Eis resumido

350 visualizações

Publicada em

Eis resumido

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Eis resumido

  1. 1. SENSOR EIS (ELETRO INTERSTICAL SCAN) O varrimento elétrico intersticial (VEI) Ademir Pedroso Daianne Melo Paula Campos Robinson Faim Vinícius Buzzi
  2. 2. Eletro Intersticial Scan O Sistema EIS, Eletro Intersticial Scan, é um equipamento médico aprovado pela ANVISA, de alta tecnologia, não invasivo e sem efeitos colaterais. O exame é feito em 5 minutos e proporciona análises funcionais através de medidas do interstício (espaço entre as células, órgãos e tecidos) que possui uma corrente elétrica que é constante e medida no aparelho. Fonte:http://www.saudeemfamilia.com.br/sistema-eis-o-scanner-da-saude/
  3. 3. O que é? • Capacidade de identificar problemas silenciosos em quase todos orgãos do corpo. • Fornece também estimativas de neurotransmissores cerebrais. • Validado cientificamente. • Permite avaliar a saúde total do organismo de forma rápida. • É o único sistema, patenteado mundialmente (Nº06/09878) que permite uma análise em tempo real de parâmetros fisiológicos nos tecidos dos orgãos através do liquido intersticial.
  4. 4. Como funciona? O dispositivo mede a condutância elétrica e a dispersão de 11 vias do corpo humano, por meio de 6 eletrodos dispostos sobre a pele em regiões com maior densidade de glândulas sudoríparas e simetricamente sobre a testa (Eletrodos descartáveis com gel Ag/AgCl), mãos e pés (placas de aço inoxidável reutilizável)
  5. 5. Medição por Impedância Bioelétrica A corrente elétrica passa apenas pelo fluído intersticial. A eletricidade que passa através do corpo é detectada na superfície de outro eletrodo colocado em alguma parte do corpo. A medida que este fluxo elétrico percorre os distintos compartimentos fisiológicos do corpo, se produz uma queda na voltagem referente aos fluidos e tecidos pelos quais a corrente elétrica percorre Estes compartimentos incluem: O fluxo sanguíneo, o espaço intracelular, o sistema linfático, e o espaço intersticial. Colhendo informações sobre as características físicas e químicas de cada região.
  6. 6. Especificidade do EIS Os aparelhos de medição de impedância bioelétrica geralmente enviam ao corpo impulsos de corrente alternada(A.C) em uma ampla faixa de impulsos imperceptíveis. Estudos sobre os aparelhos que medem a impedância com corrente alternada a 50 MHz ou mais, revelam que os impulsos fluem em forma não seletiva entre os espaços intra e extra celular. Já os impulsos de corrente contínua(D.C) passam só através do fluído intersticial.
  7. 7. Fluído Intersticial Representa 16% da agua corporal Forma uma interface microscópica entre as células e os capilares. É formado por água e substâncias extracelulares. Constitui o meio-ambiente celular e é regulado pela homeostase corporal.
  8. 8. Aplicações Analisar a composição corporal Registrar parâmetros fisiológicos do tecido em alguns órgãos Analisar estatisticamente o risco funcional de distintos sistemas Estabelecer valores do fluído intersticial (PH normal do fluído intersticial = 7.33)
  9. 9. Função Estimar valores de massa magra, massa gorda e agua corporal Modelagem do corpo e localização dos órgãos Estabelecer um valor de condutividade aos distintos órgãos Estabelecer uma relação entre condutividade e certos parâmetros fisiológicos dos tecidos.
  10. 10. Parâmetros Fisiológicos Intensidade Resistência Condutividade PH Estimar o consumo de oxigênio Estimar a atividade mitocondrial Estimar a pressão e fluxo sanguíneo Estimar a viscosidade sanguínea Estimar a excitabilidade neural Estimar a densidade óssea
  11. 11. Órgãos analisados Sistema digestivo e metabólico  Esôfago  Estômago  Duodeno  Intestino delgado  Cólon  Fígado e vesícula biliar  Pâncreas
  12. 12. Órgãos analisados  Sistema Respiratório  Brônquios  Traquéia  Pulmões  Sistema Cárdiovascular  Ventrículos cardíacos direito e esquerdo  Sistema Neurológico  Lobos frontal, direito e esquerdo do córtex cerebral  Vasos intracranianos
  13. 13. Órgãos Analisados Sistema Endócrino  Tireóides  Pâncreas Sistema Urogenital  Rins  Próstata  Útero  Bexiga
  14. 14. Oncologia Pesquisas mostraram uma importante especificidade (80%) para o câncer, porém foram calculados parâmetros apenas para o PH do fluído intersticial (acidose metabólica). O resultado em sensibilidade é muito baixo, portanto não pode ser considerado como marcador para o câncer. Sem dúvida tem um grande valor no acompanhamento terapêutico (por exemplo quimioterapia) para determinar a efetividade do tratamento e seu efeitos secundários associados.
  15. 15. Neurotransmissores Pesquisas tem avaliado estatísticas, sendo detectado uma relação direta entre a condutividade em distintos pontos e os níveis de neurotransmissores:  Serotonina  Dopamina  Acetilcolina
  16. 16. Valores Bioquímicos Testes clínicos comprovaram uma eficácia de 88% em comparação com resultados de exames de sangue para: • Colesterol • Triglicerídeos • Ácido úrico • Ureia
  17. 17. Riscos A análise de e probabilidade de desordens e riscos é obtida é estatística e obtida de algoritmos obtidos a partir da investigação clínica. O sistema indica para cada possibilidade e risco uma especificidade e sensibilidade de até 95%. Dependendo dos riscos funcionais, se propõe uma lista de exames complementares, exames convencionais e testes de laboratório.
  18. 18. Acompanhamentos Exemplos de tempo necessário para avaliar o resultado de um determinado tratamento:  Antibióticos: 3 dias  Anti-hipertensivos: 3 semanas  Anticoagulantes: 24 horas  Antidepressivos: 45 dias  Quimioterapia: 1 semana
  19. 19. Efeito da Oxigenação 20 minutos No sistema digestivo; vasodilatação Antes Depois
  20. 20. Efeito da Oxigenação 20 minutos No cérebro; excitação neural Antes Depois
  21. 21. Efeito da Terapia antibiótica Tratamento para escherichia coli depois de uma semana; vasodilatação nos órgãos e redução da infecção Antes Depois
  22. 22. Acompanhamento em tratamentos Paciente com depressão depois de 3 meses de tratamento. Observa-se como o tecido cerebral indica que a depressão desapareceu.
  23. 23. Orgãos inflamados e normalizados
  24. 24. http://www.youtube.com/watch?v=- otwJN4XcX4

×