Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas

1.462 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.462
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
193
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas

  1. 1. Interatividade
  2. 2.   Na década de 1920, estava aumentando a sociedade burguesa, só que muito descontente pelo motivo da política econômica do governo ser voltada para as oligarquias cafeeiras. O governo dava atenção somente a agro exportação e não a Industria interna.
  3. 3.   Os principais motivos foram a quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque. O descontentamento e revolta da classe operaria e burguesa e das fortes revoltas tenentistas e o fim da alternância entre os estados de Minas Gerais e São Paulo.
  4. 4.  Foram uma serie de levantes militares ocorrido no Brasil, principalmente os 18 do Forte de Copacabana que ocorreu em janeiro de 1922 no estado do Rio.  Outro importante movimento tenentista foi a Coluna Prestes.
  5. 5.  União entre as Oligarquias políticas do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraíba, lançando a candidatura de Getúlio Vargas para presidente da República e João Pessoa para vice.
  6. 6.   A tomada do poder empreendida por Getúlio Vargas ficou conhecido como a Revolução de 1930. Quando Getúlio assume o poder ele centraliza a política em suas mãos, ou seja, ele era quem comandava o poder Executivo e Legislativo, passando a governar o país por meio de decreto-lei.
  7. 7.   A Revolução Constitucionalista foi a revolta das Oligarquias políticas paulista que lutaram para que Vargas elaborasse uma nova constituição. Com a constituição de 1934, foi criado a Justiça do Trabalho, jornada de trabalho de 8 horas diárias e o salário mínimo. Nas eleições o voto passou ser direto e as mulheres também poderiam votar, embora analfabetos e soldados continuassem excluídos.
  8. 8.  A Aliança Nacional Libertadora era formada por comunistas e por outros grupos políticos que, também eram contrários ao fascismo, nazismo, imperialismo e aos grandes fazendeiros, a ANL defendia um governo popular de economia estatal, o presidente do Partido ANL era Luis Carlos Prestes, mas logo depois Getúlio Vargas decretou que a ANL era ilegal.
  9. 9.  Nas campanhas eleitorais de 1937, Vargas estava fazendo de tudo para permanecer na presidência e um suposto plano para implantar o comunismo no Brasil, conhecido como Plano Cohem, permitiu criar uma atmosfera de insegurança no país.
  10. 10.  A constituição de 1937, apelidada de Polaca, reforçava o poder pessoal do presidente, aumentando os poderes do governo federal e reduzindo a autonomia dos governos estaduais. Muitos elementos da Polaca foram inspirados na constituição do governo fascista italiano.
  11. 11.   No governo de Vargas o Brasil deixou de ser uma economia essencialmente agrária e exportadora, pois foram criadas muitas industrias e foram abertas linhas de créditos tanto para o setor industrial como rural. No setor industrial, também houve controle do governo na produção de minérios e de fontes de energia. Foram criados o Conselho Nacional de Petróleo, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a mineradora Vale do Rio Doce.
  12. 12.  A CLT foi criada em 1943, estabelecendo o Salário mínimo, férias remuneradas, jornada de trabalho de oito horas diárias, pagamento de horas extras e descanso semanal remunerado, além de leis específicas para mulheres e jovens trabalhadores, criação da carteira de trabalho.
  13. 13. CARTEIRA DE TRABALHO E PREVIDÊNCIA SOCIAL
  14. 14.   Getúlio Vargas era populista, agradava toda população brasileira. Vargas era considerado “pai dos pobres e mãe dos ricos” ( tentava agradar todas as camadas sociais).
  15. 15. Vargas com as mãos sujas de petróleo. Inauguração da Petrobras.
  16. 16. Presidente Lula. Lula populista, assim como era Getúlio Vargas.
  17. 17. Lula. Presidente Lula em um ato populista.
  18. 18. Getúlio Vargas
  19. 19.   Em 1923 foi fundada a primeira estação de rádio no Brasil, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, que inaugurou a era da comunicação de massa no país. Com Vargas no poder o Radio deixou de ter apenas a função de educativa e passou a ser utilizado como entretenimento.
  20. 20.  As principais emissoras desse período se localizavam nas cidades de São Paulo – Rádio Record e Rádio Tupi – e do Rio de Janeiro – Rádio Mayrink Veiga e Rádio Nacional. A programação era bastante variada: havia programas de música, de humor, de calouros, radionovelas e noticiários.
  21. 21.   Conforme o rádio foi se popularizando, alguns artistas passaram a fazer grandes sucesso entre os ouvintes de todo o país. Francisco Alves, Lamartine Babo, Adoniran Barbosa, Araci de Almeida e Dava de Oliveira são exemplos de artistas que ficaram muito conhecidos a partir da década de 1930. Uma dessas artistas que fez muito sucesso não só no Brasil mas também nos EUA, foi Carmen Miranda, filha de imigrantes portugueses.
  22. 22. Francisco Alves.
  23. 23. Lamartine Babo
  24. 24. Adoniran Barbosa
  25. 25. Araci de Almeida
  26. 26. Dalva de Oliveira
  27. 27. Carmen Miranda.
  28. 28.   Em 1939, Getúlio Vargas assinou um decretolei que criou o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP), órgão do governo responsável por fiscalizar as emissoras de rádio. As rádios que tentassem difamar a política de Vargas eram fechadas, e muitas rádios o governo encampou e foram nacionalizadas e serviam para fazer propaganda da política getulista.

×