História do sabão trabalho final

12.630 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.630
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
128
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
205
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História do sabão trabalho final

  1. 1. -<br />História <br />do <br /> Sabão<br />
  2. 2. Índice<br />1. Introdução<br />2. Origem do nome<br />3. Descoberta do sabão<br />4. Constituição do sabão<br />5. Fabrico industrial<br />6. Conclusão<br />7. Bibliografia<br /> Escola E.B 2,3 Padre António Luís Moreira<br />
  3. 3. Escola E.B 2,3 Padre António Luís Moreira <br />1. introdução<br />Com este trabalho esperamos dar a conhecer a origem do seu nome, a constituição do sabão, o seu fabrico industrial e características importantes sobre o seu desenvolvimento ao longo dos séculos.<br />
  4. 4. Escola E.B 2,3 Padre António Luís Moreira <br />2. Origem do nome<br />O nome “sabão” teve origem no Monte Sapo onde se realizava o sacrifício de animais.<br />O arrasto do sebo dos animais corria para as margens do rio Tibre, aí as mulheres notaram que com essa mistura as roupas ficavam mais limpas.<br />
  5. 5. 3. Descoberta do sabão<br />A origem do sabão não é bem conhecida, mas o primeiro uso do sabão não foi para higiene pessoal, mas sim, para a limpeza do couro dos animais e lã das ovelhas.<br /> Escola E.B 2,3 Padre António Luís Moreira<br />
  6. 6. 3. Descoberta do sabão (cont.)<br />O sabão foi fabricado no ano de 600 a.C. pelos fenícios, que usavam terra argilosa contendo calcário ou cinzas de madeira sendo assim, um sabão pastoso, foi usado em Roma no século IV, apenas para lavar os cabelos.<br />Escola E.B 2,3 Padre António Luís Moreira<br />
  7. 7. 4. Constituição do Sabão<br />Segundo a história, tinham que misturar dois ingredientes: cinza vegetal e gordura animal e esperar que eles reagissem entre si.<br />Hoje em dia utiliza-se um éster (fórmula química) com uma base, por exemplo, o Hidróxido de Sódio para se obter o sabão.<br />Escola E.B 2,3 Padre António Luís Moreira<br />Hidróxido de <br /> Sódio<br />
  8. 8. Escola E.B 2,3 Padre António Luís Moreira<br />5. Fabrico industrial<br />O químico francês NicolasLeblanc (séc. XVIII) deu o primeiro grande passo, rumo à fabricação comercial de sabão em grande escala.<br />A Itália, a Espanha e a França estão entre os primeiros centros de fabricação do sabão. Mais tarde esta indústria também se desenvolveu na Inglaterra.<br />
  9. 9. 6. Conclusão<br />Podemos concluir que a descoberta do sabão ocorreu por acaso. <br />O grande responsável pelo fabrico industrial do sabão foi o químico NicolasLeblanc. <br />O fabrico industrial iniciou-se na Europa expandindo-se depois pelo mundo.<br />Escola E.B 2,3 Padre António Luís Moreira<br />
  10. 10. Escola E.B 2,3 Padre António Luís Moreira<br />7. Bibliografia <br />Todos os sites consultados em Novembro<br />www.crq4.org.br<br />www.portalsaofrancisco.com.br/.../historia- do-sabao /historia-do-sabao.php-<br />www.mundoeducacao.com.br/quimica/a-origem-sabao.htm<br />www.brasilescola.com/upload/e/saboes%20C.E.jpg<br />www.legal.adv.br/img/refs/sabao.jpg<br />http://www.slideshare.net/marlovabalke/slide-sabo-2110337<br />http://www.google.pt/images?q=saboes+e+sabonetes+sem+marca&hl=pt-pt&gbv=1&tbs=isch:1&ei=EL4tTZDWGtKT4QbkydGCCQ&start=380&sa=N<br />
  11. 11. Turma 7FTrabalho realizado para a disciplina de Área de Projecto em interdisciplinaridade com Ciências Físico-Químicas e Educação Visual<br />Grupo de trabalho “Os mosqueteiros da Ciência”<br /> Diogo Silva<br /> João CarlosNelson Rodrigues Rosa Matias<br />Vera Melo<br />

×