ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO AFONSO MAURER
DISCIPLINA SEMINÁRIO INTEGRADO - TURMA 101
PROFESSORA: Paula Assumpção
PROJE...
INTRODUÇÃO
A sociedade brasileira tem plena convicção de que a Educação é o
melhor caminho para reduzirmos os diversos pro...
OBJETIVO GERAL:
Tem-se como objetivo promover a interação entre a área do ensino e
a da saúde, visando à humanização deste...
Com isso, acredita-se que os alunos terão uma melhor compreensão
da doença, seus tratamentos e também, entender a importân...
que conhecer e conversar com pessoas vitimadas por essas e seus
familiares.
De acordo com a revista Vida e Saúde (2012), a...
científicos apontam para o efeito benéfico do sorrir sobreo estado geral dos
indivíduos e até sobre a recuperação de pesso...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
VIDA E SAÚDE, revista, nº 12, ISSN 1413- 0882, ano71, 2009.
VIDA E SAÚDE, revista, nº 9, ISSN 1...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto final visita ao ique

459 visualizações

Publicada em

...

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
459
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
193
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto final visita ao ique

  1. 1. ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO AFONSO MAURER DISCIPLINA SEMINÁRIO INTEGRADO - TURMA 101 PROFESSORA: Paula Assumpção PROJETO SAÚDE EM FOCO Toropi 2014
  2. 2. INTRODUÇÃO A sociedade brasileira tem plena convicção de que a Educação é o melhor caminho para reduzirmos os diversos problemas que historicamente afligem grande parte de nossa população. Assim, o presente projeto faz parte de uma proposta de ensino e aprendizagem da disciplina de seminário integrado do primeiro ano do Ensino Médio, turma 101, da escola Afonso Maurer. Tem como pretensão aprimorar conhecimentos relacionados com saúde e principalmente com a sua prevenção. Dessa forma, incentivar a conscientização por parte dos alunos e esses encontrar estratégias para repassar para a comunidade escolar. Atualmente existem diversas doenças que chamam atenção pelo grande número de pessoas que são vitimadas, entre essas, encontram-se as Neoplasias(Cânceres). Uma explicação sucinta dessa doença é encontrada na revista Vida e Saúde (2011) é: Todos os nossos órgãos são formados por células que se multiplicam o tempo todo, tomando o lugar das que morrem. O crescimento desordenado de células é o que origina tumores que podem se espalhar para outros órgãos e tecidos, independentemente de onde tenham surgido. Embora existam tratamentos como quimioterapia e radioterapia, a Sociedade Brasileira de Oncolologia afirma que 60%dos diferentes tipos de câncer poderiam ser evitados pela mudança de hábitos de vida, especialmente na alimentação.(VIDA E SAÚDE, p.7, 2011). Diante disso, a escola entende que é fundamental os alunos terem ciência desta doença, suas causas, tratamentos e os reflexos trazidos por ela na vida das pessoas. Da mesma forma, considera-se relevante proporcionar aos alunos momento de trocas com pessoas que tem a doença e bem como seus familiares. Nestas trocas serão enfatizados aspectos relacionados com solidariedade, afeto, fraternidade e amor.
  3. 3. OBJETIVO GERAL: Tem-se como objetivo promover a interação entre a área do ensino e a da saúde, visando à humanização destes sistemas. Com isso, espera-se propiciar o desenvolvimento de algumas estratégias a fim de amenizar e enfrentar melhor as situações experimentadas nesses ambientes. O Centro de Convivência Turma do IQUE e o Centro de Tratamento da Criança e do Adolescente com Câncer (CTCriaC) do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM) foram escolhidos para serem visitado pelos alunos, pois estão localizados em uma cidade vizinha de onde os alunos estudam, favorecendo desta maneira a logística. Outro fator relevante a essa escolha, é que as pessoas lá internadas necessitam de um amparo emocional e espiritual, pois vivenciam momentos de luta contra a doença. Assim, pretende-se através da alegria e do sorriso contribuir para um prognóstico mais favorável aos pacientes do CTCriaC, bem como um apoio a seus familiares e as demais pessoas que ali convivem. JUSTIFICATIVA A escolha por este tema, que visa proporcionar aos alunos um breve convívio com pacientes em tratamento de câncer, busca inspirar e incentivar nossos jovens a entenderem a importância de se doar por algumas horas ao próximo, demostrando solidariedade e respeito. Também, mudar, nem que seja por alguns momentos a rotina do hospital, trazendo para o paciente: alegria, esperança e VIDA.
  4. 4. Com isso, acredita-se que os alunos terão uma melhor compreensão da doença, seus tratamentos e também, entender a importância da solidariedade e do amor para com o próximo. E, consequentemente compreender que o momento atual exige prevenção e humanização. Após isso, pretende-se repassar esses conhecimentos para a comunidade escolar. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Segundo a revista Vida e Saúde (2011) nunca se viu tantos casos de câncer como hoje, e o combate a ele ganhou armas poderosas na medicina. Contudo, a hereditariedade assombra quem tem casos na família, ao ponto de pensar ser inútil lutar nesta guerra. Mas a despeito da hereditariedade, a sua alimentação e modo como se vive podem, sim, influenciar nas chances de ter um tumor, de sofrer com ele e se vai conseguir afastá-lo para bem mais tarde na vida, se o tiver. Também é evidenciado em outra edição desta revista (2010) que entre três principais causas de morte no Brasil estão as Neoplasias (cânceres). Diante disso, a mesma incentiva o trabalho de promoção da saúde. Nesta reportagem o Dr. Milton Lemos diz: “Assim, as transformações na saúde pública no Brasil requerem a atenção da sociedade em geral e ações preventivas dos governantes, a fim de conter o avanço das doenças crônicas. Prevenir sempre é a melhor opção. O sistema público de saúde do Brasil deve estar interessado em formar jovens saudáveis, através da educação e da promoção da saúde, para prevenir complicações na velhice”. (VIDA E SAÚDE, p.19, 2010). Pensando nisso, a escola como meio influente pretende proporcionar aos alunos maiores esclarecimentos quanto as Neoplasias, e nada melhor de
  5. 5. que conhecer e conversar com pessoas vitimadas por essas e seus familiares. De acordo com a revista Vida e Saúde (2012), a tarefa de visitar pessoas internadas em hospitais requer muita reflexão, sabedoria, tato e bom senso, principalmente aqueles pacientes que se encontram em fase terminal. Destaca ainda, que todos nós temos uma dimensão que abrange aspectos psicológicos, emocionais e espirituais. Por isso, há uma íntima relação da mente com o corpo. Diz que no leito hospitalar, alguns sentimentos permeiam o cenário mental e psicológico do paciente e se encarregam de abalar sua estrutura emocional. Um deles é o sentimento de aprisionamento. A pessoa se sente presa ao leito, aos procedimentos necessários da enfermagem e, sobretudo, às ordens do médico. Em geral, o paciente vê o hospital como um ambiente marcado pela dor, tristeza, expectativa sombria e, até mesmo, um lugar em que as pessoas são abandonadas e esquecidas por amigos e alguns familiares. A reportagem da revista conclui que visitar um paciente ou amigo que está hospitalizado é algo sublime. Além disso, é demonstração de simpatia, solidariedade, calor humano e empatia. A visita ao paciente no hospital deve partir do pressuposto de que possuímos a dimensão espiritual psicológica. Por isso se torna necessário compreender o paciente em seus estágios de fragilidade emocional, que variam de pessoa para pessoa. Como o presente projeto, irá desenvolver estratégias, que busque o sorriso, nem que seja por alguns instantes, de alguns pacientes, procurou-se informações sobre a importância de sorrir para a saúde. A revista Vida e Saúde (2009) considera que o riso (dentro da normalidade psíquica) melhora a criatividade e tem importante papel na redução do estresse, da dor e da pressão sanguínea. Alguns estudos
  6. 6. científicos apontam para o efeito benéfico do sorrir sobreo estado geral dos indivíduos e até sobre a recuperação de pessoas doentes. O bom humor expressa que as pessoas estão bem psiquicamente, repercute sobre o corpo, estabelece uma interação onde o corpo e mente atuam positivamente um sobre o outro. MATERIAIS E MÉTODOS  Revistas e livros que tratem do objeto de estudo;  Materiais de vestimenta para os alunos usarem no dia das visitas tais como: (perucas coloridas, óculos engraçados, nariz de palhaço, fantasias, tintas para pintar o rosto, fantoches, bexigas, entre outros);  Lembrancinhas e mimos para serem entregues aos pacientes (livrinhos, jogos, brinquedos, DVD,...);  Transporte da escola até o Centro de Tratamento da Criança e do Adolescente com Câncer (CTCriaC) do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM) e retornar. Adotaremos os seguintes procedimentos:  Buscar parceria(s) com a prefeitura municipal e ACIT (Associação Comercial de Toropi;  Apoio dos professores e equipe diretiva da escola;  Conhecer as normas e a estrutura hospitalar e do Centro de Convivência da Turma do IQUE com a finalidade de respeitá-las,  Realizar estudos para proporcionar uma melhor formação espiritual, emocional e técnica para o trabalho de visitação ao hospital;  Criar peças teatrais, escolher historinhas, músicas,...  Estabelecer uma rotina de visitas;  Realizar relatório após visitas;  Organizar momentos de socialização com as demais turmas e a comunidade sobre a experiência vivenciada.
  7. 7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS VIDA E SAÚDE, revista, nº 12, ISSN 1413- 0882, ano71, 2009. VIDA E SAÚDE, revista, nº 9, ISSN 1413- 0882, ano 72, 2010. VIDA E SAÚDE, revista, nº 8, ISSN 1413- 0882, ano 73, 2011. VIDA E SAÚDE, revista, nº 5, ISSN 1413- 0882, ano 74, 2012.

×