Infeções Sexualmente Transmissíveis
Projeto Educação e Saúde
Ano letivo 2014/2015
Soluções IST
Escola
Secundária de
Caldas...
Introdução
 No âmbito da disciplina de AIB foi-nos proposto a
realização de um trabalho onde abordássemos de
uma forma ge...
O que são?
As IST, ou infecções sexualmente transmissíveis,
são doenças contagiosas cuja forma mais frequente de
transmiss...
Quais conheces?
 HERPES
GENITAIS
 VÍRUS DO PAPILOMA HUMANO -
HPV
Todas têm soluções?
Infelizmente nem todas têm soluções, mas todas
têm um tratamento, que permite retardar o
desenvolvimen...
SIDA
• Tem solução?
Sim Não
• Porém possui um tratamento que permite retardar o
avanço da doença através de medicamentos a...
Curiosidade
0
200
400
600
800
1000
1200
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2206
2007
2008
2009
2010
2011
2012
2013
Número de pe...
HEPATITE B
• Tem solução?
Sim Não
• Caso seja Hepatite B aguda: Não tem um tratamento
especifico.
• Caso seja Hepatite B c...
HERPES GENITAIS
• Tem solução?
Sim Não
• Mas existe um tratamento que a impede de causar
complicações mais graves e que se...
VÍRUS DO PAPILOMA HUMANO
HPV
• Tem solução?
Sim Não Depende
O vírus do HPV afeta um órgão desenvolvendo um
cancro, por iss...
GONORREIA
• Tem solução?
Sim Não
• Por se tratar de uma infeção bacteriana, pode ser
tratada com antibióticos.
CLAMÍDIA
• Tem solução?
Sim Não
• A clamídia é uma infeção causada por bactérias
muito semelhante à gonorreia, por isso ta...
INFEÇÕES POR
TRICOMONAS
• Tem solução?
Sim Não
• O metronidazol e o tinidazol são as duas opções de
tratamento destas infe...
SÍFILIS
• Tem solução?
Sim Não
• O tratamento mais adequado é a penicilina, uma
única injeção já é o suficiente para imped...
Mas melhor que a solução é a
PREVENÇÃO!
FIM
 Carlos Gonçalves, nº7, 12ºB:
 Jorge Oliveira, nº17, 12ºB:
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Soluções Infeções Sexualmente Transmissíveis

356 visualizações

Publicada em

Trabalho onde abordamos as soluções para as infeções sexualmente transmissíveis mais comuns.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
356
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • CARLOS
  • Ficar escondido o texto e deixar que alguém responda.
    Dizer: As IST, ou infecções sexualmente transmissíveis, são doenças contagiosas cuja forma mais frequente de transmissão é através das relações sexuais (vaginais, orais ou anais).

    JORGE
  • Esconder ate que o
    publico diga 3 ou 4
    CARLOS
  • JORGE
  • A sida não tem solução, mas tem um tratamento que permite retardar o seu avanço melhorando a qualidade de vida das pessoas com esta infeção. Estes medicamentos eliminam quase na totalidade o vírus, mas ainda pode
    Todos devemos fazer o teste do VIH, se tivemos um comportamento de risco, que passa por relações sexuais desprotegidas, partilha de seringas ou outro objeto cortante ou contacto de sangue de outra pessoa.
    CARLOS
  • Por análise deste gráfico conseguimos perceber que a tendência de pessoas portadoras de SIDA tem vindo a diminuir.
    Devido a mais in
    formação, campanhas de sensibilização, aumento da educação da população …
    JORGE
  • Se soubermos que fomos infetados pelo vírus da Hepatite B, imediatamente temos de falar com o médico e se ainda tivermos dentro das 24h podemos levar uma injeção que impede o desenvolvimento da doença.
    Hepatite B aguda – mas pode se tomar um comprimidos para diminuir quaisquer sintomas.
    Hepatite B crôncia – medicamentos antivirais que irão eliminar na totalidade os vírus.
    CARLOS
  • Ainda não há cura para herpes genital, mas o tratamento pode ajudar a evitar a recorrência da doença e impedir que ela cause complicações mais graves e que se espalhe pelo corpo. Acompanhamento médico pode, também, agir para amenizar os sintomas e para não transmitir herpes para outras pessoas.

    O tratamento é feito basicamente por meio de medicamentos antivirais, que aliviam a dor e o desconforto causados durante uma crise, curando as lesões com maior rapidez.
    JORGE
  • Existem várias formas de tratamento, mas o objectivo de qualquer um deles é destruir o tecido infectado.
    No caso de estar perante um carcinoma do colo do útero, o acompanhamento médico é especialmente importante, uma vez que os tratamentos aplicados são mais específicos e rigorosos. No tratamento desta neoplasia estão indicadas terapias multidisciplinares envolvendo a Cirurgia, a Radioterapia e a Quimioterapia.





    Foram desenvolvidas duas vacinas contra os tipos de HPV mais presentes no câncer de colo do útero: a vacina bivalente e a vacina quadrivalente. Essas vacinas, na verdade, previnem contra a infecção por HPV

    A vacina do HPV funciona estimulando a produção de anticorpos específicos para cada tipo de HPV. A proteção contra a infecção vai depender da quantidade de anticorpos produzidos pelo indivíduo vacinado, a presença destes anticorpos no local da infecção e a sua persistência durante um longo período de tempo.

    CARLOS
  • JORGE
    O tratamento da gonorreia é simples, sendo feito da mesma maneira para homens e mulheres. Atualmente indica-se o tratamento com dose única de antibiótico, mas os efeitos colaterais podem ser maiores. Mas a cura desta infeção tem um sucesso de 99%. O parceiro deve ser sempre investigado e tratado. Indica-se abstinência sexual até que todos os sintomas desapareçam.
    Todos os parceiros sexuais do paciente com gonorreia devem ser contatados e examinados para evitar futuras transmissões da doença.
  • Por ser causada por uma bactéria, o tratamento de clamídia é feito à base de antibióticos. O médico dirá por quanto tempo você deve tomar o medicamento e quantas vezes ao dia.
    Se você tem clamídia, seu parceiro ou parceira também deve realizar os exames para diagnosticar a doença e, se der positivo, o tratamento ministrado será o mesmo – mesmo que ele ou ela não tenha manifestado quaisquer sintomas.
    O tratamento de clamídia não garante imunidade para a doença. Ou seja, se não houver o devido cuidado, ela pode retornar.
    CARLOS
  • O tratamento mais comum para tricomoníase, inclusive durante a gravidez, é tomar uma dose alta de metronidazol ou tinidazol. O medicamento ministrado por via oral é muito mais eficaz para tricomoníase que a inserção de um creme ou gel no órgão sexual, tem cerca de 90% de sucesso de cura.
    Tanto o paciente quanto os parceiros e parceiras sexuais precisam de tratamento e evitar ter relações sexuais desprotegidas até que a infecção seja curada, o que leva cerca de uma semana.
    Como a taxa de sucesso é muito alta, se os sintomas desaparecerem não é preciso repetir exames para se confirmar a cura.
    JORGE
  • Quando diagnosticada precocemente, a sífilis não costuma causar maiores danos à saúde e o paciente costuma ser curado rapidamente.
    O tratamento preferido dos médicos é feito à base de penicilina, um antibiótico comprovadamente eficaz contra a bactéria causadora da doença. Uma única injeção de penicilina já é o bastante para impedir a progressão da doença, se não for no primeiro ano é preciso mais do que uma injeção. Apos 1 ano tem de fazer de novo exames para comprovar que não tem a infeção
  • Soluções Infeções Sexualmente Transmissíveis

    1. 1. Infeções Sexualmente Transmissíveis Projeto Educação e Saúde Ano letivo 2014/2015 Soluções IST Escola Secundária de Caldas das Taipas Disciplina: AIB Professor: Daniel Soares
    2. 2. Introdução  No âmbito da disciplina de AIB foi-nos proposto a realização de um trabalho onde abordássemos de uma forma geral as soluções das infeções sexualmente transmissíveis.
    3. 3. O que são? As IST, ou infecções sexualmente transmissíveis, são doenças contagiosas cuja forma mais frequente de transmissão é através das relações sexuais (vaginais, orais ou anais).
    4. 4. Quais conheces?  HERPES GENITAIS  VÍRUS DO PAPILOMA HUMANO - HPV
    5. 5. Todas têm soluções? Infelizmente nem todas têm soluções, mas todas têm um tratamento, que permite retardar o desenvolvimento da mesma, melhorando a qualidade de vida da pessoa infetada. ATENÇÃO: A nossa definição de solução é quando o agente causador da IST é eliminado por completo do organismo e impedindo assim a sua transmissão.
    6. 6. SIDA • Tem solução? Sim Não • Porém possui um tratamento que permite retardar o avanço da doença através de medicamentos anti- retrovíricos.
    7. 7. Curiosidade 0 200 400 600 800 1000 1200 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2206 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Número de pessoas diagnosticadas com SIDA
    8. 8. HEPATITE B • Tem solução? Sim Não • Caso seja Hepatite B aguda: Não tem um tratamento especifico. • Caso seja Hepatite B crônica: Medicamentos antivirais.
    9. 9. HERPES GENITAIS • Tem solução? Sim Não • Mas existe um tratamento que a impede de causar complicações mais graves e que se espalhe pelo corpo.
    10. 10. VÍRUS DO PAPILOMA HUMANO HPV • Tem solução? Sim Não Depende O vírus do HPV afeta um órgão desenvolvendo um cancro, por isso depende da evolução da doença para saber se há cura.
    11. 11. GONORREIA • Tem solução? Sim Não • Por se tratar de uma infeção bacteriana, pode ser tratada com antibióticos.
    12. 12. CLAMÍDIA • Tem solução? Sim Não • A clamídia é uma infeção causada por bactérias muito semelhante à gonorreia, por isso também o seu tratamento é feito por antibióticos; • Por o tratamento da gonorreia também é administrado a pacientes com clamídia.
    13. 13. INFEÇÕES POR TRICOMONAS • Tem solução? Sim Não • O metronidazol e o tinidazol são as duas opções de tratamento destas infeções. Este tratamento tem uma taxa de sucesso de 90%
    14. 14. SÍFILIS • Tem solução? Sim Não • O tratamento mais adequado é a penicilina, uma única injeção já é o suficiente para impedir a progressão da bactéria causadora.
    15. 15. Mas melhor que a solução é a PREVENÇÃO!
    16. 16. FIM  Carlos Gonçalves, nº7, 12ºB:  Jorge Oliveira, nº17, 12ºB:

    ×