Seminário de Boas-Práticas - EMEF Professora Pequenina Calixto

247 visualizações

Publicada em

Seminário de Boas-Práticas - EMEF Professora Pequenina Calixto

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
247
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário de Boas-Práticas - EMEF Professora Pequenina Calixto

  1. 1. E.M.E.F. PROFª PEQUENINA CALIXTO Turma Nota 100 Todos juntos por uma escola de qualidade 04/11/2014
  2. 2. Problema: 1) A falta de identidade de comunidade (já que a escola recebe alunos de todas as partes do Município); 2) Falta de envolvimento dos alunos nas ações da escola e no próprio desempenho; 3) Pouco envolvimento dos membros da comunidade escolar entre si (professores, alunos, familiares, gestores, pessoal de apoio). Público Beneficiário: Toda comunidade escolar, mas principalmente os alunos. Objetivos:  Melhorar o desempenho dos alunos;  Implantar medidas educativas como reforço positivo para os alunos;  Incentivar as boas práticas escolares;  Apoiar o cotidiano de toda comunidade escolar.
  3. 3. Estratégias : 1) Elaborar um quadro com pontuação para acompanhamento do público; 2) Implantar o conceito de “aluno superação” – aquele que melhorou seu desempenho , tendo como parâmetro ele mesmo. 3) Envolver toda comunidade escolar com a divisão de responsabilidades sobre cada ação do projeto; a) Professores : através do conselho de classe, fazer o levantamento dos alunos destaque e superação, cumprimento de tarefas, trabalhos, participação em sala, assiduidade e disciplina;
  4. 4. b) Pessoal de apoio (faxineiras, porteiros e inspetores): através de tabela para cada turma, avaliar a limpeza e conservação da sala de aula, uso do uniforme e disciplina c) Família: acompanhamento das atividades do projeto e incentivo à participação dos alunos e em mutirões na escola; d) Gestores: acompanhamento de todas as ações, promover a comunicação entre os segmentos da comunidade 4) Premiar as boas práticas : viagem cultural para as turmas com melhor pontuação; homenagem para professores e funcionários com maior envolvimento no projeto. Responsáveis: Gestores, Professores, Pessoal de apoio, alunos e familiares.
  5. 5. Comunicação aluno destaque e participação em mutirão
  6. 6. Exemplo de planilha de acompanhamento do conselho de classe - Professores TURMA 600 Número de alunos destaques Número de alunos indisciplinados Número de alunos que não entregam atividades Limpeza e organização da sala de aula Uniforme e atraso 07 01 P: ok M: -1 G:ok H: -8 C: -4 I: -24 A:-1 EF:-15 700 pontos -1 ponto -53 pontos 96 pontos ok Total geral: 742 pontos
  7. 7. Exemplo de planilha acompanhamento da zeladoria (feita com adesivos coloridos): 1 SEMANA TURMA 2 SEMANA 3 SEMANA 4 SEMANA 5 SEMANA 601 PERÍODO MANHÃ - Maio O acompanhamento da inspetoria e gestão (direção e coordenação) foi feito por anotações em livro de anotações diárias de ocorrências.
  8. 8. Exemplo de planilha acompanhamento da insp (feita com adesivos coloridos): 1 SEMANA TURMA 2 SEMANA 3 SEMANA 4 SEMANA 5 SEMANA 601 PERÍODO MANHÃ - Maio
  9. 9. Cronograma : de março a novembro de 2014 - avaliação bimestral Orçamento : R$ 10.000,00 (previstos no orçamento anual do Programa Parceiros da Educação RJ) para premiação – viagem cultural e homenagens aos participantes Cooperar garantiu? Sim, em parte. Faltou mais empenho de alguns segmentos envolvidos e essa era a maior vulnerabilidade do projeto: se uma das partes não funcionasse, a premiação poderia não ser justa e o interesse poderia se dissipar.
  10. 10. Lição aprendida a) Melhorar a comunicação; b) Cobrar maior empenho dos professores tanto na sua própria participação quanto no incentivo à participação dos alunos c) Maior acompanhamento geral com uma melhor divisão dos coordenadores e gestores responsáveis por segmento. O que deu certo: a) A implantação do conceito aluno destaque fez com que alguns alunos passassem a se esforçar mais; b) Houve melhoras na disciplina, na limpeza e em algumas turmas houve maior consciência de trabalho em equipe e alguns dos objetivos iniciais foram atingidos
  11. 11. O que deu errado: a) Como nem todos os segmentos tiveram o mesmo empenho o projeto perdeu uniformidade no cumprimento das ações; b) Faltou empenho do segmento dos professores no acompanhamento e incentivo à participação dos alunos; c) A comunicação entre os segmentos se deu através de encontros e cartazes, mas não foi suficiente para manter o interesse de todos no projeto, na mesma intensidade do inicio quando foi apresentado. O projeto terá continuidade e 2014 foi considerado o ano de implantação como projeto piloto.
  12. 12. “A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria” Paulo Freire

×