EDEMA
Disciplina de Semiologia Clínica
3º ano
F.C.M.S.
 Definição:Definição:
 aumento excessivo do fluído no espaçoaumento excessivo do fluído no espaço
intersticial, sendo o ...
 Fisiopatologia do edema:Fisiopatologia do edema:
4 fatores isolados ou em conjunto podem ser4 fatores isolados ou em con...
Diminuição da Aumento da
pressão oncótica pressão hidrostática
EDEMAEDEMA
Obstrução dos Aumento da permeabilidade
linfátic...
Movimento do fluído dos espaços IV e
intersticial
Jv = Kf [(Pc - Pi) – (Poc - Poi)]Jv = Kf [(Pc - Pi) – (Poc - Poi)]
Jv =...
 Perguntas chaves na pesquisa de edema:Perguntas chaves na pesquisa de edema:
1.1. Localização?Localização?
2.2. Duração ...
Semiotécnica:Semiotécnica:
1.1. Sinal de Godet positivo ( fóvea ou cacifo ):Sinal de Godet positivo ( fóvea ou cacifo ):
p...
Características Semiológicas:
1.Localização: localizado ou generalizado
2.Intensidade: de + a ++++/4+.
3.Consistência: gra...
Características Semiológicas:
4.Elasticidade: observando-se a volta da pele à posição primitiva
quando se termina a compre...
Características Semiológicas:
6.Sensibilidade: doloroso ( inflamatório)
indolor.
7.Outras alterações da pele adjacente:
Co...
 Causas Freqüentes de edema:
- Cirrose
- Síndrome nefrítica
- Síndrome nefrótica
- Cardíaca
- Gestação
- Pré-menstrual
- ...
EdemaEdema da Sdda Sd.. Nefrótico:Nefrótico:
-- intenso +++ a ++++/4+.intenso +++ a ++++/4+.
concentra-se na face, ao redo...
 Edema da Sd. Nefrítica:Edema da Sd. Nefrítica:
- intensidade + a ++/4+.
- mole, inelástico, indolor e sem alteração da
t...
 Edema Cardíaco:
- Predominantemente gravitacional
- Poupa a face
- Edema sacral em pacientes acamados
- Derrames cavitár...
 Edema Hepático:
- Ascite
- Pode ocorrer edema de membros inferiores que
piora ao final do dia : + a ++/4+, mole, inelást...
Linfedema:
- Afecções dos vasos linfáticos
- Evolução gradual
- No início : edema depressível e melhora noturna
- Com a ev...
Edema Varicoso:
- acentua-se em posição em pé
- + a ++/4+
- Inicialmente mole, cronicamente se torna duro
- Inelástico.
- ...
MIXEDEMA
- Etiologia: hipotireoidismo.
- Depósito de mucopolissacárides no subcutâneo,
submucosa e espaços subendotelias, ...
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Edema 2012
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Edema 2012

11.216 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.216
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
669
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
224
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Edema 2012

  1. 1. EDEMA Disciplina de Semiologia Clínica 3º ano F.C.M.S.
  2. 2.  Definição:Definição:  aumento excessivo do fluído no espaçoaumento excessivo do fluído no espaço intersticial, sendo o resultado, em últimaintersticial, sendo o resultado, em última análise de um balanço positivo de sódioanálise de um balanço positivo de sódio..
  3. 3.  Fisiopatologia do edema:Fisiopatologia do edema: 4 fatores isolados ou em conjunto podem ser4 fatores isolados ou em conjunto podem ser responsáveis pelo edemaresponsáveis pelo edema - diminuição da pressão de enchimento arterialdiminuição da pressão de enchimento arterial - alterações da força de Starlingalterações da força de Starling - alterações das relações vol/capacitânciaalterações das relações vol/capacitância - alterações na avidez primária por sódioalterações na avidez primária por sódio
  4. 4. Diminuição da Aumento da pressão oncótica pressão hidrostática EDEMAEDEMA Obstrução dos Aumento da permeabilidade linfáticos capilar Retenção de sódio
  5. 5. Movimento do fluído dos espaços IV e intersticial Jv = Kf [(Pc - Pi) – (Poc - Poi)]Jv = Kf [(Pc - Pi) – (Poc - Poi)] Jv = fluxo do fluído ao longo do capilarJv = fluxo do fluído ao longo do capilar Kf = coeficiente de ultrafiltraçãoKf = coeficiente de ultrafiltração Pc = pressão capilar hidrostáticaPc = pressão capilar hidrostática Pi = pressão intersticial hidrostáticaPi = pressão intersticial hidrostática Poc = pressão capilar oncóticaPoc = pressão capilar oncótica Poi = pressão intersticial oncóticaPoi = pressão intersticial oncótica
  6. 6.  Perguntas chaves na pesquisa de edema:Perguntas chaves na pesquisa de edema: 1.1. Localização?Localização? 2.2. Duração ?Duração ? 3.3. Evolução?Evolução? 4.4. Intensidade?Intensidade? 5. Qual a consistência? Duros ou depressíveis?5. Qual a consistência? Duros ou depressíveis? 6. Fatores associados?6. Fatores associados? 7. Aspecto , sensibilidade e temperatura da pele?7. Aspecto , sensibilidade e temperatura da pele?
  7. 7. Semiotécnica:Semiotécnica: 1.1. Sinal de Godet positivo ( fóvea ou cacifo ):Sinal de Godet positivo ( fóvea ou cacifo ): pesquisa como uma compressão com opesquisa como uma compressão com o indicador ou polegar contra uma estruturaindicador ou polegar contra uma estrutura óssea.óssea. 2.2. Prega cutânea.Prega cutânea.
  8. 8. Características Semiológicas: 1.Localização: localizado ou generalizado 2.Intensidade: de + a ++++/4+. 3.Consistência: grau de resistência que se encontra ao comprimir a região afetada: Duro: maior resistência para se obter a fóvea, traduz existência de proliferação fibroblástica que ocorre nos edemas de longa duração ou com repetidos surtos de inflamação. Mole: facilmente depressível, duração não muito longa.
  9. 9. Características Semiológicas: 4.Elasticidade: observando-se a volta da pele à posição primitiva quando se termina a compressão. Elástico: a fóvea perdura pouquíssimo tempo (ex: inflamatório). Inelástico: a pele comprimida demora a voltar a posição primitiva (ex: síndrome nefrótica, insuficiência cardíaca congestiva ) 5.Temperatura da pele: Fria (alteração de irrigação local ) Quente ( inflamatório ) Normal.
  10. 10. Características Semiológicas: 6.Sensibilidade: doloroso ( inflamatório) indolor. 7.Outras alterações da pele adjacente: Coloração: normal, palidez, cianose e vermelhidão. Pele lisa e brilhante: edema recente e intenso. Pele espessa: edema de longa duração. Pele enrugada: processo de resolução do edema.
  11. 11.  Causas Freqüentes de edema: - Cirrose - Síndrome nefrítica - Síndrome nefrótica - Cardíaca - Gestação - Pré-menstrual - Nutricional - Idiopática - Vascular
  12. 12. EdemaEdema da Sdda Sd.. Nefrótico:Nefrótico: -- intenso +++ a ++++/4+.intenso +++ a ++++/4+. concentra-se na face, ao redor das pálpebrasconcentra-se na face, ao redor das pálpebras principalmente matinal melhora ao final do dia;principalmente matinal melhora ao final do dia; mole, inelástico, indolor e pele adjacente é de tempeturamole, inelástico, indolor e pele adjacente é de tempetura normal ou ligeiramente diminuídanormal ou ligeiramente diminuída edema de membros inferiores final do diaedema de membros inferiores final do dia pode ocorrer : ascite, derrame pleural ou edema sacralpode ocorrer : ascite, derrame pleural ou edema sacral
  13. 13.  Edema da Sd. Nefrítica:Edema da Sd. Nefrítica: - intensidade + a ++/4+. - mole, inelástico, indolor e sem alteração da temperatura da pele - tende aparecer em áreas de baixa pressão (periorbitária) - Pode se estender por todo o corpo com ascite e derrame pleural
  14. 14.  Edema Cardíaco: - Predominantemente gravitacional - Poupa a face - Edema sacral em pacientes acamados - Derrames cavitários: ascite, derrame pleural - Edema facilmente depressível - Mole, + a 4+, inelástico, indolor, pele adjacente lisa e brilhante
  15. 15.  Edema Hepático: - Ascite - Pode ocorrer edema de membros inferiores que piora ao final do dia : + a ++/4+, mole, inelástico e indolor. Edema alérgico: - Localizado ou generalizado - Pode ser acompanhado de hiperemia por vasodilatação - pele lisa e brilhante com temperatura elevada
  16. 16. Linfedema: - Afecções dos vasos linfáticos - Evolução gradual - No início : edema depressível e melhora noturna - Com a evolução a pele se torna grossa, perde as pregas, duro e não depressível - Em casos avançados configura a “elefantíase”
  17. 17. Edema Varicoso: - acentua-se em posição em pé - + a ++/4+ - Inicialmente mole, cronicamente se torna duro - Inelástico. - Pele com o tempo se torna de coloração castanha, espessa e textura mais grosseira. Edema da Trombose Venosa: - mole, pode ser intenso, pele pálida ( flegmasia alba dolens ) e as vezes cianótica ( flegmasia alba cerulea )
  18. 18. MIXEDEMA - Etiologia: hipotireoidismo. - Depósito de mucopolissacárides no subcutâneo, submucosa e espaços subendotelias, carregando água (talvez sódio) e formando edema. - É em sua grande parte um linfedema, duro e não muito intenso e não depressível, pele seca e feições tumefeitas. MIXEDEMA DO HIPERTIREOIDISMO: -Região pré-tibial e dorso dos pés.

×