GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 1
Dubai, 01/06/2014
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
Por Patrícia ...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 2
O Sentido da Dor
A dor não só e...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
ANDREI MOREIRA
Médico homeopata,
escritor, presidente
da Associação
Médic...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
4
FRANCISCO DE MENEZES DIAS DA CRUZ (1853-1937)
Em 1885, pronuncia na Fed...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
5
FRANCISCO DE MENEZES DIAS DA CRUZ (1853-1937)
Em 1926 foi realizado o 1...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 6
Bezerra de Menezes tinha a funç...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 7
Durante sua passagem na Terra f...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
8
No roteiro do progresso em direção a angelitude e à
integração em Deus,...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
9
A dor então se faz presente qual ácido corroendo a estrutura
enrijecida...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
10
O espiritismo, apresentando a força das potências da alma
como recurso...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
11
Sendo a saúde a “real conexão criatura Criador” cumpre
auxiliar o enfe...
Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5
GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 12
O Sentido da Dor
Aceita o conv...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cura jun 2014

564 visualizações

Publicada em

Reunião Pública GECD – DUBAI
Blog. http://espacodespertar.blogspot.com
Transmissão via: www.livestream.com - Grupo GECD

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
148
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cura jun 2014

  1. 1. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 1 Dubai, 01/06/2014 Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 Por Patrícia Farias
  2. 2. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 2 O Sentido da Dor A dor não só expurga, mas também revela, por meio da luz do entendimento, o que acontece conosco. Quando se intensificam as pressões em nossa vida, é indício de que algo necessita ser reconhecido na intimidade, revelado com urgência aos tribunais da consciência. Diz o espírito Ermance Dufaux pela psicografia de Wanderley Oliveira:
  3. 3. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 ANDREI MOREIRA Médico homeopata, escritor, presidente da Associação Médico-Espírita de Minas Gerais (Amemg), desde 2007. AUTOAMOR E OUTRAS POTÊNCIAS DA ALMA “Dois médicos, dois olhares, dois planos da vida, quatro mãos, unidos fraternalmente à procura do auto-conhecimento. Raciocínio e sentimento mergulhados no infinito oceano do Evangelho”. HAROLDO DUTRA DIAS DA CRUZ Médico homeopata, presidiu o Instituto Hahnemaniano do Brasil e a Federação Espírita Brasileira em 1890.
  4. 4. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 4 FRANCISCO DE MENEZES DIAS DA CRUZ (1853-1937) Em 1885, pronuncia na Federação Espírita Brasileira a sua primeira conferência, Em 1890, em substituição ao Dr. Bezerra de Menezes, foi, então, o Dr. Dias da Cruz, que anteriormente ocupava a vice-presidência, eleito presidente da Federação Espírita Brasileira, cargo que exerceu com devotamento até os primeiros dias de 1895. Medicina da Alma Os “Anais de Medicina Homeopática”, cuja publicação fora interrompida em 1884, reapareceram em Janeiro de 1901, devido aos esforços do “mais puro dos homeopatas brasileiros”. Possuidor de enorme clínica, o Dr. Dias da Cruz não fugia aos deveres da caridade, dando, assim expansão aos seus sentimentos humanitários. Homem de grande e invulgar cultura, deixou riquíssima biblioteca. Estudioso desde a infância, preocupou-se com a ciência homeopática e, mais tarde, diante de provas irrefutáveis tornou-se espírita dos mais caridosos e evangélicos. Sob a sua presidência foram iniciados os trabalhos de socorro material e espiritual da Assistência aos Necessitados, que até hoje constituem o cerne dos serviços cristãos prestados pela Federação Espírita Brasileira .
  5. 5. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 5 FRANCISCO DE MENEZES DIAS DA CRUZ (1853-1937) Em 1926 foi realizado o 1º Congresso Brasileiro de Homeopatia, sob a presidência do Dr. Dias da Cruz. Propagandista dos mais convictos e autorizados, possuidor de excelente cultura médica, mestre reconhecido pela sua proficiência, com vasta clínica em que abundaram notabilíssimas curas, constituiu ele, por mais um século, "um dos grandes marcos no progresso da Homeopatia no Brasil”. Medicina da Alma Fundada em 1912, a Faculdade Hahnemaniana, colaborou na organização dos programas de ensino, no qual lecionou a cadeira da Farmacologia e, mais tarde, a 1ª cadeira de Matéria Médica, constituindo-se em verdadeiro mestre de toda uma nova geração. Dizem os seus contemporâneos que o cumprimento do dever era quase que sagrado para o Dr. Dias da Cruz. Como professor, jamais deixou de comparecer à hora certa em suas aulas. Como clínico no Hospital Hahnemaniano, não se fazia esperar pelos doentes . “Eis em síntese, a brilhante personalidade daquele que dignificou o Espiritismo e a Homeopatia no Brasil”. WANTUIL, Zêus. Grandes Espíritas do Brasil. FEB, 1ª edição. RJ
  6. 6. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 6 Bezerra de Menezes tinha a função de médico no mais elevado conceito, por isso, dizia ele: "Um médico não tem o direito de terminar uma refeição, nem de perguntar se é longe ou perto, quando um aflito qualquer lhe bate à porta. O que não acode por estar com visitas, por ter trabalhado muito e achar- se fatigado, ou por ser alta hora da noite, mau o caminho ou o tempo, ficar longe ou no morro, o que sobretudo pede um carro a quem não tem com que pagar a receita, ou diz a quem lhe chora à porta que procure outro - - esse não é médico, é negociante de medicina, que trabalha para recolher capital e juros dos gastos de formatura. Esse é um desgraçado, que manda para outro o anjo da caridade que lhe veio fazer uma visita e lhe trazia a única espórtula que podia saciar a sede de riqueza do seu Espírito, a única que jamais se perderá nos vaivens da vida."
  7. 7. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 7 Durante sua passagem na Terra ficou conhecido como o médico dos Pobres, o unificador do Espiritismo, o Apóstolo do Espiritismo, o Kardec brasileiro. Bezerra de Menezes desencarnou no dia 11 de Abril de 1900. Nas últimas semanas de vida, centenas de pessoas visitaram o médico para agradecer o auxílio recebido. Nosso irmão ainda continua trabalhando em prol da caridade. Por diversas vezes seu Espírito se manifestou através de alguns médiuns como Divaldo Franco, Chico Xavier, Yvone do Amaral.
  8. 8. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 8 No roteiro do progresso em direção a angelitude e à integração em Deus, o Espírito amadurece de acordo com as sensibilizações da jornada, consoante ao nível evolutivo em que se encontra e os vínculos espirituais a que faz jus. O Amor se apresenta desde o primeiro momento como a meta e instrumento do progresso Cap. V - SOFRIMENTO E DOR EVOLUÇÃO No entanto há trechos na jornada que o ser se mostra refratário a sensibilização pelo amor, enrijecendo-se nos conteúdos culturais e sociais específicos, Requisitando da vida experiências mais fortes que o sensibilize para o que o amor cumpra seu papel educativo e ordenador.
  9. 9. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 9 A dor então se faz presente qual ácido corroendo a estrutura enrijecida no psiquismo e corpo físico, fazendo com que a alma se abra para a realidade do eterno bem. Aqueles que observam com superficialidade a experiência humana somente encontram perdas, destruição e sofrimento onde a dor cumpre o papel de educador a serviço do amor maior. Cap. V - SOFRIMENTO E DOR EVOLUÇÃO Certamente para que esse papel se cumpra há que se aproveitar a dor permitindo-se a transformação interior. Assim o Espírito alterna estágios de sofrimento com dor evolução, momento em que aproveita o aprendizado necessário com instantes autopunitivos em que se demora estacionado na negação a requisitar da vida e do outro a salvação para sua dificuldades internas.
  10. 10. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 10 O espiritismo, apresentando a força das potências da alma como recurso de elevação e discernimento, sensibilidade e conquista íntima, possibilita ao ser o acesso ao conhecimento que instrui e a sensibilização que transforma a fim de que A DOR E O AMOR cumpram seus papéis na vida do homem, aproximando-o do Pai por meio da aproximação do irmão ao qual deve aprender também a respeitar com sacralidade e honra, por serem todos filhos de Deus, expressão perfeita do amor igualmente perfeito do Pai. Cap. V - SOFRIMENTO E DOR EVOLUÇÃO
  11. 11. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 11 Sendo a saúde a “real conexão criatura Criador” cumpre auxiliar o enfermo a se reconectar com o bem que há em si revitalizando as forças e os valores das atitudes alheias para reconhecer as possibilidades de realização em favor de si mesmo e do mundo a partir do autoencontro Tal movimento de libertação só é possível quando a alma passa a olhar a si e aos outros com o olhar de amor do Criador do momento primeiro, guardando na alma a certeza do amor primordial que estruturou a vida. Cap. VI – AMOR FONTE DA VIDA Palestra Andrei Moreira Miami, Set 2013 Minuto 01:21:00 a 1:36:22hs https://www.youtube.com/watch?v=dKo-tqmuLdY
  12. 12. Doenças e curas - sob a ótica Espírita – Parte 5 GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 12 O Sentido da Dor Aceita o convite da vida e busca na ORAÇÃO e na educação de teus potenciais as medicações inadiáveis para teu progresso. Quando há pressão para descobrir as trevas é porque a luz de nossas conquistas irradia na profundidade da alma um apelo de progresso inadiável. Diz o espírito Ermance Dufaux pela psicografia de Wanderley Oliveira:

×