A epístola de tiago

88 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
88
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A epístola de tiago

  1. 1. 1 A EPÍSTOLA DE TIAGOI. AUTORIAHá três pessoas com esse nome no Novo Testamento, Tiago, filho de Zebedeu; Tiago, filho de Alfeu; e Tiago, irmão de Jesus. Embora as Escrituras não sejamprecisas sobre esta questão, a maioria dos eruditos concorda em identificar o autor desta epístola com Tiago, irmão de nosso Senhor. Tiago, filho de Zebedeu eirmão de João, foi morto por Herodes (At 12.2). Depois disso Pedro foi preso e, sendo solto milagrosamente, pediu que mandassem notícia a Tiago e aos irmãos(At 12.17). Tiago, filho de Alfeu, só vem mencionado nas listas dos apóstolos, e é possível que em (Mac 5.40) a referência seja a ele. Não é muito plausível que umapessoa que nos Evangelhos ocupa lugar tão obscuro viesse a escrever esta epístola que, tão evidentemente, procede de um homem de notável e fortepersonalidade, o qual obviamente ocupava posição de autoridade na Igreja.Resta o Tiago, irmão de nosso Senhor; as referências que lhe são feitas em o Novo Testamento levam-nos a concluir que era homem de grande influência edistinção, especialmente na roda dos cristãos judeus. Nosso Senhor apareceu a um Tiago, depois da ressurreição (1Co 15.7) e, se bem que não esteja declarado,parece seguro admitir que se trata do Tiago seu irmão. À luz de (Mt 13.55 e Jo 7.5) podemos concluir que, fossem os últimos acontecimentos da vida de nossoSenhor, fosse Sua morte, ou essa aparição depois de ressurreto, algum desses fatos contribuiu para a conversão dele. Vem indicado como fazendo parte do grupoem Jerusalém que orava e aguardava "a promessa do Pai" (At 1.14). Paulo, três anos depois de convertido, dirigiu-se a Jerusalém onde se avistou com Pedro, nãovendo nenhum outro apóstolo, "salvo Tiago, irmão do Senhor" (Gl 1.19). Na conferência havida em Jerusalém, onde se discutiu a questão da admissão de gentiosna Igreja, o presbítero que presidiu foi Tiago. Depois de Pedro, Paulo e Barnabé haverem falado, ele resumiu toda a discussão e propôs uma decisão que foi aceitapor toda a assembléia, redigindo-se uma carta cuja fraseologia tem alguns paralelos muito impressionantes com esta epístola (At 15.6-29). Por ocasião de outravisita feita a Jerusalém, Paulo recebeu a destra de companhia da parte de Tiago, Cefas e João (Gl 2.9). E indo a Jerusalém pela última vez, relatou seu trabalho aTiago e aos presbíteros que com ele estavam (At 21.18 e segs.).Tiago, por conseguinte, ocupava uma posição de grande, se não suprema, autoridade na igreja mãe, em Jerusalém, presidindo as assembléias e pronunciando comautoridade a última palavra. O tom autoritário desta epístola condiz bem com a posição de primazia atribuída a ele.II. DATA DE ESCRITA
  2. 2. 2Nem a evidência interna nem a externa ajuda muito em determinar com precisão a data desta epístola. O conteúdo da mesma certamente parece indicar umaforma primitiva de organização cristã na Igreja. Alguns estudiosos da Palavra apresentam argumentos na defesa de uma data muito afastada (cerca de 45 A. D.),baseados no fato de a epístola omitir qualquer referência ao Concílio de Jerusalém e à resolução que lá fora tomada. Por outro lado, Wordsworth, Farrar e Ewalddefendem uma data mais avançada (cerca de 62 A. D.), fundamentados no fato de a epístola ter sido escrita por Tiago pouco antes de seu martírio, a fim decorrigir certas interpretações errôneas da doutrina de Paulo quanto à justificação pela fé. A data mais primitiva, de um modo geral, parece ser preferível.III. PROPÓSITOO propósito da epístola é demonstrar que a fé no Senhor Jesus Cristo deve ser aplicada a todas as experiências e relações dos discípulos cristãos. O que Tiago visaé fé em ação, daí sua ênfase marcante sobre o lugar das obras na vida cristã. Parece, do ensino desta epístola, que os judeus cristãos, aos quais ela se dirige,estavam em risco de considerar sem importância esta manifestação prática da fé.ESBOÇO DO LIVRO A carta de Tiago está distribuída da seguinte forma:I. INTRODUÇÃO Tg 1.1II. FÉ E PROVAÇÕES Tg 1.2-27III. FÉ E SOCIABILIDADE #Tg 2.1-13IV. FÉ E OBRAS #Tg 2.14-26V. FÉ E O DOMÍNIO DA LÍNGUA #Tg 3.1-12VI. FÉ E SABEDORIA #Tg 3.13-18VII. FÉ E CONTENDAS #Tg 4.1-17VIII. RIQUEZAS CORROMPIDAS #Tg 5.1-6IX. RECOMENDA-SE PACIÊNCIA #Tg 5.7-12X. FÉ E ORAÇÃO #Tg 5.13-20
  3. 3. 3

×