Educação globalização e desenvolvimento 18dez13

606 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
606
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
62
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação globalização e desenvolvimento 18dez13

  1. 1. Educação Globalização e Desenvolvimento Educação e Desigualdade Paulo Almeida https://www.facebook.com/psicologopauloalmeida Dez/2003 Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  2. 2. Educação e Pobreza  Teoria do capital humano: educação = investimento produtivo com rentabilidade privada e social  Implica que a Educação é percebida como fator central para explicar o crescimento econômico e potencial reduçaõ da pobreza e da desigualdade. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  3. 3. Educação e Pobreza  Pergunta Principal: não é se o investimento em educação deveria ou não ser uma prioridade, mas quanto investimento e em que tipo de educação deveria se investir.  Axioma da teoria da modernização e consenso de Washington (UNESCO, OCDE, E BANCO MUNDIAL) Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  4. 4. Educação e Pobreza  Desde 1963 o Banco Mundial investiu mais de 41 bilhões de dólares em créditos e empréstimos para o setor educacional.  Últimos 5 anos média anual de 2 bilhões de dólares  Em 2006, o gasto público em educação equivale a 4,9% do PIB em nível global Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  5. 5. Educação e Pobreza  Apesar do aumento da expansão educacional em nível global, as taxas de pobreza e desigualdade se mantém invariáveis.  Existem 1,4 bilhões de pessoas (26% da população total) que vivem na extrema pobreza ou na miséria.  A democratização da educação com maior aumento das oportunidades pelos grupos excluídos não tem evitado a reprodução social e a persistência de elevadas taxas de pobreza. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  6. 6. Educação e Pobreza  Boudon (1983): o aproveitamento do aumento das oportunidades educativas, depende da expansão relativa do nível educacional de cada grupo social, e da margem de crescimento dos níveis educacionais mais elevados de cada grupo. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  7. 7. Educação e Pobreza  Um modelo de análise que ignora a diversidade da demanda: as relações lineares entre demanda e oferta ou entre oferta de títulos e demanda de ocupação, tendem a desconsiderar um conjunto de aspectos que produzem efeitos inesperados no comportamento da demanda. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  8. 8. Educação e Pobreza  Aspectos intangíveis para compreender o comportamento da demanda: em torno cultural; necessidade econômica, situação familiar, a qualidade da escola. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  9. 9. Educabilidade nova forma de abordar as relações entre pobreza e educação  Omissão central: ignorar os efeitos da pobreza sobre a educação como fator decisivo para compreender as possibilidades de aproveitamento educativo dos meninos e meninas em situação de pobreza.  A existência de condições vitais fora das capacidades inatas do indivíduo se convertem em fator decisivo para se compreender porque as práticas educativas não resultam exitosas para determinadas crianças. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  10. 10. Educabilidade nova forma de abordar as relações entre pobreza e educação  Educabilidade = conjunto de recursos, aptidões ou predisposições que fazem com que uma criança ou adolescente acompanhe exitosamente a escola, e como garantir que todas as crianças tenham acesso a esses recursos. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  11. 11. Educabilidade nova forma de abordar as relações entre pobreza e educação  Educabilidade = disposição dinâmica e não uma determinação fixa.  O contexto familiar, social e escolar jogam um papel chave no desenvolvimento ou impedimento da potencialidade educativa. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  12. 12. Educabilidade nova forma de abordar as relações entre pobreza e educação  Educabilidade = é uma relação entre as características subjetivas e o conjunto de mecanismos objetivos que contribuem para produzir a subjetividade.  Relação entre o aluno e o conjunto das relações sociais, familiares, econômicas e educativas onde ele se encontra. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  13. 13. Educabilidade nova forma de abordar as relações entre pobreza e educação  Tedesco: Abaixo da linha de subsistência, as mudanças institucionais ou pedagógicas tem um impacto muito pouco significativo nos resultados escolares dos alunos. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  14. 14. Educabilidade  Educabilidade =  Ter condições mínimas de alimentação, roupa e material escolar;  Ter uma família que não se oponha às práticas educacionais;  Ter um entorno escolar que respeita os diferentes ritmos de aprendizagem  Alunos que internalizam um conjunto de representações, valores e atitudes favoráveis ao aprendizado escolar  Professores que confiem nas capacidades dos alunos;  Condições sociais que permitam às famílias frequentarem a escola com regularidade Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  15. 15. Educabilidade  Cepal , 2006 – “A pobreza adquire um caráter multidimensional em termos de suas causas, consequencias e manifestações. Não consiste unicamente em não contar com os recursos necessários para ter acesso ao consumo de bens e serviços imprescindíveis para as necessidades básicas; ser pobre é também padecer da exclusão social, que impede uma participação plena na sociedade e diminui a exigibilidade dos direitos.” Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  16. 16. Cenários de interação entre as múltiplas expressões da pobreza  Educabilidade= 1. por oportunidade; 2. por investimento  Ineducabilidade = 3. por carencia afetivo-normativa; 4. por estigma; 5. por violência; 6. ineducabilidade crônica Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  17. 17. Habitus - Bourdie  Habitus = estruturas interiorizadas a partir das quais se percebe o mundo e se atua nele. Estruturas sociais interiorizadas, esquemas de percepções, pensamentos e ações. As práticas dos atores sociais se explicam pela relação dinâmica entre as estruturas sociais externas, pelas posições ocupadas pelos sujeitos nestas estruturas e pelas estruturas sociais interiorizadas. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  18. 18. Conclusões Descobrir o habitus (forma de ver e entender o mundo) da pobreza para educar Viver na pobreza é uma experiência vital singular; Ter força para sobreviver a violência, abandono e depressão Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  19. 19. Conclusões Exemplo: Marco Antônio: mãe deprimida; pai com quem não se entende e que impõe normas excessivas sem controlá-las; situação de incomunicação; e um lazer abandonado Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  20. 20. Conclusões Esperança e empatia: união de alunos e professores e adultos para lutar contra as adversidades; professores que conheçam a situação familiar da criança, seus medos e suas relações;  Intervenção de toda a comunidade e da escola para intervir de forma ativa e coordenada Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  21. 21. Conclusões Políticas de subjetividade:  Projeto de vida ;Narrativa; confiança;  Transversalidade,intersetorialidade;correponsabilidade, flexibilidade, diversidade Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento
  22. 22. Conclusões Combater a pobreza pela educação é um objetivo desejável, mas só é possível se sabemos reconhecer como a pobreza se configura uma experiência social que frequentemente impede a educação. Fonte: Mino y Davila - Coleção Educação, Globalização e Desenvolvimento

×