Tc58 renato vila nova - contabilidade geral - aula 1

1.232 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.232
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
468
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tc58 renato vila nova - contabilidade geral - aula 1

  1. 1. Aula 1 Dia 19/07/2013 Renato Vila Nova CONTABILIDADE GERAL
  2. 2. Referências: Prof. MS. José Carlos Puga - 7ª edição Prof. Lourival Arantes dos Santos Silva, L. L. - Contabilidade Geral e Tributária Lei 11.638/2007 Lei 11.941/2009
  3. 3. Método de Avaliação: - Avaliação - Faltas – critério Legal - Trabalhos em sala
  4. 4. Contabilidade Geral Introdução: “A Contabilidade não se caracteriza apenas como conhecimento dos profissionais da área, mas sim como instrumento de orientação a todos que de forma direta ou indireta exercem atividades relacionadas com a riqueza patrimonial.”
  5. 5. Contabilidade Geral Introdução: “As tomadas de decisões exigem a existência de informações corretas, oportunas, suficientes e inteligíveis sobre o Patrimônio das empresas e suas mutações.”
  6. 6. Contabilidade Geral Introdução: “Desta forma pode-se afirmar que a maior parte dos habitantes do universo, seja ele desenvolvido ou não, carece, em maior ou menor grau de conhecimentos contábeis.”
  7. 7. Contabilidade Geral Introdução: Origem da palavra: Contabilidade, no latim é COMPUTARE, que significa: CONTAR, COMPUTAR e CALCULAR.
  8. 8. Contabilidade Geral Introdução: Origem da palavra: Contabilidade, no Português e Espanhol é: CONTAR (CONTARE do século XII), isto tem o sentido de NARRAR, RELATAR, ENUMERAR os detalhes de um acontecimento. .
  9. 9. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) A Contabilidade é tão antiga quanto a própria civilização. Existem evidências que ela surgiu 6.000 anos AC, dos povos Babilônicos, Fenícios, Egípcios, Gregos, Cretenses, Romanos etc.
  10. 10. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) A Contabilidade surgiu das necessidades que haviam de controlar o que possuíam, gastavam ou deviam. Sempre procurando maneiras de aumentar suas posses!
  11. 11. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) A Contabilidade teve uma lenta evolução até o aparecimento da moeda.
  12. 12. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) Na época da troca de mercadorias, os negociantes anotavam as obrigações, os direitos e os bens perante terceiros, porém, tratava-se de um mero elenco de inventário físico, sem avaliação monetária.
  13. 13. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) Vestígios da civilização Inca evidenciam que os registros se davam através de nós dados em cordas penduradas, que representavam seus bens.
  14. 14. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) No Egito, era anotado a medição e o transporte de trigo. Entre os hieróglifos foi detectada a figura de um pastor registrando suas ovelhas, através de pedrinhas.
  15. 15. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) Nota-se que a Contabilidade consistia em simples anotações a fim de se evitar os lapsos de memória.
  16. 16. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) A Contabilidade teve seu florescer, como disciplina adulta e completa, nas cidades italianas de Veneza, Gênova, Florença, Pisa e outras.
  17. 17. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) Estas cidades italianas e outras da Europa, fervilhavam de atividade mercantil, econômica e cultural, sobretudo a partir do Século XIII até o início do Século XVIII, representavam o que de mais avançado poderia existir na época em termos de empreendimentos comerciais e industriais.
  18. 18. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) Um dos guardas dos arquivos do Vaticano chamado Gregório Palmieri, descobriu um documento datado de 1.279 sob o título de: Receitas e Despesas do Papa Nicolau III, que satisfaz os requisitos de registro patrimonial em sua época.
  19. 19. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) Em 1.494, foi estabelecido pelo frade LUCA PACIOLI, o TRATADO PARTICULAR DE CONTA E ESCRITURAÇÃO, com 36 capítulos constantes na SUMA DE ARITIMÉTICA, GEOMETRIA, PROPORÇÕES E PROPORCIONALIDADE.
  20. 20. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) LUCA PACIOLI: matemático italiano, nasceu em Borgo San Lorenzo em 1.445 e morreu em Roma em 1.510. Lecionou matemática em Nápoles, Perugia, Veneza, Milão e Roma. Amigo de Leonardo da Vinci.
  21. 21. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) A partir de 1.920, as empresas comerciais ou industriais já tinham seus GUARDA- LIVROS, que faziam toda a contabilidade e controle financeiro da firma, como: escrituração, correspondências, contratos etc.
  22. 22. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) Com a instalação do Curso de Ciências Contábeis e Atuariais pela Faculdade da USP em 1.946, o Brasil ganhou seu primeiro núcleo efetivo de pesquisa contábil de grande importância.
  23. 23. Contabilidade Geral História: (segundo Prof. Lourival Arantes dos Santos) É CIÊNCIA QUE TEM A PROPRIEDADE DE CAPTAR, REGISTRAR, ACUMULAR, RESUMIR E INTERPRETAR OS FENÔMENOS QUE AFETAM AS SITUAÇÕES PATRIMONIAIS, FINANCEIRAS E ECONÔMICAS DAS PESSOAS FÍSICAS, JURÍDICAS OU MESMO DE DIREITO PÚBLICO, COM OU SEM FINALIDADES LUCRATIVAS.
  24. 24. Contabilidade Geral Interessados: USO INTERNO: -Sócios; - Acionistas; - Proprietários; - Administradores;
  25. 25. Contabilidade Geral Interessados: USO INTERNO: Perguntas básicas que as informações contábeis responderão: - “A empresa apresenta resultados satisfatórios?” - “Além da boa rentabilidade, existe segurança?” - “Existe alguma alternativa mais adequada para seus investimentos?”
  26. 26. Contabilidade Geral Interessados: USO EXTERNO: - Financiadores de capital; - Governo;
  27. 27. Contabilidade Geral Finalidade: “A finalidade da Contabilidade é estudar e controlar o Patrimônio das empresas, independentes de seus objetivos sociais, fornecendo informações relativas a sua composição e variações, assim como o resultado econômico e financeiro decorrente da gestão da riqueza patrimonial.”
  28. 28. Contabilidade Geral Finalidade: “Essas informações são indispensáveis ao processo decisório, permitindo maior eficiência na gestão econômica e financeira da empresa e no controle do planejamento dos bens patrimoniais.”
  29. 29. Contabilidade Geral Elementos essenciais para se ter uma empresa: “ - Patrimônio: É o conjunto de bens, direitos e obrigações pertencentes a uma pessoa física ou jurídica utilizado em uma atividade econômica ou não. - Trabalho - Administração”
  30. 30. Contabilidade Geral Elementos que compõem o patrimônio: Bens: “Todas as coisas passíveis de avaliação em moeda que tem a propriedade de satisfazer a uma necessidade.”
  31. 31. Contabilidade Geral Elementos que compõem o patrimônio: Tipos de Bens: - “Bens tangíveis: corpóreos, materiais e concretos; - Bens intangíveis: incorpóreos, imateriais e abstratos.”
  32. 32. Contabilidade Geral Elementos que compõem o patrimônio: “Direitos: Créditos a serem recebidos de terceiros. Exemplo: Duplicata, Nota Promissória etc.”
  33. 33. Contabilidade Geral Elementos que compõem o patrimônio: “Obrigações: São dívidas do patrimônio para com terceiros.”
  34. 34. Contabilidade Geral Origens e aplicação de recursos: - O Balanço Patrimonial mostra quanto a empresa tem de recurso a disposição.
  35. 35. Contabilidade Geral Origens e aplicação de recursos: “PASSIVO: ORIGEM DE RECURSOS -Recursos de Terceiros -Recursos Próprios”
  36. 36. Contabilidade Geral Origens e aplicação de recursos: “PASSIVO: ORIGEM DE RECURSOS -Recursos de Terceiros -Recursos Próprios --Sócios/proprietários --Operação da empresa”
  37. 37. Contabilidade Geral Origens e aplicação de recursos: “ATIVO: APLICAÇÃO DE RECURSOS Onde a empresa aplicou os recursos que tem à sua disposição, que as origens estão do lado do PASSIVO.”
  38. 38. Contabilidade Geral Origens e aplicação de recursos:
  39. 39. Contabilidade Geral Representação gráfica do patrimônio:
  40. 40. Contabilidade Geral Representação gráfica do patrimônio: Exemplificando: “Compra de um carrinho no valor de R$ 500,00, para pagamento à prazo.”
  41. 41. Contabilidade Geral Representação gráfica do patrimônio: Exemplificando: “Compra de um carrinho no valor de R$ 500,00, para pagamento à prazo.”
  42. 42. Contabilidade Geral Representação gráfica do patrimônio: Exemplificando: “Compra de pipoca no valor de R$ 200,00, para pagamento a prazo.”
  43. 43. Contabilidade Geral Representação gráfica do patrimônio: Exemplificando: “Compra de pipoca no valor de R$ 200,00, para pagamento a prazo.”
  44. 44. Contabilidade Geral Elementos que compõem o patrimônio: “Vimos que: BENS + DIREITOS = ATIVO OBRIGAÇÕES = PASSIVO”
  45. 45. Contabilidade Geral Elementos que compõem o patrimônio: “Normalmente o somatório de BENS e DIREITOS é diferente do somatório das OBRIGAÇÕES. DIFERENÇA = PATRIMÔNIO LÍQUIDO”
  46. 46. Contabilidade Geral Principais fontes do patrimônio: “1ª: O investimento efetuado pelos sócios, acionista e proprietários, quando da constituição da empresa ou incremento. 2ª: Pelos lucros obtidos nas operações realizadas pela empresa.”
  47. 47. Contabilidade Geral Principais fontes do patrimônio: “Na representação gráfica do Patrimônio, o PATRIMÔNIO LÍQUIDO está alocado do lado direito, junto com as OBRIGAÇÕES (PASSIVO), completando o demonstrativo.”
  48. 48. Contabilidade Geral Principais fontes do patrimônio:
  49. 49. Contabilidade Geral Representação gráfica do patrimônio: Exemplificando: “Efetua a venda da pipoca no valor de R$ 450,00, recebendo a vista em dinheiro.”
  50. 50. Contabilidade Geral Representação gráfica do patrimônio: Exemplificando: “Efetua a venda da pipoca no valor de R$ 450,00, recebendo a vista em dinheiro.”
  51. 51. Contabilidade Geral Conceito: “Esse demonstrativo reflete a posição das contas patrimoniais em determinado momento, apresentando de forma ordenada os três elementos que compõem o patrimônio: ATIVO, PASSIVO e PATRIMÔNIO LÍQUIDO.”
  52. 52. Contabilidade Geral Conceito: Segundo Newton Jacques Studart: “É um demonstrativo contábil que evidencia, de forma equacional, sintética e ordenada, os valores específicos dos bens, direitos, obrigações e a situação líquida.”
  53. 53. Contabilidade Geral Equação: ATIVO – PASSIVO = PATRIMÔNIO LÍQUIDO
  54. 54. Contabilidade Geral Equação: O Patrimônio pode se apresentar da seguinte forma: “1ª Bens + Direitos maior que Obrigações = Patrimônio Líquido”
  55. 55. Contabilidade Geral Equação: O Patrimônio pode se apresentar da seguinte forma: “2ª Bens + Direitos menor que Obrigações = Passivo a descoberto”
  56. 56. Equação: O Patrimônio pode se apresentar da seguinte forma: “3ª Bens + Direitos igual Obrigações = Situação Líquida Nula”
  57. 57. Contabilidade Geral Exercícios: 1) a)Compra de laranja no valor de R$ 500,00, para pagamento a prazo, conforme aceite de um vale. Como se apresenta o Patrimônio Líquido? b) Efetua a venda da laranja no valor de R$ 900,00, recebendo a vista e em dinheiro. Como se apresenta o Patrimônio Líquido?
  58. 58. Contabilidade Geral Exercícios: c) Compra de laranja no valor de R$ 850,00, para pagamento a vista e em dinheiro. Como se apresenta o Patrimônio Líquido? d) Efetua a venda da laranja no valor de R$ 150,00, recebendo a vista e em dinheiro. Como se apresenta o Patrimônio Líquido?
  59. 59. Contabilidade Geral Exercícios - CORREÇÃO:

×