TEÓRICO PRÁTICO IALAMBERT , PA
CASO CLÍNICO IDENTIFICAÇÃO: Masculino, 38 anos, branco,casado, mecânico, natural e procedente deCachoeirinha. QUEIXA PRI...
CASO CLÍNICO HDA - Paciente vem à emergência referindo que há 5 diasacordou pela manhã com dor forte no joelho direito. D...
REVISÃO DE SISTEMAS: Costuma terpequenas escoriações e cortes devido aotrabalho.Tem pirose e dor epigástricaocasionais. T...
Caso clínico HISTÓRIA MÉDICA PREGRESSA: Rubéola esarampo na infância. Episódios isolados deamigdalite até os 18 anos. HÁ...
Caso clínico HISTÓRIA FAMILIAR: Pai hipertenso e com cardiopatiaisquêmica. Mãe é obesa e com dislipidemia.
Exame físico EXAME FÍSICO: 1.69m, 85kg, bom estadogeral. Lúcido, orientado, coerente. Mucosasúmidas, corado, anictérico. ...
Exame osteoarticularArticular: calor, rubor, edema +++/4e bastante dor a mobilização dojoelho Direito, sem cisto de Baker.
EXAMES COMPLEMENTARES HT 44 HB 13,5 VCM 88 leucócitos 14.800 bastões 1210segmentados 10.400 eosinófilos 400, demais sp.VH...
PROCESSO DE DISCUSSÃO 1. Listar os problemas 2. Quais são as principais hipóteses diagnósticas? 3. Como relacionar os a...
ARTROCENTESE
ARTROCENTESE Artrocentese consiste na aspiração de líquido sinovial deuma articulação com propósitos diagnósticos outerap...
INDICAÇÕES DIAGNÓSTICAS •Artrite inexplicada com efusão sinovial •Suspeita de artrite séptica •Suspeita de artropatias ...
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS •Drenagem de grandes efusões, hemartrose. •Alívio para elevada pressão intra-articular •Injeção...
Hemartrose em Hemofílico
CONTRA-INDICAÇÕES1-Coagulopatias2-Infecções locais ou sistêmicas (cuidado: celulites)3-Para aplicação de drogas intra-arti...
MATERIAL UTILIZADOBandeja •Luvas estéreis •Tecido estéril •Antiséptico (Betadeine) •Anestésico(1% Lidocaína) •Sering...
PONTOS DE PUNÇÃO
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Teórico prática l
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teórico prática l

1.271 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.271
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
728
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teórico prática l

  1. 1. TEÓRICO PRÁTICO IALAMBERT , PA
  2. 2. CASO CLÍNICO IDENTIFICAÇÃO: Masculino, 38 anos, branco,casado, mecânico, natural e procedente deCachoeirinha. QUEIXA PRINCIPAL: Dor no joelho Direito
  3. 3. CASO CLÍNICO HDA - Paciente vem à emergência referindo que há 5 diasacordou pela manhã com dor forte no joelho direito. Desdeaquele dia não comparece ao trabalho por dificuldade decaminhar. Nestes dias usou 3 comprimidos de Aspirina 500mgpor dia sem melhora. Teve temperatura axilar de 37,8oC por 2vezes.
  4. 4. REVISÃO DE SISTEMAS: Costuma terpequenas escoriações e cortes devido aotrabalho.Tem pirose e dor epigástricaocasionais. Tosse com expectoraçãohialina pela manhã. Olhos,ouvidos, narize garganta, SP., coração, rins, SNC,hematológico NDN.
  5. 5. Caso clínico HISTÓRIA MÉDICA PREGRESSA: Rubéola esarampo na infância. Episódios isolados deamigdalite até os 18 anos. HÁBITOS: Tabagista, 20 cigarros/ dia há 21anos. Bebe 1 a 2 aperitivos diários há 25 anos,toma cerveja diariamente (uma durante asemana e 5 a 6 no final de semana) nunca usoudrogas. Tem relações extraconjugais eventuais(última há 3 meses).Teve gonorreia por 2 x.Última há 2 meses.
  6. 6. Caso clínico HISTÓRIA FAMILIAR: Pai hipertenso e com cardiopatiaisquêmica. Mãe é obesa e com dislipidemia.
  7. 7. Exame físico EXAME FÍSICO: 1.69m, 85kg, bom estadogeral. Lúcido, orientado, coerente. Mucosasúmidas, corado, anictérico. TA 150/100, FC98bpm, temp axilar 37,5oC, eupnêico. Ritmoregular, 2t, sem sopros. Pulmões limpos,abdômen normal à palpação superficial eprofunda. Pele: discretas lesões em couro cabeludosugestivas de dermatite seborréica, corte emcicatrização em mão esquerda, olhos sp.,ouvidos sp, boca sp. Sem gânglios palpáveis.
  8. 8. Exame osteoarticularArticular: calor, rubor, edema +++/4e bastante dor a mobilização dojoelho Direito, sem cisto de Baker.
  9. 9. EXAMES COMPLEMENTARES HT 44 HB 13,5 VCM 88 leucócitos 14.800 bastões 1210segmentados 10.400 eosinófilos 400, demais sp.VHS- 95, ácido úrico 7,3 , glicose 106, creatinina 1,2, TGO 25 (19) TGP 29 (21), Urina l-normal RX joelhos normais (sugere derrame à d) RX de torax com brônquios levemente espessados
  10. 10. PROCESSO DE DISCUSSÃO 1. Listar os problemas 2. Quais são as principais hipóteses diagnósticas? 3. Como relacionar os achados da história e examefísico com as possibilidades diagnósticas? 4. Saber epidemiologia, prevalência, histórianatural, investigação e terapêutica para cadadiagnóstico. 5. Quais os tratamentos indicados para asprincipais hipóteses?
  11. 11. ARTROCENTESE
  12. 12. ARTROCENTESE Artrocentese consiste na aspiração de líquido sinovial deuma articulação com propósitos diagnósticos outerapêuticos. Pode ser realizado de forma rápida esegura, nas diversas articulações do organismo,incluindo as do joelho, pulso, tornozelo, cotovelo, ombro,metatarsais e metacarpais.
  13. 13. INDICAÇÕES DIAGNÓSTICAS •Artrite inexplicada com efusão sinovial •Suspeita de artrite séptica •Suspeita de artropatias induzidas por cristais •Avaliação de resposta terapêutica em artriteséptica.Infecção, inflamação e processos não-inflamatórios
  14. 14. INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS •Drenagem de grandes efusões, hemartrose. •Alívio para elevada pressão intra-articular •Injeção de medicamentos, como esteróides eanestésicos locais.
  15. 15. Hemartrose em Hemofílico
  16. 16. CONTRA-INDICAÇÕES1-Coagulopatias2-Infecções locais ou sistêmicas (cuidado: celulites)3-Para aplicação de drogas intra-articulares:a)Suspeita ou confirmação de articulação séptica.b)Fratura intra-articularc)Instabilidade da articulaçãod)Múltiplas injeções prévias de esteróides (máx= 3x/ano)e)Osteopenia justa-articularf)Impossibilidade de o paciente descansar a articulaçãoapós a injeção.
  17. 17. MATERIAL UTILIZADOBandeja •Luvas estéreis •Tecido estéril •Antiséptico (Betadeine) •Anestésico(1% Lidocaína) •Seringa 5cc e pequena agulha(p/ anestésico) •Gaze •Caneta para marcação da pele •Bandagem elástica •Uma ou duas seringas de 30cc •Agulha calibre 18 Tubos coletores para contagem de células, avaliação decristais e cultura.
  18. 18. PONTOS DE PUNÇÃO

×