e-learning no Ensino Superior: analisando a atualidade e desenhando o futuro

1.048 visualizações

Publicada em

Slides de suporte à apresentação na ticEDUCA2014 (http://ticeduca2014.ie.ul.pt/index.php/pt/)

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.048
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
262
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

e-learning no Ensino Superior: analisando a atualidade e desenhando o futuro

  1. 1. si_ _. .__ ; á- / / A n» - »a rm : meu 'A »a a o---n «nv-Arma» -r -- . .. - , - . . War v- 'v u -~ 'sp s¡ z Ju 'kl u¡ a s. .. »NI u . n. n «sp-nm A »Asaren-mrs a4' rx - . . . - - - - - _ _ N. . «na -*. .«-»s. v v »www . - . .xl xl . . - k) Paula Peres (JÍLPÍ vã» tiCÉDLJCH ÉCJÍLE III (engano Internacional TIC o ! datado Politécnico do Porto
  2. 2. _ _ _ ucEDuCH 77 ii: : É e-Iearnlng no Ensino Superior: o e desenhando o 'íLrtLIro L _. .i _ l' l" ( , , É' [al V_ t. : x l h ' ' l t: : k_ ! [1 h i ih' l (Í. _ ll . x ” 'll' ' th' O e-Learning cada vez mais deverá deixar de ser visto como algo e passar a ser algo
  3. 3. _ _ T ticEDLJCH emu e-learmng no Ensino Superior: V( analisando a atualidade e desenhando o futuro Sucesso Transformar Modernizar Internacionalizar Sistemas Educativos Efeitos visíveis nas instituições de ensino superior em matéria de acesso, de custos, de práticas pedagógicas e da sua reputação mundial
  4. 4. *. .v_- Í Â z, _n N¡ - * iÍ' V " N ur, . r . r ; cç/ !y l ' I í'. : f ' I A. . 1- * I» w_ . x l-"l" › 4 Ç. H : ill ' . J V “ ' ' 1/ 2.. - _ . uyunli _v J_ __ ¡ 'à Hvll à¡ r ; rua w r? É» e sem; :: a « . Os desenvolvimentos tecnológicos na Núvem/ Cloud, em jogos, equipamentos móveis. .. continuarão a trazer crescimento ao mercado dos sistemas e tecnologias educativas
  5. 5. tiCÉDUCH EDV-l e-Iearning no Ensino Superior' V7( f"°°~r+°'~m°°~'"°'*°~°° analisando a atualidade e desenhando o futuro lml ls _, i . a liXli lllil~li . ' 1*"" 'hlilwãg Sclf-Püccd? - multi' Open - N' 'N i” “ registration? - n . i w Start/ end datos? / College cmdils? !CIC J atuam Á ; ___________, Badges? m' Role oflhc IISSIÍE IPEI Illll! BIIISE "'5'“'°""? / learning Open coment? illlívkiiítllll"" A (30lllll1llnll_'? l' . JV i? i l. à. Free of charge? Scripted assessmcnls m' íllid ftIXibHCk? _m Affondable? htt 2 en. wiki edia. or wiki Massive o en online course
  6. 6. ticajucn 77 ; t É Ill Congresso Internacional TIC e Educação e-Iearning no Ensino Superior: f f e cíesenhanc-'o o 'iUtlJfO e REA/ MOOC, os professores e as instituições de ensino podem '7 agora chegar a milhares de ~ alunos de todo o mundo 75 i * ' »Í . a ' Criar, partilhar e discutir conteúdos com os seus pares a , = Atrair novos talentos, dotar os . › x. ” * Q : t _e cidadãos com novas ' competências, promover a ciência e a investigação, encorajar a inovação, a produtividade e o crescimento . . , _ , , . u. ç. . (xa, - n/ «Pxf- . ..v 73a». . net-NC' f¡ «Ô n -rxh / N¡ «af l' ' l 3 " w› --a - ' l u 4 i a : J . .J . ; eu 4.)
  7. 7. ?votenciais iaeneficios das tecnologias digitais no domínio de educação Pedagogia _ Tecnologia Flexibilização I “a ~' , j» Inovação 'l r. :- Ym _ V i fy N r', N i lã I Abertura . A Inclusão Iii tecnologia constitui uma oportunidade para aumentar a eficiência e a equidade na educação
  8. 8. El Ajudar os estabelecimentos de ensino, professores e alunos a adquirir competências informáticas e métodos de aprendizagem Cl Apoiar o desenvolvimento e a disponibilidade de recursos educativos abertos Cl interligar as salas de aula e instalar equipamento e conteúdos informáticos El Mobilizar todas as partes interessadas (professores, estudantes, famílias, parceiros económicos e sociais) para alterar o papel das tecnologias no ensino _
  9. 9. _ _ _ ç ucEDuCHâOiL: e-learning no Ensino Superior: 4 7 í' '57 'a - 3 r ? .. U7 7.. 2 e desenhando o 'fLitLiro . ) j; A_ e . J_ gÇiM 'l 'A ç N IN_ Ànrrvrft' 'f 3 ' ESTRUTURAISEDE . . A _ › . ›. ___›. '¡: ,¡, › ya/ ¡gíi-(IVJÚI/ f_ , vn/ HV "A" ›'ll*¡li, .«, :-? ;-, .;r Ri» "n. M; r'z-: .1,ã. ¡r; ;tf, i(fii iwtimV 'r I ii-í-z- › H”- v15x14Líbxzyá»aiiíài o .
  10. 10. o sisremA EDUCATlVO TEM DlFiCULDADE PAiaA ACOMPANHAR A EVOLUÇÃO DA sociEDADE E DAS EcoNonniAs DieirAis. .. Avanços significativos V¡ çjcEDug/ -l 501w e-learning no Ensino Superior: analisando a atualidade e desenhando o futuro
  11. 11. STRONG UNIVERSITIES MA in mas FOR EUROPE S5 WWE¡ . _ _ - _ q . ... ... ... ._. ... ... ... ... ..*~". _.. a ' . .. , .. »para l ° › *. '2ra. ':7:': r.a: r=: ".sr: '.: :“m. :-m. "**~”“? :°u'"“i unluyumdlmubaeuhununuaeadmbivniooehmuñcnújmtdnuumdgsiackm; L_ . uninnvHn-nevqnn-upninuimnvdlnnumuooouunnanlvnmawwunuw u. ~ . . i . ' ' ÍUÉ XÉÊ ' nvguinhuummhuulruhwnrnbonuuwwmnuvwdnwmunwwwcnbnnemua fa: ~ " e [j 1/3 das 200 universidades europeias consultadas já tinha discutido na instituição a sua estratégia de MOOC uidmuniybnnuuvwu-wondng-«nqmnüvdvl-r human-tornariam? ?? Jd¡ A '* ' ; - o; *A . . __ Í _I f_ _n_ E . . 3,1% ¡ a7.. E
  12. 12. e-learning no Ensino Superior: tiCÉDUCH EDV-l lllcounssclmcrnadanalrlceldindo mu_ Puitnijai r ir. . n.5, iiuvrntürri analisando a atualidade e desenhando o futuro Survey of Schools: ICT in Education Benchmarking Access, Use and Attitudes to Technology in Europe's Schools 70% dos professores na EU reconhecem a importância das modalidades de EA apoiadas pelas tecnologias 20%- 25% dos estudantes beneficiam do apoio desse apoio 50 % - 80 % dos estudantes na UE nunca utilizaram manuais digitais, software de exercícios, emissões/ podcasts, simulações ou jogos educativos Os alunos de hoje esperam mais personalização, colaboração e uma melhor ligação o entre a aprendizagem formal e informal Falta de homogeneidade entre os países (fosso digital) http: [leceuroga. euünformation socieglnewsroom[cqdaeldocument. cfm? doc id:1800 (EU, 2013)
  13. 13. 5_. _;_: ;¡¡¡¡_¡4¡¡ç¡'¡ç, National e-learning policies ii: Ii; i-iu1:i: i:iin: i:: « ¡lllltlllllillliilllllllllli' UNID' , II"U¡l',1*llI -~ 'HJ iu, u' 'r u _ -. ¡. . ¡ ~ . -¡- _. ..¡-¡ No, but national measures to support institutions in O developing e-learning 23% Not yet, we have only now started discussing it 17% Yes, national strategy for e-Iearning in HE 16% I do not know 10% Yes, national strategy for e-Iearning in general 9% › ucEDuCn : Ííi 2.. .: , _ ' f' ' __' , _ lll on ressolritrrnacionalfcefdua o e-learning no cnSlFlO Superior. i ” ' “ ^ : 5^ ' e 6 Í' ° * e ciesenhando o futu ro
  14. 14. institutional e-learning policies and strategies Yes, we have an institutional strategy in place 49 No, but it is under development 26% No, but some faculties have developed their own . 14% strategies ''''''' " 7'«'¡'«'^'›'-›=4!. I=n-3¡°3 Oth 57 - , el' o E* '; ,Ii': l:li| lilç~ lflálhlllllillllllñllÃi' 1IllltlllllillÇiílllllllllCi' i›tiii›1-: ari1ui'l11iii: No 5% liJI| I'Í'l1"yI _. ,_ ¡. _ ¡ . ..«¡¡. ' ticEDUCH 'CÍVEL-E e-leaming no Ensino Superior: i a . ^› ' 'Í “si” . f? ff Í' e desenhando o 'fLztLiro
  15. 15. Institutional e-learnlng policies 25 É o 20 z 3 . e 1¡ 15 . E "õ i- 10 0 . D 5 5 Z O N 'D 'O N G) _N O) E X V' N >~ ! U C Tv >~ (U Q) 'O 'O >~ X >- >~ C . _ . g - L 'g . _ . ._. L . _ u q¡ C - . _ 5§§§$ã§e°g§§a§°s°§aãg§§e°~§â >0C3L3§E°ÊtmOã tcgeoõ: Em 2:¡: <0530›uo z gozou-ANF 5, V* *: °° o E ñ “n a I t! L9 0.) z V? "Yes or under development" "Some faculties have their own strategy" or "No strategy at all" _3 ' UCEDUCH 3011-. : e-Iearning no Ensino Superior: ~ : r -¡›. -s - 'J . f 3 . í”. 2 e cãesenhando o 'futuro
  16. 16. . . . T ucEDuCr-i ami-i e-Iearning no Ensino Superior: Y( analisando a atualidade e desenhando o futuro I j ¡ s ¡ Í , ._ _ _, _ -' ç _ . , c- , Ô : ixWi/ EL. .. : xlrll I X R» â @C99 & É lllir: iilf~_ll_ll'. zvij 'gif' ¡FH/ Aljil? :t l' S) 1¡ --~'_ . .um _u VLL' _L u 'by _a __ ' i
  17. 17. e-Iearning no Ensino Superior: a tiCÉDLJCH EDV-ã III Converso lntemadonal TIC n Educação nalisancão a atualidade e ; zsznÍs f: : s: 3;? Adaptação promover a inovação e explorar o potencial das tecnologias e dos conteúdos digitais Liderança visão estratégica; transformem as instituições isoladas em comunidades de aprendizagem interligadas e recompensem os profissionais com abordagens pedagógicas inovadoras Plano estratégico da Organização Mudanças Organizativas planos de desenvolvimento institucional lnraiituiçãbes di? Flexibilidade tempo e de espaço Enquadramento em que operam para aproveitar as oportunidades que as TIC proporcionam Educação Adultos Também na educação de adultos as tecnologias digitais oferecem um enorme potencial de reforma estrutural Estruturas rigidez do financiamento e das estruturas de governação EHSÍHO
  18. 18. . ç_ . . l ticEDLJCH Emi-i e-Iearning no ensino Superior: : 'i= °w~*~-~w= d°~'"°~~~-= ° ' | 'l ' f. . s. . _ . .. analisando a atualiciacie e . .sem ic s s: . .r Desenho dos Media Aspetos Institucionais /7 , /1' / / y' f' / , p , m_ / 1 / Vantagens economicas. pedagogicas, flexibilidade, eequiciade, melhor uso Lie recursos, ...
  19. 19. tiCÉDLJCH A-Í ÍI i e_ I e " i n O É n S Í n o O E": III CongressolntcrnacionalTltclduado ~ I l I -si'--. '-' -~-'~ A". 'K ~ na isanc~o aiualiceacre e a a. . a . O) i). '()iL“n^; L)lí, '5 iWOMKlCiOÍLÍS l Promover a aquisição de competências * ¡› ' 'ç ' ' í i¡ e atualização em tecnologias e pedagogias digitais ' Criar os incentivos no sentido de “ * i impulsionar os professores a introduzir e aplicar práticas de ensino a o ' inovadoras ; â a. ' ' Repensar o papel do professor European Schoolnet (httpz/ /wwweunorg/ about) Rede de 30 ministérios da educação europeus
  20. 20. 1:- P-xr M fa' . n. c* t; ;M 'u' . . c, arielcs *ido a i . Ci u) ç ¡'/ /Í í * : Q l / à. à_ . . As competências digitais são uma das oito competências essenciais para a aprendizagem ao longo da vida *xl l i (Recomendação 2006/962lCE) “z l Í F3! 'N (Wu III Congresso internacional Tltníduado -4 Q v? J *v* - ' l r f'. u O O. R. b' C v v s . f »ea _ / 1 g , M ; w 1 _ É_ d_ Wi a A . L 7 ' 'ç . a ç. :i ' 'p' . ,ç . . Í. k , ' 'x ta; , ~y . É . Í! ' 1' ~ e. r ~. ,4 . i i v i u . ir As muitas vezes baixas competências digitais de muitos adultos entravam da sua produtividade e capacidade de inovação no local de trabalho, além de Iimitarem a sua participação na sociedade Muitos dos jovens de hoje não dispõem de capacidade para as usar , de forma criativa e critica Ter nascido na era digital _ não chega para ser digitalmente competente Inovação para os Estudantes M. o_ _ ticeijucneoiu.
  21. 21. . . T ticEDLJCH EDTH e-learning no Ensino Superior: v( r: 'rr= :#rr°r~~'-°~: r rrs~= s°r: ==: r analisando a atualidade e desenhando o futuro Certificação e Avaliação - Reforçar as competências digitais inclusive através da aprendizagem informal e não formal e nos currículos escolares - A avaliação e a certificação dos resultados são desafios de quem presta educação em online - Alguns prestadores começaram a oferecer Badqes que certificam que uma pessoa completou um determinado curso ou adquiriu determinada competência
  22. 22. ticEDUCH EDV-I Yi( nu. ; iu-z. .. ; i i l». . . n . a ! ILAUFU Lm e-learning no Ensino Superior: analisando a atualidade e desenhando o futuro
  23. 23. si_ _. .__ ; á- / / A n» - »a rm : meu 'A »a a o---n nar-Arm». -r -- . .. - , - . . War v- 'v u -~ rs. s¡ z Ju 'kl w a s. .. »NI u . n. n «sp-nm A »Asaren-afs ai' rx - . . . - - - - - _ _ N. . «na -*. .«-»s. v v »www . - . .xl xl . . - k) Paula Peres (if; rf ii» tiCÉDLJCH ÉCNLE III Congresso Internacional TIC a Minado Politécnico do Porto

×