Jornal Novos horizontes JUNHO-2013

354 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
354
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
131
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Novos horizontes JUNHO-2013

  1. 1. Fundado em Janeiro de 1972 - Ano XLI Nº 495 Junho de 2013FestaJuninanaMatrizDia 7/06- Tradicional Noitedos Caldos;Dias 8 e 9/06- Barraquinhascom comida típica, dança emuita animação.FestaJuninanasComunidades• Comunidade São PauloApóstolo – 15 de junho;• Comunidade ImaculadaConceição- 6 de julho;• Comunidade São Francis-co de Assis- 13 de julho;• Comunidade São JoséOperário- 14 de julho.Arraiá da JMJ
  2. 2. Palavra do PárocoPe. Valentim, mSCJUNHODE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA02EXPEDIENTEPAROQUIALMissas:Domingos: às 7h, 9h, 18h15 e 20h.Segunda-feira: Missa da Esperança, às 19h15Quarta-feira: Missa às 19h15 e após, Terço dos HomensQuinta e sexta-feira na Matriz, às 19h15Todos os sábados, às18h, Missa no Repouso Santa Maria, Rua Japurá,555.Secretaria Paroquial:Atendimento de segunda a sexta-feira, de 8h às20h.Sábados, das 8h às 12h.expedienteOrientador: Pe. Valentim Menezes,mSCRedatores: Aurenei Walterfang, CarlosSilveira, Carolina Belisário, CerqueiraLima, Marli Jordão, Diácono Jatobá,Diácono João Walterfang, Ir. Gislenefdz, Sergio de Queiroz, VirgíniaLopes e Luiz Antônio.Fotografia: Anderson Lucena ePascomRevisão: Maria Clara FonsecaEditoração: Bruno TortorellaDiagramação: Bruno TortorellaSite: http://paroquianssc.wordpress.comE-mail:paroquianssc@gmail.comAnúncio:Secretaria ParoquialAdministração: Rua Barão, 807Praça Seca- Jacarepaguá- RJTel.: (21) 2452-5188 e 2464-1947Impressão Gráfica:ZM Notícias- Tel: (21) 2669-1515Olhar o mundo hoje, é entrarnumaprofundatristeza.Vereescutaros noticiários do Brasil e do mundonos leva a uma convicção: estemundo está sem coração. Guerras,povos inteiros sendo massacrados.Atentados, a cada dia milhares depessoas sendo destruídas, feridas.Assaltos, não se leva só o dinheirodo outro, mas também a vida, ematam. A violência sexual tomagrandes dimensões. Invade-se ocorpo, a vida das pessoas. Será queesse mundo, ou a sociedade perdeuo coração, ficou sem coração. Em1853, um Jovem sacerdote Frances,Julio Chevalier, convencido de umaverdade disse: O coração de Jesusé o remédio para todos os malesdo mundo. Essa verdade assumidapelo próprio filho de Deus, Jesus deNazaré, que nos deu “um caminho(Ele), uma Verdade (Ele) e umaVida (Ele).” Essa constatação ahistória nos deu. Toda pessoa queencontra o Coração de Jesus demaneira verdadeira, muda toda asua vida. Começa-se a pensar comoJesus pensou, sentir como Jesussentiu, viver como Ele viveu. VaiOmundoprecisadeumcoração.O CoraçãodeJesuscolocando o Seu coração em todasas situações. Vai transformadoa realidade. Então, podemosperceber que o coração de Jesusé o remédio para todos os males.Quando os homens e mulheresdesse século aceitarem essecoração, daremos adeus às guerras.O coração de Jesus só constrói paz.O terrorismo acaba se deixaremesse coração entrar na vida, fazendoo outro mais importante do quequalquer ideologia. A violência sedesvanece, diante desse coraçãocheio de ternura e misericórdia.O Corpo do outro retoma a suacondição sagrada e a beleza do sexose realiza na construção do Amor.Nesse mês de junho, que nos trazmais forte a re-Cor-dação dessefato: nosso Deus tem Coração.Busquemos, desde o compromissodo nosso batismo, ir colocandoCORAÇÃO NO MUNDO.De Cor, Pe.Valentim,msc .PRAÇASECASE DESPEDE DE SEU VIGÁRIOservia a nossa co-munidade comovigário provisório.Missa de Corpopresente reúnecentenas de pes-soas na MatrizVisivelmente emo-cionada, a comuni-dade se despediu de Aos 68 anos, padre Francis-cus Joseph Willemsem, mais conhecidocomo Pe. Frank, faleceu, na madrugadade sexta-feira (24-5), vítima de den-gue que veio a problematizar órgãosde seu corpo causando seu óbito.Natural da Holanda, onde nasceu em1945, em plena 2ª Guerra, Frank Wil-lemsem veio para o Brasil como irmão,sendo ordenado sacerdote em 1982 aolado de nosso atual pároco, pe. Valen-tim. Quando esteve pela primeira vezem nossa comunidade ( 1970), fundoudiversas comunidades, entre elas, as at-uais São José, Divino Espírito Santo e SãoFrancisco. Além disso, sempre foi con-hecido por seu comprometimento paracom os pobres. Desde o início deste ano,pe. Frank na missa de corpo presente,realizada no último dia 24 de maio, às19h15, data em que coincidiu com o iní-cio do tríduo em honra a Nossa Senhorado Sagrado Coração. A matriz ficou su-perlotada com fiéis advindos das diversasparóquias em que Frank havia trabal hado.Dentre elas: Pai Eterno e São José, da Ci-dade de Deus, Santo Agostinho, de NovaIguaçu e, até, Nosso Senhor Bom Jesus, deJoaíma, sem citar nossa paróquia. A celeb-ração contou com a presença de vários pa-dres da congregação dos Missionários doSagrado Coração: Padre Ailton, Franciscode Assis e Xico Carlos, Jean, além de LuísMaurício, Rafael (Vigário Forâ-neo), Monsenhor Gilson, JoãoBatista (Guandu) entre outros.Durante a Homilia, três padres,que conviveram diariamente comFrank, compartilharam seus depoi-mentos demonstrando valores e ati-tudes marcantes de nosso vigário. Oprimeiro a falar, pe. Luís Maurício,relatou três sinais fundamentais dotestemunho dado por padre Frank.Segundo ele, a alegria de estar nascomunidades, a simplicidade nosrelacionamentos humanos e o rótu-lo de Irmão dos Pobres, assistindo ascomunidades por ele criadas, mar-caram a vida do padre. O segundoa partilhar palavras foi Pe. Ailton, oqual lembrououtras caracter-ísticas de Frank:homem que sefez conhecido,com grandesenso de humor,voltado ao auxí-lio para com osdoentes e quegostava de caminhar pelas ruas. Por fim, pe. Francis-co de Assis, que conviveu com elesete meses em Redenção (PA), de-stacou a frase: “Dê de graça o querecebestes de graça”,. Ele afirmou,ainda, que Willemsem levavacomida da dispensa do Seminárioe a doava aos pobres do bairro lo-cal. “ Agradecemos a Deus pelospassos de pe. Frank e que ele possaacolher com carinho nossoirmão na vida eterna. Amém”Bruno Tortorella
  3. 3. Aprofundando a Fé!JUNHoDE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA03 AcreditoquevocêtevesaudadesaorecordaranoitedeSãoJoãoaquioulánasuacidade? Os santos de junho: Antônio, João e Pedro, até hoje, são os santos mais populares doBrasil. Mas, toda esta alegria remonta à Antiguidade, quando por toda a Europa, festejospagãos comemoravam no mês de junho, o início do preparo da terra para o plantio. Hoje,os festejos começam no dia 12, véspera de Santo Antônio, e terminam no dia 29, dia de SãoPedro. Sendo o auge mesmo, a noite de 23 para 24, dia de São João Batista. Na Antiguidade, junho era um mês especial, a primavera chegava e o fimdo verão se aproximava. E, com a nova estação, dias mais longos e quentes: idealpara o plantio. Por ser um período do ano tão especial, era costume festejar e criarrituais para garantir a boa vontade das divindades responsáveis por esses fenômenos. Quando o Cristianismo tornou-se a religião oficial do Ocidente, no séculoIV, estas celebrações foram incorporadas ao calendário das festas católicas e a Igrejareservou o dia 24 de junho para comemorar o nascimento de São João Batista. Quando os jesuítas chegaram ao Brasil, difundiram várias festas religiosas. Umadelas, a festa joanina como era chamada, esta prática foi muito eficaz para atrair a atenção dosindígenas, além de fazer a catequese. Esta festa era comemorada com fogueiras, rezas e muitaalegria. Estas comemorações, com o passar dos tempos, fizeram com que as festas juninasficassem entre as preferidas da população e esta tradição é mantida até hoje em todo Brasil.Diácono Jatobá Pertencer à comunidade de Jesus impli-ca, não somente em agir, mas acreditar que Deusage, por meio de nós. Esse é um pressuposto bási-co para entender as parábolas que Jesus conta. A eficácia da ação em prol da liberdade,vida e da justiça, não depende só de nós, masprovém, antes de tudo, do Deus que age em nós. Para que isso aconteça, é preciso estar comJesus. Estaremos fora da comunidade de Jesus seduvidarmos que seu projeto provém de Deus, cor-rendo o risco de não entendermos nada do que elediz e faz. O desânimo e a desesperança certamentebateriam a nossa porta e o Evangelho deixaria deser a BOA NOTÍCIA, anuncio alegre, para se tor-nar uma tentação a ser evitada, teria a rejeição dopróprio Evangelho. A parábola da lâmpada (Mc. 4,21-22) traz uma pergunta que fazemos sempre: Ajustiça, a fraternidade, a liberdade e a vida não de-veriam estar brilhando no mundo depois de tantosséculos? No entanto, o que vemos parece indicarque o mundo anda ao contrário. É a semente plan-tada, o grão de trigo enterrado. Se não acreditarmosque essa semente tem uma força misteriosa, o quenos levaria a cuidar do terreno para que ela brote? O Reino de Deus é um dom eficaz (se-mente) e ao mesmo tempo um fruto do com-promisso com o projeto de Jesus (terrenos).(CONTINUA) Marli Jordão(continuação daedição anterior)(Capítulo: 4, 11-23)O Perigo dos BalõesFESTAS JUNINAS: CULTURA,RELIGIOSIDADE E TRADIÇÃO.O Evangelho de Marcos O nosso jornaljá escreveu sobre operigo que representaos balões em nossocéu, mas nunca é de-mais nos prevenirmosa respeito desse grandeproblema que repre-senta este artefato. Nos últimosdias, presenciamosnos noticiários situa-ções inusitadas, comogrupos de pessoas, atéarmadas, invadindocasas para recuperaros balões. Carros comas placas cobertaspara não serem de-nunciados, e o donodo veículo argumenta-ndo que o balão seriaEcológico. E nos per-guntamos como seriaum Balão Ecológico? Esse balão não subiria, elenão ofereceria perigo para as aeronaves, ondeserá que cairia, será que teria um comando evoaria contra o vento? A questão é que o peri-go não é só o fogo, mas inúmeros outros. Resta-nos pedir aos donos das festas, Santo Antônio,São João e SãoPedro que ilu-minem essaspessoas e defini-tivamente deix-em as comem-orações aquino chão, comnossas brinca-deiras e comi-das típicas. Sesoltarem balõesque fiquemamarrados empouca altura eno final da festaseja recolhido.Seria possível?C a r l o sSilveiraeV i r g i n i aLopes
  4. 4. JUNHODE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA04O que aconteceu? O Fogo do Espírito desceu do Céu e inundou nossa Igreja no dia 18 de Maio,sábado. O Espírito está em nós, como dizia a Carta de São Paulo aos Romanos durante asegunda leitura. A Vigília, que teve seu início às 21h com Adoração ao Santíssimo, só ter-minou às 5h. Durante a Santa Missa, com uma dinâmica diferente e extremamente inter-essante, pe. Valentim nos proporcionou momentos de reflexão profundos sobre o amor.No Pai- Nosso, fomos convidados a dar a mão em torno de toda a neva da Igreja num dosbelosmomentosdacelebração.Osjovens,comadançatambémempolgaramospresentes.VIGÍLIA DE PENTECOSTESTRÍDUO DA PADROEIRAtambém, ser fiéis a ele, pois, somenteassim conseguiremos a felicidade eterna.Por fim, Valentim declarou que os jovensdevem lutar contra o mal, acolher o Cora-ção de Jesus e amar a Maria que é a Sen-hora do Coração. No encerramento dascomemorações, no domingo, 26, a SoleneMissa das 9h ficou repleta de fiéis na ce-lebração de Maria e sua Comunidade.Com a inédita carreata com a Imagem deNossa Senhora pelas ruas da Praça Seca,“Contribuindo com o dízimo, es-tamos permitindo que o Corpo deCristo seja cada vez participado.”(1Cor 12)TEMPO PAROQUIAL O Tríduo de Nossa Senhora do Sagrado Coraçãoaconteceu entre os dias 24 e 26 de Maio. Na sexta, ondea temática abordou Maria e a Família, a celebração pri-orizou a entrega da vida do nosso vigário provisório, pa-dre Frank, que faleceu no dia anterior ao início do Tríduo.Durante a Santa Missa, pe. Francisco de Assis, mSC, emsua homilia, ressaltou a devoção de Frank à Nossa Sen-hora do Sagrado Coração e a oportunidade de, no tríduo,oferecer a vida de um filho muito amado de Deus. Já nosábado,dia25,MariaeaJuventudefoifestejadacommui-ta animação e procissão das Velas pelo estacionamentoda Igreja. No sermão, pe. Valentim lembrou que Maria,por conceber um filho na adolescência,também era jovem. Além disso, segundoele, Maria era a serva fiel de Deus e, nós,como juventude do Senhor, devemos,nossa Igreja se fezpresente na realidadedo bairro e demon-strou para todas aspessoas a inabalávelfé em Maria, nossamãe e intercessora.Ao meio dia,comoprefere chamar nossopároco, a “ Macar-ronada da Mama”foi servida, a preçopopular, permitiu apresença maciça denossa comunidadenum momento deconfraternização.A meta de 1000 al-moços distribuídosfoi superada e, as-sim, nossa paróquiacelebrou, com fer-vor, sua padroeira.
  5. 5. JUNHODE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA05- 8º ENCONTRO DO BOM PASTOR Para casais em 2ª união. Será no dia 30 de Junho. OGrupo Bom Pastor objetiva acolher e evangelizar estes casais,integrando--os a comunidade paroquial. Por isso, se você conhecealgum casal em segunda união, convide-os. Inscrições abertasapós as missas dominicais.NOSSA SENHORA DE FÁTIMATEMPO PAROQUIAL- APOSTOLADO DA ORAÇÃO O Apostolado, em Junho, comemora 66 anos de fundação. Dê uma olhada noconvite que o grupo preparou para você:“Caríssimo paroquiano, atendendo ao convite do Sagrado Coração de Jesus,estamos aguardando sua visita ao nosso Apostolado da Oração, no próximo dia07 de junho, consagrado ao Coração de Jesus.”- 28º ENCONTRO DE CASAIS COM CRISTO Será realizado nos dias 12, 13 e 14 de Julho. Inscriçõescom a equipe, na porta da Igreja, ao final das missas de domingo.- FESTA NA COMUNIDADE SÃO PAULOAPÓSTOLO26, 27, 28 de Junho: Tríduo às 19:3030/06: Procissão às 08:30h, seguida de Santa Missa naComunidade que fica localizada no Ipase;Segunda, dia 13, nossa comunidade paroquial reuniu-se para celebrarNossa Senhora de Fátima. Com terço seguido de Santa Missa e pr-ocissão, além de um delicioso lanche preparado com muito carinho,os fiéis se emocionaram com a bonita celebração presidida por nossopároco que, vale a pena lembrar, tem raízes portuguesas e se mostroubastante comovido. O dia 13 de maio é mundialmente celebrado pe-los católicos em comemoração a primeira aparição de Fátima em 1917para três pastores na cidade que leva o nome da imagem, em Portugal.CATECISMO DA IGREJA2012-2013 foi declarado pelo Papa Eméri-to, Bento XVI, o Ano da Fé. De forma es-pecial, em 2013, a Igreja celebra, ainda, os20 anos do Catecismo. Por isso, a ParóquiaNossa Senhora do Sagrado Coração uniuseus fiéis no primeiro grande encontropara estudo e aprofundamento da nossa féna Santa Igreja Católica,O que acontecerá?por meio do livro “ÁguaViva”, que faz alusão a di-versos pontos polêmicos osquais levam, por vezes, o es-tremecimento da fé naquiloque professamos. O encon-tro, que ocorreu no últimodia 18 de 14:30 às 17h, rep-resentou a oportunidadepara muitos católicos denossa paróquia entenderemmelhor os dogmas e pre-ceitos que regem o Catoli-cismo. Se você não partici-pou desse não perca tempo.Haverão, ainda, mais doisencontros nas datas pos-teriormente divulgadas.Compre seu livrinho naSecretaria!
  6. 6. JUNHODE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA06 Oh, doze dejunho é o Dia dosnamorados! Sorrisos,beijos, abraços, carinho,surpresa, presentes,c o m p a n h e i r i s m o ,romantismo... Tudo estáno ar. Três, dois, um...Lá vem a enxurrada decomerciais. É perfumepra lá, camisa pra cá!Ah, são tantas opçõespara presentear o (a)namorado (a)! Atémesmo já vi Havainasbrancas com tiras corde rosa com desenhoromântico da Margaridae do Pato Donald para acomemoração da data.Tudo é tão coloridoe lindo! A ansiedadevem aumentando, comose fosse explodir aqualquer momento dopeito! E a euforia segueno mesmo ritmo. Mas,e se essa felicidadetoda gerar algumadúvida? Hum... Quemnão se deparou com apergunta: “Será que éamor ou é paixão?”.Ah, muitos jovens jáse encontraram nessaencruzilhada, e pormeio da dúvida, ficaramparados no meio daestrada dividida pordois caminhos, como secada placa – a do amore da paixão – piscasseincessantemente paraser escolhida.Daí, você para,pensa e reflete em cadaopção a seguir. Hum...Difícil, não é? Nãosomos especialistas noassunto, embora, muitasvezes pensamos quesomos! Mas, voltandoa felicidade inicial, se adúvida sobre o que vocêrealmente sente baterna porta do coração,seja como uma águia eaflore seus instintos. Faça umaanálise mental sobreseu relacionamento.Primeiro, coloque nabalança imagináriatodos os pontospositivos e negativos.Então, espere-a calcular A era secularé permeada por novose variados meios decomunicação que compõemo quadro interpretativoda população mundial, ede maneira especial, demuitas juventudes. Bem,é verdade que até mesmoessas possibilidades sãoinjustamenteproporcionadasaos diferentes públicos,porém, na reflexão quesegue não adentraremosnesse aspecto.Um número significativodas juventudes inseridas noCristianismo frequenta einterage nos recentes meiosde comunicação virtual.Espaços, como o facebook, são permanentementetransformados em locaisde encontro, partilha desentimentos, expressãode ideologias, e atémesmo da perpetuação depráticas perpassadas porcaracterísticas perversas edesumanizantes. Tal realidade estáestampada aos olhos dasociedade, e obviamente,aos olhos de nossa Igreja.Sendo assim, não é possívelignorar o fato de que boaparcela dos jovens poderá serencontrada em tais espaços.Dessa forma, a Igreja nãotem o porquê não inculturaro Evangelho nesse novoareópago! O Cristianismo éVOCAÇÕES E NOVOS MEIOS DE COMUNICAÇÃOAGORA É COM OS JOVENS!Amor ou paixão?Eis a questão!estamos oferecendo na rede um espaço de“Acompanhamento Vocacional”, com o intuito deestarmos ainda mais próximos das juventudes, ouvindo,dialogando e permitindo que o Evangelho se mantenhavivo nas novas culturas. Com certeza, Deus continuaconvocando homens e mulheres para construírem o Reinono “já” da história e na Esperança do eterno! Precisamosredescobrir a maneira de ajudá-los a ouvir esse chamado,pois “nosso coração arde quando Ele nos fala”!ATIVIDADES DA PASTORAL PAROQUIAL:1. 4as feiras – terço e adoração vocacional às 18h naMatriz;2. 28 de cada mês – adoração pelas vocações durantetodo o dia na casa das Filhas do Divino Zelo;3. 2ª e 3ª feira – terço vocacional do Serra Club às 19h;4. Oração vocacional com as Capelinhas de NossaSenhora do Sagrado Coração organizada e conduzidapor cada Círculo Bíblico da paróquia.Ir. Gislene, FDZuma religião capaz de abarcar todaa história e suas novidades; nãoprecisamos ter medo de apresentá-loas juventudes que estão conectadasnas redes sociais! Por esse motivo,Estamos no caminho certo.Apartirdesse conhecimento, verifiquese esses pontos apenas te deixamfeliz ou se eles, além disso, teacrescentam e te despertam odesejodeevoluireservocêmesmo.Se ficar na primeira opção,sua resposta pode ser paixão. Seficar na segunda, o sentimentoé mais sério, e quem sabe não éamor? Oh! Rufem os tambores!Então, é isso galerinha!Aproveitem o Dia dos Namorados!Esevocêestásolteiro(a),nãotenhapresa, pois tudo tem seu tempo...Carolina Belisarioqual parte pesa mais. Mas,atenção! Esse processo podemostrar um resultado imediatoou pode demorar um pouco...Ser paciente e não se esquecerde verificar a balança éfundamental. Após a análise doresultado,seospontospositivospesarem mais... Bingo!“Será que é amorou é paixão?”. Ah,muitos jovens já seencontraram nessaencruzilhada”
  7. 7. JUNHODE2013 NOVOSHORIZONTESPÁGINA07Edna: O amor do Coração de Jesus é o centro onde tudo converge, o ponto central sobre o qual gira oCatolicismo. Assim, podemos compreender esta devoção, ao Sagrado Coração de Jesus, o qual abarcatudo e responde a tudo.NH: Qual objetivo do Apostolado?Edna: O objetivo é: formar apóstolos a fim de divulgar a espiritualidade e a devoção ao Coração de Jesusa todo mundo.NH: Quando ocorrem as reuniões do grupo? No que elas consistem?Edna: As reuniões ocorrem sempre na 1ª sexta-feira de cada mês, no horário de16 às 18h, seguida deAdoração ao Santíssimo e a Missa às 19:15 h. Elas consistem em atualizar o grupo no tema espiritualdo mês, comunicar a programação mensal da Diocese, Vicarial e Paroquial, bem como estabelecer umarelação fraterna e democrática entre os componentes,que, no momento, estão em 32 atuantes.NH: O que é preciso para ingressar no Apostolado da Oração?Edna: Primeiro, atender (sentir) o chamado do Coração de Jesus. Segundo, frequentar a nove reuniõesmensais, na 1ª sexta- feira de cada mês, às 16h no Salão paroquial e uma formação. Estamos com umaTarde de formação agendada para o mês de Junho) Em Junho, a Igreja Católica celebra o Sagrado Coração de Jesus. Nos textos bíblicos, é possível observar aimportância da devoção ao Coração de Jesus que representa um dos modos para falar do infinito amor de Deus por você.Porventura, em nossa comunidade, temos a presença oradora do Apostolado da Oração fundado aqui em 1947, ou seja, foicriado nos primórdios da existência física de nossa paróquia. Dona Edna, coordenadora do grupo atualmente, nos brindacom um conhecimento a mais sobre o Apostolado que é pedra fundamental para a Igreja no mundo moderno. Acompanhe!COM A PALAVRANH: Como começou em nossa Paróquia a devoção ao Sagrado Coração deJesus?Edna: Nosso núcleo, nº. 95, foi fundado no dia 29 de junho de 1947, por umasenhora portuguesa, chamada Maria. Não sabemos mais detalhes, porque amaioria do nosso acervo foi perdido por ocasião de um temporal que inundoua casa paroquial.NH: Por que a devoção ao título Sagrado Coração de Jesus?O nosso Centro Social está trabalhando por todos da nossa comunidadeParoquial, procurando, cada vez mais,viver a ação evangelizadora da Pasto-ral Social que considera: o Evangelhocomo lugar do encontro da comunidadecom Jesus e luz para o confronto comos problemas do mundo - os empobre-cidos como sujeitos prioritários de suaação - a Igreja como lugar de partilha,da participação, da solidariedade, denovos ministérios – a articulação en-tre fé e vida, entre construção da paz ejustiça social – a educação como práti-ca de liberdade, de troca, de experiên-cia, de escuta – a aceitação do conflitoe da cruz como fontes do desafio pas-toral e social – a necessidade de for-mação permanente e integral que pos-sibilite aos leigos a descoberta de suavocação e que os motive a assumir suamissão – uma nova relação com o mun-do voltando-se para a prática do bem. Faça-nos uma visita e pro-cure saber o que estamos fazendo,junte-se a nós, SEJA UM VOLUN-TÁRIO, você que é Católico e apreciao trabalho de caridade que há séculosé marca inconfundível da nossa Igreja.Fonte: A Missão da PASTORAL SO-CIAL – Comissão Episcopal Pasto-ral para o Serviço da Caridade, daJustiça e da Paz – Edições CNBB.Diácono João AnaniasA COMUNIDADEDECISÕESDOCONSELHOPASTORALCENTRO DA AÇÃO SOCIALPARÓQUIA NOSSA SENHORA DOSAGRADO CORAÇÃOPRAÇA SECAPRENDAS PARA FESTA JUNINA A você caro paroquiano pedi-mos a colaboração para a realização demais uma edição de nossa festa junina.Como de costume, faz-se necessárioa doação de prendas de qualquer na-tureza. Caso você possa contribuir,entregue, livremente, naSecretaria paroquial sua contri-buição. Nós agradecemos e queo Senhor possa lhe recompensar!VIAGEM A PORTOSEGURODe 6 a 13 de Julho> Hotel Shalimar com 5 diárias(café da manhã incluso). Aptos du-plos e triplos.> Viagem de ônibus semi-leito compernoite em São Mateus e Guarapari( ES).Mais informações: 33500770/95182830/ 92654431( Falar com Antonio)• Foi comunicada a chegada de nosso novovigário paroquial, Pe. Ailton, que estava em Roma.Ele chegará ao Rio no dia 15 de Julho. Aguardamosansiosamente.OBS: Na edição de Agosto nosso Jornal trará aoconhecimento de nossos leitores a história da vidaconsagrada de Pe. Ailton.• Após reunião, definiram-se as nove equi-pes criadas para melhor organização na nossa FestaJunina. As equipes serão: Ornamentação, Montagem,Som e Luz, Animação, Limpeza, Bebidas e Comidas,Cozinha, Caixa e Divulgação. Já é possível perceber,neste ano, os frutos trazidos por essa nova divisão.
  8. 8. JUNHODE2013 NOVOSHORIZONTESCrônica do Mês: No primeiro dia de maio, celebramos São José Operário, padroeiro de uma das comunidadesde nossa Paróquia. Festejando este santo tão querido e diante dos atos de violência que vem assolandoo nosso bairro, lembrei-me de que a Sagrada família também foi vítima da violência. No Evangelho deSão Mateus lemos: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito e fica lá até eu te avisar,porque Herodes está procurando o menino para o matar” (Mt 2,13). A ordem de Deus para se exilarcom a família foi cumprida por José imediatamente e com perfeição. “De noite, tomou o menino esua mãe e retirou-se para o Egito, onde ficou até a morte de Herodes, para se cumprir o que o Senhorhavia anunciado por meio do profeta: “Do Egito chamei o meu filho” (2,14-15). Ainda de noite, eleempreende a viagem rumo ao desconhecido.PÁGINA08Meu presente para as mulheres Marias: Todo o futuro do mundo!Que vocês vivam com integridade, sabedoria e amor, este difícilpresente. No futuro terão, com certeza, todo o universo, mas ficarsó olhando para as estrelas não irá trazer muitos méritos ao presente. Continuarão no futuro a dominar todos os animais domésti-cos ou não, incluindo o homem, mas deverão tomar muito cuidado,para não se ferirem com suas próprias unhas, pois o presente asmerece. Aves do céu e peixes do mar lhes farão viajar e até correr omundo, mas quando acordarem é essencial que estejam com os pésno chão, com os olhinhos bem abertos visualizando o presente. Já que falei de chão, aqui na terra ofertarei a vocês, Marias,um tempo que lhes dará, pela eternidade, lembranças maravilho-sas. Lembrar-se-ão do dia em que vestidas de branco, com véue grinalda, percorreram aquele interminável corredor ladeado poramigos e parentes que, rindo ou chorando de alegria, estavam aliespecialmente, para vê-las passar. Outra lembrança inesquecível do passado é o Dia dasMães. Como esquecer? Mãe é tudo! Às vezes, até aborrecimento.Tenho um jovem amigo que tem sérios problemas com sua mãe.Também pudera! Ela é uma loura linda com um corpo escultural e,para completar, viúva. A casa dele vive cheia de amigos, principal-mente, aos domingos, quando ela gosta de apanhar sol e nadar napiscina. Mas, por outro lado, minha mãe tinha algo de bruxa; ad-ivinhava as coisas mesmo antes de elas acontecerem. Certa vez,peguei o banco da cozinha, subi nele para trocar uma lâmpada e eladisse: “Você vai cair!” Não deu outra! Despenquei do banco e mearrebentei no chão. Depois desse dia, passei a não fazer mais nadacom ela presente. Hoje sinto saudades. SérgiodeQueirozCrônica atrasadaHavia muito chão a percorrer, era necessário muita cora-gem e confiança em Deus. Atualizando o Evangelho, vemosque o nosso bairro tem sofrido com a tirania dos “Herodes”modernos, sedentos de poder, matando e ferindo inocentes.Mas, o nosso povo inspirado pelo bom José deu provas desua coragem e não se deixou exilar, foi as ruas para celebraro Pai da Sagrada Família, cantando e rezando, fazendo oReino da Paz acontecer em nossas ruas. Nossa unidade esolidariedade dão testemunho que a Igreja, povo de Deus,não se curva diante do mal opressor que tenta nos ame-drontar. São José dai-nos a coragem e a confiança paraderrotar a tirania que nos oprime, São José rogai por nós!Luiz Antônio Sabendo mexer as pedras com maestria, a presi-dente Dilma fez uma série de viagens, conquistando vo-tos para fazer do diplomata brasileiro Roberto Azevêdo,Diretor Geral da Organização Mundial do Comércio,OMC. Alegres pelo reconhecimento dos demais es-tados do globo, a nação ficou triste com o “FinancialTimes”, jornal inglês, que afirma que o nosso brazuca não tem competência paratal cargo. Isso me fez lembrar o “Marechal de Ferro” - Floriano Peixoto, então,Presidente do Brasil – Se desembarcarem no Brasil, como receberemos os ing-leses: – A bala! Respondeu o Presidente. Vamos aproveitar que o nosso cavaloestá encilhado e mostrar para o gringo que somos mais competentes do que eleimagina. O nosso diplomata é hábil e tem fácil trânsito nos corredores da OMC,o que facilitará o entrosamento que se faz necessário para o encaminhar de pro-postas de interesse universal, combatendo políticas de favorecimento unilateral.Em Doha, recentemente, vimos o francês Pascal Lamy fracassar diante dos pro-jetos apresentados pelos povos, vítimas da crise econômica que assola os países,principalmente, os europeus. Somos filhos da África e a paternidade se fez presente na hora da votaçãopara a direção geral da OMC. Inicialmente, o nosso representante precisará trabalhar os bastidores daOMC, diluindo conflitos, aproximando países e poder dar à política de mercadodo planeta a eficiência que se faz necessária e merecedora, para aproximar cadavez mais os povos do nosso planeta. A sorte está lançada. É só ter paciência e esperança aguardando o dia emque os jornais, em letras garrafais escreverão:“O BRASIL OCUPA CADEIRA NO CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU” Antonio CerqueiraQUEM DISSE QUE ÉRAMOSSÓ FUTEBOL?SÃO JOSÉ OPERÁRIO, DAI-NOS A PAZ

×