Aula 4. principios de autoridade e responsabilidade.pptm

10.717 visualizações

Publicada em

Aula 4. principios de autoridade e responsabilidade.pptm

  1. 1. Senac Unidade 24 de Maio Principios de Autoridade e responsabilidade TECNICO CONTABILIDADETECNICO CONTABILIDADE Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado responsabilidade Aula 4Aula 4 Docente - Edson dos Santos (negão)
  2. 2. Princípios de Autoridade ePrincípios de Autoridade e ResponsabilidadeResponsabilidade Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado ResponsabilidadeResponsabilidade
  3. 3. Princípios básicos da organizaçãoPrincípios básicos da organização Divisão do trabalhoDivisão do trabalho - Para ser eficientePara ser eficiente, a produção deve baseara produção deve basear--se na divisão do trabalhose na divisão do trabalho, que nada mais é do que a maneira pela qual um processo complexomaneira pela qual um processo complexo pode ser decompostodecomposto em uma série de pequenas tarefasem uma série de pequenas tarefas que o constituem; EspecializaçãoEspecialização - Como conseqüência do princípio da divisãoComo conseqüência do princípio da divisão do trabalho surge asurge a especializaçãoespecialização: cada órgão ou cargo passa a ter funções e tarefascada órgão ou cargo passa a ter funções e tarefas específicas eespecíficas e especializadas;especializadas; Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado NiveisNiveis hierárquicoshierárquicos - Outra conseqüência do princípio da divisãoOutra conseqüência do princípio da divisão do trabalho é aé a diversificação funcionaldiversificação funcional dentro da organização; A pluralidade de funções imposta pela especializaçãoA pluralidade de funções imposta pela especialização exige o desdobramento da funçãoexige o desdobramento da função de comandode comando, cuja missão é dirigir todas as atividades para que elas cumpramcuja missão é dirigir todas as atividades para que elas cumpram harmoniosamenteharmoniosamente as respectivas missões.as respectivas missões. Isso significa que, além de uma estrutura de funções especializadas,Isso significa que, além de uma estrutura de funções especializadas, a organizaçãoa organização precisa também de uma estrutura hierárquicaprecisa também de uma estrutura hierárquica para dirigir as operaçõesdirigir as operações dos níveisdos níveis que lhe estão subordinados.estão subordinados.
  4. 4. Diferenças entre Eficiência e EficáciaDiferenças entre Eficiência e Eficácia Princípios básicos da organizaçãoPrincípios básicos da organização Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado
  5. 5. Daí o princípio daDaí o princípio da hierarquiahierarquia: o princípio escalar.o princípio escalar. Em toda organização formal existeEm toda organização formal existe uma hierarquia que divide auma hierarquia que divide a organização em camadas ou níveisorganização em camadas ou níveis de autoridade.de autoridade. Princípios básicos da organizaçãoPrincípios básicos da organização Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado Na medida em que se sobe na escala hierárquicaNa medida em que se sobe na escala hierárquica, aumenta o volumeaumenta o volume de autoridadede autoridade do administrador. Ao mesmo tempo em que diminuiAo mesmo tempo em que diminui a necessidade de conhecimentoa necessidade de conhecimento técnicotécnico--operacional.operacional.
  6. 6. Para os clássicosPara os clássicos, a autoridade é conceituada como um poder formala autoridade é conceituada como um poder formal, ou seja, O direito de dar ordens, de comandar outrosO direito de dar ordens, de comandar outros, para que executem ou deixem de executarpara que executem ou deixem de executar algo, da maneira consideradaalgo, da maneira considerada, pelo possuidor dessa autoridadepelo possuidor dessa autoridade, como adequadacomo adequada para apara a realização dos objetivosrealização dos objetivos da empresa ou do órgão; FayolFayol dizia que adizia que a “autoridade é o direito de dar ordens e o poder de exigir obediência”,“autoridade é o direito de dar ordens e o poder de exigir obediência”, conceituandoconceituando--a comoa como poder formal e poder legitimadoformal e poder legitimado. AutoridadeAutoridade Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado conceituandoconceituando--a comoa como poder formal e poder legitimadoformal e poder legitimado. Assim, como condição básica paraAssim, como condição básica para a tarefaa tarefa administrativa, a autoridade investe oa autoridade investe o administrador doadministrador do direito reconhecido de dirigirdireito reconhecido de dirigir subordinados para que desempenhempara que desempenhem atividades voltadas ao alcance dos objetivosatividades voltadas ao alcance dos objetivos da empresa. A autoridade formal é umA autoridade formal é um poder concedido pela organizaçãopoder concedido pela organização ao indivíduo que nela ocupaao indivíduo que nela ocupa uma determinada posiçãouma determinada posição. Para os neoclássicosPara os neoclássicos, autoridade é o direito formal e legítimo de tomar decisões, transmitirautoridade é o direito formal e legítimo de tomar decisões, transmitir ordens e alocar recursosordens e alocar recursos para alcançar os objetivos desejadosalcançar os objetivos desejados da organização.
  7. 7. A autoridade se distingue por três características:A autoridade se distingue por três características: 1. Autoridade é alocada em posiçõesAutoridade é alocada em posições da organização e não em pessoase não em pessoas. Os administradores têm autoridadeOs administradores têm autoridade devido às posições que ocupamposições que ocupam. Outros administradores nas mesmasOutros administradores nas mesmas posições têm a mesma autoridade.têm a mesma autoridade. AutoridadeAutoridade Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado 2. Autoridade é aceitaAutoridade é aceita pelos subordinadospelos subordinados. Os subordinados aceitam a autoridadeOs subordinados aceitam a autoridade dos superiores porque acreditam que elesporque acreditam que eles têm o direito legítimo, transmitido pela organizaçãotêm o direito legítimo, transmitido pela organização, de dar ordens e esperarde dar ordens e esperar o seu cumprimento. 3. Autoridade flui para baixoAutoridade flui para baixo através da hierarquia verticalizada.hierarquia verticalizada. A autoridade flui do topo até a baseA autoridade flui do topo até a base da organização, e as posições do topo tême as posições do topo têm mais autoridademais autoridade do que as posiçõesdo que as posições da base.
  8. 8. A responsabilidade é oA responsabilidade é o outro lado da moedaoutro lado da moeda. Significa o dever de desempenharSignifica o dever de desempenhar a tarefa ou atividadea tarefa ou atividade para a qual a pessoa foi designadapessoa foi designada. O grau de autoridadeO grau de autoridade é proporcional ao grau de responsabilidadeé proporcional ao grau de responsabilidade assumidaassumida pela pessoa. Para os autores neoclássicosPara os autores neoclássicos, a responsabilidade provém da relação superiorprovém da relação superior--subordinadosubordinado e do fato de alguém ter autoridadee do fato de alguém ter autoridade para exigir determinadas tarefas de outrasexigir determinadas tarefas de outras pessoas. ResponsabilidadeResponsabilidade Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado É a relação contratual pela qual oÉ a relação contratual pela qual o subordinado concorda em executar serviços em trocasubordinado concorda em executar serviços em troca de retribuições ou compensação monetária.retribuições ou compensação monetária. A autoridade emana do superior para o subordinadoA autoridade emana do superior para o subordinado, enquanto a responsabilidade é aenquanto a responsabilidade é a obrigação exigida do subordinadoobrigação exigida do subordinado para que este realize tais deveres.realize tais deveres. Como se dizComo se diz, a responsabilidade é delegada a subordinadosa responsabilidade é delegada a subordinados, embora o que se delega é aembora o que se delega é a autoridade e não somenteautoridade e não somente a responsabilidade.a responsabilidade. Sobre este assunto há muita discussão e controvérsia.Sobre este assunto há muita discussão e controvérsia.
  9. 9. Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado
  10. 10. Responsabilidade e AutoridadeResponsabilidade e Autoridade Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado
  11. 11. Amplitude da AutoridadeAmplitude da Autoridade Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado
  12. 12. Delegação é o processoDelegação é o processo de transferir autoridade etransferir autoridade e responsabilidaderesponsabilidade para posições inferiores naposições inferiores na hierarquia.hierarquia. Muitas organizaçõesMuitas organizações encorajam seus gerentes aencorajam seus gerentes a DelegaçãoDelegação Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado Muitas organizaçõesMuitas organizações encorajam seus gerentes aencorajam seus gerentes a delegar autoridadedelegar autoridade aos níveis mais baixos; A fim de proporcionar o máximo de flexibilidadeA fim de proporcionar o máximo de flexibilidade para satisfazer as necessidadessatisfazer as necessidades do cliente e sese adaptaradaptar ao ambiente.
  13. 13. 1• Delegar a tarefa inteiraDelegar a tarefa inteira, o gerente deve delegar uma tarefa inteira a uma pessoao gerente deve delegar uma tarefa inteira a uma pessoa, em vezem vez de subdividide subdividi--la entre váriasla entre várias pessoas. Isso dá a cada indivíduo a responsabilidade completa e aumenta sua iniciativaIsso dá a cada indivíduo a responsabilidade completa e aumenta sua iniciativa, enquantoenquanto proporciona ao gerente melhor controleproporciona ao gerente melhor controle sobre os resultados. 2• Delegar à pessoa certaDelegar à pessoa certa. O administrador deve conciliar o talentoO administrador deve conciliar o talento da pessoa com a tarefa para que a delegaçãocom a tarefa para que a delegação sejaseja eficaz e avaliareficaz e avaliar os subordinados que são independentes nas decisõesos subordinados que são independentes nas decisões e que desejam assumirdesejam assumir responsabilidades. As técnicas de Delegação de Autoridade são as SeguintesAs técnicas de Delegação de Autoridade são as Seguintes Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado responsabilidades. 3• Delegar responsabilidade e autoridadeDelegar responsabilidade e autoridade. Designar apenas as tarefas não constitui uma delegação completaDesignar apenas as tarefas não constitui uma delegação completa. A pessoa deve ter responsabilidade para realizar a tarefa e autoridadeA pessoa deve ter responsabilidade para realizar a tarefa e autoridade para desempenhar a tarefa da maneira que julgar melhor.maneira que julgar melhor. 4• Proporcionar informação adequada.Proporcionar informação adequada. A delegação deve incluir informação sobreA delegação deve incluir informação sobre o quê, por que, quando, onde, quem e como. O subordinado deve compreenderO subordinado deve compreender a tarefa e os resultadostarefa e os resultados esperados.
  14. 14. 5• Manter retroaçãoManter retroação. Retroação significa linhas abertas de comunicação com o subordinadoRetroação significa linhas abertas de comunicação com o subordinado parapara responder questões e proporcionar orientaçãoresponder questões e proporcionar orientação, mas sem exercer controlesem exercer controle. A retroação dá ao subordinado a pista certaA retroação dá ao subordinado a pista certa, e as linhas abertas de comunicaçãoe as linhas abertas de comunicação aumentam a autoconfiançaaumentam a autoconfiança. 6• Avaliar e recompensar o desempenho.Avaliar e recompensar o desempenho. As técnicas de Delegação de Autoridade são as SeguintesAs técnicas de Delegação de Autoridade são as Seguintes Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado 6• Avaliar e recompensar o desempenho.Avaliar e recompensar o desempenho. O administrador deve avaliar os resultados alcançadosO administrador deve avaliar os resultados alcançados e não apenas os métodosnão apenas os métodos. Quando os resultados não alcançam as expectativasQuando os resultados não alcançam as expectativas, o gerente deve mostrar osdeve mostrar os erros e conseqüências.erros e conseqüências. Quando alcançam ou ultrapassam as expectativasQuando alcançam ou ultrapassam as expectativas, o gerente deve recompensar odeve recompensar o trabalho bemtrabalho bem--feitofeito com orgulho, recompensas financeiras e delegaçãocom orgulho, recompensas financeiras e delegação de novasde novas atividades.atividades.
  15. 15. EmpowermentEmpowerment EmpowermentEmpowerment é um conceito de Administração de Empresas que significaé um conceito de Administração de Empresas que significa ""descentralização de poderesdescentralização de poderes",", Ou seja, sugere uma maior participação dos trabalhadores nas atividadesdos trabalhadores nas atividades da empresa aoao lhes ser dada maiorlhes ser dada maior autonomia de decisão e responsabilidadesautonomia de decisão e responsabilidades. O termoO termo empowermentempowerment pode terpode ter um vasto leque de significados, interpretações, definiçõesum vasto leque de significados, interpretações, definições. A psicologia e filosofiaA psicologia e filosofia também abordam o tematambém abordam o tema do empowerment, que também é muitotambém é muito comum nacomum na indústria da autoauto--ajuda e ciências da motivaçãoajuda e ciências da motivação. Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado Em sua forma literalEm sua forma literal, o termo inglês empowerment significa "significa "empoderamentoempoderamento",", um neologismo que designa as relações de poder dentrodesigna as relações de poder dentro de uma sociedade. OO empowermentempowerment como fenômeno sociológicocomo fenômeno sociológico está muitas vezes relacionado com membrosrelacionado com membros de gruposde grupos que são discriminados pela sua raça, religião ou sexo.discriminados pela sua raça, religião ou sexo. Ele se refere a um aumentoEle se refere a um aumento de força política e social desse grupo ou de um único indivíduoforça política e social desse grupo ou de um único indivíduo discriminadodiscriminado, através do fortalecimento de suas próprias capacidades.fortalecimento de suas próprias capacidades. OO empowermentempowerment é muitas vezesé muitas vezes usado como uma metodologia pelo movimento feminista.metodologia pelo movimento feminista.
  16. 16. EmpowermentEmpowerment A nível da administração de empresasA nível da administração de empresas OO empowermentempowerment é uma ferramentaé uma ferramenta que visa lidar com a lentidão e burocraciavisa lidar com a lentidão e burocracia em uma empresa. Para ser implementado na empresaPara ser implementado na empresa, é necessário haver um compartilhamento extensivoé necessário haver um compartilhamento extensivo das informaçõesdas informações, possibilitaçãopossibilitação de uma verdadeira autonomia e uma diminuiçãode uma verdadeira autonomia e uma diminuição dos padrões hierárquicos e burocráticos.hierárquicos e burocráticos. O objetivo da delegação de poderesO objetivo da delegação de poderes é ter trabalhadores mais motivados e envolvidosé ter trabalhadores mais motivados e envolvidos nas decisões da empresa. Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado decisões da empresa. Ao sentirem que possuem mais responsabilidadesAo sentirem que possuem mais responsabilidades, procuram soluções e tornamprocuram soluções e tornam--se maisse mais criativos porque sentemcriativos porque sentem estão contribuindo para o rumo da empresaestão contribuindo para o rumo da empresa, e que pertencem dee que pertencem de fato à organização.fato à organização. A autoconfiança, cooperação eA autoconfiança, cooperação e proatividadeproatividade do trabalhador também são estimuladas.são estimuladas. O entusiasmo para desenvolver o trabalho aumentaO entusiasmo para desenvolver o trabalho aumenta porque a chefia é vista de formachefia é vista de forma diferente, aberta a sugestões,diferente, aberta a sugestões, Mas sem descurar das suas próprias responsabilidadesMas sem descurar das suas próprias responsabilidades, porque continua a desempenhar oporque continua a desempenhar o papel de liderança.papel de liderança.
  17. 17. EmpowermentEmpowerment EmpowermentEmpowerment do Consumidordo Consumidor Anteriormente oAnteriormente o empowermentempowerment estava unicamenteestava unicamente relacionado com oscom os funcionários de uma empresafuncionários de uma empresa. Mas os últimos anos deram poderMas os últimos anos deram poder aos consumidoresaos consumidores, sendo alguns desses poderesalguns desses poderes: Poder de escolha - cada vez há mais oferta de produtos e vasta informação acada vez há mais oferta de produtos e vasta informação a respeitorespeito desses produtos na internetna internet; Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado respeitorespeito desses produtos na internetna internet; Poder de opinião - nos dias de hoje a opinião é transmitida a uma velocidade incrívelnos dias de hoje a opinião é transmitida a uma velocidade incrível através da internet; Poder de influência - exercido sobre produtos e campanhas publicitáriasexercido sobre produtos e campanhas publicitárias, visto que as empresas muitas vezes se inspiram no que os consumidoresmuitas vezes se inspiram no que os consumidores querem; Poder de intervenção na vida das empresas - quando um indivíduo em umaquando um indivíduo em uma empresa cumpre o papelempresa cumpre o papel de consumidoronsumidor--colaboradocolaborador.
  18. 18. EmpowermentEmpowerment EmpowermentEmpowerment do Consumidordo Consumidor Essa concessão de poderes surgiuEssa concessão de poderes surgiu em parte graças a estratégias de marketinggraças a estratégias de marketing, que visam satisfazer o consumidorvisam satisfazer o consumidor, dandodando--lhe exatamente o que ele pretendelhe exatamente o que ele pretende. Porém, a ferramenta que mais poder conferePorém, a ferramenta que mais poder confere ao consumidor nos dias de hojeao consumidor nos dias de hoje é sem dúvida a internet através das redes sociaissem dúvida a internet através das redes sociais. Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado sem dúvida a internet através das redes sociaissem dúvida a internet através das redes sociais. A era digital possibilitou a partilha de opiniãoA era digital possibilitou a partilha de opinião a uma velocidade fantástica.velocidade fantástica. Hoje em dia, a fama de um bom produto ou uma boa campanha publicitária éHoje em dia, a fama de um bom produto ou uma boa campanha publicitária é espalhadaespalhada de forma espantosa através dos vários canais disponíveisde forma espantosa através dos vários canais disponíveis na internet. O mesmo acontece com um mau produto ou má campanhaO mesmo acontece com um mau produto ou má campanha - e é exatamente aíe é exatamente aí que reside o poder do consumidorque reside o poder do consumidor nos dias de hoje.nos dias de hoje.
  19. 19. Quanto maior a organizaçãoQuanto maior a organização, maior o número de níveis hierárquicosmaior o número de níveis hierárquicos de sua estrutura. A nivelação hierárquica representa a especialização da direçãoA nivelação hierárquica representa a especialização da direção, ou seja, aa distribuição da autoridade e responsabilidade nos níveisdistribuição da autoridade e responsabilidade nos níveis de organização. A estrutura formal é uma cadeia de níveis hierárquicos soA estrutura formal é uma cadeia de níveis hierárquicos sobrepostos — a cadeiaa cadeia escalar descrita porescalar descrita por FayolFayol NOTASNOTAS Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado escalar descrita porescalar descrita por FayolFayol Formando uma pirâmideFormando uma pirâmide, tendo a direçãotendo a direção (nível institucional)(nível institucional) no topono topo, osos executores na baseexecutores na base (nível operacional) e, no nívelno nível intermediário, asintermediário, as camadas docamadas do meio do campomeio do campo.. Atualmente, as organizações estão reduzindoAtualmente, as organizações estão reduzindo seus níveis hierárquicos parapara enxugar a organização e aproximarenxugar a organização e aproximar a base do topo e fazêa base do topo e fazê--lala mais ágilmais ágil em um mundo repleto de mudanças.repleto de mudanças.
  20. 20. Em decorrência do princípio da distribuição de autoridade e responsabilidadeEm decorrência do princípio da distribuição de autoridade e responsabilidade surge o conceito de amplitude administrativaconceito de amplitude administrativa (ou amplitude de comando ou(ou amplitude de comando ou amplitude de controle):amplitude de controle): Significa o número de subordinadosSignifica o número de subordinados que o administrador pode dirigir.administrador pode dirigir. Quando o administrador tem muitos subordinadosQuando o administrador tem muitos subordinados, sua amplitude de comando ésua amplitude de comando é grande e ampla.grande e ampla. AplitudeAplitude AdministrativaAdministrativa Prof.Edson Negão – Maio/ Junho 2013 – Modificado grande e ampla.grande e ampla. A amplitude média adotadaA amplitude média adotada pela organização determina a configuração geral dedetermina a configuração geral de sua estruturasua estrutura organizacional. Uma amplitude média estreita com um maior número de níveisUma amplitude média estreita com um maior número de níveis hierárquicos produz uma estrutura alta e alongadaproduz uma estrutura alta e alongada verticalmente.verticalmente. Ao contrário, uma amplitude média larga com poucos níveisAo contrário, uma amplitude média larga com poucos níveis hierárquicos produzproduz uma estrutura organizacional achatada e dispersadauma estrutura organizacional achatada e dispersada horizontalmentehorizontalmente.

×