SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Baixar para ler offline
Micção
O que é...
 É o ato de expelir urina
 Sistema Nervoso Central
 Vesícula Urinaria
 Esfíncteres
Vesícula Urinaria
 Corpo
 Colo
 Uretra
Inervação daVesícula Urinaria
 Nervos PélvicosMEplexo sacro
 Fibras nervosas sensitivas
 Fibras nervosas motoras parassimpáticas e
simpáticas
 Fibras nervosas somáticasesfíncter
Inervação daVesícula Urinaria
 Inervação Simpatican. hipogastricoL2
 Fibras Simpaticasvasos sanguineos
 Fibras sensitivasnervos simpáticos
plenitude e dor
Sistema Nervoso Central
 Medula Espinhal
 Encéfalo:
◦ Mesencéfalo
◦ Córtex
◦ Cerebelo
◦ Gânglios da base
◦ Tálamo
◦ Hipotálamo
– Influência predominantemente inibitória
Transporte da urina pelos ureteres
O liquido tubular flui através dos túbulos em direção a
pelve renal em função do gradiente de pressão que é
menor neste último segmento
A urina é transportada nos ureteres pelo peristaltismo
A válvula ureterovesicular impede o refluxo da urina
O SN autônomo Parassimpático libera o
neurotransmissor adrenalina, que faz com que
relaxe o músculo detrusor da vesícula urinária e
promove a contração do músculo esfíncter uretral
interno, permitindo assim, que a urina possa ser
armazenada.
Tônus da parede vesical
Quando a bexiga atinge sua capacidade máxima, os
receptores do interior do músculo detrusor emitem
sinais aos centros corticais do cérebro para se iniciar a
fase de esvaziamento
Em resposta através das fibras nervosas eferentes, inicia-
se o esvaziamento da vesícula urinária
O esvaziamento vesical acontece com a estimulação da
contração da bexiga associada ao relaxamento
esfincteriano
Isso se deve ao SN autônomo Parassimpático que
libera o neurotransmissor acetilcolina, que contrai
a vesícula urinária e relaxa o esfíncter uretral interno e
externo (SN autônomo Simpático)
Controle Esfincteriano
 Dois esfíncteres ou anéis de tecido muscular
protegem a via que sai da bexiga. São:
 Esfíncter interno(músculo liso): se contrai
involuntariamente, prevenindo o esvaziamento
 Esfíncter externo(músculo estriado): Controle
voluntário, iniciam e interrompem a micção.
Localização
 Esfíncter interno : distribuído por todo o
comprimento da uretra
 Esfíncter estriado: no terço médio da uretra
feminina, e próximo à uretra membranosa
masculina.
1ª Fase da micção (Involuntária)
 Receptores especiais detectam uma distensão do
orgão;
 Emição de sinal transportado pelas fibras
sensitivas do nervo pélvico até ao centro nervoso
da micção (centro de Budge);
 Contração da bexiga e o relaxamento do esfíncter
liso.
2ª Fase da Micção (voluntaria)
● Feita pelo córtex cerebral quando a bexiga está
cheia;
● Duas áreas específicas do cortex, sensitiva e
motorora;
● Área sensitiva recebe a informação do centro de
Budge;
● A área motora emite sinais que chegam no
esfíncter estriado, após percorrer a medula espinal
e o nervo pudendo.
Reflexo da Micção
 Compreende duas fases distintas:
◦ A primeira é o relaxamento do esfíncter liso.
◦ A segunda é o relaxamento do esfíncter
estriado.
Anormalidades
 Falha(s) em um ou mais dos fatores:
 Acomodação de urina com baixa pressão;
 Mecanismo esfincteriano;
 Relaxamento da musculatura detrusora no
enchimento;
 Contração detrusora no esvaziamento;
 Ausência de obstrução uretral.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
Fisiologia Humana 5 - Sistema CardiovascularFisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
Fisiologia Humana 5 - Sistema CardiovascularHerbert Santana
 
Sistema Geniturinário
Sistema GeniturinárioSistema Geniturinário
Sistema GeniturinárioWill Nunes
 
Semiologia de Abdome II
Semiologia de Abdome IISemiologia de Abdome II
Semiologia de Abdome IIpauloalambert
 
Sistema muscular 1º periodo
Sistema muscular 1º periodoSistema muscular 1º periodo
Sistema muscular 1º periodoRodrigo Bruno
 
Sistema Nervoso - fisiopatologia do neurônio motor superior e periférico - A...
Sistema Nervoso -  fisiopatologia do neurônio motor superior e periférico - A...Sistema Nervoso -  fisiopatologia do neurônio motor superior e periférico - A...
Sistema Nervoso - fisiopatologia do neurônio motor superior e periférico - A...Cleanto Santos Vieira
 
Fisiologia Cardiaca
Fisiologia CardiacaFisiologia Cardiaca
Fisiologia CardiacaLAC
 
Propedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonarPropedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonardapab
 
Nefrologia: Anatomia e Fisiologia dos Rins
Nefrologia: Anatomia e Fisiologia dos RinsNefrologia: Anatomia e Fisiologia dos Rins
Nefrologia: Anatomia e Fisiologia dos RinsHamilton Nobrega
 
Coordenação motora
Coordenação motoraCoordenação motora
Coordenação motorapauloalambert
 
Exame físico do tórax
Exame físico do tórax Exame físico do tórax
Exame físico do tórax Paulo Alambert
 
Anatomia do sistema respiratório
Anatomia do sistema respiratórioAnatomia do sistema respiratório
Anatomia do sistema respiratórioFlávia Salame
 
Sistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humanaSistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humanaMarília Gomes
 
Fisiologia - Sistema Cardiovascular
Fisiologia - Sistema CardiovascularFisiologia - Sistema Cardiovascular
Fisiologia - Sistema CardiovascularPedro Miguel
 
Exame físico do Tórax
Exame físico do TóraxExame físico do Tórax
Exame físico do Tóraxpauloalambert
 

Mais procurados (20)

Fisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
Fisiologia Humana 5 - Sistema CardiovascularFisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
Fisiologia Humana 5 - Sistema Cardiovascular
 
Sistema Geniturinário
Sistema GeniturinárioSistema Geniturinário
Sistema Geniturinário
 
Semiologia de Abdome II
Semiologia de Abdome IISemiologia de Abdome II
Semiologia de Abdome II
 
Sistema muscular 1º periodo
Sistema muscular 1º periodoSistema muscular 1º periodo
Sistema muscular 1º periodo
 
Sistema Nervoso - fisiopatologia do neurônio motor superior e periférico - A...
Sistema Nervoso -  fisiopatologia do neurônio motor superior e periférico - A...Sistema Nervoso -  fisiopatologia do neurônio motor superior e periférico - A...
Sistema Nervoso - fisiopatologia do neurônio motor superior e periférico - A...
 
Exame neurológico
Exame neurológicoExame neurológico
Exame neurológico
 
Fisiologia Cardiaca
Fisiologia CardiacaFisiologia Cardiaca
Fisiologia Cardiaca
 
Propedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonarPropedêutica pulmonar
Propedêutica pulmonar
 
Nefrologia: Anatomia e Fisiologia dos Rins
Nefrologia: Anatomia e Fisiologia dos RinsNefrologia: Anatomia e Fisiologia dos Rins
Nefrologia: Anatomia e Fisiologia dos Rins
 
Sensibilidade 14
Sensibilidade 14Sensibilidade 14
Sensibilidade 14
 
Coordenação motora
Coordenação motoraCoordenação motora
Coordenação motora
 
Exame físico do tórax
Exame físico do tórax Exame físico do tórax
Exame físico do tórax
 
Fisiologia Gastrointestinal - Resumo
Fisiologia Gastrointestinal - ResumoFisiologia Gastrointestinal - Resumo
Fisiologia Gastrointestinal - Resumo
 
Anatomia do sistema respiratório
Anatomia do sistema respiratórioAnatomia do sistema respiratório
Anatomia do sistema respiratório
 
Sistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humanaSistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humana
 
Reflexos
ReflexosReflexos
Reflexos
 
Fisiologia - Sistema Cardiovascular
Fisiologia - Sistema CardiovascularFisiologia - Sistema Cardiovascular
Fisiologia - Sistema Cardiovascular
 
Aula 8 edema
Aula 8   edemaAula 8   edema
Aula 8 edema
 
Exame físico do Tórax
Exame físico do TóraxExame físico do Tórax
Exame físico do Tórax
 
Aula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - NeuroanatomiaAula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - Neuroanatomia
 

Semelhante a Seminario de fisiologia reflexo da micção

Semelhante a Seminario de fisiologia reflexo da micção (20)

O sistem as q vao cair na prova.
O sistem as q vao cair na prova.O sistem as q vao cair na prova.
O sistem as q vao cair na prova.
 
Aula 20 sistema nervoso
Aula 20   sistema nervosoAula 20   sistema nervoso
Aula 20 sistema nervoso
 
URINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptx
URINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptxURINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptx
URINÁRIO - PROF. ANTONIO J MAGALHAE(1) - Copia.pptx
 
693153
693153693153
693153
 
Sistema nervoso visceral
Sistema nervoso visceralSistema nervoso visceral
Sistema nervoso visceral
 
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
Sistemanervoso 120618081852-phpapp01
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
S Nervoso
S NervosoS Nervoso
S Nervoso
 
11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistemas
SistemasSistemas
Sistemas
 
5 sistema neuro-hormonal
5 sistema neuro-hormonal5 sistema neuro-hormonal
5 sistema neuro-hormonal
 
Anatomia Sistema Nervoso Central (SNC) slide em PDF
Anatomia Sistema Nervoso Central (SNC) slide em PDFAnatomia Sistema Nervoso Central (SNC) slide em PDF
Anatomia Sistema Nervoso Central (SNC) slide em PDF
 
Sistema nervoso autnomo aula
Sistema nervoso autnomo aulaSistema nervoso autnomo aula
Sistema nervoso autnomo aula
 
Anatomia humana
Anatomia humanaAnatomia humana
Anatomia humana
 
Filogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema NervosoFilogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1
Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1
Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1
 
SISTEMA NERVOSO.pptx
SISTEMA NERVOSO.pptxSISTEMA NERVOSO.pptx
SISTEMA NERVOSO.pptx
 

Mais de Patrícia Oliver

Fratura do boxeador.bursite e condromalácia patelar
Fratura do boxeador.bursite e condromalácia patelar Fratura do boxeador.bursite e condromalácia patelar
Fratura do boxeador.bursite e condromalácia patelar Patrícia Oliver
 
Estudo das articulações - Exames contrastados
Estudo das articulações - Exames contrastadosEstudo das articulações - Exames contrastados
Estudo das articulações - Exames contrastadosPatrícia Oliver
 
Estudo das articulações - Exames contrastados
Estudo das articulações - Exames contrastadosEstudo das articulações - Exames contrastados
Estudo das articulações - Exames contrastadosPatrícia Oliver
 
Tuberculose, Bronquiectasia e Doença de Crohn (Trabalho de Radiologia)
Tuberculose, Bronquiectasia e Doença de Crohn (Trabalho de Radiologia)Tuberculose, Bronquiectasia e Doença de Crohn (Trabalho de Radiologia)
Tuberculose, Bronquiectasia e Doença de Crohn (Trabalho de Radiologia)Patrícia Oliver
 
Seminario de farmacodermia veterinária
Seminario de farmacodermia veterináriaSeminario de farmacodermia veterinária
Seminario de farmacodermia veterináriaPatrícia Oliver
 
Moura- Produção de alimento vivo,aquicultura.
Moura- Produção de alimento vivo,aquicultura.Moura- Produção de alimento vivo,aquicultura.
Moura- Produção de alimento vivo,aquicultura.Patrícia Oliver
 
Determinação cromossômica do sexo
Determinação cromossômica do sexoDeterminação cromossômica do sexo
Determinação cromossômica do sexoPatrícia Oliver
 
Alterações cromossômicas
Alterações cromossômicasAlterações cromossômicas
Alterações cromossômicasPatrícia Oliver
 
Fisiologia da glândula mamaria
Fisiologia da glândula mamariaFisiologia da glândula mamaria
Fisiologia da glândula mamariaPatrícia Oliver
 
Fisiologia renal Veterinária
Fisiologia renal VeterináriaFisiologia renal Veterinária
Fisiologia renal VeterináriaPatrícia Oliver
 
Tratado de anatomia veterinária -aves
Tratado de anatomia veterinária -avesTratado de anatomia veterinária -aves
Tratado de anatomia veterinária -avesPatrícia Oliver
 

Mais de Patrícia Oliver (20)

Fratura do boxeador.bursite e condromalácia patelar
Fratura do boxeador.bursite e condromalácia patelar Fratura do boxeador.bursite e condromalácia patelar
Fratura do boxeador.bursite e condromalácia patelar
 
Estudo das articulações - Exames contrastados
Estudo das articulações - Exames contrastadosEstudo das articulações - Exames contrastados
Estudo das articulações - Exames contrastados
 
Estudo das articulações - Exames contrastados
Estudo das articulações - Exames contrastadosEstudo das articulações - Exames contrastados
Estudo das articulações - Exames contrastados
 
Tuberculose, Bronquiectasia e Doença de Crohn (Trabalho de Radiologia)
Tuberculose, Bronquiectasia e Doença de Crohn (Trabalho de Radiologia)Tuberculose, Bronquiectasia e Doença de Crohn (Trabalho de Radiologia)
Tuberculose, Bronquiectasia e Doença de Crohn (Trabalho de Radiologia)
 
Artigos opioides
Artigos opioidesArtigos opioides
Artigos opioides
 
Seminario de farmacodermia veterinária
Seminario de farmacodermia veterináriaSeminario de farmacodermia veterinária
Seminario de farmacodermia veterinária
 
Febre amarela no Brasil
Febre amarela no BrasilFebre amarela no Brasil
Febre amarela no Brasil
 
Malacocultura
MalacoculturaMalacocultura
Malacocultura
 
Cartilha aquicultura
Cartilha aquiculturaCartilha aquicultura
Cartilha aquicultura
 
Digestorio peixes embrapa
Digestorio peixes embrapaDigestorio peixes embrapa
Digestorio peixes embrapa
 
Moura- Produção de alimento vivo,aquicultura.
Moura- Produção de alimento vivo,aquicultura.Moura- Produção de alimento vivo,aquicultura.
Moura- Produção de alimento vivo,aquicultura.
 
Herança ligada ao X.
Herança ligada ao X.Herança ligada ao X.
Herança ligada ao X.
 
Mitose
MitoseMitose
Mitose
 
Determinação cromossômica do sexo
Determinação cromossômica do sexoDeterminação cromossômica do sexo
Determinação cromossômica do sexo
 
Alterações cromossômicas
Alterações cromossômicasAlterações cromossômicas
Alterações cromossômicas
 
Fisiologia da glândula mamaria
Fisiologia da glândula mamariaFisiologia da glândula mamaria
Fisiologia da glândula mamaria
 
Fisiologia renal Veterinária
Fisiologia renal VeterináriaFisiologia renal Veterinária
Fisiologia renal Veterinária
 
Fisiologia cardiovascular
Fisiologia cardiovascularFisiologia cardiovascular
Fisiologia cardiovascular
 
Tratado de anatomia veterinária -aves
Tratado de anatomia veterinária -avesTratado de anatomia veterinária -aves
Tratado de anatomia veterinária -aves
 
Anatomia das aves
Anatomia das avesAnatomia das aves
Anatomia das aves
 

Último

REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
84723012-ACIDENTES- ósseos anatomia humana
84723012-ACIDENTES- ósseos anatomia humana84723012-ACIDENTES- ósseos anatomia humana
84723012-ACIDENTES- ósseos anatomia humanajosecavalcante88019
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
GuiadeinjriasdeherbicidasemSojaConhecimentoAgronmico.pdf
GuiadeinjriasdeherbicidasemSojaConhecimentoAgronmico.pdfGuiadeinjriasdeherbicidasemSojaConhecimentoAgronmico.pdf
GuiadeinjriasdeherbicidasemSojaConhecimentoAgronmico.pdfLeandroDoValle2
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Síndrome de obstrução brônquica 2020.pdf
Síndrome de obstrução brônquica 2020.pdfSíndrome de obstrução brônquica 2020.pdf
Síndrome de obstrução brônquica 2020.pdfVctorJuliao
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Revisão ENEM ensino médio 2024 para o terceiro ano
Revisão ENEM ensino médio 2024 para o terceiro anoRevisão ENEM ensino médio 2024 para o terceiro ano
Revisão ENEM ensino médio 2024 para o terceiro anoAlessandraRaiolDasNe
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
NORMAS PARA PRODUCAO E PUBLICACAO UNIROVUMA - CAPACITACAO DOCENTE II SEMESTRE...
NORMAS PARA PRODUCAO E PUBLICACAO UNIROVUMA - CAPACITACAO DOCENTE II SEMESTRE...NORMAS PARA PRODUCAO E PUBLICACAO UNIROVUMA - CAPACITACAO DOCENTE II SEMESTRE...
NORMAS PARA PRODUCAO E PUBLICACAO UNIROVUMA - CAPACITACAO DOCENTE II SEMESTRE...LuisCSIssufo
 

Último (15)

REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
 
84723012-ACIDENTES- ósseos anatomia humana
84723012-ACIDENTES- ósseos anatomia humana84723012-ACIDENTES- ósseos anatomia humana
84723012-ACIDENTES- ósseos anatomia humana
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
 
GuiadeinjriasdeherbicidasemSojaConhecimentoAgronmico.pdf
GuiadeinjriasdeherbicidasemSojaConhecimentoAgronmico.pdfGuiadeinjriasdeherbicidasemSojaConhecimentoAgronmico.pdf
GuiadeinjriasdeherbicidasemSojaConhecimentoAgronmico.pdf
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
 
Síndrome de obstrução brônquica 2020.pdf
Síndrome de obstrução brônquica 2020.pdfSíndrome de obstrução brônquica 2020.pdf
Síndrome de obstrução brônquica 2020.pdf
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V24_...
 
Revisão ENEM ensino médio 2024 para o terceiro ano
Revisão ENEM ensino médio 2024 para o terceiro anoRevisão ENEM ensino médio 2024 para o terceiro ano
Revisão ENEM ensino médio 2024 para o terceiro ano
 
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 - Artigo_Bioterra_V25_...
 
NORMAS PARA PRODUCAO E PUBLICACAO UNIROVUMA - CAPACITACAO DOCENTE II SEMESTRE...
NORMAS PARA PRODUCAO E PUBLICACAO UNIROVUMA - CAPACITACAO DOCENTE II SEMESTRE...NORMAS PARA PRODUCAO E PUBLICACAO UNIROVUMA - CAPACITACAO DOCENTE II SEMESTRE...
NORMAS PARA PRODUCAO E PUBLICACAO UNIROVUMA - CAPACITACAO DOCENTE II SEMESTRE...
 

Seminario de fisiologia reflexo da micção

  • 2. O que é...  É o ato de expelir urina  Sistema Nervoso Central  Vesícula Urinaria  Esfíncteres
  • 4. Inervação daVesícula Urinaria  Nervos PélvicosMEplexo sacro  Fibras nervosas sensitivas  Fibras nervosas motoras parassimpáticas e simpáticas  Fibras nervosas somáticasesfíncter
  • 5.
  • 6. Inervação daVesícula Urinaria  Inervação Simpatican. hipogastricoL2  Fibras Simpaticasvasos sanguineos  Fibras sensitivasnervos simpáticos plenitude e dor
  • 7.
  • 8. Sistema Nervoso Central  Medula Espinhal  Encéfalo: ◦ Mesencéfalo ◦ Córtex ◦ Cerebelo ◦ Gânglios da base ◦ Tálamo ◦ Hipotálamo – Influência predominantemente inibitória
  • 9. Transporte da urina pelos ureteres
  • 10. O liquido tubular flui através dos túbulos em direção a pelve renal em função do gradiente de pressão que é menor neste último segmento
  • 11. A urina é transportada nos ureteres pelo peristaltismo
  • 12. A válvula ureterovesicular impede o refluxo da urina
  • 13. O SN autônomo Parassimpático libera o neurotransmissor adrenalina, que faz com que relaxe o músculo detrusor da vesícula urinária e promove a contração do músculo esfíncter uretral interno, permitindo assim, que a urina possa ser armazenada.
  • 14. Tônus da parede vesical
  • 15. Quando a bexiga atinge sua capacidade máxima, os receptores do interior do músculo detrusor emitem sinais aos centros corticais do cérebro para se iniciar a fase de esvaziamento
  • 16. Em resposta através das fibras nervosas eferentes, inicia- se o esvaziamento da vesícula urinária
  • 17. O esvaziamento vesical acontece com a estimulação da contração da bexiga associada ao relaxamento esfincteriano
  • 18. Isso se deve ao SN autônomo Parassimpático que libera o neurotransmissor acetilcolina, que contrai a vesícula urinária e relaxa o esfíncter uretral interno e externo (SN autônomo Simpático)
  • 19. Controle Esfincteriano  Dois esfíncteres ou anéis de tecido muscular protegem a via que sai da bexiga. São:  Esfíncter interno(músculo liso): se contrai involuntariamente, prevenindo o esvaziamento  Esfíncter externo(músculo estriado): Controle voluntário, iniciam e interrompem a micção.
  • 20. Localização  Esfíncter interno : distribuído por todo o comprimento da uretra  Esfíncter estriado: no terço médio da uretra feminina, e próximo à uretra membranosa masculina.
  • 21. 1ª Fase da micção (Involuntária)  Receptores especiais detectam uma distensão do orgão;  Emição de sinal transportado pelas fibras sensitivas do nervo pélvico até ao centro nervoso da micção (centro de Budge);  Contração da bexiga e o relaxamento do esfíncter liso.
  • 22. 2ª Fase da Micção (voluntaria) ● Feita pelo córtex cerebral quando a bexiga está cheia; ● Duas áreas específicas do cortex, sensitiva e motorora; ● Área sensitiva recebe a informação do centro de Budge; ● A área motora emite sinais que chegam no esfíncter estriado, após percorrer a medula espinal e o nervo pudendo.
  • 23. Reflexo da Micção  Compreende duas fases distintas: ◦ A primeira é o relaxamento do esfíncter liso. ◦ A segunda é o relaxamento do esfíncter estriado.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30. Anormalidades  Falha(s) em um ou mais dos fatores:  Acomodação de urina com baixa pressão;  Mecanismo esfincteriano;  Relaxamento da musculatura detrusora no enchimento;  Contração detrusora no esvaziamento;  Ausência de obstrução uretral.