EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR
Lição 13 - 30 de Junho de 2013
Texto Áureo: Josué 24.15 Porém, se vos parece mal aos ...
Josué deu liberdade de escolha, pois ninguém pode ficar no meio têrmo e qualquer
pessoa com um mínimo de discernimento dei...
caminhada e só vive essas experiências os que verdadeiramente estão com a mão no
arado.
5 = SERVIR A DEUS ENVOLVE SERMOS D...
EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR
Lição 13 - 30 de Junho de 2013
Texto Áureo: Josué 24.15 Porém, se vos parece mal aos ...
Egito, da casa da servidão, e o que tem feito estes grandes sinais aos nossos olhos, e
nos guardou por todo o caminho que ...
Texto Áureo: Salmos 122.1 Alegrei-me quando me disseram: Vamos à
Casa do Senhor.
Leitura Bíblica em Classe: Romanos 16.1-5...
realizar missões na obra divina. A recomendação era para os cristãos de
Roma acolhessem e colaborassem com essa serva de D...
para Ele. Não podemos ser orgulhosos nos dons e graça divina; mas quanto
mais qualificados formos para o nosso trabalho na...
mais para a união mais profunda e fortalecida. Paulo superou as suas
prisões, graças aos seus companheiros que o consolava...
família cristã. Nessa família devemos estar sempre prontos a atender aqueles
que passam por grandes necessidades, demonstr...
A FAMÍLIA E A ESCOLA DOMINICAL
Lição 11 - 16 de Junho de 2013
Texto Áureo: Deuteronômio 31.12 Ajunta o povo, homens, e mul...
Senhor tinha ordenado a Israel.= Provérbios 15.32 O que rejeita a
instrução menospreza a própria alma, mas o que escuta a ...
ao meio dia, perante homens e mulheres, e os que podiam entender; e os
ouvidos de todo o povo estavam atentos ao livro da ...
issomotivado por ciumeiras de pastor que não quer alguém ensinando a
palavra com sabedoria com medo do povo se inclinar pa...
verdadeira benção, e aí estamos no caminho que conduz a destruição.
Precisamos nos aplicar no conhecimento do Senhor e nos...
A NECESSIDADE E A URGÊNCIA DO CULTO DOMÉSTICO
Lição 10 - 9 de junho de 2013
Texto Áureo: Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a...
6. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS PRECEITOS NOS LEVEM AO CAMINHO DA SANTIDADE- 2
Timóteo 3.15 E que desde a tua meninice sabes ...
A NECESSIDADE E A URGÊNCIA DO CULTO DOMÉSTICO
Lição 10 - 9 de junho de 2013
Texto Áureo: Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a...
e ouvir a palavra de Deus, porém isso não pode ficar restrito somente a Igreja. O culto ao
Senhor também precisa ser esten...
* Deus quer que usemos de todos os meios para não esquecer sua palavra – Provérbios
4.5 Adquire sabedoria, adquire intelig...
aqueles que foram ensinados na infância por pais não cristãos devem continuar nesses
ensinos. Nesse sentido quando se cheg...
mais com o conhecimento da Palavra e para isso não se limite apenas ao que aprende na
Igreja. Procure estender ao seu lar ...
Texto Áureo: Gênesis 1.27 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem
de Deus o criou; macho e fêmea os criou.
Leitura Bíb...
Santificação significa separação de tudo que não convém ao cristão praticar.
Na área da sexualidade o que sai fora daquilo...
4. DEUS QUER O SANTIFICADO EM CRISTO SENDO CONSERVADO ATÉ SUA
VINDA - I Tessalonicenses 5.23 E o mesmo Deus de paz vos san...
O Deus que nos escolheu, pois não fomos nós que o escolhemos, é santo e o
seu grande favor nos tirou para fora de um estad...
EDUCAÇÃO CRISTÃ, RESPONSABILIDADE DOS PAIS
Lição 8 - 26 de Maio de 2013
Texto Áureo: Provérbios 22.6 Instrui o menino no c...
feita. Porém o pai omisso poderá ter grandes problemas de
consciência e ainda enfrentar as consequências disso.
1. INSTRUA...
condicional a obediência aos preceitos divinos que deveriam ser
estendidos as suas gerações sucessivamente. Agora, o
cumpr...
a devida aplicabilidade do que é necessário para um perfeito
desenvolvimento cristão.Os pais precisam apresentar uma boa
o...
secular. Quem tem esse tesouro escondido em seu coração sempre
terá menos inclinações em ceder a tentações.
7. INSTRUAM SE...
significando que a educação cristã não pode ser esmorecida, pois
o despertamento para as coisas espirituais só é produz re...
O DIVÓRCIO
Lição 7 - 19 de Maio de 2013
Texto Áureo: Mateus 19.9 Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua
mulher,...
povo contra Ele no sentido de estar tirando a liberdade deles a
respeito do uso do divórcio por qualquer motivo. Se Jesus ...
4. O DIVÓRCIO NÃO É A RAZÃO PARA SEPARAR UMA VIDA QUE DEUS
AJUNTOU - Mateus 19.6 Assim não são mais dois, mas uma só carne...
poupando-as de continuar num sofrimento contínuo. Era na
realidade uma alternativa complacente para satisfazer a vontade d...
nada tivesse acontecido. Não tem outro jeito, é só em caso de
adultério, não sendo assim o perdão só será obtido se a situ...
com as mulheres aos seus cuidados. Mas tinha os que se fizeram
eunucos por causa do reino de Deus, como foi o caso de João...
4. A INFIDELIDADE CONJUGAL TRÁS DORES E UM FIM AMARGOSO -
Provérbios 5.4 Mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo co...
O DIVÓRCIO
Lição 7 - 19 de Maio de 2013
Texto Áureo: Mateus 19.9 Eu vos digo, porém, que qualquer que
repudiar sua mulher,...
A INFIDELIDADE CONJUGAL
Lição 6 - 12 de Maio de 2013
Texto Áureo: Provérbios 6.32 O que adultera com uma mulher é falto de...
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Famíliaebdword
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Famíliaebdword

561 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
561
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Famíliaebdword

  1. 1. EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR Lição 13 - 30 de Junho de 2013 Texto Áureo: Josué 24.15 Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a qum sirvais: se os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor. Leitura Bíblica em Classe: Josué 24.14-18,22,24 CARACTERÍSTICA DE QUEM REALMENTE SERVE AO SENHOR Introdução: Dizer que servimos ao Senhor é muito fácil, porém não é simplesmente isso, pois servir ao Senhor vai muito mais além daquilo que muitos pensam.Josué exigiu do povo uma ratificação do conserto em que envolvia a aliança que Deus fez com Abraão, onde havia promessa do Seu favor a descendência de Israel. Assim Josué os colocou diante de uma decisão, pois a situação em que se encontravam de declínio espiritual não poderia continuar. Os deuses a quem o povo tinha uma forte inclinação, já haviam sido derrotados e não seria permitida essa indecisão. Tinham que decidir a escolher naquele dia a quem eles serviriam, ou seja: Deus ou os outros deuses dos cananeus. Josué já tinha feito a sua escolha dando um exemplo de fidelidade a Deus, para que fosse seguido por todos e com isso os ajudar a fazer a escolha certa. Foi dado toda liberdade de escolher ou rejeitar a Deus. Diante de tudo que Deus fez por eles e ninguém com discernimento deixariam de escolhê-lo. Diante de tudo o que o Senhor fez e faz por nós é triste dizer que muitos ainda não fizeram a escolha certa, pois quem vem para Cristo e continua expressando a característica do velho homem é por que na realidade não o serve com fidelidade verdadeira. É uma escolha que envolve céu e inferno; envolve vida e morte; envolve o nosso bem- estar; envolve o bem-estar de outros; envolve a nossa família e muito mais. 1 = SERVIR A DEUS EXIGE TERMOS TEMOR E SINCERIDADE - Josué 24.14 Agora, pois, temei ao Senhor, e servi-o com sinceridade e com verdade; e deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais além do rio e no Egito, e servi ao Senhor. I Samuel 12.24 Tão-somente temei ao SENHOR, e servi-o fielmente com todo o vosso coração; porque vede quão grandiosas coisas vos fez. A falta de temor a Deus não podia se generalizar entre o povo de Israel, na conquistada terra de Canaã. Quando eles entraram na terra tinham ordens de exterminar todos os habitantes daquele lugar, porém não cumpriram as ordens divinas na sua íntegra e isso acarretou numa interação religiosa com os povos poupados levando muitos dos israelitas à idolatria. Todos os artífices de imagens de escultura são vaidade, e as suas coisas mais desejáveis são de nenhum préstimo; e suas testemunhas nada veem, nem entendem, para que eles sejam confundidos. Deus não divide a sua glória com outrem e isso é um motivo muito forte para entendermos que só Ele é Deus, o que deve ser reverenciado com temor e servido com toda a nossa fidelidade diante de tão grandes coisas que Ele tem feito em nossas vidas. Qualquer inclinação a idolatria e as heresias já são afrontas a palavra de Deus e isso pode acontecer e está acontecendo em muitas igrejas que introduzem objetos no culto como ponto de fé para atender os seus interesses financeiros. O único ponto de fé para o crente fiel e que teme a Deus é o nosso Senhor Jesus Cristo. 2 = SERVIR A DEUS EXIGE SERMOS EXCLUSIVOS A ELE - Josué 24.15 Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor. I Pedro 2.9 Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;
  2. 2. Josué deu liberdade de escolha, pois ninguém pode ficar no meio têrmo e qualquer pessoa com um mínimo de discernimento deixaria de fazer a escolha certa. Deus oferece uma segurança substancial e uma imortalidade bendita. Tudo que Cristo nos oferece é tão supremo e inquestionável, que ficar neutro diante disso é ser hostil a Ele.Pelo fato de termos sidos escolhidos por Cristo ganhamos a condição de sermos uma geração eleita, formando uma família, nos identificando como um povo distinto do mundo comum, com um espírito vivo, princípios e práticas de quem passaram por uma verdadeira transformação. Por sermos santificados pelo Espírito passamos a condição de sacerdotes reais no nosso relacionamento com Deus. Para continuarmos assim precisamos estar separados do pecado e dos pecadores, consagrados a Deus, e oferecendo a Deus o nosso culto racional. Todos nós não importando em que lugar do mundo, somos uma nação santa, porque somos consagrados e devotos a Deus, renovados e santificados pelo Espírito Santo. E também é uma grande honra como servos de Cristo ser um povo exclusivo de Deus, pois fomos adquiridos pela sua escolha, cuidado e prazer. 3 = SERVIR A DEUS EXIGE TERMOS UM CORAÇÃO FIEL - Josué 24.16 Então respondeu o povo, e disse: Nunca nos aconteça que deixemos ao Senhor para servirmos a outros deuses; I Reis 18.21 Então Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR é Deus, segui-o, e se Baal, segui-o. Porém o povo nada lhe respondeu. Deus quer o reconhecimento constante do que Ele realizou em nossas vidas. Precisamos entender que o Senhor nos guardou em todos os nossos caminhos mesmo antes de nos convertermos a Ele, pois na sua presciência sabia que um dia nos renderíamos a Ele.Muitos crentes ao longo do tempo parecem que se esquecem das obras que Deus fez em nossas vidas. Assim estava o povo de Israel no tempo do profeta Elias quando reinava o Rei Acabe. Eles coxeavam em dois pensamentos, ou seja, tanto ofereciam sacrifícios aos deuses pagãos acreditando na prosperidade material que prometiam os sacerdotes corruptos, como também ofereciam sacrifícios para Deus, o Deus verdadeiro. Diante de um povo nessas condições em que se inclinava para os dois lados, somente um desafio entre o divino e o maligno para saber quem realmente tinha o poder verdadeiro para colocar o pensamento desse povo na direção certa. Como o nosso Deus nunca perde qualquer desafio do maligno, a derrota imposta aos profetas de baal fez o povo reconhecer que só o Senhor é Deus. 4 = SERVIR A DEUS EXIGE SERMOS AS SUAS TESTEMUNHAS - Josué 24.17 Porque o Senhor é o nosso Deus; ele é o que nos fez subir, a nós e a nossos pais, da terra do Egito, da casa da servidão, e o que tem feito estes grandes sinais aos nossos olhos, e nos guardou por todo o caminho que andamos, e entre todos os povos pelo meio dos quais passamos. Salmos 124.2 Se não fora o SENHOR, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós. Israel sempre dependeu de Deus em todas as seus caminhos, assim como nós dependemos também, e isso não pode ser esquecido para que nunca em momento algum tenhamos qualquer motivo para deixá-lo. Devemos guardar em nossos corações todas as experiências com Deus e não somente guarda-las, mas também em todas as oportunidades testificarmos a todos os benefícios que Ele nos tem feito.Se não é o Senhor ao nosso lado o que seria de nós. Essa é uma expressão que deve ser pronunciada por todo crente que serve a Deus fielmente, pois a Sua palavra diz que aqueles que querem viver piamente em Cristo padecerão perseguições. Assim como Deus livrou o povo da perseguição imposta por Faraó abrindo o mar vermelho dando livramento ao seu povo, Ele também tem dado grandes livramentos em nossa
  3. 3. caminhada e só vive essas experiências os que verdadeiramente estão com a mão no arado. 5 = SERVIR A DEUS ENVOLVE SERMOS DEPENDENTES DELE - Josué 24.18 E o Senhor expulsou de diante de nós a todos esses povos, até ao amorreu, morador da terra; também nós serviremos ao Senhor, porquanto é nosso Deus. Êxodo 33.15 Então lhe disse: Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui Josué temia que as promessas que eles faziam fossem apenas superficiais e a sinceridade deles precisava ser desafiada. Quantos fazem promessas de servir ao Senhor em qualquer circunstância e nem sempre cumprem, pois a fazem da boca para fora sem conhecer a fundo o que é servir ao Senhor; quando chegam as adversidades recuam covardemente se esquecendo de tudo que prometeu ao Senhor. Temos que ser dependentes de Deus e estar na sua presença em todas as situações. Moisés após o episódio do bezerro de ouro onde a maioria do povo cometeu o pecado de apostasia e em decorrência disso provocaram a ira do Senhor, o qual para a continuação da jornada iria enviar um anjo para guia-los. Então Moisés firmou uma posição de que não conduziria o povo a menos que Deus estivesse com eles. Assim ele fala para Deus que se a sua presença não fosse com eles, que não os fizessem subir dali. Nesse caso Deus revelando a sua presença entre eles, demonstraria que Moisés e o povo foram totalmente restaurados à sua graça. A igreja não pode perder a direção e a plenitude do Espírito de Deus, pois se assim for, ela perderá a sua identificação como a verdadeira igreja de Cristo. 6 = SERVIR A DEUS EXIGE SERMOS DEDICADOS E AUTÊNTICOS - Josué 24.22 E Josué disse ao povo: Sois testemunhas contra vós mesmos de que escolhestes ao Senhor, para o servir. E disseram: Somos testemunhas. Hebreus 10.22 Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, Israel fez a escolha de servir ao Senhor incondicionalmente e uma prova da sua sinceridade seria colocar fora todos os deuses estranhos que havia no meio deles. Assim é o crente na sua conduta diante do Senhor; não podemos estar usando objetos fornecidos em campanhas preparadas por líderes que fazem mal uso da palavra de Deuscom intenções materialistas. Esses objetos acabam virando objetos de superstição onde as pessoas passam a carregá-lo consigo ou deixa-los em suas casas para proteção ou prosperidade. Isso na realidade passa a ser uma forma de idolatria, tirando o alvo da nossa fé, que é o Senhor Jesus Cristo.A aplicação da fé do sangue de Cristo à nossa alma purifica os nossos corações da má consciência, das culpas, das imundícies, dos tomentos e temores pecaminosos, do erro, da superstição e todas as razões da nossa consciência sujeita ao pecado.Tudo isso deve ser trabalhado em nossas vidas pela aplicação da sã doutrina, que está em falta em muitas igrejas. 7 = SERVIR A DEUS EXIGE SERMOS SERVIENTES E OBEDIÊNTES - Josué 24.24 E disse o povo a Josué: Serviremos ao Senhor nosso Deus, e obedeceremos à sua voz. Salmos 101.6 Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que se assentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá. A erradicação de tudo o desagrada ao Senhor é exigência para obter o seu favor. Antes de pensar em servir ao Senhor, é preciso uma rendição incondicional ao plano completo que Ele tem em nossas vidas. Se não for assim estaremos fazendo sacrifício de tolo. Somente os de coração e caminhos perfeitos podem servi-lo com perfeição. Cristo buscou e busca almas honestas e fiéis para servi-lo.Quão maravilhoso será ouvir o Senhor nos chamando assim: muito bem, servo bom e fiel entra no gozo do teu Senhor. Mateus 24. 44-46 Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis.Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo?Bem- aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim.
  4. 4. EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR Lição 13 - 30 de Junho de 2013 Texto Áureo: Josué 24.15 Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a qum sirvais: se os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor. Leitura Bíblica em Classe: Josué 24.14-18,22,24 CARACTERÍSTICA DE QUEM REALMENTE SERVE AO SENHOR 1 = QUEM SERVE A DEUS EXPRESSA-LHE TEMOR COM SINCERIDADE - Josué 24.14 Agora, pois, temei ao Senhor, e servi-o com sinceridade e com verdade; e deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais além do rio e no Egito, e servi ao Senhor. I Samuel 12.24 Tão-somente temei ao SENHOR, e servi-o fielmente com todo o vosso coração; porque vede quão grandiosas coisas vos fez. 2 = QUEM SERVE A DEUS SABE QUE ELE QUER TOTAL EXCLUSIVIDADE - Josué 24.15 Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.I Pedro 2.9 Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; 3 = QUEM SERVE A DEUS NÃO TEM CORAÇÃO DIVIDIDODIANTE DELE - Josué 24.16 Então respondeu o povo, e disse: Nunca nos aconteça que deixemos ao Senhor para servirmos a outros deuses; I Reis 18.21 Então Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR é Deus, segui-o, e se Baal, segui-o. Porém o povo nada lhe respondeu. 4 = QUEM SERVE A DEUS TESTIFICA DELE E DE SEUS ATOS PROTETORES - Josué 24.17 Porque o Senhor é o nosso Deus; ele é o que nos fez subir, a nós e a nossos pais, da terra do
  5. 5. Egito, da casa da servidão, e o que tem feito estes grandes sinais aos nossos olhos, e nos guardou por todo o caminho que andamos, e entre todos os povos pelo meio dos quais passamos. Salmos 124.2 Se não fora o SENHOR, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós. 5 = QUEM SERVE A DEUS ÉDEPENDENTE DA SUA PRESENÇA E PODER - Josué 24.18 E o Senhor expulsou de diante de nós a todos esses povos, até ao amorreu, morador da terra; também nós serviremos ao Senhor, porquanto é nosso Deus. Êxodo 33.15 Então lhe disse: Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui 6 = QUEM SERVE A DEUS PRESTA-LHEE DEDICA LEALDADEAUTÊNTICA - Josué 24.22 E Josué disse ao povo: Sois testemunhas contra vós mesmos de que escolhestes ao Senhor, para o servir. E disseram: Somos testemunhas. Hebreus 10.22 Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, 7 = QUEM SERVE A DEUS É DETERMINADO EM DEVOTAR-LHEOBEDIÊNCIA- Josué 24.24 E disse o povo a Josué: Serviremos ao Senhor nosso Deus, e obedeceremos à sua voz. Salmos 101.6 Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que se assentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá. A FAMÍLIA E A IGREJA Lição 12 - 23 de Junho de 2013
  6. 6. Texto Áureo: Salmos 122.1 Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor. Leitura Bíblica em Classe: Romanos 16.1-5,7,10,11,13,15,24 CONDIÇÕES PARA A IGREJA SER UMA FAMÍLIA Introdução: Falar da família na igreja e da sua importância seria algo muito bom se abrangesse a sua totalidade, mas não e mais assim em nossos tempos. Nos tempos antigos as famílias viviam juntas com os filhos e os pais, mas em nossos tempos não é mais assim que acontece na sua maioria. E bem verdade que ainda existem famílias nesse tipo de convívio, porém a maioria se dispersa cada um para um lado em alguns casos cada um com a sua própria ideologia a respeito da religião e de Deus. Aqui vamos tratar da família cristã, a qual se constitui dos verdadeiros irmãos em Cristo como disse Jesus: Marcos 3.33-35Quem é minha mãe e meus irmãos?E, olhando em redor para os que estavam assentados junto dele, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos.Porquanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe. Jesus também disse a respeito da família: Mateus 10.34-36 Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada;Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;E assim os inimigos do homem serão os seus familiares. Então mais especificamente não se trata de uma família passageira aqui nesse mundo unida pelos laços biológicos e sim uma família unida por laços espirituais através do Senhor Jesus Cristo. E, e esse o foco principal a ser abordado nesse texto escrito pelo Apostolo Paulo aos Romanos. Paulo mostra a relevância da família crista para o sucesso do seu apostolado quando inicia essa seção de agradecimentos onde ele faz menções nominais de homens e mulheres que foram seus fieis colaboradores. Ele os trata como sendo a sua própria família. Paulo na sua postura humilde da ênfase aos esforços, sacrifícios, cooperação, ajuda e muito mais. Deixa também bem explicito que sem essa família composta de pessoas crentes de verdade, ele não teria um êxito tão grande em sua missão. Assim o crente deve entender que a verdadeira família é a igreja composta dos salvos em Cristo por todo o mundo. 1. NESTA FAMÍLIA É PRECISO HAVER EXPRESSÕES DE AMIZADE SINCERA - Romanos 16.1 RECOMENDO-VOS, pois, Febe, nossa irmã, a qual serve na igreja que está em Cencréia, Hebreus 10.24 E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e ás boas obras, Paulo tinha sempre o cuidado de recomendar aqueles que estavam ombreados com ele na causa de Cristo. Assim ele procedeu com uma das suas colaboradoras chamada Febe, que estaria indo para Roma não somente para cuidar dos seus negócios particulares naquela cidade como também
  7. 7. realizar missões na obra divina. A recomendação era para os cristãos de Roma acolhessem e colaborassem com essa serva de Deus, mostrando que deveriam usar de cortesia e prestatividade com ela. Havia também a intenção que não fizessem qualquer restrição pelo fato dela ser mulher e que fosse tratada como uma irmão em Cristo pertencente a mesma família.Como família de Deus precisamos ter uma terna consideração e preocupação uns pelos outros; considerando com carinho quais são suas diversas necessidades, fraquezas e tentações; tudo isso pelo amor que deve ser nutrido, e praticado por amor a obra de Deus. 2. NESTA FAMÍLIA HOMEM E MULHER DEVEM SER TODOS UNS EM CRISTO - Romanos 16.2 Para que a recebais no Senhor, como convém aos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque tem hospedado a muitos, como também a mim mesmo. Gálatas 3.28 Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. O tratamento entre nós é de irmão e irmã; pois não há mais homem nem mulher, mas todos são um em Cristo Jesus e isso é o que nos consolida como a verdadeira família. Essa mulher chamada Febe é revelada como uma mulher bondosa sempre pronta a socorrer todos que precisam de auxilio como também ao próprio apóstolo Paulo. Assim ele pessoalmente pede ajuda para alguém que tinha ajudado a muitos, pois aquele que rega será, ele mesmo, regado.Somos uma família pelo privilégio de sermos filhos de Deus e de estarmos consagrados a Ele por meio de Cristo. Assim nós desfrutamos e assim deve ser a verdadeira harmonia como verdadeiros cristãos pertencentes a uma mesma família que caminha para a eternidade na glória celestial. E todos podem ser participantes dessa família desde que aceitemos a Cristo como o nosso único Salvador, entendendo que todos que sinceramente creem nele, independentemente de nação, sexo ou condição, são aceitos por Ele, e tornam-se filhos de Deus, por meio da fé nele. 3. NESTA FAMÍLIA SÓ ESTÁ INTEGRADO OS FIÉIS COOPERADORES DA OBRA - Romanos 16.3 Saudai a Priscila e a Áqüila, meus cooperadores em Cristo Jesus, I Coríntios 3.9 Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus Quem entende a Igreja como uma família, assim com Paulo entendia não esquece, das pessoas que compõe essa família cristã. A respeito de Áquila e Priscila, ao qual Paulo nutriu grande amizade quando os conheceu, trabalhando com eles como fazedor de tendas; estando eles no exilio por terem que sair de Roma banidos por um edito do imperador Cláudio. Assim passaram a viver em Corinto onde Paulo os conheceu. Mais tarde ao retornarem a Roma, para lá Paulo envia recomendações chamando-os de seus cooperadores em Cristo Jesus, pela grande cooperação que houve entre eles.Como família trabalhamos submissos a Deus e tudo que fazemos é
  8. 8. para Ele. Não podemos ser orgulhosos nos dons e graça divina; mas quanto mais qualificados formos para o nosso trabalho na obra, e mais sucesso tiver mais agradecidos devemos ser a todos que cooperam conosco e mais ainda, devemos ser agradecidos a Deus pela sua imensa bondade para conosco. 4. NESTA FAMÍLIA É NECESSÁRIO CONTAR COM COMPANHEIROS COMBATENTES - Romanos 16.4 Os quais pela minha vida expuseram as suas cabeças; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios. 2 Timóteo 4.7 Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Paulo passando a visão da Igreja como família exorta os cristãos em Roma a serem ainda mais gentis com Áquila e Priscila. Mostra que como família somos devedores uns aos outros de préstimos em tudo que envolve o reino de Deus e com aqueles que nos rodeiam no mesmo propósito.É muito importante e necessário termos ao nosso lado irmãos e irmãs combatentes no mesmo ideal. É preciso entender que estamos num campo de batalha a cada dia onde enfrentamos dificuldades que devem ser transpostas. Paulo não cumpriu a sua missão sozinho, pois ele sempre contou com pessoas fieis que combatiam ao seu lado. A causa a qual lutamos é boa, e se estivermos juntos a vitória é certa, se continuarmos fiéis uns aos outros como verdadeiros irmãos pertencentes a uma mesma família. 5. NESTA FAMÍLIA DEVE EXISTIR O VERDADEIRO AMOR POR CAUSA DE CRISTO - Romanos 16.5 Saudai também a igreja que está em sua casa. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Acáia em Cristo. Romanos 12.10 Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Paulo cita Epêneto como um dos primeiros convertidos à fé em Cristo naquela região também o elogiando como um dos seus fiéis cooperadores. Esse cooperador tinha uma Igreja em sua casa que conduzia com grande amor pelas almas. Devemos estar dispostos a dar atenção aos dons, graças e desempenhos de nossos irmãos, e valorizá-los adequadamente, e estarmos mais dispostos a elogiar a outro, e mais satisfeito a ouvir outro ser elogiado, do que nós mesmos; não em receber honra, mas em honrar. 6. NESTA FAMÍLIA O CRISTÃO FIEL SOFRE POR CRISTO E CARREGA O SEU JUGO - Romanos 16.7 Saudai a Andrônico e a Júnias, meus parentes e meus companheiros na prisão, os quais se distinguiram entre os apóstolos e que foram antes de mim em Cristo. 2 Timóteo 2.3 Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. A família formada pelo relacionamento com Cristo pela fé, retifica, santifica e melhora a nossa convivência, tanto na família biológica como na família cristã, isso quando nos dispomos a fazer mais pelo bem de cada um. O companheirismo no sofrimento pela causa de Cristo contribui ainda
  9. 9. mais para a união mais profunda e fortalecida. Paulo superou as suas prisões, graças aos seus companheiros que o consolavam em suas aflições, ajudando a carregar o seu jugo. Quem é da mesma família luta junto pela mesma causa, e contra os seus inimigos, entendendo que Jesus é o cabeça dessa família. E juntos resolutos em sua causa, não devemos nunca desistir de lutar ate ‘que nos tornemos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. 7. NESTA FAMÍLIA DEVE HAVER INTEGRIDADE E SINCERIDADE NA VIDA CRISTÃ - Romanos 16.10 Saudai a Apeles, aprovado em Cristo. Saudai aos da família de Aristóbulo. I Pedro 3.4 Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus. A respeito de Apeles, a qual diz ser aprovado em Cristo sendo isso uma distinção importante. Mostra que era alguém de integridade e de sinceridade demonstradas pela sua prática cristã, ou seja, um homem em que se podia confiar. O cuidado principal do verdadeiro cristão está na ordenação e no domínio do seu próprio espírito. Onde termina o trabalho do hipócrita, aí começa o trabalho do verdadeiro cristão. A capacitação do homem interior é o principal enfeite de um cristão; mas, mais do isso, um espírito sereno, calmo e tranquilo torna tanto o homem quanto a mulher demonstra beleza e amabilidade. Isso são fatores essenciais para uma verdadeira família cristã. 8. NESTA FAMÍLIA NOS DEVEMOS ESTAR NA CONDIÇÃO DE SERVOS ATENDENTES - Romanos 16.11 Saudai a Herodião, meu parente. Saudai aos da família de Narciso, os que estão no Senhor. Gálatas 5.13 Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor. Paulo demonstra a quem pertence a essa família que deve ser zeloso em nunca deixar ninguém de fora. Todos aqueles que são do nosso conhecimento devemos reconhecer os seus valores. Nesta família não pode haver contendas uns com os outros, e sim o amor mútuo, mesmo que haja pequenas diferenças entre nós, devemos exercer o ofício de bondade e respeito mútuo que o evangelho requer para sermos uma verdadeira família. 9. NESTA FAMÍLIA DEVEMOS NOS DISTINGUIR PELO SERVIÇO E CARÁTER CRISTÃO - Romanos 16.13 Saudai a Rufo, eleito no Senhor, e a sua mãe e minha. 2 Coríntios 9.12 Porque a administração deste serviço, não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus. A respeito de Rufo, Paulo mostra que ele era um cristão escolhido, demonstrados pelos seus dons e graça. Era um testemunho de integridade e santidade. Essas devem ser características de quem pertence a verdadeira
  10. 10. família cristã. Nessa família devemos estar sempre prontos a atender aqueles que passam por grandes necessidades, demonstrando a nossa fé em prol do irmão em dificuldade. Tudo isso redunda em louvor e glória de Deus. 10. NESTA FAMÍLIA A OPORTUNIDADE DE ESTARMOS JUNTOS DEVE SER PRATICADA - Romanos 16.15 Saudai a Filólogo e a Júlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão. Salmos 133.1 Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. O vínculo de comunhão cristã é muito importante no nosso meio, pois temos que ser agradáveis uns com os outros para que ninguém fique ofendido. Quem congrega deve estar ligado no amor e na convivência, e deve aproveitar as oportunidades para estarem frequentemente juntos. Só seremos uma verdadeira família se olharmos para fora das muralhas denominacionais e entender que a Igreja de Cristo não tem placas. Infelizmente não vemos isso acontecendo em nossos dias. É uma proliferação de placas de igrejas, onde cada um acha que a sua é a melhor em desprezo as outras. A nossa luta não é contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Enquanto muitas Igrejas de degladiam entre si, o inimigo age com mais liberdade. 11. NESTA FAMÍLIA SOMOS IRMÃOS SE VIVERMOS JUNTOS DEBAIXO DA GRAÇA DIVINA - Romanos 16.24 A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém. 2 Coríntios 9.8 E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra; A verdadeira família é constituída por todos que vivem na vontade de Cristo. Essa é a melhor defesa contra as armadilhas dos heréticos e falsos mestres. Se a graça de Cristo estiver conosco, quem poderá prevalecer contra nós. Ninguém tem motivos para desconfiar da bondade de Deus e também questionar o seu poder, pois Ele é poderoso para nos fazer abundar em toda graça, tanto nas coisas temporais, como as espirituais. Quando, como cristãos somos uma família fortalecida no amor e comunhão, Deus nos dá suficiência em todas as coisas, para estarmos felizes com o que Ele nos prove, e assim podermos servi-lo com toda nossa devoção e liberalidade. Sendo nós generosos em todos os sentidos a honra é duradoura, a recompensa é eterna, e a vida se torna prazerosa.
  11. 11. A FAMÍLIA E A ESCOLA DOMINICAL Lição 11 - 16 de Junho de 2013 Texto Áureo: Deuteronômio 31.12 Ajunta o povo, homens, e mulheres, e meninos, e os teus estrangeiros que estão dentro das tuas portas, para que ouçam, e aprendam, e temam ao Senhor, vosso Deus, e tenham cuidado de fazer todas as palavras desta lei. Leitura Bíblica em Classe: Neemias 8.1-7 Introdução: Originaria dos tempos do Antigo Testamento, evidentemente com uma didática e condições totalmente diferente da nossa, a Escola Dominical subsiste em nossos tempos não com o valor que deveria ser dado, porém mesmo não tendo a abrangência merecida ainda resiste graças ao empenho de líderes que investem nessa área. Também como não poderíamos deixar de mencionar a dedicação de muitos professores que se esforçam para manter acesa essa chama didática tão importante para a Igreja. É lamentável saber que muitas Igrejas não investem nessa área de ensino e principalmente os líderes das igrejas neopentecostais que ao invés de implantarem a Escola Dominical em suas igrejas, preferem fazer cultos de campanhas que não oferecem qualquer conhecimento bíblico para o povo. Muitos líderes de várias denominações proíbem o povo de estudar teologia, porque na visão deles é melhor manter o povo cego ao conhecimento verdadeiro das Escrituras, pois assim é mais fácil de ser manipulado. Foi assim com a igreja católica que desde o início do papado e a inquisição eles entenderam que era melhor manter o povo na ignorância das escrituras e qualquer que fosse pego com um fragmento desta era condenado a morte. Também os sacerdotes ministravam a missa em latin para que o povo só participasse sem entender nada. As igrejas que levam a sério as coisas do reino de Deus têm Escola Dominical e as que não têm Escola Dominical devem ser observadas com muita cautela. 1. O COMPORTAMENTO DO CRENTE QUE AMA A ESCOLA DOMINICAL * Ele não ignora a convocação ao ensino da palavra -Neemias 8.1 E CHEGADO o sétimo mês, e estando os filhos de Israel nas suas cidades, todo o povo se ajuntou como um só homem, na praça, diante da porta das águas; e disseram a Esdras, o escriba, que trouxesse o livro da lei de Moisés, que o
  12. 12. Senhor tinha ordenado a Israel.= Provérbios 15.32 O que rejeita a instrução menospreza a própria alma, mas o que escuta a repreensão adquire entendimento. Após a conclusão das muralhas de Jerusalém sob a liderança de Neemias, deu-se inicio a outra obra, que era o ensinamento da Palavra. Neemias juntamente com Esdras se uniram vendo a grande necessidade que o povo tinha de voltar a aprender as escrituras. Todo esforço empreendido na reconstrução e organização do templo como também as muralhas reconstruídas, seria totalmente inútil se o povo não voltasse a participar das cerimônias anuais estabelecidas pela lei mosaica. Partindo daí, eles fizeram uma convocação geral para o povo que prontamente atendeu a convocação e se reuniram na praça diante da porta das águas em Jerusalém a fim de receberem o ensino da palavra de Deus. Em nossos dias infelizmente o povo não é tão unanimes em atender a convocação para a Escola Dominical. No domingo pela manhã ao passarmos em frente uma Igreja católica a vemos lotada e não tem estudo é só a missa, nas igrejas neopentecostais também logo cedo está lotada e é culto de campanha dos exploradores da fé e nas igrejas serias que tem a Escola Dominical é só um pouquinho de gente. Essa é uma das razões que a bíblica diz que os filhos das trevas são mais prudentes que os filhos da luz. É difícil fazer o povo entender que a principal coisa na vida do crente é obter o conhecimento da palavra e aquele que recusa a fazê-lo despreza a si mesmo e negligencia os seus melhores interesses. Todo crente lúcido espiritualmente sempre dará ouvidos às instruções da palavra de Deus e assim caminhar com entendimento pelo caminho da justiça divina. O crente que é consciente e temente a Deus desenvolve coração sensível às instruções divinas. * Ele tem o desejo de ouvir e aprender a palavra -Neemias 8.2 E Esdras, o sacerdote, trouxe a lei perante a congregação, tanto de homens como de mulheres, e todos os que podiam ouvir com entendimento, no primeiro dia do sétimo mês. = Salmos 119.105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho. O ensino da palavra não tem exclusividade, ele abrange a todas as idades tanto a homens como a mulheres. Todos se juntaram organizadamente e mostraram uma expectativa desejosa de ouvir as instruções que seriam ministradas. É nesse espírito que o povo deve vir para os cultos de instrução e mais precisamente a escola dominical. Deus é luz, ou seja, a sua palavra fornece essa luz e torna-se ilustradamente uma lâmpada para os nossos pés. Significa que é a palavra que nos dá a direção certa para que a nossa jornada seja bem sucedida. Todos os caminhos da justiça divina e ações serviçais são recomendados pela palavra de Deus. A palavra fornece luz para cada atitude, para cada passo, para cada decisão para que andemos sempre na direção certa. * Ele não mede esforços em ser instruído na palavra -Neemias 8.3 E leu no livro diante da praça, que está diante da porta das águas, desde a alva até
  13. 13. ao meio dia, perante homens e mulheres, e os que podiam entender; e os ouvidos de todo o povo estavam atentos ao livro da lei. = 2 Timóteo 3.17Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra. É interessante ressaltar o esforço desse povo para ouvir as instruções da lei. Foram cerca de seis horas de ensino bíblico a qual podemos observar que ninguém murmurou quanto à longa duração da reunião. Também nota-se que todos estavam atentos às instruções do livro da lei. O comportamento desse povo é um grande exemplo para os crentes dos nossos dias. Todos atenderam a convocação, chegaram no horário, se organizaram, não reclamaram do tempo da instrução e não ficaram conversando quando a palavra era ministrada. É preciso entender que a escritura é uma regra perfeita de fé e prática e foi designada para o homem de Deus, porque é proveitosa para ensinar. Se seguirmos suas orientações visto que foi dada pela inspiração divina alcançaremos uma proveitosa evolução espiritual. A escritura satisfaz a todos esses fins e propósitos. Por isso devemos amar a instrução e valorizar aqueles que se dedicam a esse ministério de ensino. 2. O COMPORTAMENTO DO LÍDER QUE AMA A ESCOLA DOMINICAL * Ele procura auxiliares capacitados no manejo da palavra -Neemias 8.4 E Esdras, o escriba, estava sobre um púlpito de madeira, que fizeram para aquele fim; e estava em pé junto a ele, à sua mão direita, Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias; e à sua mão esquerda, Pedaías, Misael, Melquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão. = 2 Timóteo 2.2E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros. Esdras escolheu homens capacitados na palavra para estarem cooperando com ele durante a ministração da palavra. Pessoas que são escolhidas para a área de ensino devem obrigatoriamente ter um conhecimento teológico para exercerem essa função. É comum e muito errado separar pessoas a revelia simplesmente para preencher uma função. Se o pastor não pessoas que atendam esses requisitos é ele que tem essa incumbência. É lamentável dizer que tem pastor incapaz de dar uma aula de Escola Dominical. Essa é uma realidade que vivenciamos nos dias de hoje onde qualquer um está abrindo igreja e se intitulando pastor. Pastor que não passou por uma faculdade teológica, está muito longe de ser um pastor. Todo pastor que se preza deve ser capaz de ensinar outros e ser apto para isso. Quem ensina tem grandes responsabilidades diante de Deus, pois vai dar conta a Ele de tudo o que ensinou. A palavra de Deus deve ser transmitida de maneira pura e incorrupta a outros. Quando há condições de organizar a escola dominical com ensinadores, estes devem ser fiéis, confiáveis e idôneos para ensinar a outros. Existem alguns casos de irmãos que estudam muito a palavra de Deus e desenvolvem uma capacidade superior de ensino, e, é com esses que acontecem algumas injustiças e perseguições. E,
  14. 14. issomotivado por ciumeiras de pastor que não quer alguém ensinando a palavra com sabedoria com medo do povo se inclinar para o lado do deste, ou de ter que ralar em buscar conhecimento para não ficar para trás. * Ele procura trazer ao povo o conhecimento puro da palavra -Neemias 8.5 E Esdras abriu o livro perante à vista de todo o povo; porque estava acima de todo o povo; e, abrindo-o ele, todo o povo se pôs em pé. = Colossenses 2.8 Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo; O rolo da escritura foi aberto à vista de todos, para mostrar que o ensinamento seria exclusivamente extraído de algo autêntico. O povo ficou aproximadamente durante seis horas ouvindo os ensinamentos ministrados por Esdras e seus auxiliares, pois sabiam que o que estavam aprendendo era a pura verdade sem manipulações. Em toda ministração não se pode enfatizar a sabedoria do homem em concorrência com a sabedoria de Deus. O apóstolo Paulo diz que a doutrina do homem é maligna, pois é cheia de fantasias que acabam destruindo a fé; com especulações ou curiosidades que podem até prender a atenção, porém não trazem qualquer benefício para os ouvintes. * Ele procura levar a reunião de ensino com louvor e adoração -Neemias 8.6 E Esdras louvou ao Senhor, o grande Deus; e todo o povo respondeu: Amém, Amém! levantando as suas mãos; e inclinaram suas cabeças, e adoraram ao Senhor, com os rostos em terra. = 2 Pedro 3.18 Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. Uma reunião de ensino também se envolve a adoração ao Senhor e foi isso que Esdras fez. É importante que a reunião de ensino se transforme em uma reunião de bênçãos, louvor e adoração que é algo importante antes da ministração didática, pois não se trata de ensino secular e sim de ensinamentos espirituais. Tem crente que vem para uma reunião de ensino, e não é capaz de dobrar o joelho em oração, como também muitos menos o faz na ministração do louvor e adoração.O caminho estreito que conduz a vida é condicional a obediência de muitos preceitos estabelecidos por Deus. É preciso uma submissão a autoridade ensinadora antes de podermos receber de coração todas as verdades do evangelho; e a não submissão implica também em rejeitar a verdade. Se formos afastados da verdade, estaremos afastados do caminho da
  15. 15. verdadeira benção, e aí estamos no caminho que conduz a destruição. Precisamos nos aplicar no conhecimento do Senhor e nos esforçar com mais amplitude em conhecê-lo cada vez mais, pois isso nos fará mais semelhantes a Ele. * Ele procura organizar a didática com o melhor para o povo -Neemias 8.7 E Jesuá, Bani, Serebias, Jamim, Acube, Sabetai, Hodias, Maaséias, Quelita, Azarias, Jozabade, Hanã, Pelaías, e os levitas ensinavam o povo na lei; e o povo estava no seu lugar.= Romanos 12.7 Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; Esdras colocou ensinadores em grupos para ministrarem ao povo. Isso porque a grande multidão que se ajuntou não teria como ouvir o que era passado do púlpito. Assim também deve ser nas igrejas que comporta grande numero de pessoas. A distribuição do trabalho didático deve ser feita criteriosamente sempre escolhendo pessoas aptas para a área de ensino. Aquele que ensina de colocar toda a sua fé no trabalho, para gravar as verdades que ensina no seu próprio coração em primeiro lugar. O grande cuidado de todo que ensina é ministrar a sã doutrina, de acordo com o modelo das sãs palavras. Quem em habilidade de ensinar e tem se encarregado desse campo apegue-se a ele. Seja regular, constante e diligente no ensino; e permaneça nessa que é a sua função. Se o pastor dividiu o trabalho te dando essa responsabilidade procure se entregar e dedicar a isso para fazê-lo, mas fazê-lo bem.
  16. 16. A NECESSIDADE E A URGÊNCIA DO CULTO DOMÉSTICO Lição 10 - 9 de junho de 2013 Texto Áureo: Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te. Leitura Bíblica em Classe: Deuteronômio 11.18-21; 2 Timóteo 3.14-17 O CULTO DOMÉSTICO É UMA ORDEM DIVINA 1. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS SEJAM PORTADORES DA SUA PALAVRA - Deuteronômio 11.18 Ponde, pois, estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma, e atai-as por sinal na vossa mão, para que estejam por frontais entre os vossos olhos. * A palavra de Deus é um tesouro para ser guardado em nosso coração – 2 Coríntios 4.7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós. 2. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS SEJAM INSTRUIDOS EM TODO O TEMPO - Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te; * O ensino da palavra deve ser constante tanto na igreja como em casa – 2 Timóteo 4.2 Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina 3. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS NÃO SE ESQUEÇAM DOS SEUS PRECEITOS - Deuteronômio 11.20 E escreve-as nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas; * Deus quer que usemos de todos os meios para não esquecer sua palavra – Provérbios 4.5 Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca. 4. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS COLHAM OS FRUTOS DO CONHECIMENTO - Deuteronômio 11.21 Para que se multipliquem os vossos dias e os dias de vossos filhos na terra que o Senhor jurou a vossos pais dar-lhes, como os dias dos céus sobre a terra. * Existem ricas promessas de Deus para todos os que guardam sua palavra – Josué 1.8 Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. 5. A ORDEM DIVINA É APRENDER A SUA PALAVRA COMO TAMBÉM PERMANECER NELA- 2 Timóteo 3.14 Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, * Todo cristão deve ser inteirado na palavra para não ser levado por heresias– Efésios 4.14 Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.
  17. 17. 6. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS PRECEITOS NOS LEVEM AO CAMINHO DA SANTIDADE- 2 Timóteo 3.15 E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. * O ensino das escrituras sem ir além do que está escrito consolida a salvação– Atos 17.11 Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim. 7. A ORDEM DIVINA É DEPENDERMOS DA SUA PALAVRA QUE É A VERDADE REVELADA- 2 Timóteo 3.16 Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; * Ao dependermos da Palavra tiramos benefícios espirituais da sabedoria celestial - 2 Pedro 1.21 Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.
  18. 18. A NECESSIDADE E A URGÊNCIA DO CULTO DOMÉSTICO Lição 10 - 9 de junho de 2013 Texto Áureo: Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te. Leitura Bíblica em Classe: Deuteronômio 11.18-21; 2 Timóteo 3.14-17 O CULTO DOMÉSTICO É UMA ORDEM DIVINA Introdução: Moisés antes de o povo hebreu entrar na terra prometida esboçou grande preocupação dentro da área didática envolvendo as escrituras sagradas. Esse quinto livro do Pentateuco, o Deuteronômio é a repetição da lei, e isso se fez necessário porque infelizmente o povo tem a mania do esquecimento daquilo que aprende, principalmente quando os preceitos aprendidos exigem disciplina e esforço em coloca-los em prática. O povo ficou no deserto quase quarenta anos e nesse período sem quase nada para fazer tiveram muito tempo para se aplicarem ao estudo da Palavra de Deus, porém nem todos se aplicaram a isso, tanto é que grande parte deles não entraram na terra prometida. Havia entre os judeus os clãs familiares o que facilitava as reuniões em famílias, onde ali eles contavam histórias e também os mais espirituais compartilhavam dos ensinos sagrados fazendo dessas reuniões os cultos em seus lares. Evidentemente que naqueles tempos sem os avanços tecnológicos na área do entretenimento as coisas eram mais fáceis. Entretanto em nossos dias com toda a ciência se multiplicando pouco se fala em culto doméstico entre os cristãos e são poucos os que o praticam deixando de perceber a sua grande importância para todos os componentes da família. O lar cristão é a extensão da Igreja, portanto devemos lembrar que a Igreja é o ponto principal para cultuar, adorar
  19. 19. e ouvir a palavra de Deus, porém isso não pode ficar restrito somente a Igreja. O culto ao Senhor também precisa ser estendido aos nossos lares para a continuidade da nossa adoração, comunhão e aprendizado das coisas de Deus. Temos que ser crentes na Igreja e também em casa. 1. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS SEJAM PORTADORES DA SUA PALAVRA - Deuteronômio 11.18 Ponde, pois, estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma, e atai-as por sinal na vossa mão, para que estejam por frontais entre os vossos olhos. * A palavra de Deus é um tesouro para ser guardado em nosso coração – 2 Coríntios 4.7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós. Pelas ordenanças promulgadas por Moisés os hebreus foram orientados a manterem uma fidelidade com as escrituras, ao ponto de ostentar fragmentos desta, presos em suas mãos e fronte o que era uma forma explícita de demonstrar essa fidelidade. Não é esse o caso para a Igreja do Senhor, pois pertencemos ao seu reino espiritual e somos templos do Espírito Santo. Portanto o simbolismo de sermos vasos de barro alude à condição de sermos guardadores dos oráculos sagrados. E como depositários desse poder que é as Escrituras Sagradas, a figura do vaso é para mostrar a sua fragilidade, porém o seu conteúdo nos torna mais forte espiritualmente para que o que há em nós seja mais valorizado. Todo esse poder vem de Deus, e não de homens, que apenas são instrumentos, para que Deus seja glorificado em todas as coisas. 2. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS SEJAM INSTRUIDOS EM TODO O TEMPO - Deuteronômio 11.19 E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te; * O ensino da palavra deve ser constante tanto na igreja como em casa – 2 Timóteo 4.2 Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Moisés ensina o povo que os cultos não se restringiriam aos encontros anuais feitas no Tabernáculo, mas que se estenderiam por todo o tempo e em qualquer lugar, a fim de que não se esquecessem da Lei e mantivessem a sua comunhão e adoração a Deus. Em nossas reuniões de culto tanto na Igreja como em casa devemos compartilhar sempre a pura e clara Palavra de Deus e não as nossas próprias ideias. A palavra deve ser sempre ensinada ou pregada com toda seriedade a aqueles que ouvem. Faça isso em todo o tempo sempre orientando e encorajando, mesmo que você não veja resultados imediatos dos seus esforços no presente, não entregue os pontos; não se deixe vencer pelo cansaço e desânimo em prosseguir na prática de cultuar a Deus. Com certeza os resultados do nosso esforço sempre aparecem a seu tempo. 3. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS NÃO SE ESQUEÇAM DOS SEUS PRECEITOS - Deuteronômio 11.20 E escreve-as nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas;
  20. 20. * Deus quer que usemos de todos os meios para não esquecer sua palavra – Provérbios 4.5 Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca. Moisés também orientou que o povo escrevesse trechos das Escrituras em partes da casa onde obrigatoriamente o hebreu tinha que passar, ou seja, nos batentes, portas e outros lugares de entrada e saída. Com isso tanto ao sair como entrar eles compulsoriamente deveriam ler os escritos. Essa é uma prática que pode ser adotada em nossos lares. Os pais em mães devem ser os mestres no lar responsáveis pelo ensino da palavra de Deus. Cabe a eles ensinar os filhos nas sagradas letras, mas para ensinar precisam aprender e isso é o mais complicado, pois nem todos tem essa conscientização. É através do ensino bíblico que se aprende o que é certo e errado, para que se ande no caminho certo. O conhecimento bíblico deve passar de pai para filho e esse conhecimento deve ter o respaldo correto das verdades bíblicas e por trás dele a força e o exemplo. 4. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS FILHOS COLHAM OS FRUTOS DO CONHECIMENTO - Deuteronômio 11.21 Para que se multipliquem os vossos dias e os dias de vossos filhos na terra que o Senhor jurou a vossos pais dar-lhes, como os dias dos céus sobre a terra. * Existem ricas promessas de Deus para todos os que guardam sua palavra – Josué 1.8 Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. Moisés incentivou o povo a compartilhar e perseverar nos ensinos das escrituras, pois eles seriam fundamentais para adquirirem sabedoria espiritual, mas também trariam longevidade física e prosperidade em todo o seu modo de viver. Porém para eles serem recompensados com as bênçãos advindas dos compromissoscom a palavra de Deus, seria condicional a obediência a tudo que lhes foi ordenado. Tudo é uma questão de querer viver debaixo das promessas abençoadoras de Deus, ou não. Para isso acontecer existe uma absoluta necessidade da obediência a Palavra de Deus e para que haja essa obediência faz-se necessário conhecê-la e para conhecê-la é preciso aprendê-la. A palavra de Deus precisa estar em nossa boca, sempre pronta para ser dita; porque devemos comunica-la a outras pessoas. Por essa razão devemos meditar sobre ela e ensiná-la continuamente. 5. A ORDEM DIVINA É APRENDER A SUA PALAVRA COMO TAMBÉM PERMANECER NELA - 2 Timóteo 3.14 Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, * Todo cristão deve ser inteirado na palavra para não ser levado por heresias – Efésios 4.14 Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Paulo exortou a Timóteo sobre a importância daquilo que aprendeu na sua casa a respeito das Escrituras. Quando ele diz para permanecer naquilo que aprendeu significa que Paulo tinha conhecimento da base de ensinamentos a qual Timóteo teve e esses ensinamentos eram condizentes com as verdades das escrituras. Isso não quer dizer para
  21. 21. aqueles que foram ensinados na infância por pais não cristãos devem continuar nesses ensinos. Nesse sentido quando se chega à idade do entendimento é preciso averiguar se o que nos foi ensinado pelos pais no que tange a religião é realmente a verdade que devemos seguir.O ensino doutrinário é determinante para o crente não ser menino no conhecimento, fraco na fé e inconstante em sua conduta cedendo facilmente às tentações. Esses são os que não têm a verdade nem solidez em si e se deixam seduzir pelos perversos e impiedosos que buscam seduzir e enganar os outros por meio de doutrinas falsas e erros com astúcia diabólicas para alcançarem seus objetivos. 6. A ORDEM DIVINA É QUE SEUS PRECEITOS NOS LEVEM AO CAMINHO DA SANTIDADE - 2 Timóteo 3.15 E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. * O ensino das escrituras sem ir além do que está escrito consolida a salvação – Atos 17.11 Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim. É de fundamental importância se familiarizar com as coisas de Deus desde a infância. Agraciado é quem tem o privilégio de nascer num berço evangélico, pois as suas chances de ter o conhecimento das Escrituras são maiores, desde que tenha pais que desenvolvam essa responsabilidade. A infância é a fase do aprendizado; e aqueles pais que querem oferecer o verdadeiro aprendizado, devem oferecê-los pelas Escrituras Sagradas. Os crentes de Tessalônicas eram fieis estudiosos das Escrituras e com isso adquiriram conhecimentos para discernir tudo o que recebiam da palavra de Deus. Eles tinham boa disposição para ouvir a palavra de Deus, prestavam muita atenção na pregação, mas sempre procuravam colocar tudo diante da luz para terem a certeza se era de Deus ou não. A prontidão de receber a palavra não significava que acreditavam em tudo,aceitando cegamente. Assim deve ser todo o cristão com relação a doutrina que recebe. Se o povo de Deus buscasse mais conhecimento da Palavra, certamente haveria menos enganadores. 7. A ORDEM DIVINA É DEPENDERMOS DA SUA PALAVRA QUE É A VERDADE REVELADA - 2 Timóteo 3.16 Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; * Ao dependermos da Palavra tiramos benefícios espirituais da sabedoria celestial - 2 Pedro 1.21 Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo. Os profetas e apóstolos não falavam de si mesmos, mas tudo que falavam recebiam do Senhor para entregar ao seu povo. Toda Escritura foi escrita pela inspiração de Deus, com a sua pureza, harmonia, poder, eficácia naqueles que a ouvem. Elas são um guia totalmente confiável e certo para o nosso caminho que leva a vida eterna. Elas são aptas em nos tornar sábios para nós mesmo e também aos outros. Ela instrui naquilo que é verdade, repreende quando estamos errados e nos dirige naquilo que é bom. Todos nós sem exceção precisamos ser constantemente instruídos, corrigidos e repreendidos e isso vem pela doutrina bíblica. Deus repreende aqueles a qual Ele ama. Devemos nos ocupar
  22. 22. mais com o conhecimento da Palavra e para isso não se limite apenas ao que aprende na Igreja. Procure estender ao seu lar esse aprendizado através de cultos em família para estar compartilhando com todos os ensinamentos da Palavra de Deus. 2 Timóteo 3.17 Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra. É TIRAR BENEFÍCIOS ESPIRITUAIS VINDO DA SABEDORIA CELESTIAL RESUMO DA LIÇÃO 10 - A NECESSIDADE E A URGÊNCIA DO CULTO DOMÉSTICO I. O CULTO DOMÉSTICO 1. Adoração em família. 2. A restauração da instrução doméstica. 3. A prática da adoração doméstica. II. O CULTO NO LAR 1. Organizando o culto doméstico. 2. Ganhando os que ainda não são crentes. 3. Eu e minha casa servindo ao Senhor. III. BÊNÇãOS ADVINDAS DO CULTO DOMÉSTICO 1. Fortalece os laços familiares. 2. Santifica e protege a família. 3. Torna a família piedosa. A FAMÍLIA E A SEXUALIDADE Lição 9 - 2 de Junho de 2013 Texto Áureo: Gênesis 1.27 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. Leitura Bíblica em Classe: I Tessalonicenses 4.3-5; 5.23; I Pedro 1.14-16 A FAMÍLIA E A SEXUALIDADE Lição 9 - 2 de Junho de 2013
  23. 23. Texto Áureo: Gênesis 1.27 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. Leitura Bíblica em Classe: I Tessalonicenses 4.3-5; 5.23; I Pedro 1.14-16 A SEXUALIDADE COM SANTIDADE Introdução:A questão sexual na igreja é um tema pouco abordado nas igrejas, mas extremamente essencial. O pastor da Igreja tem por obrigação ter o conhecimento profundo desse tema para doutrinar a sua Igreja. Há alguns pastores que preferem convidar alguém para ministrar esse tema, talvez por falta de capacidade teológica ou outros tabus criados na sua mente. Quando convidam alguém geralmente levam anos para fazê-lo, esquecendo-seque a Igreja tem rotatividade e essas questões não podem cair no esquecimento. Deus desde o princípio estabeleceu regras em relação a sexualidade entre o homem e a mulher. A regra principal no relacionamento sexual entre o casal era a procriação, quando Ele disse: crescei-vos e multiplicai-vos. É evidente que para isso acontecer e houvesse o desejo de praticar o ato sexual, esse ato deveria dar prazer através do orgasmo nesta relação. Sem esse prazer do orgasmo o casal não teria qualquer motivação para praticá-lo, e ai, o projeto de procriação não teria sucesso. Como exceção, Deus permitiu que esse desejo pelo prazer do orgasmo fosse contínuo, e não somente quando fossem se relacionar só para gerar um filho. Agora, esse desejo e prazer contínuo pelo orgasmo é que precisa ser controlado pelo casal para que não venha ser contrário ao que Deus permitiu apenas como uma exceção. Porém essa exceção permitida por Deus, não pode se exceder ao ponto de ir mais longe do que uma relação sexual dentro dos princípios bíblicos para não se tornar uma relação pecaminosa que trará grandes prejuízos espirituais ao casal cristão. No mundo essa regra sexual tida como exceção para o prazer entre o casal, se extrapolou de uma forma degenerativa, indo para o lado da promiscuidade, ou seja, um relacionamento sexual não regido por leis ou regras, onde as imaginações mais pervertidas criam uma infinidade de fantasias sexuais, chegando também ao ponto do relacionamento entre homens (homossexualismo) e entre mulheres (lesbianismo).Todas essas práticas sexuais impuras são abomináveis aos olhos de Deus. Como o mundo está sob a influência maligna não se podia esperar outra coisa, porém o cristão não pode sair dos padrões estabelecidos pelo Senhor Deus. 1. DEUS QUER A SANTIDADE DA ALMA COMO TAMBÉM TODA PUREZA DE CORPO - I Tessalonicenses 4.3 Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição; * Quem não busca a pureza exterior não pode ser limpo no seu interior – Hebreus 10.22 Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa,
  24. 24. Santificação significa separação de tudo que não convém ao cristão praticar. Na área da sexualidade o que sai fora daquilo que é permitido. Entre o que não é permitido está também a prostituição, a qual pode ser entendida de nas variadas formas em que podem ser praticadas. Nessa variação está a prostituição por traição entre um dos conjugues, e essa traição pode ser por conjunção carnal, por pensamentos em outro no ato sexual e dai por diante. Precisamos ter o coração purificado da má consciência. Ela pode ser purificada de culpa, imundície, de tormentos e temores pecaminosos. O nosso comportamento interior, como também o exterior precisa estar sempre purificado evitando qualquer prática pecaminosa que venha prejudicar a nossa espiritualidade e comunhão com Deus. 2. DEUS NÃO QUER UMA ALMA RACIONAL ESCRAVIZADA PELAS PAIXÕES CARNAIS - I Tessalonicenses 4.4 Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; * Quem não tem o domínio das paixões carnais necessita de libertação – Gálatas 5.24 E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. O nosso corpo é chamado de vaso da alma, o qual deve ser mantido puro de desejos corrompidos. Alguns entendem quando diz para possuir o seu vaso em santificação que se trata da sua mulher e não é nada disso. O vaso aqui fala de si próprio e não da mulher. Cada um de nós deve ser cuidadoso nessa questão, para não cedermos a apetites e paixões desvairadas e promiscua, pois isso seria uma desonra para uma alma racional ser escravizada pelas paixões e desejos carnais. Não podemos ceder aos desejos da concupiscência imitando os pagãos que não conhecem a Deus. Se de fato somos de Cristo, estando unidos a Ele, precisamos constantemente crucificar a nossa carne contra as paixões e concupiscências. Cristo não reconhece aqueles que continuam na prática pecaminosa. 3. DEUS NÃO QUER QUE OS CRISTÃOS ANDANDO COMO OS GENTIOS INCRÉDULOS - I Tessalonicenses 4.5 Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus. * Quem anda se envolvendo com práticas gentílicas precisa de conversão – Efésios 4.17 E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente. O cristão não pode andar como gentios incrédulos, em suas dissoluções, concupiscências, pois para os gentios que não conhecem a Deus isso não é de se admirar. O pecado da impureza sexual, especialmente o adultério, é algo abominável e a permanência nessa prática levará ao juízo divino. Não podemos nos comportar como os pagãos ignorantes e não convertidos, que estão totalmente voltados para o pecado de toda sorte. Essas coisas de maneira alguma trarão qualquer tipo de vantagens para a nossa alma, muito pelo contrário, só trarão ilusões e prazeres momentâneos para levar à alma a perdição eterna.
  25. 25. 4. DEUS QUER O SANTIFICADO EM CRISTO SENDO CONSERVADO ATÉ SUA VINDA - I Tessalonicenses 5.23 E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. * Quem não conserva a santidade plenamente corre risco de ficar de fora – Hebreus 12:14 - Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor; A santificação deve ser plena, ou seja, em corpo, alma e espírito. Não existe santificação apenas em parte, pois ela precisa ser completa. Aquele que começou a boa obra em nós, trabalha para completá-la e isso depende do nosso esforço em conserva-la até a vinda do Nosso Senhor Jesus Cristo. Por isso precisamos conservarmos irrepreensíveis livres do pecado e da impureza para um dia sermos apresentados irrepreensíveis perante a presença de Deus. A ênfase da nossa salvação é condicional a nossa santidade, por isso todo cristão precisa estar vigiando contra todo tipo de tentação que o leve a prática de impurezas, principalmente a impureza sexual. 5. DEUS QUER OS SEUS FILHOS AFASTADOS DOS DESEJOS DA CARNE - I Pedro 1.14 Como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância; * Quem é um verdadeiro filho de Deus sabe controlar todos os seus desejos - Efésios 2:3 - Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Os filhos de Deus já tiveram o seu tempo de lascívia e ignorância. Devemos entender que já passou o tempo em que satisfazíamos os desejos ilícitos e depravados, totalmente ignorante ao que isso implica. Quando nos convertemos devemos adotar um comportamento totalmente diferente do que éramos anteriormente. A nossa disposição interior, comportamento, nosso linguajar deve ser completamente diferente de tempos passados. Fazer a vontade da carne e dos pensamentos inclui todo pecado produzido no interior da nossa alma. Cometíamos esses pecados por causa da nossa natureza corrompida. A mente carnal torna o homem escravos dos apetites sexuais mais desordenados entre o homem e a mulher. Deus se ira constantemente com toda devassidão pecaminosa do mundo e quanto mais com o cristão que conhece a palavra e mesmo assim vive nessas práticas abomináveis. 6. DEUS NOS CHAMOU PELA GRAÇA PARA VIVERMOS LONGE DO PECADO - I Pedro 1.15 Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; * Quem procura ser santo sabe discernir o que convém e o que não convém – I Coríntios 6.12 Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.
  26. 26. O Deus que nos escolheu, pois não fomos nós que o escolhemos, é santo e o seu grande favor nos tirou para fora de um estado de pecado e miséria nos dando condições de tomarmos posse de todas as bênçãos da nova aliança com Cristo. Os grandes favores divinos envolvem também fortes obrigações da nossa parte que nos obrigam a ser santos. A completa santidade deve ser o desejo, mas não somente o desejo, como também o dever de todo o cristão verdadeiro. Isso implica em toda a nossa maneira de viver, seja civil, religiosa e também na parte conjugal e que envolve o relacionamento afetivo e sexual. Cristo nos libertou e verdadeiramente somos livres, porém essa liberdade não pode ir tão longe ao ponto de colocarmo-nos sob o poder de apetites carnais. Não se pode nem pensar em abusar dessa liberdade legítima para aprovar o pecado da fornicação, adultério e outros tipos de promiscuidade sexuais. O crente nessa liberdade oferecida pela graça divina tem todo o direito no sentido sexual de alcançar os prazeres que ele oferece, porém aquilo que a consciência acusar, não deve ser praticado para não afetar a sua espiritualidade. 7. DEUS QUER QUE IMITEMOS A ELE NOS SEUS EXEMPLOS DE SANTIDADE - I Pedro 1.16 Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo. * Quem quer ter uma vida de santidade segue exemplos da santidade divina – I Pedro 1.2 Eleitos segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e aspersão do sangue de Jesus Cristo: Graça e paz vos sejam multiplicadas. O padrão é ser santo como Ele é santo e por isso precisamos imitá-lo, embora nunca possamos nos igualar a Ele.Israel foi eleito povo de Deus para serem diferentes de todos os povos da terra, porém eles desperdiçaram essa honra e privilégio, dando lugar ao pecado contaminando a sua santidade. Essa eleição foi transferida para a Igreja através dos atos generosos e graciosos de Deus. Através da palavra, a Igreja tem o conhecimento dos maus exemplos de Israel, os quais não podem ser seguidos para não imitar os seus maus caminhos. Sem a santificação ninguém entrará no reino de Deus.
  27. 27. EDUCAÇÃO CRISTÃ, RESPONSABILIDADE DOS PAIS Lição 8 - 26 de Maio de 2013 Texto Áureo: Provérbios 22.6 Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele. Leitura Bíblica em Classe: Deuteronômio 6.1-9 NOVE MANDAMENTOS DAS RESPONSABILIDADES DOS PAIS Introdução: Uma família crista deve viver em harmonia entre todos que a compõe. Essa harmonia envolve um relacionamento racional entre pais e filhos em todo seu modo de viver. Para que isso aconteça é imprescindível ela ser formada com princípios educacionais embasados na Palavra de Deus. A educação exigida para uma família bem estruturada é de inteira responsabilidade dos pais junto aos seus filhos e essa responsabilidade não pode ser ignorada, pois se assim for às consequências poderão desastrosas, tanto para os filhos como para os próprios pais.Isso não quer dizer que todos os filhos serão obedientes, responsáveis, educados, estudiosos, trabalhadores e com outras qualificações importantes na sua formação. Tem os que aceitam a educação aplicada pelos pais desenvolvendo um bom caráter para felicidade e tranquilidade deles, mas tem os que mesmo com todo esforço educacional aplicado, se transformam em filhos desobedientes, de mau caráter vindo a trazer grandes tristezas para os seus pais apesar de todo esforço investido. Porém o importante é que os pais se esforcem o máximo possível na educação dos filhos, não somente a secular, mas principalmente a educação cristã, que é a verdadeira educação na formação de um caráter integro. Um coisa é certa; os pais que investiram nos seus filhos e dedicaram muito esforço para isso, certamente se o filho entrar para o caminho do erro, estes pais não terá peso de consciência, pois a sua parte foi
  28. 28. feita. Porém o pai omisso poderá ter grandes problemas de consciência e ainda enfrentar as consequências disso. 1. INSTRUAM SEUS FILHOS PARA QUE O MUNDO NÃO FAÇA ISSO POR VOCÊ - Deuteronômio 6.1 ESTES, pois, são os mandamentos, os estatutos e os juízos que mandou o Senhor vosso Deus para ensinar- vos, para que os cumprisseis na terra a que passais a possuir; Provérbios 17.21 O que gera um tolo para a sua tristeza o faz; e o pai do insensato não tem alegria. Moisés ao ditar mandamentos com relação à educação cristã tinha fortes motivos para isso. Esses motivos partiam do princípio com relação à geração do deserto, que ao sair do Egito vieram cheias de maus costumes e pouco foi feito para que isso mudasse. Agora essa geração pereceu no deserto e uma nova geração estava prestes a entrar na terra prometida para a formação e consolidação do Reino de Israel. Moisés na sua sabedoria entendeu que para a formação de uma nação consolidada e estruturada seria importante e imprescindível à aplicação da educação cristã na formação dos filhos. A falta de educação tanto secular e cristã pode gerar um filho insensato, o que poderá acarretar grandes tristezas e instabilidade no lar. Mesmo os pais que agem com sabedoria nesse ponto, a despeito de todos os seus esforços podem gerar um filho insensato. O insensato pode trazer grandes dores aos seus pais provocando ausência de alegria, e esperança mesmo que esses tenham se empenhado para que assim não fosse. Dai a necessidade de priorizar a educação cristã como fator essencial na formação do caráter dos filhos. 2. INSTRUAM SEUS FILHOS NAS ESCRITURAS PARA NÃO CRESCER EM DESTEMOR - Deuteronômio 6.2 Para que temas ao Senhor teu Deus, e guardes todos os seus estatutos e mandamentos, que eu te ordeno, tu, e teu filho, e o filho de teu filho, todos os dias da tua vida, e que teus dias sejam prolongados. Provérbios 14.26 No temor do SENHOR há firme confiança e ele será um refúgio para seus filhos. Deus estabeleceu no Sinai, leis cíveis, leis cerimoniais e leis morais, que era uma forma de conduzir o povo dentro desses princípios. Se o povo de Israel tivesse obedecido estas leis, certamente as coisas teriam tomado um rumo diferente na sua trajetória. E o segredo para tudo ir bem numa família, era
  29. 29. condicional a obediência aos preceitos divinos que deveriam ser estendidos as suas gerações sucessivamente. Agora, o cumprimento da palavra trazia uma promessa de vida longa e próspera, com boa saúde e riquezas materiais. Também trazia a confiança de que haveria uma posteridade abundante, com os filhos andando pelo bom caminho e abençoados da mesma forma como os pais que o geraram. 3. INSTRUAM SEUS FILHOS PARA QUE VIVA NA SUJEIÇÃO A PALAVRA DIVINA - Deuteronômio 6.3 Ouve, pois, ó Israel, e atenta em os guardares, para que bem te suceda, e muito te multipliques, como te disse o Senhor Deus de teus pais, na terra que mano leite e mel. 2 Timóteo 3:15 E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. A obediência sempre é apresentada como fonte de bem-estar e uma vida longa e próspera. Era uma forma para os filhos de Israel tornar-se uma grande nação com a ocupação de toda terra prometida. Para uma obediência reverente que resulte em bênçãos divinas é necessário à aplicação do princípio educacional cristão da infância até a idade adulta, e isso compete aos pais.A importância de conhecer as sagradas letras devem vir desde cedo. A infância é a fase do aprendizado; e aqueles que querem ver os seus filhos crescerem no caminho da verdade devem fazê-lo pelos ensinamentos das escrituras. Os pais que se empenham a ensinarem seus filhos com dedicação e perseverança, certamente colherão bons frutos dos seus esforços. 4. INSTRUAM SEUS FILHOS PARA QUE APRENDAM DEVOTAR ADORAÇÃO A DEUS - Deuteronômio 6.4 Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Josué 24.15 Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR. O Senhor Deus é o único Senhor e, é com esse pensamento que a criança deve crescer para que nunca venha a esquecer. A criança só esquecerá se for feito de uma forma negligente e relaxada, sem
  30. 30. a devida aplicabilidade do que é necessário para um perfeito desenvolvimento cristão.Os pais precisam apresentar uma boa orientação para os filhos com toda insistência e também exemplos. É preciso viver o que se ensina, pois se assim não for todo esforço nesse sentido estará comprometido ao fracasso. Josué deu exemplos aos seus familiares e ao todo povo de Israel, que estava debaixo de suas ordens. É bom saber que os ensinamentos de pais responsáveis, que sabem agir sabiamente com os seus filhos, vale mais do que o de muitos professores. 5. INSTRUAM SEUS FILHOS A AMAR O SENHOR DEUS ACIMA DE TODAS AS COISAS - Deuteronômio 6.5 Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. Lucas 12.31 Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Um princípio básico da educação cristã é ensinar a criança a amar o Senhor Deus, que é o mais importante de todos os mandamentos. Este amor a ser aprendido, é um amor que leva ao temor e reverência, que se exprime pela sinceridade devotada de todo o coração. A educação cristã deve desenvolver a conscientização da criança sobre a sua formação profissional que é extremamente importante, porém mais importante ainda é a formação cristã, que prioriza o reino de Deus para que o sucesso na vida secular não venha ofuscar a parte espiritual. É preciso encher o coração da criança com aquilo que é realmente grande ao se tratar do reino de Deus. A busca da realização pessoal não pode deixar de lado as coisas que envolvem a nossa eternidade com Deus. 6. INSTRUAM SEUS FILHOS A TER A PALAVRA DIVINA GUARDADA NO CORAÇÃO - Deuteronômio 6.6 E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; Salmos 119:11 - Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti. É no coração que se formam as intenções em toda sua diversidade. Isso implica que a obediência à palavra de Deus para um desenvolvimento espiritual é uma questão de sentimentos e não somente intelectual. O ensino das escrituras formam um tesouro que deve ficar escondido no coração da criança e isso é um fator importante contras as tentações que irá enfrentar na sua vida
  31. 31. secular. Quem tem esse tesouro escondido em seu coração sempre terá menos inclinações em ceder a tentações. 7. INSTRUAM SEUS FILHOS NA PALAVRA A TODO TEMPO COM TODA INSISTÊNCIA - Deuteronômio 6.7 E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te. Provérbios 22.6 Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele. O conhecimento secular apesar da sua grande importância na formação profissional para a vida futura, se não for bem equilibrado com a formação cristã, poderá ser uma grande ameaça da vida espiritual. Os melhores educadores das crianças são os pais, e isso é fundamental na formação da criança. Os pais que omitem isso e muitas vezes deixam aos cuidados de outros, ou mesmo por preguiça ou negligência deixam a criança largada em vários meios eletrônicos ou televisivos, e essa omissão certamente trará danos irreparáveis na formação da criança. Apesar de haver casos em que os pais fazem tudo que podem nesse sentido, ainda assim acontecem fracassos a não atingir os objetivos pretendidos. Porém isso não deve ser um motivo desestimulador, pois todo pai tem o dever de fazer a sua parte em treinar seus filhos. A pior coisa que um pai pode fazer é conhecer os ensinos sagrados e não transmiti- los aos seus filhos. Uma criança bem treinada na maioria dos casos se tornará um adulto próspero tanto na vida secular quanto na vida espiritual. Este treinamento deve ser iniciado bem cedo, quando a mente da criança ainda não adquiriu a malícia adulta. 8. INSTRUAM SEUS FILHOS USANDO VÁRIOS MEIOS COM LEMBRETES CONSTANTES - Deuteronômio 6.8 Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por frontais entre os teus olhos. 2 Timóteo 4.2 Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Alguns fragmentos da lei eram atados na testa, mão, como forma de lembretes constantes a não esquecerem a lei e os seus preceitos. Os pais devem insistir com seus filhos, pois estão debaixo da sua responsabilidade. Isso envolve a questão do pecado e o cumprimento dos seus deveres com as coisas de Deus. Essa insistência deve ser constante a tempo e fora de tempo,
  32. 32. significando que a educação cristã não pode ser esmorecida, pois o despertamento para as coisas espirituais só é produz resultados quando não se dá trégua.Os pais devem usar de estratégia usando essa prática com os seus filhos. É lógico que em nossos tempos ninguém vai colar porções da bíblia na testa ou mão dos seus filhos, porém é importante usar outros meios, como o material didático que eles usam na escola. Ao invés de usar cadernos com figuras seculares, use material de procedência cristã com versículos ou figuras alusivas as coisas de Deus. 9. INSTRUAM SEUS FILHOS COM VÁRIOS ESCRITOS SAGRADOS DENTRO DO SEU LAR - Deuteronômio 6.9 E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas. 2 Timóteo 3:16 Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Os judeus usavam lembretes das escrituras nos umbrais e portas das suas casas, para que ninguém pudesse sair ou entrar sem vê- los. A palavra de Deus é a revelação divina e por isso é o guia certo em nosso caminho para a vida eterna. Aquele que é verdadeiramente sábio é sábio para a salvação e as escrituras são aptas para tornarmos verdadeiramente sábios, sábios para a nossa alma e para o outro mundo, pois quando a nossa vida terrena se findar aqui neste mundo, ela continuará na eternidade com Deus. A escritura instrui naquilo que é verdade, e repreende naquilo que é errado e nos conduz naquilo que é bom. Ao invés de pôster ou figuras seculares nos quartos dos filhos como decoração, use quadros ou pôster bíblicos ou outra coisa alusivas ao reino de Deus como decoração da sua casa ou do quarto dos filhos, que os resultados serão surpreendentes. Deus os abençoe.
  33. 33. O DIVÓRCIO Lição 7 - 19 de Maio de 2013 Texto Áureo: Mateus 19.9 Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa da prostituição, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. Leitura Bíblica em Classe: Mateus 19.3-12 DEZ REGRAS SOBRE AS QUESTÕES DO DIVÓRCIO Introdução: O que é o divórcio? É a separação de cônjuges por meio de dissolução judicial do matrimônio. Depois que o divórcio foi liberado em nosso país onde à tempos atrás esse tipo de separação não era permitido, onde isso se dava através do desquite num processo dificultoso e demorado. Hoje com o divórcio e as poucas exigências para tal, o mesmo é concedido direto no cartório sem precisar ir a juízo quando não há litígios a questionar. Com essas facilidades o número de separações por qualquer motivo através do divórcio tem aumentado significativamente. Em se tratando do povo do mundo sem princípios cristãos não é tão preocupante, pois a palavra diz que o mundo jaz no maligno; o que preocupa é que isso vem acontecendo no meio cristão com os membros e também com lideranças imitando o mundo nesse aspecto como se fosse algo normal. Dada a disparidade abusiva entre o povo judeu nos tempos de Jesus na questão do divórcio, Jesus estabeleceu regras para conter essa situação abusiva na qual os judeus, mais precisamente os homens extrapolavam a lei para realizarem os seus intentos contra as suas mulheres nessa questão do divórcio de uma forma cruel e desumana, as entregando a sua própria sorte em completo abandono e miséria. 1. O DIVÓRCIO NÃO PODE SER USADO NO CASAMENTO POR QUALQUER MOTIVO - Mateus 19.3 Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo? Quem mais questionava Jesus a respeito da lei eram os fariseus. Nesse texto eles enfocam a questão do divórcio de uma forma sutil e com segundas intenções, pois eles já tinham uma opinião formada a esse respeito. Na realidade estavam provocando Jesus, não para aprender com Ele. Com intenções dúbias eles tentaram obter uma resposta de Jesus contrária ao divórcio para incitar o
  34. 34. povo contra Ele no sentido de estar tirando a liberdade deles a respeito do uso do divórcio por qualquer motivo. Se Jesus desse uma explicação mais rígida a respeito do divórcio, diriam que estava contra a lei de Moisés e se desse uma explicação mais liberal iria contra os princípios que ensinava aos seus discípulos. Porém com a sua sabedoria não entrou diretamente no debate, mas esclareceu o impasse com uma explicação baseada nos princípios originais do matrimônio, vinculados aos propósitos divinos da criação. 2. O DIVÓRCIO NÃO PODE DESFAZER COM FACILIDADE UMA UNIÃO CONSAGRADA - Mateus 19.4 Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, Os propósitos divinos da criação colocam marido e mulher ligados por uma rígida e íntima união, e isso não pode ser desfeito levianamente por qualquer motivo, pois é uma união consagrada que não pode ser rompida a revelia. Jesus fazendo uso da palavra disse aos ouvintes: não tendes lido? Isso demonstra a autoridade da palavra nessa questão, pois a conjunção entre o homem e mulher é acordada de uma forma racional e que deve ser feita com antecipado planejamento com entendimento para uma união até que a morte os separe. Como se tornaram um através de uma aliança de casamento, é uma união de foro íntimo e indissolúvel. 3. O DIVÓRCIO NÃO É SOLUÇÃO PARA INCOMPATIBILIDADE DE GÊNIOS DO CASAL - Mateus 19.5 E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? O casal tem um relacionamento mais íntimo e mais profundo até mesmo do que o relacionamento entre pais e filhos. Se o relacionamento entre pais e filhos não pode ser facilmente rompido, muito menos o marido pode repudiar a sua esposa, porque que a relação é mais íntima, não por natureza, mas por desígnio de Deus. Isso tornou os dois numa só carne até que a morte os separe. A incompatibilidade de gênios tem sido um argumento muito usado nas questões de separação por divórcio. Acontece que o casal cristão jamais pode usar esse tipo de recurso, pois é uma desobediência ao que Deus determina através da sua Palavra e aquele que assim procede e teima em se separar dessa maneira entrará em conflito com Deus passando a se enquadrar num pecado que será muito difícil alcançar o perdão.
  35. 35. 4. O DIVÓRCIO NÃO É A RAZÃO PARA SEPARAR UMA VIDA QUE DEUS AJUNTOU - Mateus 19.6 Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. A partir do momento que se diz o sim um ao outro selando os seus votos matrimoniais e diante de Deus e das testemunhas confirmam esses votos, os dois a partir dai estão unidos numa só carne e não podem mais separar-se por qualquer motivo, pois é algo que Deus ajuntou e o homem não pode separar. Marido e mulher, sendo unidos pela lei divina, não podem ser separados por qualquer lei promulgada pelo homem. Homem nenhum pode separar o que Deus uniu, pois Deus está acima de qualquer magistrado ou quem quer que seja. O Deus de Israel aborrece o repúdio e o homem não tem o direito ou autoridade de separar aquilo que Ele uniu. 5. O DIVÓRCIO NÃO PODE SER REALIZADO EM CONTRADIÇÃO A PALAVRA DE DEUS - Mateus 19.7 Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la? O que os fariseus argumentavam baseados na lei de Moisés em relação ao divórcio, não era um mandamento e sim uma concessão. Jesus explicou a razão dessa concessão de uma forma que eles não esperavam, pois tiveram que receber na cara que a concessão era pela dureza dos seus corações em relação a essa questão. Estavam endurecidos contra o próprio Deus, contra o seu próximo, contra as suas mulheres. Agiam com violência e ultrajes com as suas mulheres em vista dos seus desejos acendidos por outras e essa era uma forma mais rápida deles se livrarem das suas próprias esposas para poderem se casar com as novas pretendentes. 6. O DIVÓRCIO NÃO É LÍCITO SE OBTIDO BURLANDO O QUE DEUS ESTABELECEU - Mateus 19.8 Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim. Algo extremamente grave é um homem agir com rudeza e crueldade com a sua esposa. Muitos judeus agiam assim com as suas mulheres e uma forma paliativa foi permitir nesses casos a separação pelo divórcio, não como regra, e sim com exceção. Moisés permitiu isso nesse caso, em favor das mulheres
  36. 36. poupando-as de continuar num sofrimento contínuo. Era na realidade uma alternativa complacente para satisfazer a vontade de homens irracionais a beira da loucura, e assim evitar danos maiores a sua mulher. Aqueles que conseguem liberdade do divórcio por injustos motivos serão certamente eternos infelizes, pois um lar não pode ser desfeito por temperamentos descontrolados e muito menos um lar cristão. 7. O DIVÓRCIO NÃO SE USA POR QUALQUER MOTIVO, A NÃO SER A PROSTITUIÇÃO - Mateus 19.9 Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de prostituição, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. Pela lei de Moisés a esposa que se se prostitui se tornaria uma só carne com o adúltero e isso implicaria em pena de morte, pois assim eram punidos os casos de adultério. Evidentemente que nessa dispensação da graça baseada na lei do amor, essa penalidade deveria ser alterada e foi isso que Cristo fez. No sentido de suavizar o rigor dessa penalidade, Jesus determinou que no caso de adultério a penalidade fosse o divórcio. Em vista disso, em qualquer outro caso o Senhor desaprova e não permite o pedido de divórcio, tanto por um, como pelo outro. Qualquer que repudiar a sua mulher, não sendo por causa de prostituição, e casar com outra, comete adultério e a palavra diz que os adúlteros ficarão de fora, pois não entrarão no reino de Deus. Isso vale tanto para o marido como para a mulher que incorre nesse pecado. 8. O DIVÓRCIO NÃO É MOTIVO DE VIDA CASTA POR SUA RIGOROSIDADE BÍBLICA-Mateus 19.10 Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar. Quando Jesus começa a esclarecer à luz da palavra a regra para o divórcio, houve certa contrariedade e alguma relutância em renunciar a liberdade pelo divórcio, até mesmo por alguns dos seus discípulos. O que acontece é que mesmo naqueles tempos como nos nossos tempos, a natureza corrupta do homem não gosta de obedecer a restrições que vão contra os seus interesses, ainda que escusos. Muitos pela sua intolerância a palavra e na avidez de consumar os seus interesses carnais preferem romper os laços com Cristo em troca da sua liberdade conjugal. Quantos cristãos membros ou líderes já incorreram nesse pecado e encontram-se nas Igrejas participando dos cultos, pregando, liderando, como se
  37. 37. nada tivesse acontecido. Não tem outro jeito, é só em caso de adultério, não sendo assim o perdão só será obtido se a situação for totalmente revertida e consertada. Um líder que comete adultério, jamais terá o direito ou condições de liderar ou subir no altar para pregar a palavra, mesmo tendo se consertado com Deus. 9. O DIVÓRCIO NÃO PODE IR CONTRA OS PRINCÍPIOS ETERNOS DO MATRIMÔNIO -Mateus 19.11 Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido. Alguns dos discípulos ao receberem esta palavra entenderam a rigorosidade e a responsabilidade do casamento e na sua concepção dada á envergadura da obra que seria colocada nas mãos deles concordaram que seria melhor que não casassem. Aqueles que têm a dádiva da abstinência, e não sentem a necessidade de casar-se, fazem melhor em continuarem solteiros, pois os que não são casados têm mais liberdade de se preocupar com as coisas do reino do céu e em como agradar ao Senhor. Ficam menos comprometidos com as responsabilidades de um lar, com esposa e filhos e passam à ter mais tempo e disponibilidade para estarem servindo ao Senhor. Jesus com isso não estava demonstrando nenhuma contrariedade quanto ao casamento e sim colocando dentro de uma questão de livre escolha conscienciosa, o casar e o não casar. 10. O DIVÓRCIO NÃO É MOTIVO PARA O CELIBATO, ESSA OPÇÃO É INDIVIDUAL - Mateus 19.12 Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o. Jesus deixou o direito de livre escolha e disse que poucos teriam capacidade de exercer o celibato com fidelidade. Jesus jamais estabeleceu regras dessa natureza aos seus discípulos. A igreja católica estabeleceu essa regra a todos os seus sacerdotes entendendo que essa era a regra correta. Porém até um leigo entende que é uma regra determinada erroneamente pelo entendimento do próprio homem onde Deus não tem parte com isso. O papado diz que são sucessores de Pedro, só que Pedro era casado e isso é revelado pela palavra onde Jesus curou a sua sogra.Havia eunucos pela castração voluntária e involuntária, sendo os involuntários aqueles escravos que cuidavam dos haréns dos reis para não molestarem ou terem qualquer intenção sexual
  38. 38. com as mulheres aos seus cuidados. Mas tinha os que se fizeram eunucos por causa do reino de Deus, como foi o caso de João Batista, Paulo, Barnabé e outros. Eles por opção própria dada a envergadura da sua missão, ficaram solteiros para o cumprimento do seu ministério. A INFIDELIDADE CONJUGAL Lição 6 - 12 de Maio de 2013 Texto Áureo: Provérbios 6.32 O que adultera com uma mulher é falto de entedimento; destrói a sua alma o que tal faz. Leitura Bíblica em Classe: Provérbios 5.1-5; Mateus 5.27,28 A INFIDELIDADE CONJUGAL E SEUS EFEITOS DESTRUIDORES 1. A INFIDELIDADE CONJUGAL VEM POR ATOS DESINTELIGENTES - Provérbios 5.1 FILHO meu, atende à minha sabedoria; à minha inteligência inclina o teu ouvido; * Só um crente estúpido e insensato envolve-se na infidelidade - Provérbios 6.32 O que adultera com uma mulher é falto de entedimento; destrói a sua alma o que tal faz. 2. A INFIDELIDADE CONJUGAL LEVA AOS MALES DO ADULTÉRIO - Provérbios 5.2 Para que guardes os meus conselhos e os teus lábios observem o conhecimento. * O desejo de adulterar é bloqueado quando existe fidelidade – Gênesis 39.8 Porém ele recusou, e disse à mulher do seu senhor: Eis que o meu senhor não sabe do que há em casa comigo, e entregou em minha mão tudo o que tem; 3. A INFIDELIDADE CONJUGAL VEM PELOS ENGÔDOS DA SEDUÇÃO - Provérbios 5.3 Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais suave do que o azeite. * Quem não se vigia é presa fácil para cair em laços sedutores – Tiago 1.14 Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.
  39. 39. 4. A INFIDELIDADE CONJUGAL TRÁS DORES E UM FIM AMARGOSO - Provérbios 5.4 Mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo como a espada de dois gumes. * Quem cai nos laços da sedução provará terríveis consequências – Juízes 16.19 Então ela o fez dormir sobre os seus joelhos, e chamou a um homem, e rapou-lhe as sete tranças do cabelo de sua cabeça; e começou a afligi-lo, e retirou- se dele a sua força. 5. A INFIDELIDADE CONJUGAL FAZ DESCER DEGRAUS DO INFERNO - Provérbios 5.5 Os seus pés descem para a morte; os seus passos estão impregnados do inferno. * A loucura dos desejos carnais é um abismo chamando outro abismo – 2 Samuel 11.2 E aconteceu que numa tarde Davi se levantou do seu leito, e andava passeando no terraço da casa real, e viu do terraço a uma mulher que se estava lavando; e era esta mulher mui formosa à vista. 6. A INFIDELIDADE CONJUGAL É DESOBEDIÊNCIA A ORDENS DIVINAS - Mateus 5.27 Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. * É preciso ter consciência que o pecado de adultério afronta a palavra – Êxodo 20.14 Não adulterarás. 7 A INFIDELIDADE CONJUGAL VEM PELO EXTERIOR E SUJA O INTERIOR - Mateus 5.28 Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. * Quem não tem olhos santificados o seu coração é cheio de adultério – Tiago 1.15 Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.
  40. 40. O DIVÓRCIO Lição 7 - 19 de Maio de 2013 Texto Áureo: Mateus 19.9 Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa da prostituição, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. Leitura Bíblica em Classe: Mateus 19.3-12 O DIVÓRCIO NÃO PODE SER USADO NO CASAMENTO POR QUALQUER MOTIVO - Mateus 19.3 Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo? O DIVÓRCIO NÃO PODE DESFAZER UMA UNIÃO CONSAGRADA COM FACILIDADE - Mateus 19.4 Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, O DIVÓRCIO NÃO É SOLUÇÃOPARA INCOMPATIBILIDADE DE GÊNIOS DO CASAL - Mateus 19.5 E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? O DIVÓRCIO NÃO É A RAZÃO PARA SEPARAR UMA VIDAQUE DEUS AJUNTOU - Mateus 19.6 Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. O DIVÓRCIO NÃO Mateus 19.7 Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la? Mateus 19.8 Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim. Mateus 19.9 Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de prostituição, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. Mateus 19.10 Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar. Mateus 19.11 Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido. Mateus 19.12 Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o.
  41. 41. A INFIDELIDADE CONJUGAL Lição 6 - 12 de Maio de 2013 Texto Áureo: Provérbios 6.32 O que adultera com uma mulher é falto de entedimento; destrói a sua alma o que tal faz. Leitura Bíblica em Classe: Provérbios 5.1-5; Mateus 5.27,28 A INFIDELIDADE CONJUGAL E SEUS EFEITOS DESTRUIDORES Introdução: O mal de todo aquele que entra nas redes da infidelidade é não medir as consequências desastrosas pela prática do adultério. Essas consequências atingem o próprio infiel, como também se estende para a família, ou seja, o cônjuge os filhos e outros do seu relacionamento. A questão da infidelidade é algo que já vêm de milênios, porém em nossos tempos já se disseminou de tal forma pelo mundo, que alguns entendem isso como uma coisa normal. No mundo é uma coisa, porém na Igreja é outra coisa, pois temos um manual de conduta chamado bíblia, que contém várias advertências quanto a isso, como também adverte sobre os juízos em que o infiel está exposto. A bíblia diz em Provérbios 15.3 que os olhos do Senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons, e isso tem sido ignorado por muitos que não conseguem manter uma vida de santidade e acabam chafurdando nesse lamaçal de pecado. A prática do adultério tanto da parte do homem como da mulher, tem destruído vidas, famílias, lares, causado mortes, misérias e uma infinidade de desgraças e o pior é que muitos têm perdido a sua salvação. Na lei de Moisés em Levítico 20.10 em caso de adultério, tanto o homem com a mulher deviam ser mortos. Nessa dispensação da graça não há pena de morte física para os adúlteros, porém há a pena de morte espiritual e condenação ao inferno caso não haja o arrependimento. 1. A INFIDELIDADE CONJUGAL VEM POR ATOS DESINTELIGENTES - Provérbios 5.1 FILHO meu, atende à minha sabedoria; à minha inteligência inclina o teu ouvido; * Só um crente estúpido e insensato envolve-se na infidelidade - Provérbios 6.32 O que adultera com uma mulher é falto de entedimento; destrói a sua alma o que tal faz.

×