma vez no momento da instalação). Outra empresa me ofereceu revender todo o serviço ao seguinte custo: - Aquisição do Servidor: R$ 15.000 - Aquisição da Licença Exchange Server STD: R$ 9.000,00 - CAL do Outlook STD: R$ 10,00 (é necessária uma CAL por caixa postal) - Backup terceirizado: R$ 500,00 por mês - Operação do Exchange: R$ 1.000,00 por mês - Segundo esta empresa, a solução suporta tranquilamente até 4.000 usuários do Exchange• Qual opção eu devo contratar analisando um período de 1 ano (iniciando em JUL/12 e terminando em JUN/13)?• Considere que o valor será devido no 1o dia do mês em que será utilizado o serviço (pagamento antecipado)
  22. 22. Gestão Financeira de TI• Exercício 2: Em JUL/13 a empresa irá expandir e abrir mais 3 filiais, aumentando o número de usuários de e-mail de 2.000 para 3.000. O provedor de SaaS resolveu me dar um desconto de 50% sobre cada caixa postal, pelo volume contratado.• Ainda vale a pena manter a solução na nuvem, considerando a análise para mais um ano (Jul/13 a Jun/14)?• Considerando que o plano orçamentário de TI desta empresa é feita a cada 3 anos, considere para o cálculo o que foi gasto no 1o ano também (Jul/12 a Jun/14).
  23. 23. Gestão Financeira de TI• Exercício 3: Considerando o primeiro cenário da empresa de revenda e a proposta de R$ 3 por caixa postal, além dos R$ 3000,00 de rollout qual o break-even da solução de SaaS, ou seja, qual o limite máximo de caixas-postais eu devo contratar do provedor de Cloud para que valha a pena esta contratação nesta modalidade, considerando a análise em 1 ano?• Neste caso não considerar nenhum aumento no número de caixas postais durante o período nem descontos no valor da solução SaaS.
  24. 24. Gestão Financeira de TI• Como otimizar os custos em TI • Eliminados componentes desnecessários à infra-estrutura • Contratar serviços mais econômicos • Ter certeza que os equipamentos estão funcionando em sua capacidade ótima • Melhorar a topologia da rede e seus componentes
  25. 25. Gestão Financeira de TI• Como otimizar os custos em TI • Ter certeza que a melhor tecnologia utilizada • Desenvolver políticas de tarifação de serviços • Desenvolver políticas de uso consciente de recursos
  26. 26. Gestão Financeira de TI• Como otimizar os custos em TI • Verificar se há obrigação de utilização mínima mensal • Verificar se são cobradas taxas para o aumento ou diminuição de facilidades e serviços? • Verificar se há exigência de tempo mínimo de contrato • Verificar se o provedor de serviços pode modificar suas tarifas ou critério
  27. 27. Gestão Financeira de TI• Como otimizar os custos em TI • Validar as tarifas, descontos, taxas ou impostos do contrato • Verificar recuperações de cobranças indevidas, créditos e erros em contas antigas • Verificar as penalidades de cancelamento ou modificação do contrato
  28. 28. Asset ManagementTexto Complementar: TI gasta US$ 10,9 mi com aplicações, mas executivos não têm controle
  29. 29. Asset Management(Gestão de Ativos)Gestão de Inventário Ativos
  30. 30. Asset Management (Gestão de Ativos)• O que a Gestão de Ativos quer evitar? • Sub-utilização de equipamentos; • Compra desnecessária de equipamentos adicionais; • Contratos renovados de hardwares que já não operam ou que já foram descartados; • Chamados e custos com técnicos de manutenção para equipamentos ainda cobertos por contratos de garantia; • Compras de equipamentos com características idênticas em relação aos equipamentos em estoque; Fonte: CSC Brasil
  31. 31. Asset Management (Gestão de Ativos)• O que a Gestão de Ativos quer evitar? • Diversidade desnecessária de configuração dos equipamentos dificultando a realocação e aproveitamento dos mesmos em outras unidades de negócio ou departamentos; • Dificuldade em localizar o equipamento coberto por um contrato de leasing e que precisa ser devolvido ao fornecedor sob pena de penalidades; • Utilização de licenças de software fora dos padrões de conformidade exigidos; • Absorção total por parte de TI dos custos de utilização de seus equipamentos e demais recursos, sem o devido rateio destes custos pelas unidades e departamentos usuários; Fonte: CSC Brasil
  32. 32. Asset Management (Gestão de Ativos)• O que a Gestão de Ativos quer evitar? • Ausência de uma abordagem de serviços compartilhados provendo dados corretos tanto para a otimização de seus gastos como para a tomada de decisões; • Grande dificuldade ou quase impossibilidade de identificarmos se estamos sendo cobrados de forma justa pelos equipamentos e serviços fornecidos; • Dificuldade em assegurar que recebemos o que foi efetivamente pago; • Dificuldade de administrar e monitorar os muitos e diferentes contratos deixando-nos sujeitos às multas e penalidades; Fonte: CSC Brasil
  33. 33. Asset Management (Gestão de Ativos)• Objetivo Gerenciar de forma física, financeira e contratual os ativos de TI durante todo o seu ciclo de vida
  34. 34. Asset Management (Gestão de Ativos) Gerenciar de forma física, financeira e contratual os ATIVOS de TI durante todo o seu ciclo de vida• Físicos: Hardware, Mídias, Telefones, Celulares, etc.• Software: SOs, Aplicativos, Ambientes, etc;• Informação: BDs, Documentos, Manuais, etc;• Serviços: Telecomunicações, Segurança, etc;• Pessoas
  35. 35. Asset Management (Gestão de Ativos)Gerenciar de forma física, financeira e contratual os ativos de TI durante todo o seu CICLO DE VIDA
  36. 36. Asset Management (Gestão de Ativos) Gerenciar de forma FÍSICA, financeira e contratual os ativos de TI durante todo o seu ciclo de vida• Inventário: • Manual • Automatizado • Terceirizado
  37. 37. Asset Management (Gestão de Ativos) Gerenciar de forma física, FINANCEIRA e contratual os ativos de TI durante todo o seu ciclo de vida• Billing: Contabilização dos custos e rateio pelos departamentos usuários;• Sizing: Definição das melhores e mais adequadas formas de licenciamento de software• Eliminação de licenças desnecessárias e otimização dos usos das licenças existentes;
  38. 38. Asset Management (Gestão de Ativos) Gerenciar de forma física, financeira e CONTRATUAL os ativos de TI durante todo o seu ciclo de vida• Gestão de Fornecedores: verificar se as exigências contratuais estão sendo cumpridas, caso contrário aplicar os descontos necessários;• Gestão de Garantia, Manutenção e Suporte: programação de reparos e manutenções, atualizações ou remoções;
  39. 39. Terceirização de TI
  40. 40. Terceirização em TI
  41. 41. Terceirização em TI
  42. 42. Terceirização em TI
  43. 43. Terceirização em TI
  44. 44. Terceirização em TI• Conceitos “Repasse total, ou em parte, das atividades meio de uma empresa à outra empresa” Atividades não essenciais com finalidade de suporte à atividade principal.
  45. 45. Terceirização em TI• Conceitos “§ 2º Entende-se por atividade preponderante a que caracterizar a unidade de produto, operação ou objetivo final, para cuja obtenção todas as demais atividades convirjam, exclusivamente em regime de conexão funcional.” CTL - Artigo 581
  46. 46. Terceirização em TI• Legislação • Caracterização de vínculo empregatício: subordinação + horário definido + habitualidade + pessoalidade + salário • Há jurisprudência para considerar vínculo empregatício caso seja atividade fim da empresa • Há responsabilidade solidária da empresa contratante caso a contratada não cumpra as obrigações trabalhistas
  47. 47. Terceirização em TI• Alguns cuidados legais 1 - Preservar a personalidade: não entregar a atividade fim a uma empresa terceira; 2 - Definir as responsabilidades da prestadora de serviços por escrito; 3 - Manter sempre um relacionamento com a prestadora de serviços através do Gestor do Contrato; 4 - Investigar a reputação e capacidade econômica da possível contratada 5 - Evitar a contratação de pessoa física ou autonomo para prestação de serviço habitual; Fonte: SEBRAE
  48. 48. Terceirização em TI• Alguns cuidados legais 5 - Solicitar, sempre que possível, rotatividade dos funcionários à contratada; 6 - Exigir periodicamente da contratada, a demonstração da regularização trabalhista de seus funcionários; 7 - Diferenciar os terceiros (uniformes, e-mails, crachá, etc.); 8 - Nunca usar, mesmo que esporadicamente, funcionários terceiros para atividades diferentes das que constam no contrato; 9 - Evitar contratar empresas que não possuam outros clientes; Fonte: SEBRAE
  49. 49. Terceirização em TI• Cenário Fonte: ALSBridge Independent Advisors
  50. 50. Terceirização em TI• Cenário
  51. 51. Terceirização em TI• Cenário
  52. 52. Terceirização em TI• Por que terceirizar? • Redução de custos com diversificação : é responsabilidade do provedor manter a equipe atualizada • Redução de custos com RH • Redução de custos com adversidades: custos para TI é flat • Redução de custos com infra: CAPEX x OPEX • Redução de custos com espaço físico
  53. 53. Terceirização em TI• Por que terceirizar? • Garantia de Uptime: contratos de SLA bem definidos • Garantia de atualização tecnológica: é obrigação e interesse do provedor manter a infra atualizada • Agilidade no delivery: negociações morosas são mais rápidas • Foco no Core Business: os negócios não são administrar TI • TI como suporte ao negócio
  54. 54. Terceirização em TI• Por que não terceirizar? • Caminho sem volta (ou a volta é muito cara); • Falta de comprometimento com os valores específicos da empresa; • Perda de contato com tecnologias que podem auxiliar no processo de inovação; • Perda de controle sobre a operação se não houver uma comunicação efetiva; • Preocupação com a segurança; • Preocupação com a escolha do fornecedor: vender o que não tem
  55. 55. Terceirização em TI• Tendência Multisourcing / Outtask - O que é: • Junção do melhor dos 2 mundos do InSourcing / OutSourcing; • Atividades estratégicas ficam dentro da empresa; • Atividades rotineiras / não estratégicas são terceirizadas; • A terceirização pode e deve ser feita com N provedores diferentes, cada um dentro da sua especialidade;
  56. 56. Terceirização em TI• Tendência Multisourcing / Outtask - Vantagens: • É mais fácil começar pequeno e ir desenvolvendo com o tempo; • Pode-se optar pelos melhores especialistas em cada função; • Desenvolve uma competição sadia entre os players;
  57. 57. Terceirização em TI• Tendência Multisourcing / Outtask - Desvantagens: • Gerenciar vários SLAs é mais trabalhoso; • Diversos pontos de contato; • Diversas faturas; • Diversos responsáveis; • Pode haver “jogo de empurra” dos problemas;
  58. 58. Terceirização em TI• Tendência Multisourcing / Outtask - Integradoras de Multisourcing: • Empresas dedicadas a funcionar como um “broker” de outras empresas de outsourcing; • Funcionam de forma transparente para o cliente final; • Único ponto de contato (Gestor do Contrato); • Única nota fiscal; • Proporciona ganho de escala;

×