Sistema imunológico 2o b

729 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
729
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
131
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema imunológico 2o b

  1. 1. SISTEMA IMUNOLÓGICO
  2. 2. O que é??? O sistema imunológico ou sistema imune é de grande eficiência no combate a microorganismos invasores. Mas não é só isso; ele também é responsável pela “limpeza” do organismo, ou seja, a retirada de células mortas, a renovação de determinadas estruturas, rejeição de enxertos, e memória imunológica. Também é ativo contra células alteradas, que diariamente surgem no nosso corpo, como resultado de mitoses anormais. Essas células, se não forem destruídas, podem dar origem a tumores.
  3. 3.  O organismo possui barreiras naturais que são obviamente inespecíficas, como a da pele (queratina, lipídios e ácidos graxos), a saliva, o ácido clorídrico do estômago, o pH da vagina, a cera do ouvido externo, muco presente nas mucosas e no trato respiratório, cílios do epitélio respiratório, peristaltismo, flora normal, entre outros.
  4. 4.  Se as barreiras físicas, químicas e biológicas do corpo forem vencidas, o combate ao agente infeccioso entra em outra fase. Nos tecidos, existem células que liberam substâncias vasoativas, capazes de provocar dilatação das arteríolas da região, com aumento da permeabilidade e saída de líquido. Isso causa vermelhidão, inchaço, aumento da temperatura e dor, conjunto de alterações conhecido como inflamação. Essas substâncias atraem mais células de defesa, como neutrófilos e macrófagos, para a área afetada.
  5. 5. Neutrófilos O que são: Os neutrófilos fazem parte da porção do sangue responsável pela defesa ou imunidade do organismo. Eles são responsáveis por envolver as células doentes matando-as a seguir e são especializados no combate à bactérias e fungos. A correta interpretação de seus valores no sangue pode auxiliar no diagnóstico de diversas doenças.
  6. 6. Tipos de neutrófilos Neutrófilos altos Neutrófilos baixos infecções desordens inflamatórias  infecções diabetes  anemia aplástica uremia eclâmpsia  leucemias agudas necrose hepática leucemia mielóide crônica  anemia megaloblástica policitemia, pós-esplenectomia  anemia ferropriva anemia hemolítica hemorragia  hipotiroidismo queimaduras gestação  cirrose choque elétrico câncer maligno
  7. 7. Macrófagos Os macrófagos são células pertencentes ao tecido conjuntivo, de grande dimensão, possuindo características morfológicas variáveis que depende de seu estado de atividade funcional e do tecido que habitam. Medem entre 10 e 30 µm de diâmetro e usualmente possuem um núcleo oval ou em forma de rim localizado excentricamente. Ao serem observadas em microscopia eletrônica, estas células apresentam uma superfície irregular, com protrusões e indentações que caracterizam sua grande atividade de pinocitose e fagocitose. Geralmente possuem um Complexo de Golgi (aparelho de Golgi) bem desenvolvido, diversos lisossomos e um retículo endoplasmático rugoso proeminente.
  8. 8. Tipos de Monócitos do sangue Histiócitos do tecido conjuntivo Células reticulares do baço, linfonodos e medula óssea Células de kupfer do fígado Células de microglia do snc Osteoclastos
  9. 9. Mastócitos Os mastócitos são células do tecido conjuntivo, originadas a partir de células mesenquimatosas (células de grande potência de diferenciação que dão origem às células do tecido conjuntivo). Elas participam de reações alérgicas (de hipersensibilidade), atraindo os leucócitos até o local e proporcionando uma vasodilatação.
  10. 10. Vasodilatação A vasodilatação aumenta a temperatura no local inflamado, dificultando a proliferação de microrganismos e estimulando a migração de células de defesa. Algumas das substâncias liberadas no local da inflamação alcançam o centro termorregulador localizado no hipotálamo, originando a febre (elevação da temperatura corporal). Apesar do mal-estar e desconforto, a febre é um importante fator no combate às infecções, pois além de ser desfavorável para a sobrevivência dos microorganismos invasores, também estimula muitos dos mecanismos de defesa de nosso corpo.
  11. 11. Porque pegamos algumasdoenças só ma vez Quando a doença é causada por algum vírus que tenha DNA como material genético, o organismo consegue produzir anticorpos e da próxima vez que ficar exposto ao mesmo vírus, ele reage antes da doença se manifestar. No caso do vírus ter RNA como material genético, o organismo também produz anticorpos, mas o vírus sofre mutações e então os anticorpos não o identificam
  12. 12. 7,0 Carlos Lucas Wesley Julianderson

×