A vida no nosso planeta
A Terra é o terceiro planeta a partir do Sol. É o quinto
maior e mais massivo dos oito planetas do...
A vida no nosso planeta
Desde então, o planeta sofreu uma alteração significativa na
atmosfera, permitindo a proliferação ...
A vida no nosso planeta
A crosta terrestre é dividida em vários segmentos rígidos,
chamados de placas tectônicas, que migr...
A vida no nosso planeta
A vida no nosso planeta
A Terra interage com outros objetos no espaço, incluindo o Sol
e a Lua.
No presente, a Terra orbit...
As Estações do ano
Estação do ano é uma das quatro subdivisões do ano
baseadas em padrões climáticos.
São elas:
    Primav...
As Estações do ano
Posteriormente, para ajustar as estações à posição exata
dos equinócios e solstícios, correlacionando-a...
As Estações do ano
Datas aproximadas do início das estações do ano no hemisfério norte e no
hemisfério sul
HEMISFÉRIO NORT...
As Estações do ano no Brasil
As estações do ano no Brasil são assinaladas oficialmente nos dias dos
solstícios e nos dias ...
Características orbitais

Raio orbital médio:   149.597.870,691 km
Periélio: 0,983 UA
Afélio: 1,017 UA
Excentricidade: 0,0...
Rotação
A rotação da Terra é o movimento
giratório que a Terra realiza ao
redor do seu eixo
A duração do dia - tempo que l...
Translação
           A translação consiste no avanço do centro
           da Terra ao longo de uma curva fechada
        ...
6a SéRie   Planeta Terra
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

6a SéRie Planeta Terra

849 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
849
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6a SéRie Planeta Terra

  1. 1. A vida no nosso planeta A Terra é o terceiro planeta a partir do Sol. É o quinto maior e mais massivo dos oito planetas do Sistema Solar, sendo o maior e o mais massivo dos quatro planetas rochosos. Além disso, é também o corpo celeste mais denso do Sistema Solar. A Terra também é chamada de Mundo ou Planeta Azul. Abrigo de milhões de espécies de seres vivos, que incluem os humanos, a Terra é o único lugar no universo onde a existência de vida é conhecida. O planeta formou- se 4,54 bilhões (mil milhões) de anos atrás, e as primeiras evidências de vida surgiram um bilhão de anos depois.
  2. 2. A vida no nosso planeta Desde então, o planeta sofreu uma alteração significativa na atmosfera, permitindo a proliferação de organismos aeróbicos (que usam o oxigênio), bem como a formação de uma camada de ozônio. Esta, em conjunto com o campo magnético terrestre, absorve as ondas perigososas à vida (raios gama, X e a maior parte da radiação ultravioleta), permitindo a vida no planeta. As propriedades físicas do planeta, bem como sua história geológica e sua órbita, permitiram que a vida persistisse durante este período. Acredita-se que a Terra poderá suportar vida por outros 1,5 bilhão (mil milhões) de anos. Após este perído, o brilho do Sol terá aumentado, aumentando a temperatura no planeta, tornando o suporte da biosfera insuportável
  3. 3. A vida no nosso planeta A crosta terrestre é dividida em vários segmentos rígidos, chamados de placas tectônicas, que migram gradualmente ao longo da superfície terrestre com o tempo. Cerca de 71% da superfície da Terra está coberta por oceanos de água salgada, com o restante consistindo de continentes e ilhas. Água no estado líquido, necessário para a manutenção da vida como se conhece, não foi descoberta em nenhum outro corpo celeste no universo. O interior da Terra permanece ativa, com um manto espesso relativamente sólido, um núcleo externo líquido, e um núcleo interno sólido, composto primariamente de ferro e niquel.
  4. 4. A vida no nosso planeta
  5. 5. A vida no nosso planeta A Terra interage com outros objetos no espaço, incluindo o Sol e a Lua. No presente, a Terra orbita o Sol uma vez para cada 366,26 rotações. Isto é o chamado ano sideral, que equivale a 365,26 dias solares. O eixo de rotação da Terra possui uma inclinação de 23,4°, em relação ao seu plano orbital, produzindo as estações do ano. A Lua é o único satélite natural conhecido da Terra, tendo orbitado o planeta desde 4,53 bilhões de anos atrás.
  6. 6. As Estações do ano Estação do ano é uma das quatro subdivisões do ano baseadas em padrões climáticos. São elas: Primavera, Verão, Outono e Inverno. Inicialmente o ano era dividido em duas partes, a saber: O período quente (em latim: "ver"): era dividido em três fases: o Prima Vera (literalmente "primeiro verão"), de temperatura e humidade moderadas, o Tempus Veranus (literalmente "tempo da frutificação"), de temperatura e humidade elevadas, e o Æstivum (em português traduzido como "estio"), de temperatura elevada e baixa humidade. O período frio (em latim: "hiems") era dividido em apenas duas fases: o Tempus Autumnus (literalmente "tempo do ocaso"), em que as temperaturas entram em declínio gradual, e o Tempus Hibernus, a época mais fria do ano, marcada pela neve e ausência de fertilidade.
  7. 7. As Estações do ano Posteriormente, para ajustar as estações à posição exata dos equinócios e solstícios, correlacionando-as com a influência da translação associada à mudanca no eixo de inclinação da Terra, convencionou-se, no Ocidente, dividir o ano em somente quatro estações. Vale a pena lembrar que certas culturas ainda dividem o ano em cinco estações, como a China. Países como a Índia dividem o ano em apenas três estações: uma estação quente, uma estação fria e uma estação chuvosa. Já no continente Africano, países como Angola só têm duas estações, a das chuvas, quente e úmida, e o cacimbo, seca e ligeiramente mais fresca, principalmente à noite.
  8. 8. As Estações do ano Datas aproximadas do início das estações do ano no hemisfério norte e no hemisfério sul HEMISFÉRIO NORTE dia 21 de dezembro - Início do Inverno dia 21 de março - Início da Primavera dia 21 de junho - Início do Verão dia 23 de setembro - Início do Outono HEMISFÉRIO SUL dia 21 de dezembro - Início do Verão dia 21 de março - Início do Outono dia 21 de junho - Início do Inverno dia 21 de setembro - Início da Primavera
  9. 9. As Estações do ano no Brasil As estações do ano no Brasil são assinaladas oficialmente nos dias dos solstícios e nos dias dos equinócios. Como o Brasil está (quase totalmente) no hemisfério sul, a primavera inicia- se em setembro, o verão em dezembro, o outono em março e o inverno em junho. Entretanto, as quatro estações propriamente ditas só existem de fato na Região Sul, nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, e nas regiões serranas de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, que ocupam pouco mais de 15% do território. Na Amazônia não há variação significativa de temperatura e pluviosidade durante o ano todo, por isso na prática não há estações do ano. Nas demais regiões, existem apenas duas estações: a estação chuvosa e a estação seca.
  10. 10. Características orbitais Raio orbital médio: 149.597.870,691 km Periélio: 0,983 UA Afélio: 1,017 UA Excentricidade: 0,01671022 Período orbital: 365 dias, 6 horas e 9 minutos 9,548 segundos (sideral) Velocidade orbital média: 29,7847 km/s Inclinação: 0,00005° Satélites naturais: 1 (a Lua) Características físicas Diâmetro equatorial: Área da superfície: Massa: Densidade média: Aceleração gravítica á superfície: (lat. 45°, alt. 0) Velocidade de escape: Período de rotação: 23h 56m e 4,09966s (sideral) Inclinação axial: 23,45° Albedo: 37-39% Temperatura á superfície: min médmáx 184 K 282 K 333 K
  11. 11. Rotação A rotação da Terra é o movimento giratório que a Terra realiza ao redor do seu eixo A duração do dia - tempo que leva para girar 360 graus é de 24 h. Movimento de rotação da Terra. A metade de cima, na figura, é o hemisfério Norte e metade de baixo é o hemisfério Sul.
  12. 12. Translação A translação consiste no avanço do centro da Terra ao longo de uma curva fechada em redor do Sol. Dizemos que descreve uma órbita (ou trajectória). Essa órbita parece circular mas, em rigor, é uma curva chamada elipse. Esse movimento dá-se com a velocidade de trinta quilómetros por segundo: isto significa que, em cada segundo, a Terra anda 30 quilómetros. Durante a translação, o eixo de rotação da Terra faz um ângulo de 23º com o plano da órbita da Terra. O movimento demora 365 dias e seis horas a ser realizado, isto é, na verdade, um ano não bissexto tem um défice de 6 horas e 4 minutos em relação ao real movimento de translação. Este défice, ao fim de 4 anos de "acumulação", origina 24 horas (6h*4anos=24h) e é "compensado" com um ano bissexto.

×