Atletismo
Trabalho realizado por: Patrícia Morais
T3E
Introdução;
História e evolução do atletismo;
Habilidades motoras;
Corrida de resistência;
Corrida de velocidade;
Corrida ...
A origem do Atletismo está relacionada com a própria
origem do ser humano que, por necessidade, defesa ou até
prazer, já c...
Os acontecimentos desportivos vêm sendo organizados desde há quase
três mil anos. O Atletismo é a forma mais antiga de um ...
No início da corrida, os corredores costumavam cavar uns orifícios no
chão para terem algo que os impulsionasse no começo ...
Atos motores que surgem dos movimentos da vida diária
do ser humano e dos animais, expressa um grau de
qualidade de coorde...
A corrida de resistência é um tipo de corrida que nos leva a
aumentar a nossa resistência, sendo executada por longos
perí...
As corridas de velocidade incluem distâncias curtas (100m,
200m ou 400m) e o objectivo de todas
elas é, partindo de uma po...
Uma das modalidades atléticas mais excitantes é a corrida
de estafetas, constituindo, com frequência, o ponto alto das
com...
Um dos factores mais importantes no salto em altura é o
material em que os atletas têm que aterrar. Até princípios
da déca...
Em todos os Jogos Olímpicos, é sempre no Atletismo
que se atingem os momentos mais altos e de maior
impacto mediático. É t...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atletismo

8.409 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.409
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
481
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atletismo

  1. 1. Atletismo Trabalho realizado por: Patrícia Morais T3E
  2. 2. Introdução; História e evolução do atletismo; Habilidades motoras; Corrida de resistência; Corrida de velocidade; Corrida de estafetas; Salto em altura; Conclusão Índice
  3. 3. A origem do Atletismo está relacionada com a própria origem do ser humano que, por necessidade, defesa ou até prazer, já corria, saltava ou lançava. Depois, os diferentes povos foram inventando formas variadas e competitivas de corridas, saltos e lançamentos com diversas finalidades: preparação para a guerra, agradecimento aos deuses e homenagem aos heróis desaparecidos. Nos nossos dias, o Atletismo é uma modalidade desportiva que engloba várias disciplinas, como corridas, marchas, saltos, lançamentos e provas combinadas. Introdução
  4. 4. Os acontecimentos desportivos vêm sendo organizados desde há quase três mil anos. O Atletismo é a forma mais antiga de um desporto organizado. Na realidade, trata-se de uma mistura de vários desportos, que engloba as corridas, os saltos e os lançamentos, vem dos tempos de outrora em que correr, saltar e lançar eram encarados como uma aprendizagem vital na caça e na guerra. Nos originários antigos jogos em Olímpia, os corredores usavam elmo e escudo. Nos primeiros jogos de que há registo efectuados na Grécia, em 776 a.C., existiu apenas uma prova, a corrida no estádio. O número de modalidades e a extensão dos jogos foi aumentando gradualmente. Hoje, a corrida, o salto e os lançamentos têm uma posição destacada no mundo do desporto. O atletismo é um desporto de alta competição que continua a dar imenso prazer a quem o pratica. História e evolução do atletismo
  5. 5. No início da corrida, os corredores costumavam cavar uns orifícios no chão para terem algo que os impulsionasse no começo da corrida. Hoje, os adeptos dos 100 m , 200 m e 400 m servem-se de blocos de partida, para terem uma base mais sólida que lhes permita fazer força no arranque. Os blocos têm de estar presos à pista e estão providos de bicos pequenos nas arestas para se ter a certeza de que não danificarão a superfície daquela. Os blocos podem estar ligados a um aparelho que detecta se um pé largou o bloco antes do tiro de partida, em menos de 0,1 segundos, o que serve para concluir se algum atleta fez uma partida falsa. A posição das mãos, ao aviso “ todos aos seus lugares “ devem estar atrás da linha de partida, a formar uma ponte entre o polegar e os restantes dedos da mão - não se deve apoiar a palma da mão na pista. Na preparação para a corrida o estado psicológico de um atleta é tão importante como a sua condição física. História e evolução do atletismo
  6. 6. Atos motores que surgem dos movimentos da vida diária do ser humano e dos animais, expressa um grau de qualidade de coordenação de movimentos. Habilidades motoras
  7. 7. A corrida de resistência é um tipo de corrida que nos leva a aumentar a nossa resistência, sendo executada por longos períodos de tempo utilizando o metabolismo aeróbico. No grupo dos primatas, o ser humano é o único animal que apresenta tal capacidade. Assim, apesar dos homens estarem, filogeneticamente, no grupo dos primatas, em relação a sua aptidão à corrida de resistência, eles podem ser comparados a animais cursoriais, conhecidos como excelentes corredores. Corrida de resistência
  8. 8. As corridas de velocidade incluem distâncias curtas (100m, 200m ou 400m) e o objectivo de todas elas é, partindo de uma posição agachada nos blocos de partida, percorrer a distância definida o mais rapidamente possível. Estas corridas são constituídas por quatro fases fundamentais: partida, aquisição de velocidade, manutenção de velocidade e perda de velocidade Corrida de velocidade
  9. 9. Uma das modalidades atléticas mais excitantes é a corrida de estafetas, constituindo, com frequência, o ponto alto das competições importantes, como os Jogos Olímpicos, e sendo, habitualmente, a última das provas. Ao contrário da maioria das outras, esta é uma prova de equipa, em que quatro corredores fazem um determinado trajecto. Cada corredor é escolhido por ter um mérito especial. O mais rápido actua na primeira posição, os mais potentes ocupam a segunda e a última, e o melhor a descrever curvas actua em terceira. O primeiro passa ao segundo um testemunho, e assim sucessivamente. As principais provas são 4x100 m e 4x400 m. Corrida de estafetas
  10. 10. Um dos factores mais importantes no salto em altura é o material em que os atletas têm que aterrar. Até princípios da década de 60, caíam sobre areia e, por conseguinte eram forçados a servir-se de uma técnica de salto que lhes garantisse uma queda incólume. O aparecimento de uma área de espuma, permitiu aos atletas concentrarem-se na passagem sobre a fasquia. Tal como o salto em comprimento e o triplo salto, o salto em altura tem quatro fases: corrida de balanço, chamada, passagem da fasquia e queda ou aterragem. Salto em altura
  11. 11. Em todos os Jogos Olímpicos, é sempre no Atletismo que se atingem os momentos mais altos e de maior impacto mediático. É talvez a modalidade desportiva onde o ideal olímpico corresponde perfeitamente aos objectivos da própria modalidade - CITIUS, ALTIUS, FORTIUS - mais rápido, mais alto, mais forte. De facto, o que se procura é chegar em primeiro, ser mais veloz, chegar mais alto e mais longe e ainda aguentar melhor as dificuldades das provas, ser mais forte. Conclusão

×