SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
COMUNICAÇÃO COLABORATIVA A EXPERIÊNCIA IBM Papos na Rede Mauro Segura 15 de setembro de 2011
A EMPRESA DO FUTURO ESTARÁ CENTRADA NO SEU  CAPITAL INTELECTUAL  NA SUA CAPACIDADE DE SE REINVENTAR E INOVAR GLOBAL CEO STUDY 2008 – THE ENTERPRISE OF THE FUTURE
AS EMPRESAS E SEUS DEPARTAMENTOS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO
A GRANDE CAPACIDADE INOVADORA NAS EMPRESAS NÃO ESTÁ SOMENTE NOS CENTROS DE PESQUISAS E LABORATÓRIOS... ESTÁ EM QUALQUER LUGAR
As fontes de novas idéias e   Inovação IBM Institute for Business Value, CEO Study 2006 Colaboração impulsiona a inovação Academia Associações Parceiros Competidores Think-tanks Consultores Clientes Funcionários Outras instituições Pesquisa & Desenvolvimento Vendas e Serviços 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40% 45%
O CONHECIMENTO E A CAPACIDADE DE INOVAÇÃO DENTRO DAS EMPRESAS   UM TESOURO ENTERRADO
AS EMPRESAS AINDA POUCO EXPLORAM A CAPACIDADE INTERATIVA,  DE MOBILIZAÇÃO E CRIATIVIDADE COLETIVA DAS PESSOAS Prezado  Colaborador... A COMUNICAÇÃO INTERNA NAS EMPRESAS HOJE ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A Transformação da Comunicação DESCENTRALIZAÇÃO TECNOLOGIA O NOVO  “ COMUNICADOR”
CONHECIMENTO COMUNIDADES COLABORAÇÃO CAOS CULTURA Descentralização da comunicação
Como estamos acostumados a ver as empresas FINANÇAS RH MARKETING
As redes de relacionamentos que as empresas não vêem O lado DARK das empresas FINANÇAS RH MARKETING
Redes de Relacionamento  Além da Organização Hierárquica Júlia Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia Regina Alex Carla Rubens Leo Cris Marketing Finanças Manufatura Roberto João
Redes de Relacionamento  Além da Organização Hierárquica Júlia Roberto Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Alex Carla Rubens Leo Cris Marketing Finanças Manufatura
Júlia Roberto Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Alex Carla Rubens Leo Cris Redes de Relacionamento  Além da Organização Hierárquica Júlia Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Alex Carla Rubens Leo Cris Marketing Finanças Manufatura Roberto
Identificar o papel desempenhado pelas pessoas no fluxo da informação ajuda na compreensão da eficácia de uma rede Marketing Finanças Manufatura Júlia Roberto Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Alex Carla Rubens Leo Cris
A organização sob risco:  O que acontece se Alex decide ir embora? Marketing Finanças Manufatura Júlia Roberto Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Carla Rubens Leo Cris
Influencia  o julgamento Transforma a cultura Influencia a estratégia Dirige a cobertura 90s Responde questões Relata os fatos Jornalismo corporativo Eventos Internos Escreve discursos Anuncia produtos  Gerencia as interações Mídia Relações com os Analistas Comunicação Executiva Comunicação Interna 80s HOJE Cria o novo ambiente de trabalho Influencia a estratégia Cria e atua em toda a roda de influência O novo “ Comunicador ”
GESTÃO GLOBAL E LOCAL CUSTOMIZADA INFORMAÇÃO O Modelo Antigo da Comunicação da IBM
O Modelo Atual da Comunicação da IBM GESTÃO GLOBAL E LOCAL CUSTOMIZADA INFORMAÇÃO INFORMAÇÃO COLABORAÇÃO CUSTOMIZADA GLOBAL E LOCAL LIDERANÇA COMUNIDADES
Migração para uma Comunicação Colaborativa CONHECIMENTO COMPARTILHADO CONHECIMENTO DISPERSO
NÚMERO DE  USUÁRIOS Blogs  + 80 mil  Wikis  + 380 mil Redes Sociais  + 80 mil BLOG CENTRAL DEVELOPERWORKS INNOVATION JAMS EM 2005 IBM SOCIAL COMPUTING GUIDELINES A Experiência prática da IBM
 
No mundo:  8 milhões  de  colaboradores No Brasil: 140 mil  de colaboradores 65 mil UV  por mês Rede Aberta para Comunidade Técnica Conteúdo Recursos Educação (Seminários e Tutoriais) Códigos (Download, Avaliação e Testes online) Tecnologias de Padrão Aberto
A História dos JAMs na IBM 6.046 posts 9.337 posts 32.662 posts WorldJam2001 ValuesJam WorldJam2004 268.233 views 1.016.763 views 2.378.992 views 4.600.000+ views 46.000 posts InnovationJam2006
INNOVATION JAM 2006  2 sessões de 72 horas  150.000 pessoas 104 países Funcionários, Familiares,  Universidades, Parceiros de negócios, Clientes Posts + 46 mil   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Redes Sociais nas Empresas
Pesquisas
A MAIOR BARREIRA  PARA INTRODUÇÃO DAS REDES SOCIAIS SÃO  OS EXECUTIVOS   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],“ Social Media: Embracing the Opportunities, Averting the Risks” – EUA - Russel Herder e Ethos Business Law - 438 entrevistas online realizadas em julho/2009 com executivos de empresas dos EUA
OS FUNCIONÁRIOS QUE  USAM REDES SOCIAIS NO TRABALHO SÃO  9% MAIS PRODUTIVOS   QUE AQUELES QUE NÃO USAM Fonte: Estudo da Universidade de Melbourne http://www.computerworld.com/s/article/9131066/Elgan_Why_goofing_off_boosts_productivity?taxonomyId=15&pageNumber=1 http://aquintaonda.blogspot.com/2009/04/os-funcionarios-que-usam-redes-sociais.html http://uninews.unimelb.edu.au/news/5750/
SÓ  10% DAS EMPRESAS ENVOLVEM TI  NOS PROJETOS DE REDES SOCIAIS ,[object Object],[object Object],[object Object],E studo da Universidade britânica Henley Business School, em parceria com a espanhola IESE Business School e com a Rochester Institute of Technology, dos Estados Unidos - 105 empresas consultadas ,[object Object],[object Object],[object Object]
A  MAIORIA DAS EMPRESAS  AINDA TRATA AS REDES SOCIAIS COMO UM  PROBLEMA  E  RISCO A INTRODUÇÃO DAS REDES SOCIAIS NAS EMPRESAS EXIGE UM LONGO CAMINHO DE APRENDIZADO NO TRATAMENTO E MANUSEIO DA INFORMAÇÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Proofpoint - Outbound Email and Data Loss Prevention in Today’s Enterprise -  220 empresas entrevistadas com mais de 1 mil empregados.
MÍDIAS SOCIAIS NAS EMPRESAS NO BRASIL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Estudo Deloitte -  Participação de mais de 300 empresas de diversos segmentos econômicos e de portes diferentes
Redes Sociais nas Empresas: Um processo evolutivo INFORMAÇÃO E ENGAJAMENTO DOS FUNCIONÁRIOS ATENDIMENTO AOS CLIENTES DESENVOLVIMENTO DA FORÇA DE TRABALHO RELACIONAMENTO COM O MERCADO INOVAÇÃO COLABORATIVA MARKETING
Redes Sociais nas Empresas: Um processo evolutivo INFORMAÇÃO HIERARQUIA COLABORAÇÃO COMUNIDADES AMBIENTE FECHADO AMBIENTE CONTROLADO AMBIENTE LIVRE
UM AMBIENTE COLABORATIVO ATRAVÉS DAS FERRAMENTAS DE WEB 2.0... POTENCIALIZA AS COMUNIDADES  CRIA NOVOS  RELACIONAMENTOS  CRIA  ILHAS DE COMPETÊNCIA DESCOBRE   TALENTOS E EXPERTS IDENTIFICA OS  INFLUENCIADORES
DEZ RAZÕES PARA AS EMPRESAS IMPLEMENTAREM UM AMBIENTE ALTAMENTE COLABORATIVO VIA REDES SOCIAIS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
OS MEDOS, OS RISCOS E OS MITOS NA IMPLEMENTAÇÃO DAS REDES SOCIAIS NAS EMPRESAS
Mauro Segura [email_address] http://www.lojasingular.com.br/a-quinta-onda_.html Livro  A QUINTA ONDA Blog: www.aquintaonda.blogspot.com Twitter: @maurosegura

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...Fernando Souza
 
Gestão do Conhecimento e os maiores gargalos que bloqueiam o compartilhamento...
Gestão do Conhecimento e os maiores gargalos que bloqueiam o compartilhamento...Gestão do Conhecimento e os maiores gargalos que bloqueiam o compartilhamento...
Gestão do Conhecimento e os maiores gargalos que bloqueiam o compartilhamento...Alex Frachetta
 
Inteligência Coletiva Empresarial
Inteligência Coletiva EmpresarialInteligência Coletiva Empresarial
Inteligência Coletiva EmpresarialElvis Fusco
 
O CEO nas mídias sociais
O CEO nas mídias sociaisO CEO nas mídias sociais
O CEO nas mídias sociaisGabriel Attuy
 
Anefac processos e riscos 9 out-2012
Anefac processos e riscos 9 out-2012Anefac processos e riscos 9 out-2012
Anefac processos e riscos 9 out-2012Numeric Contadores
 
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da SociedadeO Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da SociedadeRodrigo Mesquita
 
Melhores práticas de Networking para as organizações e profissionais do Secto...
Melhores práticas de Networking para as organizações e profissionais do Secto...Melhores práticas de Networking para as organizações e profissionais do Secto...
Melhores práticas de Networking para as organizações e profissionais do Secto...Valter Alcoforado Barreira
 
Mídias Sociais: estratégias e práticas organizacionais
Mídias Sociais: estratégias e práticas organizacionaisMídias Sociais: estratégias e práticas organizacionais
Mídias Sociais: estratégias e práticas organizacionaisPaulo Milreu
 
Palestra 13º Semana da Administração FEI - Inovação, Redes Sociais na Formaçã...
Palestra 13º Semana da Administração FEI - Inovação, Redes Sociais na Formaçã...Palestra 13º Semana da Administração FEI - Inovação, Redes Sociais na Formaçã...
Palestra 13º Semana da Administração FEI - Inovação, Redes Sociais na Formaçã...Fernando Souza
 

Mais procurados (11)

Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
Palestra - Redes sociais na formação profissional - Wall Street Institute Sch...
 
2000TEN PT
2000TEN PT2000TEN PT
2000TEN PT
 
Gestão do Conhecimento e os maiores gargalos que bloqueiam o compartilhamento...
Gestão do Conhecimento e os maiores gargalos que bloqueiam o compartilhamento...Gestão do Conhecimento e os maiores gargalos que bloqueiam o compartilhamento...
Gestão do Conhecimento e os maiores gargalos que bloqueiam o compartilhamento...
 
Inteligência Coletiva Empresarial
Inteligência Coletiva EmpresarialInteligência Coletiva Empresarial
Inteligência Coletiva Empresarial
 
O case IBM 2011
O case IBM 2011O case IBM 2011
O case IBM 2011
 
O CEO nas mídias sociais
O CEO nas mídias sociaisO CEO nas mídias sociais
O CEO nas mídias sociais
 
Anefac processos e riscos 9 out-2012
Anefac processos e riscos 9 out-2012Anefac processos e riscos 9 out-2012
Anefac processos e riscos 9 out-2012
 
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da SociedadeO Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
 
Melhores práticas de Networking para as organizações e profissionais do Secto...
Melhores práticas de Networking para as organizações e profissionais do Secto...Melhores práticas de Networking para as organizações e profissionais do Secto...
Melhores práticas de Networking para as organizações e profissionais do Secto...
 
Mídias Sociais: estratégias e práticas organizacionais
Mídias Sociais: estratégias e práticas organizacionaisMídias Sociais: estratégias e práticas organizacionais
Mídias Sociais: estratégias e práticas organizacionais
 
Palestra 13º Semana da Administração FEI - Inovação, Redes Sociais na Formaçã...
Palestra 13º Semana da Administração FEI - Inovação, Redes Sociais na Formaçã...Palestra 13º Semana da Administração FEI - Inovação, Redes Sociais na Formaçã...
Palestra 13º Semana da Administração FEI - Inovação, Redes Sociais na Formaçã...
 

Destaque

Midias Sociais nas Empresas
Midias Sociais nas EmpresasMidias Sociais nas Empresas
Midias Sociais nas EmpresasMauro Segura
 
12 Pilares do Empreendedor de Sucesso
12 Pilares do Empreendedor de Sucesso12 Pilares do Empreendedor de Sucesso
12 Pilares do Empreendedor de SucessoFred Graef
 
Como Vender Valor
Como Vender ValorComo Vender Valor
Como Vender ValorFred Graef
 
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL- JULIO CESAR
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL- JULIO CESARMAIORES PALESTRANTES DO BRASIL- JULIO CESAR
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL- JULIO CESARJulio C França Franco
 
Liderança, empatia, influência e persuasão nas vendas
Liderança, empatia, influência e persuasão nas vendasLiderança, empatia, influência e persuasão nas vendas
Liderança, empatia, influência e persuasão nas vendasAna Monterroso Rio
 
Aulas de Gestão de negócios
Aulas de Gestão de negóciosAulas de Gestão de negócios
Aulas de Gestão de negóciosIvone Rocha
 
4- Rapport - Curso basico PNL Pro-Ser Instituto
4- Rapport - Curso basico PNL Pro-Ser Instituto4- Rapport - Curso basico PNL Pro-Ser Instituto
4- Rapport - Curso basico PNL Pro-Ser Institutokau mascarenhas
 
10 princípios de Steve Jobs para o sucesso que precisamos aprender
10 princípios de Steve Jobs para o sucesso que precisamos aprender 10 princípios de Steve Jobs para o sucesso que precisamos aprender
10 princípios de Steve Jobs para o sucesso que precisamos aprender Agendor
 
Comunicação em Vendas com PNL
Comunicação em Vendas com PNLComunicação em Vendas com PNL
Comunicação em Vendas com PNLAndré Vinícius
 
Jeunesse Global Brasil Apresentação Oficial do Plano de Negócio
Jeunesse Global Brasil Apresentação Oficial do Plano de Negócio Jeunesse Global Brasil Apresentação Oficial do Plano de Negócio
Jeunesse Global Brasil Apresentação Oficial do Plano de Negócio Reginaldo Alves
 
Porque seus clientes deveriam confiar em você
Porque seus clientes deveriam confiar em vocêPorque seus clientes deveriam confiar em você
Porque seus clientes deveriam confiar em vocêAgendor
 
Qual é o melhor horário para prospectar
Qual é o melhor horário para prospectar Qual é o melhor horário para prospectar
Qual é o melhor horário para prospectar Agendor
 
Apostila Jeunesse Produtos em Português Brasil
Apostila Jeunesse Produtos em Português BrasilApostila Jeunesse Produtos em Português Brasil
Apostila Jeunesse Produtos em Português BrasilRodrigo Campos
 
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendasAgendor
 

Destaque (20)

Midias Sociais nas Empresas
Midias Sociais nas EmpresasMidias Sociais nas Empresas
Midias Sociais nas Empresas
 
12 Pilares do Empreendedor de Sucesso
12 Pilares do Empreendedor de Sucesso12 Pilares do Empreendedor de Sucesso
12 Pilares do Empreendedor de Sucesso
 
Como Vender Valor
Como Vender ValorComo Vender Valor
Como Vender Valor
 
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL- JULIO CESAR
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL- JULIO CESARMAIORES PALESTRANTES DO BRASIL- JULIO CESAR
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL- JULIO CESAR
 
Jeunesse atualizada
Jeunesse atualizadaJeunesse atualizada
Jeunesse atualizada
 
Liderança, empatia, influência e persuasão nas vendas
Liderança, empatia, influência e persuasão nas vendasLiderança, empatia, influência e persuasão nas vendas
Liderança, empatia, influência e persuasão nas vendas
 
PNL & Os Olhos
PNL & Os OlhosPNL & Os Olhos
PNL & Os Olhos
 
Aulas de Gestão de negócios
Aulas de Gestão de negóciosAulas de Gestão de negócios
Aulas de Gestão de negócios
 
4- Rapport - Curso basico PNL Pro-Ser Instituto
4- Rapport - Curso basico PNL Pro-Ser Instituto4- Rapport - Curso basico PNL Pro-Ser Instituto
4- Rapport - Curso basico PNL Pro-Ser Instituto
 
Palestra Pnl
Palestra PnlPalestra Pnl
Palestra Pnl
 
Vendas com PNL
Vendas com PNLVendas com PNL
Vendas com PNL
 
10 princípios de Steve Jobs para o sucesso que precisamos aprender
10 princípios de Steve Jobs para o sucesso que precisamos aprender 10 princípios de Steve Jobs para o sucesso que precisamos aprender
10 princípios de Steve Jobs para o sucesso que precisamos aprender
 
Comunicação em Vendas com PNL
Comunicação em Vendas com PNLComunicação em Vendas com PNL
Comunicação em Vendas com PNL
 
Palestra PNL em Vendas
Palestra PNL em VendasPalestra PNL em Vendas
Palestra PNL em Vendas
 
Jeunesse Global Brasil Apresentação Oficial do Plano de Negócio
Jeunesse Global Brasil Apresentação Oficial do Plano de Negócio Jeunesse Global Brasil Apresentação Oficial do Plano de Negócio
Jeunesse Global Brasil Apresentação Oficial do Plano de Negócio
 
O Corpo Fala
O Corpo FalaO Corpo Fala
O Corpo Fala
 
Porque seus clientes deveriam confiar em você
Porque seus clientes deveriam confiar em vocêPorque seus clientes deveriam confiar em você
Porque seus clientes deveriam confiar em você
 
Qual é o melhor horário para prospectar
Qual é o melhor horário para prospectar Qual é o melhor horário para prospectar
Qual é o melhor horário para prospectar
 
Apostila Jeunesse Produtos em Português Brasil
Apostila Jeunesse Produtos em Português BrasilApostila Jeunesse Produtos em Português Brasil
Apostila Jeunesse Produtos em Português Brasil
 
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
12 maneiras para ter sucesso na abordagem de vendas
 

Semelhante a Comunicação Colaborativa Mauro segura

Palestra telles gestão social media senado ok2
Palestra telles gestão social media senado ok2Palestra telles gestão social media senado ok2
Palestra telles gestão social media senado ok2Now! Digital Business
 
Redes de Relacionamento como Ferramentas Corporativas
Redes de Relacionamento como Ferramentas CorporativasRedes de Relacionamento como Ferramentas Corporativas
Redes de Relacionamento como Ferramentas CorporativasAlessandra Nunes
 
Social Media 101- Webinar 1 Portuguese
Social Media 101- Webinar 1 PortugueseSocial Media 101- Webinar 1 Portuguese
Social Media 101- Webinar 1 PortugueseOptime Consulting
 
TerraForum - Redes Sociais
TerraForum - Redes SociaisTerraForum - Redes Sociais
TerraForum - Redes Sociaisaberje
 
Dia "D" | Comunicação Digital no Setor Público - WeGov
Dia "D" | Comunicação Digital no Setor Público - WeGovDia "D" | Comunicação Digital no Setor Público - WeGov
Dia "D" | Comunicação Digital no Setor Público - WeGovGabriel Aoki
 
Case Social Business EMC
Case Social Business EMCCase Social Business EMC
Case Social Business EMCAlan Drummond
 
Conselho da Mulher Empresária junho 2011
Conselho da  Mulher Empresária junho 2011Conselho da  Mulher Empresária junho 2011
Conselho da Mulher Empresária junho 2011Fernanda Bornhausen Sá
 
Como usar Social para estratégias B2B - Brasscom
Como usar Social para estratégias B2B - BrasscomComo usar Social para estratégias B2B - Brasscom
Como usar Social para estratégias B2B - BrasscomDaniel Rimoli
 
Os Executivos não estão nas Redes Sociais. E agora?
Os Executivos não estão nas Redes Sociais. E agora?Os Executivos não estão nas Redes Sociais. E agora?
Os Executivos não estão nas Redes Sociais. E agora?Mauro Segura
 
Como Empreender nas Mídias Sociais
Como Empreender nas Mídias SociaisComo Empreender nas Mídias Sociais
Como Empreender nas Mídias SociaisEditora Generale
 
O Uso da Inteligência Coletiva nas Empresas
O Uso da Inteligência Coletiva nas EmpresasO Uso da Inteligência Coletiva nas Empresas
O Uso da Inteligência Coletiva nas EmpresasElvis Fusco
 
MÍDIAS SOCIAIS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO DA DELL
MÍDIAS SOCIAIS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO DA DELLMÍDIAS SOCIAIS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO DA DELL
MÍDIAS SOCIAIS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO DA DELLbigdigo
 
uso-corporativo-redes-sociais (2).pptx
uso-corporativo-redes-sociais (2).pptxuso-corporativo-redes-sociais (2).pptx
uso-corporativo-redes-sociais (2).pptxThayanne5
 
Redes Sociais Corporativas
Redes Sociais CorporativasRedes Sociais Corporativas
Redes Sociais CorporativasAugusto Pinto
 
Optime m sociais101_fasttrack-pt_9-22-2011
Optime m sociais101_fasttrack-pt_9-22-2011Optime m sociais101_fasttrack-pt_9-22-2011
Optime m sociais101_fasttrack-pt_9-22-2011optimedesign
 
Novas Mídias e Portais Corporativos
Novas Mídias e Portais CorporativosNovas Mídias e Portais Corporativos
Novas Mídias e Portais CorporativosUSP e Plexus
 
Tendência das redes sociais corporativas
Tendência das redes sociais corporativasTendência das redes sociais corporativas
Tendência das redes sociais corporativasMilton Jeronimides
 
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes SociaisGestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes SociaisFernando Souza
 

Semelhante a Comunicação Colaborativa Mauro segura (20)

Palestra telles gestão social media senado ok2
Palestra telles gestão social media senado ok2Palestra telles gestão social media senado ok2
Palestra telles gestão social media senado ok2
 
Redes de Relacionamento como Ferramentas Corporativas
Redes de Relacionamento como Ferramentas CorporativasRedes de Relacionamento como Ferramentas Corporativas
Redes de Relacionamento como Ferramentas Corporativas
 
Social Media 101- Webinar 1 Portuguese
Social Media 101- Webinar 1 PortugueseSocial Media 101- Webinar 1 Portuguese
Social Media 101- Webinar 1 Portuguese
 
TerraForum - Redes Sociais
TerraForum - Redes SociaisTerraForum - Redes Sociais
TerraForum - Redes Sociais
 
Discurso 2011
Discurso 2011Discurso 2011
Discurso 2011
 
Dia "D" | Comunicação Digital no Setor Público - WeGov
Dia "D" | Comunicação Digital no Setor Público - WeGovDia "D" | Comunicação Digital no Setor Público - WeGov
Dia "D" | Comunicação Digital no Setor Público - WeGov
 
Case Social Business EMC
Case Social Business EMCCase Social Business EMC
Case Social Business EMC
 
Conselho da Mulher Empresária junho 2011
Conselho da  Mulher Empresária junho 2011Conselho da  Mulher Empresária junho 2011
Conselho da Mulher Empresária junho 2011
 
Como usar Social para estratégias B2B - Brasscom
Como usar Social para estratégias B2B - BrasscomComo usar Social para estratégias B2B - Brasscom
Como usar Social para estratégias B2B - Brasscom
 
Os Executivos não estão nas Redes Sociais. E agora?
Os Executivos não estão nas Redes Sociais. E agora?Os Executivos não estão nas Redes Sociais. E agora?
Os Executivos não estão nas Redes Sociais. E agora?
 
Como Empreender nas Mídias Sociais
Como Empreender nas Mídias SociaisComo Empreender nas Mídias Sociais
Como Empreender nas Mídias Sociais
 
O Uso da Inteligência Coletiva nas Empresas
O Uso da Inteligência Coletiva nas EmpresasO Uso da Inteligência Coletiva nas Empresas
O Uso da Inteligência Coletiva nas Empresas
 
MÍDIAS SOCIAIS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO DA DELL
MÍDIAS SOCIAIS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO DA DELLMÍDIAS SOCIAIS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO DA DELL
MÍDIAS SOCIAIS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO DA DELL
 
uso-corporativo-redes-sociais (2).pptx
uso-corporativo-redes-sociais (2).pptxuso-corporativo-redes-sociais (2).pptx
uso-corporativo-redes-sociais (2).pptx
 
Redes Sociais Corporativas
Redes Sociais CorporativasRedes Sociais Corporativas
Redes Sociais Corporativas
 
Optime m sociais101_fasttrack-pt_9-22-2011
Optime m sociais101_fasttrack-pt_9-22-2011Optime m sociais101_fasttrack-pt_9-22-2011
Optime m sociais101_fasttrack-pt_9-22-2011
 
Novas Mídias e Portais Corporativos
Novas Mídias e Portais CorporativosNovas Mídias e Portais Corporativos
Novas Mídias e Portais Corporativos
 
Tendência das redes sociais corporativas
Tendência das redes sociais corporativasTendência das redes sociais corporativas
Tendência das redes sociais corporativas
 
Webinar Softwares Sociais
Webinar Softwares SociaisWebinar Softwares Sociais
Webinar Softwares Sociais
 
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes SociaisGestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
Gestão de Rede Sociais - Introdução as Redes Sociais
 

Mais de Papos na rede

Foursquare para negócios papos na rede
Foursquare para negócios papos na redeFoursquare para negócios papos na rede
Foursquare para negócios papos na redePapos na rede
 
Social web day papos na rede
Social web day papos na redeSocial web day papos na rede
Social web day papos na redePapos na rede
 
Ledface papos-na-rede
Ledface papos-na-redeLedface papos-na-rede
Ledface papos-na-redePapos na rede
 
Paposna rede - Mario soma
Paposna rede - Mario somaPaposna rede - Mario soma
Paposna rede - Mario somaPapos na rede
 
Pelo que os mouse sclicam
Pelo que os mouse sclicamPelo que os mouse sclicam
Pelo que os mouse sclicamPapos na rede
 
Pelo ue osmouses clicam
Pelo ue osmouses clicamPelo ue osmouses clicam
Pelo ue osmouses clicamPapos na rede
 
Papos na Rede Marketing Esportivo
Papos na Rede Marketing EsportivoPapos na Rede Marketing Esportivo
Papos na Rede Marketing EsportivoPapos na rede
 
Papos na Rede Marketing Esportivo
Papos na Rede Marketing EsportivoPapos na Rede Marketing Esportivo
Papos na Rede Marketing EsportivoPapos na rede
 
Apresentacao paposnarede bila amorim
Apresentacao paposnarede bila amorimApresentacao paposnarede bila amorim
Apresentacao paposnarede bila amorimPapos na rede
 
Apresentacao paposnarede bila amorim
Apresentacao paposnarede bila amorimApresentacao paposnarede bila amorim
Apresentacao paposnarede bila amorimPapos na rede
 
Convergência em mídias sociais
Convergência em mídias sociais   Convergência em mídias sociais
Convergência em mídias sociais Papos na rede
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência ArtificialPapos na rede
 
Papos na Rede com Maurício Vargas - ReclameAqui
Papos na Rede com Maurício Vargas - ReclameAquiPapos na Rede com Maurício Vargas - ReclameAqui
Papos na Rede com Maurício Vargas - ReclameAquiPapos na rede
 
Papos na Rede sobre Blogs
Papos na Rede sobre BlogsPapos na Rede sobre Blogs
Papos na Rede sobre BlogsPapos na rede
 
Palestra truques google apps
Palestra truques google appsPalestra truques google apps
Palestra truques google appsPapos na rede
 
Graça Taguti - Homem 2.0
Graça Taguti - Homem 2.0Graça Taguti - Homem 2.0
Graça Taguti - Homem 2.0Papos na rede
 
Apresentação papos bruno scartozzoni
Apresentação papos bruno scartozzoniApresentação papos bruno scartozzoni
Apresentação papos bruno scartozzoniPapos na rede
 

Mais de Papos na rede (20)

Socialmediacast
SocialmediacastSocialmediacast
Socialmediacast
 
Foursquare para negócios papos na rede
Foursquare para negócios papos na redeFoursquare para negócios papos na rede
Foursquare para negócios papos na rede
 
Social web day papos na rede
Social web day papos na redeSocial web day papos na rede
Social web day papos na rede
 
Ledface papos-na-rede
Ledface papos-na-redeLedface papos-na-rede
Ledface papos-na-rede
 
Paposna rede - Mario soma
Paposna rede - Mario somaPaposna rede - Mario soma
Paposna rede - Mario soma
 
Pelo que os mouse sclicam
Pelo que os mouse sclicamPelo que os mouse sclicam
Pelo que os mouse sclicam
 
Pelo ue osmouses clicam
Pelo ue osmouses clicamPelo ue osmouses clicam
Pelo ue osmouses clicam
 
Papos na Rede Marketing Esportivo
Papos na Rede Marketing EsportivoPapos na Rede Marketing Esportivo
Papos na Rede Marketing Esportivo
 
Papos na Rede Marketing Esportivo
Papos na Rede Marketing EsportivoPapos na Rede Marketing Esportivo
Papos na Rede Marketing Esportivo
 
Apresentacao paposnarede bila amorim
Apresentacao paposnarede bila amorimApresentacao paposnarede bila amorim
Apresentacao paposnarede bila amorim
 
Apresentacao paposnarede bila amorim
Apresentacao paposnarede bila amorimApresentacao paposnarede bila amorim
Apresentacao paposnarede bila amorim
 
Convergência em mídias sociais
Convergência em mídias sociais   Convergência em mídias sociais
Convergência em mídias sociais
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência Artificial
 
2012 luli
2012 luli2012 luli
2012 luli
 
2012 luli
2012 luli2012 luli
2012 luli
 
Papos na Rede com Maurício Vargas - ReclameAqui
Papos na Rede com Maurício Vargas - ReclameAquiPapos na Rede com Maurício Vargas - ReclameAqui
Papos na Rede com Maurício Vargas - ReclameAqui
 
Papos na Rede sobre Blogs
Papos na Rede sobre BlogsPapos na Rede sobre Blogs
Papos na Rede sobre Blogs
 
Palestra truques google apps
Palestra truques google appsPalestra truques google apps
Palestra truques google apps
 
Graça Taguti - Homem 2.0
Graça Taguti - Homem 2.0Graça Taguti - Homem 2.0
Graça Taguti - Homem 2.0
 
Apresentação papos bruno scartozzoni
Apresentação papos bruno scartozzoniApresentação papos bruno scartozzoni
Apresentação papos bruno scartozzoni
 

Comunicação Colaborativa Mauro segura

  • 1. COMUNICAÇÃO COLABORATIVA A EXPERIÊNCIA IBM Papos na Rede Mauro Segura 15 de setembro de 2011
  • 2. A EMPRESA DO FUTURO ESTARÁ CENTRADA NO SEU CAPITAL INTELECTUAL NA SUA CAPACIDADE DE SE REINVENTAR E INOVAR GLOBAL CEO STUDY 2008 – THE ENTERPRISE OF THE FUTURE
  • 3. AS EMPRESAS E SEUS DEPARTAMENTOS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO
  • 4. A GRANDE CAPACIDADE INOVADORA NAS EMPRESAS NÃO ESTÁ SOMENTE NOS CENTROS DE PESQUISAS E LABORATÓRIOS... ESTÁ EM QUALQUER LUGAR
  • 5. As fontes de novas idéias e Inovação IBM Institute for Business Value, CEO Study 2006 Colaboração impulsiona a inovação Academia Associações Parceiros Competidores Think-tanks Consultores Clientes Funcionários Outras instituições Pesquisa & Desenvolvimento Vendas e Serviços 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40% 45%
  • 6. O CONHECIMENTO E A CAPACIDADE DE INOVAÇÃO DENTRO DAS EMPRESAS UM TESOURO ENTERRADO
  • 7.
  • 8. A Transformação da Comunicação DESCENTRALIZAÇÃO TECNOLOGIA O NOVO “ COMUNICADOR”
  • 9. CONHECIMENTO COMUNIDADES COLABORAÇÃO CAOS CULTURA Descentralização da comunicação
  • 10. Como estamos acostumados a ver as empresas FINANÇAS RH MARKETING
  • 11. As redes de relacionamentos que as empresas não vêem O lado DARK das empresas FINANÇAS RH MARKETING
  • 12. Redes de Relacionamento Além da Organização Hierárquica Júlia Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia Regina Alex Carla Rubens Leo Cris Marketing Finanças Manufatura Roberto João
  • 13. Redes de Relacionamento Além da Organização Hierárquica Júlia Roberto Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Alex Carla Rubens Leo Cris Marketing Finanças Manufatura
  • 14. Júlia Roberto Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Alex Carla Rubens Leo Cris Redes de Relacionamento Além da Organização Hierárquica Júlia Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Alex Carla Rubens Leo Cris Marketing Finanças Manufatura Roberto
  • 15. Identificar o papel desempenhado pelas pessoas no fluxo da informação ajuda na compreensão da eficácia de uma rede Marketing Finanças Manufatura Júlia Roberto Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Alex Carla Rubens Leo Cris
  • 16. A organização sob risco: O que acontece se Alex decide ir embora? Marketing Finanças Manufatura Júlia Roberto Carlos Davi André Franco Lúcia Márcia João Regina Carla Rubens Leo Cris
  • 17. Influencia o julgamento Transforma a cultura Influencia a estratégia Dirige a cobertura 90s Responde questões Relata os fatos Jornalismo corporativo Eventos Internos Escreve discursos Anuncia produtos Gerencia as interações Mídia Relações com os Analistas Comunicação Executiva Comunicação Interna 80s HOJE Cria o novo ambiente de trabalho Influencia a estratégia Cria e atua em toda a roda de influência O novo “ Comunicador ”
  • 18. GESTÃO GLOBAL E LOCAL CUSTOMIZADA INFORMAÇÃO O Modelo Antigo da Comunicação da IBM
  • 19. O Modelo Atual da Comunicação da IBM GESTÃO GLOBAL E LOCAL CUSTOMIZADA INFORMAÇÃO INFORMAÇÃO COLABORAÇÃO CUSTOMIZADA GLOBAL E LOCAL LIDERANÇA COMUNIDADES
  • 20. Migração para uma Comunicação Colaborativa CONHECIMENTO COMPARTILHADO CONHECIMENTO DISPERSO
  • 21. NÚMERO DE USUÁRIOS Blogs + 80 mil Wikis + 380 mil Redes Sociais + 80 mil BLOG CENTRAL DEVELOPERWORKS INNOVATION JAMS EM 2005 IBM SOCIAL COMPUTING GUIDELINES A Experiência prática da IBM
  • 22.  
  • 23. No mundo: 8 milhões de colaboradores No Brasil: 140 mil de colaboradores 65 mil UV por mês Rede Aberta para Comunidade Técnica Conteúdo Recursos Educação (Seminários e Tutoriais) Códigos (Download, Avaliação e Testes online) Tecnologias de Padrão Aberto
  • 24. A História dos JAMs na IBM 6.046 posts 9.337 posts 32.662 posts WorldJam2001 ValuesJam WorldJam2004 268.233 views 1.016.763 views 2.378.992 views 4.600.000+ views 46.000 posts InnovationJam2006
  • 25.
  • 26. Redes Sociais nas Empresas
  • 28.
  • 29. OS FUNCIONÁRIOS QUE USAM REDES SOCIAIS NO TRABALHO SÃO 9% MAIS PRODUTIVOS QUE AQUELES QUE NÃO USAM Fonte: Estudo da Universidade de Melbourne http://www.computerworld.com/s/article/9131066/Elgan_Why_goofing_off_boosts_productivity?taxonomyId=15&pageNumber=1 http://aquintaonda.blogspot.com/2009/04/os-funcionarios-que-usam-redes-sociais.html http://uninews.unimelb.edu.au/news/5750/
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33. Redes Sociais nas Empresas: Um processo evolutivo INFORMAÇÃO E ENGAJAMENTO DOS FUNCIONÁRIOS ATENDIMENTO AOS CLIENTES DESENVOLVIMENTO DA FORÇA DE TRABALHO RELACIONAMENTO COM O MERCADO INOVAÇÃO COLABORATIVA MARKETING
  • 34. Redes Sociais nas Empresas: Um processo evolutivo INFORMAÇÃO HIERARQUIA COLABORAÇÃO COMUNIDADES AMBIENTE FECHADO AMBIENTE CONTROLADO AMBIENTE LIVRE
  • 35. UM AMBIENTE COLABORATIVO ATRAVÉS DAS FERRAMENTAS DE WEB 2.0... POTENCIALIZA AS COMUNIDADES CRIA NOVOS RELACIONAMENTOS CRIA ILHAS DE COMPETÊNCIA DESCOBRE TALENTOS E EXPERTS IDENTIFICA OS INFLUENCIADORES
  • 36.
  • 37. OS MEDOS, OS RISCOS E OS MITOS NA IMPLEMENTAÇÃO DAS REDES SOCIAIS NAS EMPRESAS
  • 38. Mauro Segura [email_address] http://www.lojasingular.com.br/a-quinta-onda_.html Livro A QUINTA ONDA Blog: www.aquintaonda.blogspot.com Twitter: @maurosegura

Notas do Editor

  1. Um estudo global feito pela IBM em 2008, chamado Global CEO Study, mostrou 5 pilares que desenharão a empresa do futuro. Esse estudo global foi baseado em entrevistas presenciais com 1.130 CEOs e presidentes de 40 países e 32 setores da economia, e desenhado para capturar insights sobre como os desafios enfrentados atualmente pelos CEOs impactarão o futuro dos negócios. O estudo tem um nome sugestivo: “A Empresa do Futuro”. Acho que a conclusão mais intrigante é que os CEOs demonstram um nível surpreeendente de otimismo ao reportarem as mudanças como oportunidades para obter vantagem competitiva. No geral, 83% dos CEOs entrevistados esperam mudanças substanciais no futuro – 68% dos executivos brasileiros compartilham essa expectativa –, um crescimento de 28% em relação a 2006. Entretanto, os CEOs admitem que suas habilidades para a gestão efetiva das mudanças está crescendo a um passo mais devagar. Ou seja, a mudança é o maior desafio e a maior oportunidade para os líderes das empresas. As discussões com os CEOs sobre a empresa do futuro revelaram que estão: Ávidos de mudança - Um número maior de CEOs antevê mudanças significativas e planeja ações audaciosas para reagir a elas; Inovativos além da imaginação dos clientes - Estão aproveitando as demandas dos novos consumidores, que estão mais informados e mais colaborativos que antes; Integrados globalmente - Estão reconfigurando suas empresas para se tornarem integrados globalmente; Desbravadores por natureza - Estão implementando novos modelos de negócios que são colaborativos e desbravadores; Genuínos - não somente generosos. Estão mais atentos à responsabilidade social corporativa. Em última análise, empresas com melhor desempenho estão agindo com mais audácia, criando organizações mais globais, colaborativas e desbravadoras que seus pares na indústria. As 4 primeiras tendências apontam que as organizações cada vez mais dependerão da capacidade de se reinventarem e inovarem. E isso indica que o sucesso das organizações do futuro dependerão completamente do seu CAPITAL INTELECTUAL.
  2. Muitas empresas investem enorme volume de dinheiro em pesquisa e desenvolvimento. Muitos chamam isso de inovação, e é mesmo. Estou falando daquela imagem que temos de laboratórios e salas fechadas onde grupos de cientistas, intelectuais e bem aventurados se trancam para pensarem coisas novas. É como se cada um deles chegasse de manhã cedo para trabalhar e falasse: “Hoje eu vou inovar prá caramba. Ninguém me segura!”. É como se a empresa delegasse para um grupo de pessoas a missão de pensar em soluções inovadoras. Isso ainda existe muito no mundo empresarial e é muito eficaz. Nessas empresas a inovação é fruto de métricas claras e agressivas. Muitas definidas por engenheiros e administradores que as vezes estão longe da realidade, distante dos clientes e do mercado, mas se apoiam em pesquisas e estudos. Essas pesquisas, com os clientes e com o mercado, têm o objetivo de entender o que está acontecendo, as necessidades e os desejos e sonhos de consumo. Na maioria das vezes, essas pesquisas ficam confinadas num número restrito de pessoas que recebem a missão de inovar e pensar diferente.
  3. CEO Study Collaboration and co-creation are shaping every industry in one way or another. For example, the 750 CEOs we surveyed last year year told us a lot about where their companies get the best ideas. Note that after “employees,” the next seven sources are external ... They’re getting about twice as many innovation insights from customers as they are from the sales and service units who work directly with those customers. Their own R&D functions came in eighth!! What they’re realizing is that they no longer have to create – and own -- everything themselves, as they once believed. People know they need to innovate. They’re looking for a way to create new value for their clients …or to create jobs for their citizens. That is the struggle today. It’s no longer about the race to best, but about the race to be special.
  4. A capacidade inovadora dentro das empresas é incrível. Parece um tesouro enterrado . Ela está lá. Mas ninguém procura, e daí ninguém acha. Mas esta situação está mudando, porque as empresas estão em um profundo processo de transformação.
  5. Apesar do fenômeno que ocorre dentro das empresas, a comunicação na maioria delas continua do mesmo jeito de décadas atrás. Só mudou o meio e a velocidade. Mas ela ainda funciona do mesmo modo que antigamente, quando só existia os murais e as revistinhas internas. A maioria das empresas tem suas intranets e suas newsletters eletrônicas. Tudo moderno, mas continua fazendo a mesma comunicação institucional de antigamente. Comunicação de uma única mão, com linguagem chata, impessoal e quase sempre sem emoção. Totalmente na contra-mão do que a pessoa faz quando chega em casa, que vai logo para o computador, entrar em sua rede social de preferência e falar com os amigos. Ou seja, o ambiente de casa é muito mais interativo e divertido do que no trabalho. As empresas transformaram a intranet e as newsletters nos murais e revistinhas de antigamente. Continua tudo igual.
  6. Um estudo da Universidade de Melbourne, Austrália, afirma que aqueles que usam Facebook, Twitter e Orkut no escritório são mais produtivos do aqueles que não usam. O estudo diz que, em média, os empregados que usam a internet para fins pessoais durante o expediente são 9% mais produtivos do que aqueles que não usam. E lista 8 excelentes razões que reforçam a conclusão do estudo da universidade australiana. Eu não vou entrar no estudo aqui, mas o estudo tem coisas interessantes que vale consultar. Uma das coisas é que o acesso à internet e as redes sociais aceleram aquelas tarefas que a pessoa faria de qualquer forma ao longo do dia. Transforma interações em tempo real em tarefas assíncronas. Em vez de pegar o telefone e ligar para bater papo, a pessoa entra no facebook e deixa uma mensagem e vai embora. Também ajuda às pessoas a tirar preocupações da cabeça. E por aí vai. Até agora, nesta apresentação, eu não havia falado a respeito do uso de redes sociais para fins particulares, mas sou muito a favor e concordo com essa questão do aumento de produtuvidade. Conheço muitas empresas que não permitem o uso do MSN dentro das empresas. Estas empresas não imaginam o quanto que um software de mensagem instântanea disponível aumenta a produtividade. Falar que isso dispersa o foco e a concentração do funcionário no trabalho é um mito. Um paradigma.
  7. Um estudo da Universidade de Melbourne, Austrália, afirma que aqueles que usam Facebook, Twitter e Orkut no escritório são mais produtivos do aqueles que não usam. O estudo diz que, em média, os empregados que usam a internet para fins pessoais durante o expediente são 9% mais produtivos do que aqueles que não usam. E lista 8 excelentes razões que reforçam a conclusão do estudo da universidade australiana. Eu não vou entrar no estudo aqui, mas o estudo tem coisas interessantes que vale consultar. Uma das coisas é que o acesso à internet e as redes sociais aceleram aquelas tarefas que a pessoa faria de qualquer forma ao longo do dia. Transforma interações em tempo real em tarefas assíncronas. Em vez de pegar o telefone e ligar para bater papo, a pessoa entra no facebook e deixa uma mensagem e vai embora. Também ajuda às pessoas a tirar preocupações da cabeça. E por aí vai. Até agora, nesta apresentação, eu não havia falado a respeito do uso de redes sociais para fins particulares, mas sou muito a favor e concordo com essa questão do aumento de produtuvidade. Conheço muitas empresas que não permitem o uso do MSN dentro das empresas. Estas empresas não imaginam o quanto que um software de mensagem instântanea disponível aumenta a produtividade. Falar que isso dispersa o foco e a concentração do funcionário no trabalho é um mito. Um paradigma.
  8. Um estudo da Universidade de Melbourne, Austrália, afirma que aqueles que usam Facebook, Twitter e Orkut no escritório são mais produtivos do aqueles que não usam. O estudo diz que, em média, os empregados que usam a internet para fins pessoais durante o expediente são 9% mais produtivos do que aqueles que não usam. E lista 8 excelentes razões que reforçam a conclusão do estudo da universidade australiana. Eu não vou entrar no estudo aqui, mas o estudo tem coisas interessantes que vale consultar. Uma das coisas é que o acesso à internet e as redes sociais aceleram aquelas tarefas que a pessoa faria de qualquer forma ao longo do dia. Transforma interações em tempo real em tarefas assíncronas. Em vez de pegar o telefone e ligar para bater papo, a pessoa entra no facebook e deixa uma mensagem e vai embora. Também ajuda às pessoas a tirar preocupações da cabeça. E por aí vai. Até agora, nesta apresentação, eu não havia falado a respeito do uso de redes sociais para fins particulares, mas sou muito a favor e concordo com essa questão do aumento de produtuvidade. Conheço muitas empresas que não permitem o uso do MSN dentro das empresas. Estas empresas não imaginam o quanto que um software de mensagem instântanea disponível aumenta a produtividade. Falar que isso dispersa o foco e a concentração do funcionário no trabalho é um mito. Um paradigma.
  9. Um estudo da Universidade de Melbourne, Austrália, afirma que aqueles que usam Facebook, Twitter e Orkut no escritório são mais produtivos do aqueles que não usam. O estudo diz que, em média, os empregados que usam a internet para fins pessoais durante o expediente são 9% mais produtivos do que aqueles que não usam. E lista 8 excelentes razões que reforçam a conclusão do estudo da universidade australiana. Eu não vou entrar no estudo aqui, mas o estudo tem coisas interessantes que vale consultar. Uma das coisas é que o acesso à internet e as redes sociais aceleram aquelas tarefas que a pessoa faria de qualquer forma ao longo do dia. Transforma interações em tempo real em tarefas assíncronas. Em vez de pegar o telefone e ligar para bater papo, a pessoa entra no facebook e deixa uma mensagem e vai embora. Também ajuda às pessoas a tirar preocupações da cabeça. E por aí vai. Até agora, nesta apresentação, eu não havia falado a respeito do uso de redes sociais para fins particulares, mas sou muito a favor e concordo com essa questão do aumento de produtuvidade. Conheço muitas empresas que não permitem o uso do MSN dentro das empresas. Estas empresas não imaginam o quanto que um software de mensagem instântanea disponível aumenta a produtividade. Falar que isso dispersa o foco e a concentração do funcionário no trabalho é um mito. Um paradigma.
  10. Um estudo da Universidade de Melbourne, Austrália, afirma que aqueles que usam Facebook, Twitter e Orkut no escritório são mais produtivos do aqueles que não usam. O estudo diz que, em média, os empregados que usam a internet para fins pessoais durante o expediente são 9% mais produtivos do que aqueles que não usam. E lista 8 excelentes razões que reforçam a conclusão do estudo da universidade australiana. Eu não vou entrar no estudo aqui, mas o estudo tem coisas interessantes que vale consultar. Uma das coisas é que o acesso à internet e as redes sociais aceleram aquelas tarefas que a pessoa faria de qualquer forma ao longo do dia. Transforma interações em tempo real em tarefas assíncronas. Em vez de pegar o telefone e ligar para bater papo, a pessoa entra no facebook e deixa uma mensagem e vai embora. Também ajuda às pessoas a tirar preocupações da cabeça. E por aí vai. Até agora, nesta apresentação, eu não havia falado a respeito do uso de redes sociais para fins particulares, mas sou muito a favor e concordo com essa questão do aumento de produtuvidade. Conheço muitas empresas que não permitem o uso do MSN dentro das empresas. Estas empresas não imaginam o quanto que um software de mensagem instântanea disponível aumenta a produtividade. Falar que isso dispersa o foco e a concentração do funcionário no trabalho é um mito. Um paradigma.
  11. Um ambiente livre e acessível por todos vai permitir que novos relacionamentos apareceram. Vão surgir novos relacionamentos. E o mais legal é que vão surgir novos relacionamentos entre pessoas que não se conhecem bem ou até não se conhecem, que estão em departamentos diferentes. E vão descobrir que tem interesses comuns, áreas de desenvolvimentos comuns. Serão grupos de afinidades. Comunidades já existentes serão potencializadas. Comunidades novas aparecerão. Muitos dos grupos estarão ligados a aspectos culturais, outros ligados a hobby, como correr ou andar de bicicleta. Mas também surgirão grupos ligados a trabalho. Surgirão grupos que tem conhecimento técnico específico, outros que estão ligados a determinado projeto e outros que dominam determinada estratégia da empresa mas precisam de mais cérebros e braços para fazer a execução dessa estratégia. No final das contas, toda essa movimentação vai disseminar o conhecimento existente e, melhor, vai gerar novos conhecimentos. O CAPITAL INTELECTUAL disperso na empresa vai começar a se aglutinar nas comunidades. Células de conhecimento começarão a surgir. Será fácil identificar aqueles que participam das comunidades. Vão ter aqueles que lideram, que influenciam, vão surgir os pessimistas, os questionadores, os sonhadores e os experts. O resultado final é o CAPITAL INTELECTUAL escondido da empresa surgindo com força. E cada vez mais gente entrando na rede gera mais colaboração e inovação. E tudo está lá, escrito e registrado, para toda empresa ver, usar e abusar.
  12. Aqui listo dez razões para que as empresas entrem fundo nas redes sociais. Já falamos sobre muitas delas até aqui. Mas tem algumas que merecem ser citadas . As redes sociais QUEBRAM A BARREIRA GEOGRÁFICA pois permite o relacionamento de pessoas que estão distantes fisicamente, em locais com fusos horários distintos e idiomas diversos. Essa característica é particularmente importante para as empresas globais. Acontece a QUEBRA DA BARREIRA HIERÁRQUICA. Uma rede social bem implementada permite a expansão dos relacionamentos de pessoas de diferentes departamentos internos, onde muitas vezes a organização hierárquica formal se transforma numa barreira. Conhecer e se relacionar com pessoas de outras estruturas organizacionais é uma dificuldade nas empresas, tal situação inibe a criação de times multifuncionais que é o modelo cada vez mais praticado pelas organizações modernas. A COMUNICAÇÃO FLUI DIRETA, SEM INTERMEDIÁRIOS. Uma rede social estabelece um canal de diálogo direto entre comandantes e comandados, sem intermediários. É chance do presidente e do time executivo estabelecerem contato com os funcionários, sentir o clima da tropa e descobrir o que anda sendo conversado nos cafezinhos. Uma das características mais importantes é a CRIAÇÃO DE UMA IDENTIDADE PESSOAL. A rede social permite que o funcionário crie a sua marca, a sua identidade e como ele deseja ser conhecido na empresa. Essa identidade pessoal pode ser criada a partir das próprias atividades que o funcionário exerce na rede social, pelos seus relacionamentos e pela sua capacidade de expor seu conhecimento, idéias e propostas. Uma rede social gera REFERÊNCIAS. Uma rede colaborativa é pródiga em referências e testemunhos, o que é muito útil no dia a dia das empresas. Aliás, em todos os trabalhos que vivi, a identificação de referências sempre foi uma dificuldade muito grande. Uma rede social facilita essa exposição e até incentiva o compartilhamento de experiências. E fica lá tudinho registrado. A implementação de redes sociais nas empresas é sinônimo de transparência e PORTAS ABERTAS. As pessoas gostam e precisam disso. Essa liberdade é valorizada nos dias atuais, especialmente pela geração Y que considera essencial viver e trabalhar num ambiente com facilidades de troca de idéias e opiniões. A TECNOLOGIA SIMPLES E FÁCIL. Já passou o tempo em que a implementação de uma rede social era coisa complicada. Agora qualquer empresa pode fazer uso de ferramentas como o Blogger ou o Ning para implementar uma rede. E de graça. Qualquer pessoa sem experiência consegue fazer isso sem dificuldade. E não tem exigência de plataformas de tecnologia de hardware e software sofisticadas. Enfim, a tecnologia não é mais desculpa.
  13. Mas entrar nesse mundo tem riscos. E as empresas têm que se preparar para isso. Vou contar uma história para ilustrar. Em 2007, nós vivemos um fato muito interessante na empresa. Um rapaz, chamado Washington (é o nome verdadeiro!), mudou o seu número de celular e resolveu enviar um e-mail informando o novo número para os amigos. Nada mais natural, pois todos nós fazemos isso. O grande problema, e até hoje não entendi muito bem o motivo, é que em vez dele usar uma lista dos seus amigos, ele pegou uma lista de distribuição com todos os nomes da empresa e deu um “send all”. Prá que se dar o trabalho de montar uma lista de amigos? É mais prático mandar para todos os funcionários da empresa. E mandou brasa. Ele usou uma lista de distribuição com mais de 10 mil nomes e ids. Até hoje nós não sabemos como ele conseguiu essa lista, que deveria ser protegida e ter acesso proibido, mas isso é outra história. O fato é que Washington enviou o tal “e-mail informativo” para os tais 10 mil nomes. Em questões de segundos, vários deles começaram a responder dando “reply all” dizendo algo do tipo: “Não te conheço Washington”, “Parabéns Washington”, “Não faça mais isso Washington”, “Quem é você Washington”, “Você é maluco, Washington?”, "Foi bom conhecê-lo, Washington", etc. Foram centenas de e-mails sendo enviados. Eu recebi vários deles. Eram todos respondendo para todos. Aquele primeiro e-mail singelo deu origem à uma corrente sem controle, algo viral e intenso, num curto espaço de tempo. A rede da empresa rapidamente apresentou problemas de performance, chegou a travar várias vezes. Tudo aquilo porque o Washington resolver comunicar a mudança de celular de uma maneira mais “abrangente”. E para tornar a história mais pitoresca. Em pouco mais de 1 hora surgiu uma comunidade no Orkut chamada: “EU TENHO O CEL DO WASHINGTON!!”, com vários participantes. O email do Washington foi enviado às 14:37hs do dia 16/03/07. A comunidade no Orkut foi criada às 15:57hs do mesmo dia e ainda está lá, disponível para ser visitada. Eis o link: http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=29237591 Essa história, apesar de divertida, causou transtorno e muita discussão na companhia. O caso tem várias facetas e dá para tirarmos muitos aprendizados. Uma das evidências é que o “povo” quer mesmo é se relacionar. Bastou surgir uma oportunidade instantânea, informal, engraçada, para que os funcionários começassem a reagir e criar uma corrente. Ou melhor, uma rede de mensagens relacionadas ao fato do rapaz ter mudado o celular. Enfim, o caminho da comunicação interna nas grandes empresas necessariamente passa pelas redes de relacionamento e fóruns de troca de experiências e mensagens. As empresas têm que criar e viabilizar essas redes sociais internas. É uma oportunidade de ouro para conhecer mais as ansiedades, os desafios e as aspirações dos funcionários. Essa é a empresa do futuro, que fala, se relaciona e libera os potenciais e sonhos dos funcionários. Ainda temos muito que caminhar em comunicação interna, desenvolvimento e clima dentro do mundo corporativo.