Curso reflexologia

1.981 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.981
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
216
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso reflexologia

  1. 1. CURSO ESTETICISTA/COSMETOLOGISTA UFCD 32 - REFLEXOLOGIA REFLEXOLOGIA 50 Horas Formadora: Lara Lopes llpsique@gmail.com
  2. 2. Do que vamos falar? - História da Reflexologia; - Evolução da Reflexologia; - A Reflexologia aplicada aos Pés; - Terapia por zonas: Pontos Reflexos Funções dos Orgãos Diagnóstico Benefícios Indicações e Contra Indicações
  3. 3. OBJECTIVO GERAL: 1. IDENTIFICAR AS ZONAS PODOLÓGICAS PARA EFEITOS TERAPÊUTICOS
  4. 4. OBJECTIVOS ESPECÍFICOS: 1. Enumerar marcos históricos relevantes no desenvolvimento da Reflexologia. 2. Diagnosticar através da apalpação, anamnese e observação as áreas podais sobrecarregadas. 3. Identificar em mapa e através da apalpação nos pés, diferentes zonas reflexas e sua relação directa com o organismo.
  5. 5. OBJECTIVOS ESPECÍFICOS: 4. Efectuar um tratamento genérico de ajuste usando as técnicas de: 4.1 Preensão de Ajuste da Respiração 4.2 Preensão da Palma da Mão na Planta do Pé 4.3 Preensão Yin-Yang
  6. 6. OBJECTIVOS ESPECÍFICOS: 5. Reconhecer as funções principais de cada orgão e sistema orgânico. 6. Identificar as técnicas de massagem reflexológica capazes de melhor tratar diferentes condições de desconforto do cliente. 7. Administrar as principais técnicas de Preensão e Massagem em Reflexologia Podal.
  7. 7. OBJECTIVOS ESPECÍFICOS: 8. Enumerar benefícios da Prática da Reflexologia. 9. Identificar indicações e contra-indicações dos Tratamentos.
  8. 8. MATERIAL para as aulas:
  9. 9. INTRODUÇÃO PÉS:  Sensores de pressão comunicam com cérebro, orgãos internos e outras partes do corpo. Necessidades de Sobrevivência: reacções de fuga ou luta.  Estrutura articulada que se adapta ao solo.  Posição Erecta do Homem – Essenciais no suporte do peso!
  10. 10. REFLEXOLOGIA PODAL ?
  11. 11. INTRODUÇÃO – Problemas nos Pés  Ao nascimento: Pé boto Pé chato Outras deformações  Calçado desconfortável  Ausência de relevo (andar descalço!) Massagem Natural  Reflexologia – compensa as agressões diárias.
  12. 12. O que fazer para o Bem Estar dos Pés?  Pernas ao alto!  Usar Calçado Confortável  Andar descalço na areia  Escalda Pés  Exercício  Massagem!!! REFLEXOLOGIA
  13. 13. INTRODUÇÃO  Reflexologia = Bem Estar  Trata vários problemas onde a massagem tradicional não actua.  Efeito à distância permite tratar zonas afectadas em doentes traumatizados, após cirurgia, com gessos... Exº:num doente com gesso no antebraço é impossível a manipulação local, contudo, a estimulação da área reflexa do braço consegue atenuar a dor e estimular a cicatrização óssea da mesma.
  14. 14. INTRODUÇÃO REFLEXOLOGIA: - É Fácil de utilizar e aprender; - De Grande aplicabilidade; - Não requer uso de fármacos; - Promove relaxamento físico e mental; - Proporciona sensação de bem-estar; - Aplicável a qualquer pessoa.
  15. 15. HISTÓRIA DA REFLEXOLOGIA  Reflexologia Moderna – Séc. XIX  Anos 30 – Eunice Ingham e col. Mapas de Zonas Reflexas
  16. 16. HISTÓRIA DA REFLEXOLOGIA ANTIGO EGIPTO Pictogramas Egípcios de 2330 a.C., trabalho sobre pés e mãos.
  17. 17. HISTÓRIA DA REFLEXOLOGIA ANTIGA CHINA  Chineses começaram a usar Reflexologia há 5000 anos.  MTC saúde = livre fluxo de energia em canais com pontos vitais manipuláveis através da pressão para assegurar fluxo equilibrado.  Acupunctura sobrepôs-se à Reflexologia.  Aldeões rurais continuaram a praticar permitindo a sua redescoberta no séc. XX.
  18. 18. HISTÓRIA DA REFLEXOLOGIA JAPÃO O símbolo potente do pé na cultura, espiritualidade e cura japonesa é revelado na pegada lendária da figura do Buda (697 d.C.).
  19. 19. EVOLUÇÃO Séc. XIX Investigação Sistema Nervoso (médicos e cientistas) Reflexologia como Terapia Médica Estudos demonstram: acções reflexas influenciam Bem-Estar e Saúde.
  20. 20. EVOLUÇÃO  Sistema Nervoso detecta e interpreta informação do mundo exterior,  Corpo reage a essa informação.  Reflexo = “Reacção involuntária a um estímulo”  Começou a explorar-se a ideia de “Reflexos” e o seu efeito no estado de saúde do organismo.  Foram aplicados calor, frio, emplastros e cataplasmas de ervas na área reflexa com o objectivo de influenciar outra parte do corpo.
  21. 21. EVOLUÇÃO  Em 1893, Henry Head descobre que:  Áreas de Hiperalgia à superfície do corpo podem resultar de um orgão interno doente.  Para este médico tal relação justifica-se pelo orgão e a área da pele serem servidos por nervos oriundos do mesmo segmento da medula espinal.
  22. 22. EVOLUÇÃO – As Zonas de Head
  23. 23. EVOLUÇÃO – As Zonas de Head O Modelo demonstrava as ligações entre a pele e as partes do corpo. “Zonas de Head” Actualmente Dermátomos
  24. 24. EVOLUÇÃO – Séc. XX William Fitzgerald – Terapia por Zonas:  Terapia: divisão do corpo em 10 linhas longitudinais de energia que circulam entre a cabeça , os dedos das mãos e dos pés, denominadas por zonas.  Dentro destas zonas encontram-se todos os orgãos e músculos do corpo.
  25. 25. EVOLUÇÃO – Séc. XX  Modelo impreciso  Porém, o médico Joseph Riley e sua esposa frequentaram o curso do Dr. Fitzgerald e passaram a praticar a Terapia por Zonas no consultório.  Eunice Ingham promove a Reflexologia como a conhecemos hoje.
  26. 26. EVOLUÇÃO – Séc. XX Anos 30 – Eunice Ingham (fisioterapeuta): Estrutura Anatómica do Corpo Zonas de Energia “espelhadas” no Pé
  27. 27. EVOLUÇÃO – Séc. XX  Pés mais sensíveis que as mãos  Cada orgão, víscera ou área corporal tem a sua área reflexa na mão ou no pé  A Reflexologia, desde o início tem-se desenvolvido com base em conhecimentos científicos de anatomia e fisiologia  Aceitação da Medicina Convencional  Terapia Mundial em crescimento em todo o mundo
  28. 28. FUNÇÕES DOS ORGÃOS Os orgãos, as vísceras e algumas áreas corporais desempenham funções interligadas e por isso chamam-se SISTEMAS.
  29. 29. Funções dos Orgãos Sistema Respiratório:  conjunto de órgãos responsáveis pelas trocas gasosas do organismo por forma a possibilitar a respiração celular  2 Pulmões!!  fossas nasais, boca, faringe (nasofaringe), laringe, traqueia, brônquios (e suas subdivisões), bronquíolos (e suas subdivisões), alvéolos pulmonares.
  30. 30. Funções dos Orgãos – S. Respiratório
  31. 31. Funções dos Orgãos Sistema Cardio-Vascular:  Circulação Sanguínea (nutrientes, gases, hormonas)  Homeostase (regulação geral, temperatura corporal, estabilização do PH)  Comunicação entre diversos tecidos do corpo  Coração - Bombeia o sangue!
  32. 32. Funções dos Orgãos S. Cardio-Vascular
  33. 33. Funções dos Orgãos Sistema Nervoso:  Controla as funções principais do corpo humano!  Actividade dos Músculos  Coordenação Motora  Movimentação dos Orgãos  Constrói e finaliza estímulos dos sentidos  Inicia acções  Constituído por Neurónios e Nervos  Interpreta estímulos do meio.
  34. 34. Funções dos Orgãos – S. Nervoso
  35. 35. Funções dos Orgãos Sistema Urinário:  Orgãos envolvidos na formação e eliminação da urina.  2 Rins e 2 Ureteres  1 Bexiga  1 Uretra
  36. 36. Funções dos Orgãos – S. Urinário
  37. 37. Funções dos Orgãos Sistema Digestivo:  Realizar a Digestão  Obtêm nutrientes dos alimentos  Boca  Esófago  Estômago  Intestino
  38. 38. Funções dos Orgãos – S. Digestivo
  39. 39. Funções dos Orgãos Sistema Músculo-Esquelético:  Músculos e Ossos!  Movimento: Interno e Externo  Esqueleto protege orgãos vitais (cérebro, pulmões e coração)  Medula Óssea - produção de Células sanguíneas!  Reserva de Cálcio
  40. 40. Funções dos Orgãos – S. Músculo Esquelético
  41. 41. Funções dos Orgãos Sistema Linfático:  Nódulos Linfáticos  Transporte do fluído linfático para o sistema circulatório  Colabora com glóbulos brancos – Imunidade!  Drenar excesso de líquido
  42. 42. Funções dos Orgãos – S. Linfático
  43. 43. Funções dos Orgãos Aparelho Reprodutor:  Orgãos para reproduzir!  Fluídos, Hormonas e Feromonas importantes  Diferenças significativas Homem – Mulher  Pénis, Testículos, Prostata/ Vulva, Ovários, Útero
  44. 44. Funções dos Orgãos S. Reprodutor
  45. 45. Funções dos Orgãos Sistema Endócrino:  Glândulas que produzem hormonas  Mecanismos Reguladores  Interage com S.N.  Regula resposta interna do organismo à informação do meio (S.N.)  Hipófise  Hipótalamo  Tiróide  Supra-Renais  Pâncreas, Ovários, Testículos, Tecido Adiposo
  46. 46. Funções dos Orgãos S. Endócrino
  47. 47. Funções dos Orgãos S. Sensorial:  Parte do Sistema Nervoso  Processa Informações Sensoriais  Receptores Sensorias  Neurónios aferentes  Partes do Cérebro envolvidas no processamento de informação  5 Sentidos: Visão, Olfacto, Audição, Tacto, Paladar
  48. 48. Funções dos Orgãos – S. Sensorial
  49. 49. Funções dos Orgãos S. Imunitário:  Protege Organismo contra doenças  Defesas  Detecta Agentes Patogénicos (vírus, bactérias...)  Acciona mecanismos de combate
  50. 50. Funções dos Orgãos S. Imunitário
  51. 51. Funções dos Orgãos S. Tegumentar:  Maior orgão do corpo humano  Protecção do Esqueleto  Pele  Pêlos  Unhas  Glândulas
  52. 52. Funções dos Orgãos S. Tegumentar
  53. 53. SINTOMAS E DOENÇAS COMUNS

×