Ar 4 ano

1.742 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.742
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.087
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ar 4 ano

  1. 1. ARTRITEREUMATÓIDEDisciplina de ReumatologiaLuiza Fuoco
  2. 2. Primeira consultadriana, paciente de 32 anos, sexo feminino, do lar, tabagistaá 2 meses dor em punho D  MCFs, IFPs• há 1 mês: dor em punho E, e MCFs e IFPs• há 1 mês: parestesia noturna nas mãos• Há 15 dias dor em ATM, nos pés, tornozelo D, joelhos, cotovelos e ombros• Relata dificuldade de fechar as mãos por de 2h após acordar
  3. 3. Artrite Reumatóidepidemiologia• 0,5 a 1% da população mundial adulta• 2 a 3x + comum no sexo feminino• Predomínio: 30 a 50 anos• Predisposição genética: HLA-DR4 e DR-1
  4. 4. Artrite Reumatóide - Patogênese
  5. 5. Artrite Reumatóide – Quadro Clínico• Inicio insidioso• Fadiga, fraqueza, mal estar• Poliartrite crônica• Sinais inflamatórios evidentes• Grandes e pequenas articulações• Simétrica e aditiva• Poupa esqueleto axial (exceto cervical)• Rigidez matinal >1h• Pode cursar com febre e manifestações sistêmicas extrarticular• Evolução para deformidade e incapacidade funcional
  6. 6. Diagnóstico Diferencial
  7. 7. Exames complementares• Fator Reumatoide • Anticorpo contra porção Fc da IgG • Presente em 50% • Pior prognóstico • Níveis elevados: doença agressiva, nódulos reumatoides e manifestações extra-articulares• Ac anti-peptídeos citrulinados (anti-CCP)• Provas de fase aguda (VHS e PCR)• Anemia normocítica, normocrômica (doença crônica)
  8. 8. Exames complementares
  9. 9. Critérios Diagnósticos
  10. 10. Segunda Consultaantém poliartriteHS:91mm/hCR:41 mg/dlAS 28:4,2ator Reumatóide:728U/l Tratamento: Corticóidenti-CCP:498 U/l Metotrexato
  11. 11. Tratamento
  12. 12. Fatores de mau prognóstico
  13. 13. Terceira consultadriana ficou sem tratamento por 5 anos….e fez uso de prednisona 20mg ediclofenaco durante este período.etorna com as seguintes queixas:• Deformidades permanentes das mãos e pés• Nódulos reumatoides• Olho e boca seca• Dispneia aos médios esforços• Úlcera crônica de MIE• Anemia• Está fazendo exames pré-operatórios para cirurgia bariátrica
  14. 14. Artrite Reumatóide Deformidade em “casa de botão" Deformidade em “pescoço de cisne"
  15. 15. Artrite Reumatóide
  16. 16. Artrite Reumatóide
  17. 17. Coluna cervical• SUBLUXAÇÃO ATLANTOAXIAL • Mais comum• IMPACÇÃO ATLANTOAXIAL • Segunda mais comum
  18. 18. Artrite Reumatóide – Manifestaçõesextrarticulares Nódulo Reumatóide 25% dos pacientes face extensora dos cotovelos manifestação mais agressiva FR positivo
  19. 19. Artrite Reumatóide – Manifestaçõesextrarticulares Síndrome de Sjogren 15% dos pacientes com AR Xerostomia Xeroftalmia
  20. 20. Artrite Reumatóide – Manifestaçõesextrarticulares Envolvimento Pulmonar Fibrose pulmonar Nódulos pulmonares Derrame pleural Síndrome de Caplan: AR + nódulos pulmonares + pneumoconiose
  21. 21. Artrite Reumatóide – Manifestaçõesextrarticulares Envolvimento Cardíaco pericardite >50% (autópsia) Risco cardiovascular aumentado – uma das principais causas de mortalidade
  22. 22. Artrite Reumatóide – Manifestaçõesextrarticulares Envolvimento Vascular Vasculite peri-ungueal Acometimento da Úlcera de MMIIvasa nervorum pode causar neuropatia periférica Escleromalácia perfurante
  23. 23. Cinco anos depois…driana retorna ao ambulatório…• Infecções recorrentes• Mantém úlcera de MIE• Anemia Síndrome Felty• Plaquetopenia• Neutropenia acentuada• Neuropatia periférica• Espelenomegalia

×