menopausa...ela chega...mas com serenidade

3.866 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.866
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
672
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

menopausa...ela chega...mas com serenidade

  1. 1. CULTURA, LÍNGUA E COMUNICAÇÃO SAÚDE Ana Paula Palma Vou abordar neste núcleo gerador, a questão da menopausa. A menopausa é uma fase da vida reprodutiva da mulher ( para o homem é andropausa), sendo uma fase um tanto complicada caso a mulher não saiba lidar bem com este período. A menopausa define-se como a data da última menstruação em consequência da falência ovárica definitiva e ocorre, habitualmente, entre os 45 e os 55 anos, sendo o diagnóstico clínico feito retrospectivamente após um ano de ausência de menstruação. Se ocorrer antes dos 40 anos é considerada menopausa precoce. À medida que a mulher vai envelhecendo, os seus óvulos diminuem e os ovários começam a atrofiar e os estrogéneos diminui e por causa disso surgem aqueles sintomas incomodativos – os suores, os afrontamentos ou calores, depressão – que não são comuns a todas as mulheres. Existem muitas mulheres que não têm qualquer sintoma. sQuando a menopausa parece estar iminente, as mulheres podem e devem, planear o futuro, de modo a reduzir o incómodo e principalmente evitar que se achem em decadência , até porque nesta fase da vida, os filhos estão orientados, a vida sexual possivelmente já não será tão activa, e o acordar para as rugas torna-se uma evidência sem precedentes (Já agora como curiosidade – a palavra menopausa é uma combinação de duas palavras gregas que significam mês e encerrar. Menopausa traduzido literalmente significa o fim das mensais.) Há também um conjunto de medicamentos mais ou menos naturais que podem ajudar a suportar os sintomas, bastando para isso dirigir-se ao seu médico de família e falar sem medo das suas preocupações, talvez até uma consulta de ginecologia para serem administrados mais correctamente a medicação. 1
  2. 2. CULTURA, LÍNGUA E COMUNICAÇÃO SAÚDE Ana Paula Palma O papel de dedicação aos outros obriga a que chegado este momento a mulher se sinta depressiva. Assim hoje em dia, promovem-se muitas actividades para serem praticadas nesta altura, uma vez que a mulher está livre de certas preocupações, podendo agora dedicar-se mais sa si .A menopausa define-se como a data da última menstruação em após um ano de ausência de menstruação.ocorrer Por exemplo:  Não há mais preocupação com uma possível gravidez e pode descansar o seu corpo e mente da toma da pílula;  Pode tirar aquele curso, ou fazer aquele passeio,  A mente estará no seu melhor;  Fazer caminhadas, dançar, ir ao cinema, cuidar do seu jardim ou até ler aquele e aqueloutro livro;  Dedicar o seu tempo aos seus netos, pais ou até aos outros sempre que lhe apetecer e não como uma obrigação de vida;  Enfim permitir-se viver!!! Pessoalmente, estou já a preparar-me mentalmente e a planear como irei gerir o meu tempo bem como os sintomas da menopausa. Tenho lido vários folhetos sobre esse assunto, falo com as colegas e procuro fazer com que se entusiasmem com a vida e ver o lado bom da questão. 2
  3. 3. CULTURA, LÍNGUA E COMUNICAÇÃO SAÚDE Ana Paula Palma Sou uma entusiasta da vida e como tal promovo a mim mesma, à minha mãe, às colegas, e socialmente o entusiasmo pelo cuidado por nós próprias, o saborear a natureza, a fazerem as caminhadas , a conviverem nas saídas como por exemplo as excursões, a aprenderem as novas tecnologias a ter a mente ocupada com novas aprendizagens, termos a mente aberta e a funcionar, e termos cuidado com a alimentação, para que a qualidade de vida e claro do processo de envelhecimento não seja dramático nem desgastante. Deixo aqui alguns conselhos, que não servem só para as mulheres depois dos 45 anos, serve para todos!  Procure ter uma vida ativa e animada fora dos limites da casa e do trabalho;  Nunca se prive de encontros com amigos, ache tempo para movimentar o corpo, descubra hobbies mesmo que trabalhe demais. O importante é curtir bons momentos, relaxar e se divertir. Sempre.  A atividade física é outra atitude de quem pensa no futuro. Invista nos alongamentos para melhorar a flexibilidade. Caminhadas, natação, musculação e dança ajudam a fortalecer músculos e ossos. Mexa-se! Evite se tornar vítima da síndrome do ninho vazio;   Não deixe os quilinhos se acumularem a cada ano para só se preocupar para valer com o peso na hora em que a menopausa der as caras;  Nunca se descuide dos exames preventivos — não importa a idade. Depois da menopausa, adiá-los é uma espécie de luxo muito perigoso. 3
  4. 4. CULTURA, LÍNGUA E COMUNICAÇÃO SAÚDE Ana Paula Palma Bibliografia ajuda emocional.com http://pt.wikipedia.org/wiki/Menopausa 4

×