Estrutura da demonstra das demonstracoes financeiras respostas exercicios

4.154 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
261
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrutura da demonstra das demonstracoes financeiras respostas exercicios

  1. 1. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Prof. Eli Cassiano Aula 3
  2. 2. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Balanço Patrimonial (BP); Demonstração do Resultado do Exercício (DRE); Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA); Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL); Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC); Demonstração do Valor Adicionado (DVA) Demonstração do Resultados Abrangentes.
  3. 3. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO PASSIVO DFC DMPL PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Lucro do Período Reservas DLPA A DFC explica a variação do caixa . A DLPA explica a conta lucros acumulados com detalhes A DRE explica a conta lucro do período com detalhes DRE A DMPL explica a composição e variação do PL
  4. 4. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Reservas de Lucros: “ As reservas de Lucros são aquelas extraídas do lucro líquido do exercício. exercício. Quando essas reservas são constituídas, a parcela do lucro líquido correspondente a elas permanece no Patrimônio, evitando que seja distribuída aos sócios em forma de dividendos. dividendos.”
  5. 5. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Reserva Legal: Artigo 193 da Lei nº 6.404/1976: “ Do lucro líquido do exercício 5% (cinco por cento) serão aplicados, antes de qualquer outra destinação, na constituição 20% da reserva legal, que não excederá de 20% (vinte por cento) do social. capital social.” “Tem por finalidade assegurar a integridade o capital social e somente poderá ser utilizada para compensar prejuízos ou capital. aumentar o capital.”
  6. 6. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS
  7. 7. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Livres: Reservas Livres: “São as Reservas criadas livremente pela Assembléia Geral (no caso das Sociedades por Ações), por proposta dos órgãos da administração, com fins específicos, como a Reserva para etc. Contingência, a Reserva para Incentivos Fiscais etc.”
  8. 8. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Dividendos: Dividendos:
  9. 9. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MODELO DA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO RECEITA OPERACIONAL BRUTA Vendas de Produtos Vendas de Mercadorias Prestação de Serviços (-) DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA Devoluções de Vendas Abatimentos Impostos e Contribuições Incidentes sobre Vendas = RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA
  10. 10. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MODELO DA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (-) CUSTOS DAS VENDAS Custo dos Produtos Vendidos Custo das Mercadorias Custo dos Serviços Prestados = RESULTADO OPERACIONAL BRUTO (-) DESPESAS OPERACIONAIS Despesas Com Vendas Despesas Administrativas
  11. 11. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MODELO DA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (-) DESPESAS FINANCEIRAS LÍQUIDAS Despesas Financeiras (-) Receitas Financeiras Variações Monetárias e Cambiais Passivas (-) Variações Monetárias e Cambiais Ativas OUTRAS RECEITAS E DESPESAS Resultado da Equivalência Patrimonial Venda de Bens e Direitos do Ativo Não Circulante (-) Custo da Venda de Bens e Direitos do Ativo Não Circulante
  12. 12. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MODELO DA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO = RESULTADO OPERACIONAL ANTES DO IR E DA CSLL (-) Provisão para IR e CSLL = LUCRO LÍQUIDO ANTES DAS PARTICIPAÇÕES (-) Debêntures, Empregados, Participações de Administradores, Partes Beneficiárias, Fundos de Assistência e Previdência para Empregados (=) RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO
  13. 13. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MODELO DA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO = RESULTADO OPERACIONAL ANTES DO IR E DA CSLL (-) Provisão para IR e CSLL = LUCRO LÍQUIDO ANTES DAS PARTICIPAÇÕES (-) Debêntures, Empregados, Participações de Administradores, Partes Beneficiárias, Fundos de Assistência e Previdência para Empregados =Resultado liquido antes da operações descontinuadas (-) Resultados líquidos das operações descontinuadas (=) RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO
  14. 14. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Pontos importantes para as Demonstrações Financeiras: Contas Redutoras do Balanço ATIVO “Trata“Trata-se de contas de natureza credora que, por força da Lei nº 6.404/1976 e em decorrência da aplicação do princípio da prudência, devem figurar no Balanço Patrimonial, ao lado do Ativo, como contas redutoras das contas com base nas quais elas foram originadas.” (São apresentadas com sinal negativo (-).
  15. 15. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Pontos importantes para as Demonstrações Financeiras: Contas Redutoras do Balanço ATIVO – Exemplos - Perdas estimadas em créditos de liquidação duvidosa (-): (representa uma previsão de perda; - Depreciação Acumulada (-): perda de valor que o Ativo (sofre com o tempo.
  16. 16. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Pontos importantes para as Demonstrações Financeiras: Contas Redutoras do Balanço Passivo e PL “Trata“Trata-se de contas de natureza devedora que, por força da Lei nº 6.404/1976 e em decorrência da aplicação do princípio da prudência, devem figurar no Balanço Patrimonial, ao lado do Passivo, como contas redutoras das contas com base nas quais elas foram originadas.” (São apresentadas com sinal negativo (-).
  17. 17. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Pontos importantes para as Demonstrações Financeiras: Contas Redutoras do Balanço Patrimônio Líquido – Exemplos - Capital a Realizar (-): parcela do capital ainda não (integralizada; - Prejuízos Acumulados (-): prejuízos apurados e não (compensados; - Ações em Tesouraria (-): compra de ações do capital da (própria empresa.
  18. 18. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Pontos importantes para as Demonstrações Financeiras: Contas Redutoras do Balanço Agora sabemos que contas as redutoras de: ATIVO – são de origem credora PASSIVO – são de origem devedora

×