SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 42
Baixar para ler offline
Escola Municipal de Educação
  Infantil e Ensino Fundamental
  Antônio Santos Coelho Neto

   RELATO DA PRÁTICA
      PEDAGÓGICA
     ARTES VISUAIS
Profº Ilson Roberto Morais Saraiva
Praia da Penha – 2012
RELATO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA


          Apesar de sermos indivíduos capazes de ler o mundo e criar a partir da leitura
que fazemos, muitas vezes, nos acostumamos com o analfabetismo visual, parecendo
ser a leitura da imagem um exercício desnecessário a vida, pois como popularmente se
diz: “tá ali a vista”.

          Analisar e perceber a arte enquanto campo de conhecimento e expressão
possibilita aos alunos comunicar seus pensamentos, ideias e sentimentos e com essa
nova percepção estética influenciar e transformar o local onde vive, a comunidade e a
escola.

    Esta forma de pensar a educação em artes visuais permitiu desenvolver as
seguintes ações:

CARNAVAL



         A importância do carnaval na cultura popular, ritmos, alegorias e máscaras;
         Confecção de cartazes e máscaras.
A ESTÉTICA DAS COISAS

      Aula expositiva (sem sala para executar o trabalho prático);
      Projeção de data show, mostrando a transformação de objetos, possíveis
       restaurações, e releitura dos mesmos;
      Observação do espaço que nos cerca, escola comunidade casa;
      Reorganizar esteticamente estes espaços (registro fotográfico);
      Observação: os canteiros onde seria feita a jardinagem, aproveitando
       reciclagem, não foi possível em função da reforma.



COMO EU QUERO MINHA ESCOLA ESTETICAMENTE



      Momento de reflexão sobre a construção e reforma da escola x construção do
       cidadão;
      Arte na escola.
CRIAÇÃO DA BANDEIRA DA ESCOLA – PROJETO MEMÓRIA E IDENTIDADE



      Criação bandeira da Escola Antonio Santos Coelho Neto, trabalhando aspectos
       geográficos e Históricos que diferenciam a escola.
      Estudo de elementos e estilização dos mesmos tais como: mar, sol, livros
       plantas etc.




        A criação da bandeira da escola deu-se primeiramente com o estudo dos
símbolos e bandeiras do Brasil e de outros países, junto aos alunos das turmas do 5º,
6º, 7º e 9º. Na segunda etapa do projeto discutimos e pesquisamos sobre o que a
Escola Antônio Santos Coelho Neto se diferencia das demais escolas: geograficamente,
historicamente.

       Aproveitando as aulas anteriores sobre cor, simetria, espaço linhas e equilíbrio
os alunos começaram a criação individual. Formamos uma comissão com professores
envolvidos no processo e a direção da escola do desenho vencedor. Dentre os
trabalhos produzidos ficaram três finalistas e o trabalho do aluno Bruno Alves Rêgo do
7ª ano A foi o símbolo escolhido.
CONFECÇÃO DE PIGMENTOS NATURAIS




     Confecção de pigmentos naturais extraídos de materiais orgânicos. Exemplo:
      café, argila, colorau, açafrão, etc.
COMEMORAÇÃO DAS FESTAS JUNINAS



     Ambientação criada por os alunos com foco na musica de Luiz Gonzaga (Olha
      pro céu meu amor);
     Brincando São João com Higiene e cuidado ao meio ambiente;
     Produção de cartazes, lixeiras temáticas.
EXPOSIÇÃO DESCONSTRUINDO PRECONCEITOS E CULTIVANDO IGUALDADES



     Instalação de arte e exposição de artistas envolvidos na campanha da UNICEF;
     Entendimento da Declaração Universal dos direitos humanos;
     Valorizações e respeito às diferenças;
     Estudo e reflexão sobre a condição do negro e índios na sociedade, os aspectos
      positivos e negativos na história e nas leis.
Utilizando livros que abordam a temática sobre as diferenças étnicas: Felicidade
não tem cor; Viva a diferença; Minha família é colorida e Ninguém é igual a ninguém, e
após terem discutido e percebido que as pessoas são diferentes e que isso é positivo
as crianças retrataram a si mesmos, ao outro e criaram personagens.
   Analisando os desenhos podemos notar que nos traços espontâneos da infância
revelam as diferenças, mas não as colocam com ironia e sim trazem a personalidade e
o respeito em cada.
CONFECÇÃO DA ALEGORIA PARA O DESFILE DA PÁTRIA



      Estabelecer a relação entre a imagem/objeto e o cotidiano dos alunos.
LINGUAGEM DO CINEMA



      Como funciona a imagem no cinema x imagem nas artes visuais;
      Este trabalho possibilitou ao aluno uma maior apreciação na construção da
       imagem e a mensagem nela envolvidas.




VISITA AS EXPOSIÇÕES




NATUREZA EXTREMA
   Artista: Frans krajcberg (individual)
   Exibição de documentário sobre a vida e obra do artista
   Aula expositiva sobre o tema da exposição (Arte e Meio Ambiente)
PRODUÇÕES TEXTUAL – INTERDISCIPLINARIDADE COM LÍNGUA PORTUGUESA



                  Aluno: Maurício Alexandre (Ciclo IV)

                        Tema - O meio ambiente



                   O nosso planeta está se acabando

          Se a gente não se cuidar, vamos acabar nos ferrando

         Com o aquecimento global, que com tudo vai acabando



               E a gente fica aqui com este calor tremendo

                Cai chuva, faz sol e a gente fica sofrendo

         Com o aquecimento global, que a cada dia vai crescendo



                        Aluno: Jailson (Ciclo III)

                            Tema - São João



                           O dia de São João

                              é dia de festa

                           e de muita emoção
É dia de festejar muito

           Neste São João é dia

          de comer bolo de milho

        e canjica com toda a família



     Neste São João vou brincar muito

      junto da minha família e amigos

soltar fogos, dançar muito aquele arrasta-pé

  sem violência e seja o que Deus quiser!



Aluna: Juliana Kalyne dos Santos (Ciclo III)

         Tema - A arte do absurdo

                      I

            Venho agora prosar

      Em pequenos versos e poesias

  Se parar para pensar, posso até chorar

              De tanta alegria

                     II

             Chegando a hora

 Os alunos animados - alunos do supletivo

  Aqueles que não teriam oportunidades

       E hoje voltaram arrependidos

                     III

        Os professores conversam

          E explicam o significado

            Os alunos eufóricos

      E os professores maravilhados

                    IV
Foi na Estação Ciências, projetada na Paraíba

  Por um artista famoso: Oscar Niemeyer

       Usando toda a sua experiência

         Despertando curiosidades

           De toda sua sabedoria

                     V

        Obra de arte não se explica

          Cada um tem uma teoria

          Às vezes não se entende

            Outras, não se imita

            A obra da vida vista

          Mas se tentar entender

             Aí é que complica

                     VI

              Falo do escultor

            Que fez uma baleia

           Não sei bem se parece

         Aquela ilusão do escultor

          Não sei nem o que diria

       Olhando pelos olhos naturais

      Mas olhando pelos olhos da arte

             Posso até imaginar

         Uma baleia naquele lugar

                     VII

            Entrando na estação

           Prefiro nem comentar

            As outras esculturas

               que tem por lá
VIII

     Lá tem um imenso corredor

Onde Krajcberg deixou inúmeras frases

         Em todas elas dizia

        a dor das queimadas



                  IX

       Então assistiu-se o filme

        Que falava da sua vida

    Explicando não ser brasileiro

         Mas morar na Bahia

                  X

         Nada se faz beleza

    Tudo é queimada da natureza

      Explicando com lamento

       Sofreu tanto na guerra

   Que retrata a dor e o sofrimento

                  XI

    Mora em cima de uma árvore

        Extrai as cores do solo

Com pau do mangue faz o acabamento

      De sua obra sem silêncio

                  XII

         E tudo retrata a dor

       O fogo de uma natureza

             Antiga viva

       O vermelho é o sangue

           E o preto o luto
Da natureza que clama

            XIII

      nada se explica

       Apenas a dor

     De ver a natureza

     Que Ra tão bonita

 Morrer no fogo e no calor

            XIV

    Essa dor é retratada

  Em seus restos mortais

 De uma vida que era pura

   Onde tudo se acabou



             XV

       Fotos e fatores

 Que do Brasil foi extraído

 Mas o país está em perigo

   Acabando- se no fogo

    E no desmatamento

           S.O.S.

O Brasil corre perigo urgente



            XVI

   A parede trazia o fogo

  das queimadas do Brasil

     Onde se fez a arte

    E representou a dor

       Do estrangeiro
Que o Brasil adotou

                                          XVII

                                Com a arte do absurdo

                                  É um absurdo Brasil

                                 Vamos pensar direito

                                 E sermos mais gentis

                                 Não poluindo os rios

                              Nem queimando as florestas

                              Desempenhando um trabalho

                                   Com muita pressa

                                          XVIII

                               Saindo da estação ciências

                                   De volta para casa

                  Refletindo com paciência o fim do desmatamento

                                e o adeus às queimadas

                                          XIX

                                   Diminuindo assim

                                   A arte do absurdo

                                E inspirando aos artistas

                                  Uma bela alvorada

O REI E O BAIÃO

      Curador: Bené Fonteles. Exposição em homenagem aos 100 anos de Luiz
       Gonzaga, (coletiva).
PEÇAS ÍNTIMAS

      Curador: Ilson Moraes (coletiva)
      Tema - Relação objeto e ser humano: o consumismo e a memória das coisas.
      Estas visitações tem grande importância na formação dos (as) alunos (as), pois
       despertam o senso crítico e estético; aguçam outras possibilidades de ver o
       mundo; e, percebem que estes espaços são públicos, aberto a todas as
       pessoas.

                      DEPOIMENTOS DOS ALUNOS E DAS ALUNAS



Aluna: Juliana Pereira da Silva (Ciclo IV)

Tema – Visita as exposições

Eu acho muito importante a visitação das exposições pelos grupos da escola. Eu acho
que é importante para o nosso conhecimento. Essa visita à exposição passou a ser um
dia de aula diferente, uma aula que não escrevemos apenas e observamos as imagens
e as obras de artes. É muito importante para conhecermos um pouco mais da história.
Eu achei importante o professor ter nos dado esta oportunidade de aumentar o nosso
conhecimento. A exposição é muito interessante. Obrigada professor pela
oportunidade.



Aluna: Eliane Rosendo da Silva (Ciclo III)

Tema – Visita a exposição do professor Ilson (Artes)

Eu gostei muito da exposição porque ali tem umas esculturas e a que mais me chamou
a atenção foi a do cadeado que estava fechado e depois ele apareceu aberto ali.
Lembrei-me da minha vida de casada eu parecia uma prisioneira eu não tinha vida
“algunha” parecia um vegetal. Quando eu vi aquele cadeado aberto, imaginei como eu
vivo hoje em dia livre sem ninguém me dando ordem, nem me humilhando, nem
sendo “xingada”. Quando me separei fiquei feliz por que já sofri muito. Então quando
eu vi aqueles dois quadros eu lembrei logo da minha vida.




Aluna: Thayná da Silva Lima (Ciclo III)

Tema – Visita as exposições

Eu achei uma experiência muito boa na Estação Ciências. Eu fui com minha turma. O
bom é que as pessoas vão conhecer as histórias do Brasil. Eu fiquei pensando no
quadro que eu vi com uma maçã normal, outra mordida e uma podre. A estátua com
vidro no meio do peito, muitas coisas surpreendem só basta uma força de vontade.

O professor explica bem porque tem uns que são muitos chatos. Eu adorei os trabalhos
que Frans Krayberg fazia com restos de madeiras. Tem calor por isso ele gostava para
trabalhar, mas também tem outros com trabalhos diferentes se eu for contar vai ser
um livro.



Aluna: Ednalva Maria da Silva (Ciclo II)

Tema – Visita as exposições
O que eu gostei mais foi o passeio para Estação Ciências. Um incentivo para os alunos
conhecerem um pouco mais de Artes. Para mim foi muito bom conhecer um professor
artista. As historias e sentimentos emoções de vidas. Os quadros muitos bonitos que
falam dos sentimentos do artista que ele nos passa. É muito bom sentir.



Aluno: Jailson Freire dos Santos (Ciclo III)

Tema – Acontecimento que marcou a minha vida

Quando era pequeno aconteceram-me muitas coisas na minha vida, não só na minha,
mas também com a dos meus cinco irmãos. Meus pais não tinham trabalho, meu pai
vivia de bico, nós não podíamos pedir nada porque sabíamos que ele não poderia nos
dar, mas mesmo assim reconhecemos todo o esforço que fez por nós. O que eu mais
queria ele não podia me dar que era uma bicicleta por falta de dinheiro. Porque na
naquela época era difícil arrumar trabalho. Então isso marcou muito a minha vida uma
história que nunca vou esquecer.



Aluna: Rosina de Oliveira (Ciclo III)

Tema - Acontecimento que marcou a minha vida

A minha vida no passado era muito triste. Eu morava numa casa de taipa, passava
muita dificuldade muita fome, até lixo já catei fui muito humilhada. Um dia, eu
trabalhando quase fui violentada, mas graças a Deus fui abençoada. Hoje, minha vida
melhorou muito. Sou casada, tenho cinco filhos tenho duas casas, um terreno enorme
não passo mais fome hoje sou uma pessoa realizada e feliz “Graças a Deus.” Apenas
queria melhorar minha vida de casada.



Aluna: Juliana Kalyne dos Santos (Ciclo III)

Tema – Acontecimento que marcou minha vida

Bem, nasci na capital e me criei também, mas tenho um símbolo encantador é o
primeiro fusca branco que meu pai comprou. Quando chegou em casa não foi
diferente dos dia habituais. É que ele já havia tido outros carros, o que mais marcou foi
à ideia que ele teve de irmos até o interior para inaugurar e nos reunirmos para ir até o
sítio do meu tio em Araçagi. Foi uma aventura inesquecível.

Conheci um lugar totalmente pré-histórico, não havia água encanada, nem energia. E
para chegar lá tinha que atravessar um rio a nado e para isso tinha atravessador. Fogo
de lenha, panela de barro, água de quartinha, leite tirado da vaca e luz de lampião.
Nossa! Foi demais saber que existia completamente o oposto da minha realidade.
Tudo isso marcou a minha infância graças ao fusca branco.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto reforço escolar
Projeto reforço escolarProjeto reforço escolar
Projeto reforço escolarCLEAN LOURENÇO
 
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...Ana Beatriz Cargnin
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASAline_Lune
 
Atribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de salaAtribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de salaeebirmawienfrida
 
Encontro pedagógico
Encontro pedagógicoEncontro pedagógico
Encontro pedagógicoMagda Marques
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de paisRoseli Tejo
 
Reunião pedagógica rosane gorges
Reunião pedagógica   rosane gorgesReunião pedagógica   rosane gorges
Reunião pedagógica rosane gorgesluannagorges
 
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Pareceres do 1º ano    2º semestrePareceres do 1º ano    2º semestre
Pareceres do 1º ano 2º semestreAraceli Kleemann
 
EMEI PQ'Ninos - Sacola da leitura
EMEI PQ'Ninos - Sacola da leituraEMEI PQ'Ninos - Sacola da leitura
EMEI PQ'Ninos - Sacola da leituraSMEC PANAMBI-RS
 
Convite para Jornada Pedagógica
Convite para Jornada PedagógicaConvite para Jornada Pedagógica
Convite para Jornada PedagógicaMaisaro
 
Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Debora Silva
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observaçãoArte Tecnologia
 
Projeto semana farroupilha
Projeto semana farroupilhaProjeto semana farroupilha
Projeto semana farroupilhaanairdasaur
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAFabiana Lopes
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágioUFMA e UEMA
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularNethy Marques
 

Mais procurados (20)

Relatório do projeto
Relatório do projetoRelatório do projeto
Relatório do projeto
 
Projeto reforço escolar
Projeto reforço escolarProjeto reforço escolar
Projeto reforço escolar
 
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
 
Atribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de salaAtribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de sala
 
Encontro pedagógico
Encontro pedagógicoEncontro pedagógico
Encontro pedagógico
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Reunião pedagógica rosane gorges
Reunião pedagógica   rosane gorgesReunião pedagógica   rosane gorges
Reunião pedagógica rosane gorges
 
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Pareceres do 1º ano    2º semestrePareceres do 1º ano    2º semestre
Pareceres do 1º ano 2º semestre
 
EMEI PQ'Ninos - Sacola da leitura
EMEI PQ'Ninos - Sacola da leituraEMEI PQ'Ninos - Sacola da leitura
EMEI PQ'Ninos - Sacola da leitura
 
Convite para Jornada Pedagógica
Convite para Jornada PedagógicaConvite para Jornada Pedagógica
Convite para Jornada Pedagógica
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
 
Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
Estagio regencia de sala
Estagio regencia de salaEstagio regencia de sala
Estagio regencia de sala
 
Projeto semana farroupilha
Projeto semana farroupilhaProjeto semana farroupilha
Projeto semana farroupilha
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 
Projeto carnaval
Projeto carnavalProjeto carnaval
Projeto carnaval
 

Destaque

Estágio Supervisionado em Artes Visuais-3
Estágio Supervisionado em Artes Visuais-3Estágio Supervisionado em Artes Visuais-3
Estágio Supervisionado em Artes Visuais-3Suzy Nobre
 
Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio Giselle Coutinho
 
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...Vis-UAB
 
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...Gustavo Araújo
 
Apresentação do relatorio de estagio
Apresentação do relatorio de estagioApresentação do relatorio de estagio
Apresentação do relatorio de estagioMiguel Farinha
 
Apresentação estágio supervisionado ii
Apresentação estágio supervisionado iiApresentação estágio supervisionado ii
Apresentação estágio supervisionado iifamiliaestagio
 
A IMPORTANCIA DO ENSINO DA ARTE PARA OS ALUNOS DA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉ...
A IMPORTANCIA DO ENSINO DA ARTE PARA OS ALUNOS DA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉ...A IMPORTANCIA DO ENSINO DA ARTE PARA OS ALUNOS DA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉ...
A IMPORTANCIA DO ENSINO DA ARTE PARA OS ALUNOS DA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉ...Vis-UAB
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoLena_md
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciaispedagogianh
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.renatalguterres
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.renatalguterres
 
ANÁLISE DOS RECURSOS DIDÁTICOS USADOS NAS AULAS DE ARTES NAS 5ª E 6ª SÉRIES D...
ANÁLISE DOS RECURSOS DIDÁTICOS USADOS NAS AULAS DE ARTES NAS 5ª E 6ª SÉRIES D...ANÁLISE DOS RECURSOS DIDÁTICOS USADOS NAS AULAS DE ARTES NAS 5ª E 6ª SÉRIES D...
ANÁLISE DOS RECURSOS DIDÁTICOS USADOS NAS AULAS DE ARTES NAS 5ª E 6ª SÉRIES D...Vis-UAB
 
Estágio supervisionado informática
Estágio supervisionado informáticaEstágio supervisionado informática
Estágio supervisionado informáticaKarina Rocha
 
Resultado da pesquisa como fazer um Relatório
Resultado da pesquisa como fazer um RelatórioResultado da pesquisa como fazer um Relatório
Resultado da pesquisa como fazer um RelatórioPedro Henrique
 

Destaque (20)

Estágio Supervisionado em Artes Visuais-3
Estágio Supervisionado em Artes Visuais-3Estágio Supervisionado em Artes Visuais-3
Estágio Supervisionado em Artes Visuais-3
 
Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio
 
Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!
 
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
 
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
 
Apresentação do relatorio de estagio
Apresentação do relatorio de estagioApresentação do relatorio de estagio
Apresentação do relatorio de estagio
 
Apresentação estágio supervisionado ii
Apresentação estágio supervisionado iiApresentação estágio supervisionado ii
Apresentação estágio supervisionado ii
 
A IMPORTANCIA DO ENSINO DA ARTE PARA OS ALUNOS DA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉ...
A IMPORTANCIA DO ENSINO DA ARTE PARA OS ALUNOS DA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉ...A IMPORTANCIA DO ENSINO DA ARTE PARA OS ALUNOS DA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉ...
A IMPORTANCIA DO ENSINO DA ARTE PARA OS ALUNOS DA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉ...
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observação
 
Artes atividades
Artes   atividadesArtes   atividades
Artes atividades
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
 
Cabanas
CabanasCabanas
Cabanas
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
 
ANÁLISE DOS RECURSOS DIDÁTICOS USADOS NAS AULAS DE ARTES NAS 5ª E 6ª SÉRIES D...
ANÁLISE DOS RECURSOS DIDÁTICOS USADOS NAS AULAS DE ARTES NAS 5ª E 6ª SÉRIES D...ANÁLISE DOS RECURSOS DIDÁTICOS USADOS NAS AULAS DE ARTES NAS 5ª E 6ª SÉRIES D...
ANÁLISE DOS RECURSOS DIDÁTICOS USADOS NAS AULAS DE ARTES NAS 5ª E 6ª SÉRIES D...
 
Otm artes
Otm artesOtm artes
Otm artes
 
Estágio supervisionado informática
Estágio supervisionado informáticaEstágio supervisionado informática
Estágio supervisionado informática
 
Relatório de Estágio Fundamental
Relatório de Estágio Fundamental Relatório de Estágio Fundamental
Relatório de Estágio Fundamental
 
Resultado da pesquisa como fazer um Relatório
Resultado da pesquisa como fazer um RelatórioResultado da pesquisa como fazer um Relatório
Resultado da pesquisa como fazer um Relatório
 

Semelhante a Relato da Prática Pedagógica _ Artes Visuais

Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)
Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)
Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)popi97
 
1ª voz 4ª publicação
1ª voz  4ª publicação1ª voz  4ª publicação
1ª voz 4ª publicaçãomariajoao2013
 
A ESTÉTICA NA OBRA DE HÉLIO MELO NO ACRE
A ESTÉTICA NA OBRA DE HÉLIO MELO NO ACREA ESTÉTICA NA OBRA DE HÉLIO MELO NO ACRE
A ESTÉTICA NA OBRA DE HÉLIO MELO NO ACREVis-UAB
 
Plano do dia 19 a 23 de fevereiro de 2018
Plano do dia 19 a 23 de fevereiro de 2018Plano do dia 19 a 23 de fevereiro de 2018
Plano do dia 19 a 23 de fevereiro de 2018Jorge Graciano
 
Semana da leitura pnl
Semana da leitura pnlSemana da leitura pnl
Semana da leitura pnlsilvateresa
 
Jornal2º edição 2011
Jornal2º edição 2011Jornal2º edição 2011
Jornal2º edição 2011ealice
 
Aval. Diagnóstica 6º ano - Português.docx
Aval. Diagnóstica 6º ano - Português.docxAval. Diagnóstica 6º ano - Português.docx
Aval. Diagnóstica 6º ano - Português.docxCaroline Assis
 
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010Nuno Quaresma
 
Plano de aula sagrada família, pop osj dez 2010
Plano de aula sagrada família, pop osj dez 2010Plano de aula sagrada família, pop osj dez 2010
Plano de aula sagrada família, pop osj dez 2010Nuno Quaresma
 
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010Projeto Oficina de Pintura
 
Boletim bib3
Boletim bib3Boletim bib3
Boletim bib3gracabib
 
Projetoportinari e a falta d'água.
Projetoportinari e a falta d'água.Projetoportinari e a falta d'água.
Projetoportinari e a falta d'água.Rosimeire Soares
 

Semelhante a Relato da Prática Pedagógica _ Artes Visuais (20)

Projeto 7 de setembro independência e arte
Projeto 7 de setembro   independência e arteProjeto 7 de setembro   independência e arte
Projeto 7 de setembro independência e arte
 
Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)
Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)
Onda de ideias 9 (newsletter verão de 2012)
 
1ª voz 4ª publicação
1ª voz  4ª publicação1ª voz  4ª publicação
1ª voz 4ª publicação
 
A ESTÉTICA NA OBRA DE HÉLIO MELO NO ACRE
A ESTÉTICA NA OBRA DE HÉLIO MELO NO ACREA ESTÉTICA NA OBRA DE HÉLIO MELO NO ACRE
A ESTÉTICA NA OBRA DE HÉLIO MELO NO ACRE
 
Plano do dia 19 a 23 de fevereiro de 2018
Plano do dia 19 a 23 de fevereiro de 2018Plano do dia 19 a 23 de fevereiro de 2018
Plano do dia 19 a 23 de fevereiro de 2018
 
Semana da leitura pnl
Semana da leitura pnlSemana da leitura pnl
Semana da leitura pnl
 
Jornal2º edição 2011
Jornal2º edição 2011Jornal2º edição 2011
Jornal2º edição 2011
 
Boletim be nº3[1]
Boletim be nº3[1]Boletim be nº3[1]
Boletim be nº3[1]
 
Jornal 3 EDIÇÃO
Jornal 3 EDIÇÃOJornal 3 EDIÇÃO
Jornal 3 EDIÇÃO
 
2ºedição 2017
2ºedição 20172ºedição 2017
2ºedição 2017
 
Revista 2
Revista 2Revista 2
Revista 2
 
Aval. Diagnóstica 6º ano - Português.docx
Aval. Diagnóstica 6º ano - Português.docxAval. Diagnóstica 6º ano - Português.docx
Aval. Diagnóstica 6º ano - Português.docx
 
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
 
Plano de aula sagrada família, pop osj dez 2010
Plano de aula sagrada família, pop osj dez 2010Plano de aula sagrada família, pop osj dez 2010
Plano de aula sagrada família, pop osj dez 2010
 
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
Plano De Aula Sagrada Familia Pop Osj Dez 2010
 
Plano de Aula Tarsila do Amaral
Plano de Aula Tarsila  do AmaralPlano de Aula Tarsila  do Amaral
Plano de Aula Tarsila do Amaral
 
Boletim bib3
Boletim bib3Boletim bib3
Boletim bib3
 
61
6161
61
 
Projetoportinari e a falta d'água.
Projetoportinari e a falta d'água.Projetoportinari e a falta d'água.
Projetoportinari e a falta d'água.
 
Provão 8° ano 1ºsem2016
Provão 8° ano 1ºsem2016Provão 8° ano 1ºsem2016
Provão 8° ano 1ºsem2016
 

Mais de Patrícia Fernanda da Costa Santos

Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...Patrícia Fernanda da Costa Santos
 

Mais de Patrícia Fernanda da Costa Santos (20)

V Cesta de Leitura _ Exposição de Painéis
V Cesta de Leitura _ Exposição de PainéisV Cesta de Leitura _ Exposição de Painéis
V Cesta de Leitura _ Exposição de Painéis
 
Acolhida - Educação de Jovens e Adultos
Acolhida - Educação de Jovens e AdultosAcolhida - Educação de Jovens e Adultos
Acolhida - Educação de Jovens e Adultos
 
Convite Festa de São João _ 2013
Convite Festa de São João _ 2013Convite Festa de São João _ 2013
Convite Festa de São João _ 2013
 
Convite ii
Convite iiConvite ii
Convite ii
 
Decreto nº 7.823 de 21 de março de 2013
Decreto nº 7.823 de 21 de março de  2013Decreto nº 7.823 de 21 de março de  2013
Decreto nº 7.823 de 21 de março de 2013
 
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
 
Apresentação iii cesta de leitura
Apresentação iii cesta de leituraApresentação iii cesta de leitura
Apresentação iii cesta de leitura
 
Ler é bom demais ....
Ler é bom demais ....Ler é bom demais ....
Ler é bom demais ....
 
Folder Cesta de Leitura
Folder Cesta de LeituraFolder Cesta de Leitura
Folder Cesta de Leitura
 
Apresentação _ Ler é bom demais!!!
Apresentação _ Ler é bom demais!!!Apresentação _ Ler é bom demais!!!
Apresentação _ Ler é bom demais!!!
 
Folder III Cesta de Leitura
Folder III Cesta de LeituraFolder III Cesta de Leitura
Folder III Cesta de Leitura
 
Atividades propostas - Projeto gêneros textuais na EJA
Atividades propostas - Projeto gêneros textuais na EJAAtividades propostas - Projeto gêneros textuais na EJA
Atividades propostas - Projeto gêneros textuais na EJA
 
Projeto - Os gêneros textuais na EJA
Projeto - Os gêneros textuais na EJAProjeto - Os gêneros textuais na EJA
Projeto - Os gêneros textuais na EJA
 
Apresentação _ 2ª Cesta de Leitura
Apresentação _ 2ª Cesta de LeituraApresentação _ 2ª Cesta de Leitura
Apresentação _ 2ª Cesta de Leitura
 
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, MarteloRuth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
 
Sistematização Dia Internacional da Mulher
Sistematização Dia Internacional da MulherSistematização Dia Internacional da Mulher
Sistematização Dia Internacional da Mulher
 
Homenagem ao dia internacional da mulher apresentação
Homenagem ao dia internacional da mulher   apresentaçãoHomenagem ao dia internacional da mulher   apresentação
Homenagem ao dia internacional da mulher apresentação
 
Ruth rocha marcelo marmelo martelo
Ruth rocha   marcelo marmelo marteloRuth rocha   marcelo marmelo martelo
Ruth rocha marcelo marmelo martelo
 
O homem que calculava _ Capítulo III
O homem que calculava _ Capítulo IIIO homem que calculava _ Capítulo III
O homem que calculava _ Capítulo III
 
Projeto Tangram _ Professor Inaldo Lopes
Projeto Tangram  _ Professor Inaldo Lopes Projeto Tangram  _ Professor Inaldo Lopes
Projeto Tangram _ Professor Inaldo Lopes
 

Relato da Prática Pedagógica _ Artes Visuais

  • 1. Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental Antônio Santos Coelho Neto RELATO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA ARTES VISUAIS Profº Ilson Roberto Morais Saraiva Praia da Penha – 2012
  • 2. RELATO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA Apesar de sermos indivíduos capazes de ler o mundo e criar a partir da leitura que fazemos, muitas vezes, nos acostumamos com o analfabetismo visual, parecendo ser a leitura da imagem um exercício desnecessário a vida, pois como popularmente se diz: “tá ali a vista”. Analisar e perceber a arte enquanto campo de conhecimento e expressão possibilita aos alunos comunicar seus pensamentos, ideias e sentimentos e com essa nova percepção estética influenciar e transformar o local onde vive, a comunidade e a escola. Esta forma de pensar a educação em artes visuais permitiu desenvolver as seguintes ações: CARNAVAL  A importância do carnaval na cultura popular, ritmos, alegorias e máscaras;  Confecção de cartazes e máscaras.
  • 3. A ESTÉTICA DAS COISAS  Aula expositiva (sem sala para executar o trabalho prático);  Projeção de data show, mostrando a transformação de objetos, possíveis restaurações, e releitura dos mesmos;  Observação do espaço que nos cerca, escola comunidade casa;  Reorganizar esteticamente estes espaços (registro fotográfico);  Observação: os canteiros onde seria feita a jardinagem, aproveitando reciclagem, não foi possível em função da reforma. COMO EU QUERO MINHA ESCOLA ESTETICAMENTE  Momento de reflexão sobre a construção e reforma da escola x construção do cidadão;  Arte na escola.
  • 4. CRIAÇÃO DA BANDEIRA DA ESCOLA – PROJETO MEMÓRIA E IDENTIDADE  Criação bandeira da Escola Antonio Santos Coelho Neto, trabalhando aspectos geográficos e Históricos que diferenciam a escola.  Estudo de elementos e estilização dos mesmos tais como: mar, sol, livros plantas etc. A criação da bandeira da escola deu-se primeiramente com o estudo dos símbolos e bandeiras do Brasil e de outros países, junto aos alunos das turmas do 5º, 6º, 7º e 9º. Na segunda etapa do projeto discutimos e pesquisamos sobre o que a Escola Antônio Santos Coelho Neto se diferencia das demais escolas: geograficamente, historicamente. Aproveitando as aulas anteriores sobre cor, simetria, espaço linhas e equilíbrio os alunos começaram a criação individual. Formamos uma comissão com professores envolvidos no processo e a direção da escola do desenho vencedor. Dentre os trabalhos produzidos ficaram três finalistas e o trabalho do aluno Bruno Alves Rêgo do 7ª ano A foi o símbolo escolhido.
  • 5. CONFECÇÃO DE PIGMENTOS NATURAIS  Confecção de pigmentos naturais extraídos de materiais orgânicos. Exemplo: café, argila, colorau, açafrão, etc.
  • 6.
  • 7. COMEMORAÇÃO DAS FESTAS JUNINAS  Ambientação criada por os alunos com foco na musica de Luiz Gonzaga (Olha pro céu meu amor);  Brincando São João com Higiene e cuidado ao meio ambiente;  Produção de cartazes, lixeiras temáticas.
  • 8.
  • 9.
  • 10. EXPOSIÇÃO DESCONSTRUINDO PRECONCEITOS E CULTIVANDO IGUALDADES  Instalação de arte e exposição de artistas envolvidos na campanha da UNICEF;  Entendimento da Declaração Universal dos direitos humanos;  Valorizações e respeito às diferenças;  Estudo e reflexão sobre a condição do negro e índios na sociedade, os aspectos positivos e negativos na história e nas leis.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16. Utilizando livros que abordam a temática sobre as diferenças étnicas: Felicidade não tem cor; Viva a diferença; Minha família é colorida e Ninguém é igual a ninguém, e após terem discutido e percebido que as pessoas são diferentes e que isso é positivo as crianças retrataram a si mesmos, ao outro e criaram personagens. Analisando os desenhos podemos notar que nos traços espontâneos da infância revelam as diferenças, mas não as colocam com ironia e sim trazem a personalidade e o respeito em cada.
  • 17. CONFECÇÃO DA ALEGORIA PARA O DESFILE DA PÁTRIA  Estabelecer a relação entre a imagem/objeto e o cotidiano dos alunos.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27. LINGUAGEM DO CINEMA  Como funciona a imagem no cinema x imagem nas artes visuais;  Este trabalho possibilitou ao aluno uma maior apreciação na construção da imagem e a mensagem nela envolvidas. VISITA AS EXPOSIÇÕES NATUREZA EXTREMA
  • 28. Artista: Frans krajcberg (individual)  Exibição de documentário sobre a vida e obra do artista  Aula expositiva sobre o tema da exposição (Arte e Meio Ambiente)
  • 29.
  • 30.
  • 31. PRODUÇÕES TEXTUAL – INTERDISCIPLINARIDADE COM LÍNGUA PORTUGUESA Aluno: Maurício Alexandre (Ciclo IV) Tema - O meio ambiente O nosso planeta está se acabando Se a gente não se cuidar, vamos acabar nos ferrando Com o aquecimento global, que com tudo vai acabando E a gente fica aqui com este calor tremendo Cai chuva, faz sol e a gente fica sofrendo Com o aquecimento global, que a cada dia vai crescendo Aluno: Jailson (Ciclo III) Tema - São João O dia de São João é dia de festa e de muita emoção
  • 32. É dia de festejar muito Neste São João é dia de comer bolo de milho e canjica com toda a família Neste São João vou brincar muito junto da minha família e amigos soltar fogos, dançar muito aquele arrasta-pé sem violência e seja o que Deus quiser! Aluna: Juliana Kalyne dos Santos (Ciclo III) Tema - A arte do absurdo I Venho agora prosar Em pequenos versos e poesias Se parar para pensar, posso até chorar De tanta alegria II Chegando a hora Os alunos animados - alunos do supletivo Aqueles que não teriam oportunidades E hoje voltaram arrependidos III Os professores conversam E explicam o significado Os alunos eufóricos E os professores maravilhados IV
  • 33. Foi na Estação Ciências, projetada na Paraíba Por um artista famoso: Oscar Niemeyer Usando toda a sua experiência Despertando curiosidades De toda sua sabedoria V Obra de arte não se explica Cada um tem uma teoria Às vezes não se entende Outras, não se imita A obra da vida vista Mas se tentar entender Aí é que complica VI Falo do escultor Que fez uma baleia Não sei bem se parece Aquela ilusão do escultor Não sei nem o que diria Olhando pelos olhos naturais Mas olhando pelos olhos da arte Posso até imaginar Uma baleia naquele lugar VII Entrando na estação Prefiro nem comentar As outras esculturas que tem por lá
  • 34. VIII Lá tem um imenso corredor Onde Krajcberg deixou inúmeras frases Em todas elas dizia a dor das queimadas IX Então assistiu-se o filme Que falava da sua vida Explicando não ser brasileiro Mas morar na Bahia X Nada se faz beleza Tudo é queimada da natureza Explicando com lamento Sofreu tanto na guerra Que retrata a dor e o sofrimento XI Mora em cima de uma árvore Extrai as cores do solo Com pau do mangue faz o acabamento De sua obra sem silêncio XII E tudo retrata a dor O fogo de uma natureza Antiga viva O vermelho é o sangue E o preto o luto
  • 35. Da natureza que clama XIII nada se explica Apenas a dor De ver a natureza Que Ra tão bonita Morrer no fogo e no calor XIV Essa dor é retratada Em seus restos mortais De uma vida que era pura Onde tudo se acabou XV Fotos e fatores Que do Brasil foi extraído Mas o país está em perigo Acabando- se no fogo E no desmatamento S.O.S. O Brasil corre perigo urgente XVI A parede trazia o fogo das queimadas do Brasil Onde se fez a arte E representou a dor Do estrangeiro
  • 36. Que o Brasil adotou XVII Com a arte do absurdo É um absurdo Brasil Vamos pensar direito E sermos mais gentis Não poluindo os rios Nem queimando as florestas Desempenhando um trabalho Com muita pressa XVIII Saindo da estação ciências De volta para casa Refletindo com paciência o fim do desmatamento e o adeus às queimadas XIX Diminuindo assim A arte do absurdo E inspirando aos artistas Uma bela alvorada O REI E O BAIÃO  Curador: Bené Fonteles. Exposição em homenagem aos 100 anos de Luiz Gonzaga, (coletiva).
  • 37.
  • 38.
  • 39. PEÇAS ÍNTIMAS  Curador: Ilson Moraes (coletiva)  Tema - Relação objeto e ser humano: o consumismo e a memória das coisas.  Estas visitações tem grande importância na formação dos (as) alunos (as), pois despertam o senso crítico e estético; aguçam outras possibilidades de ver o mundo; e, percebem que estes espaços são públicos, aberto a todas as pessoas. DEPOIMENTOS DOS ALUNOS E DAS ALUNAS Aluna: Juliana Pereira da Silva (Ciclo IV) Tema – Visita as exposições Eu acho muito importante a visitação das exposições pelos grupos da escola. Eu acho que é importante para o nosso conhecimento. Essa visita à exposição passou a ser um
  • 40. dia de aula diferente, uma aula que não escrevemos apenas e observamos as imagens e as obras de artes. É muito importante para conhecermos um pouco mais da história. Eu achei importante o professor ter nos dado esta oportunidade de aumentar o nosso conhecimento. A exposição é muito interessante. Obrigada professor pela oportunidade. Aluna: Eliane Rosendo da Silva (Ciclo III) Tema – Visita a exposição do professor Ilson (Artes) Eu gostei muito da exposição porque ali tem umas esculturas e a que mais me chamou a atenção foi a do cadeado que estava fechado e depois ele apareceu aberto ali. Lembrei-me da minha vida de casada eu parecia uma prisioneira eu não tinha vida “algunha” parecia um vegetal. Quando eu vi aquele cadeado aberto, imaginei como eu vivo hoje em dia livre sem ninguém me dando ordem, nem me humilhando, nem sendo “xingada”. Quando me separei fiquei feliz por que já sofri muito. Então quando eu vi aqueles dois quadros eu lembrei logo da minha vida. Aluna: Thayná da Silva Lima (Ciclo III) Tema – Visita as exposições Eu achei uma experiência muito boa na Estação Ciências. Eu fui com minha turma. O bom é que as pessoas vão conhecer as histórias do Brasil. Eu fiquei pensando no quadro que eu vi com uma maçã normal, outra mordida e uma podre. A estátua com vidro no meio do peito, muitas coisas surpreendem só basta uma força de vontade. O professor explica bem porque tem uns que são muitos chatos. Eu adorei os trabalhos que Frans Krayberg fazia com restos de madeiras. Tem calor por isso ele gostava para trabalhar, mas também tem outros com trabalhos diferentes se eu for contar vai ser um livro. Aluna: Ednalva Maria da Silva (Ciclo II) Tema – Visita as exposições
  • 41. O que eu gostei mais foi o passeio para Estação Ciências. Um incentivo para os alunos conhecerem um pouco mais de Artes. Para mim foi muito bom conhecer um professor artista. As historias e sentimentos emoções de vidas. Os quadros muitos bonitos que falam dos sentimentos do artista que ele nos passa. É muito bom sentir. Aluno: Jailson Freire dos Santos (Ciclo III) Tema – Acontecimento que marcou a minha vida Quando era pequeno aconteceram-me muitas coisas na minha vida, não só na minha, mas também com a dos meus cinco irmãos. Meus pais não tinham trabalho, meu pai vivia de bico, nós não podíamos pedir nada porque sabíamos que ele não poderia nos dar, mas mesmo assim reconhecemos todo o esforço que fez por nós. O que eu mais queria ele não podia me dar que era uma bicicleta por falta de dinheiro. Porque na naquela época era difícil arrumar trabalho. Então isso marcou muito a minha vida uma história que nunca vou esquecer. Aluna: Rosina de Oliveira (Ciclo III) Tema - Acontecimento que marcou a minha vida A minha vida no passado era muito triste. Eu morava numa casa de taipa, passava muita dificuldade muita fome, até lixo já catei fui muito humilhada. Um dia, eu trabalhando quase fui violentada, mas graças a Deus fui abençoada. Hoje, minha vida melhorou muito. Sou casada, tenho cinco filhos tenho duas casas, um terreno enorme não passo mais fome hoje sou uma pessoa realizada e feliz “Graças a Deus.” Apenas queria melhorar minha vida de casada. Aluna: Juliana Kalyne dos Santos (Ciclo III) Tema – Acontecimento que marcou minha vida Bem, nasci na capital e me criei também, mas tenho um símbolo encantador é o primeiro fusca branco que meu pai comprou. Quando chegou em casa não foi diferente dos dia habituais. É que ele já havia tido outros carros, o que mais marcou foi à ideia que ele teve de irmos até o interior para inaugurar e nos reunirmos para ir até o sítio do meu tio em Araçagi. Foi uma aventura inesquecível. Conheci um lugar totalmente pré-histórico, não havia água encanada, nem energia. E para chegar lá tinha que atravessar um rio a nado e para isso tinha atravessador. Fogo
  • 42. de lenha, panela de barro, água de quartinha, leite tirado da vaca e luz de lampião. Nossa! Foi demais saber que existia completamente o oposto da minha realidade. Tudo isso marcou a minha infância graças ao fusca branco.