Tiago lição 1

351 visualizações

Publicada em

CARTA DE TIAGO -

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
351
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tiago lição 1

  1. 1. Pr. Sandro Amora Comentarista: ESTUDOS PASTORAIS NA CARTA DE TIAGO A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO
  2. 2. TIAGO - A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO “Sede praticantes da palavra e não somente ouvintes enganando a vós mesmos” (Tg 1.22) TEXTO ÁUREO
  3. 3. TIAGO - A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO “As nossas obras e atitudes demonstram a autenticidade da nossa fé” VERDADE PRÁTICA
  4. 4. TIAGO - A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO PALAVRA - CHAVE AUTÊNTICO: legítimo, genuíno,puro. PALAVRA CHAVE
  5. 5. TIAGO - A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO OBJETIVOS DA LIÇÃO: Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: • Descrever as questões introdutórias da epístola. • Apresentar as características do autor. • Descrever sobre o contexto e propósito da carta.
  6. 6. TIAGO - A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO ESBOÇO DA LIÇÃO – O1 I.CARACTERÍSTICAS DA CARTA 1.AUTORIA 2.DATA 3.LOCAL 4.DESTINATÁRIOS II.CARACTERISTICAS DO AUTOR 1.UM HOMEM DA CARÁTER 2.UM HOMEM DE ORAÇÃO 3.UM HOMEM DE UM MINISTÉRIO ATUANTE 4.UM HOMEM FIEL ATÉ A MORTE 5.UM EXEMPLO DE INTEGRIDADE E FIDELIDADE
  7. 7. TIAGO - A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO ESBOÇO DA LIÇÃO – O1 (CONTINUAÇÃO) III.CONTEXTO DA CARTA 1. ESTAVAM PASSANDO POR VÁRIAS PROVAÇÕES E PERSEGUIÇÕES 2. HAVIA DIVISÕES ENTRE ELES 3.IMATURIDADE ESPIRITUAL IV.PROPÓSITO DA CARTA 1. EXORTAÇÃO A AÇÃO 2. EXORTAÇÃO A OBEDIÊNCIA 3. EXORTAÇÃO A BUSCA DA MATURIDADE ESPIRITUAL CONCLUSÃO
  8. 8. TIAGO - A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO INTRODUÇÃO A epístola de Tiago, ao lado de I e II de Pedro,I,II e III de João e Judas pertencem a classe das epístolas gerais ou universais, esta designação foi dada nos primórdios da igreja pelo fato de terem sido endereçadas à igreja, em geral e não a uma congregação específica.É um guia prático para vida e conduta cristã.A carta além de um alerta, é um chamado à coerência, para que os cristãos viessem a praticar o que eles, em teoria já conheciam.Tiago é bem claro em sua exortação, se amamos a Deus somos inimigos do mundo e nossa fé é operosa.
  9. 9. TIAGO - A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO I.CARACTERÍSTICAS DA CARTA 1.AUTORIA 2.DATA 3.LOCAL 4.DESTINATÁRIOS
  10. 10. 1.1 AUTORIA I.CRISTIANISMO PRÁTICO E SIMPLES No novo Testamento, há menção de quatro Homens chamados Tiago como possíveis escritores da epístola:  Tiago filho de Zebedeu , irmão de João( Mt 4.17-22; At 12.1) Tiago filho de Alfeu,também um dos doze (Mt 27.56;Mt 10;At.1.13) Tiago o pai de Judas, não o iscariotes, identificado com um dos doze em Lc 6.16)  Tiago o meio-irmão de Jesus(Gl.1.19),
  11. 11. Destes apenas dois se destacaram, Tiago filho de Zebedeu e Tiago irmão do Senhor Jesus. Entretanto, Tiago filho de Zebedeu foi morto antes da carta ser escrita(At12.2). Sendo assim, o autor comumente aceito pela tradição cristã é atribuído a Tiago irmão do Senhor. A princípio como seus demais irmãos não creu em Jesus, mas posteriormente convertido, se tornou proeminente líder da igreja de Jerusalém. 1.1 AUTORIA (CONTINUAÇÃO) I.CRISTIANISMO PRÁTICO E SIMPLES
  12. 12. Reconhecendo Tiago, irmão do Senhor como autor da carta, acredita-se que tenha sido escrita, em Jerusalém, durante o tempo que liderou a igreja ali estabelecida. 1.2 LOCAL I.CRISTIANISMO PRÁTICO E SIMPLES
  13. 13. Década de 40 d.C 1.3 DATA I.CRISTIANISMO PRÁTICO E SIMPLES
  14. 14. A epístola foi endereçada “às doze tribos que se encontram na dispersão”. As doze tribos, não mais existiam fisicamente na época, este termo deve ser entendido de forma simbólica, descrevendo o verdadeiro Israel (Judeus e Gentios)de Deus, descrevendo sua condição de peregrinos e forasteiros neste mundo, unidos pela fé em Cristo em rumo a Canaã celestial.O termo dispersão se refere aos cristãos convertidos ao cristianismo, espalhados por todo o império romano. 1.4 DESTINATÁRIOS I.CRISTIANISMO PRÁTICO E SIMPLES
  15. 15. TIAGO – A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO II.CARACTERISTICAS DO AUTOR 1.UM HOMEM DA CARÁTER 2.UM HOMEM DE ORAÇÃO 3.UM HOMEM DE UM MINISTÉRIO ATUANTE 4.UM HOMEM FIEL ATÉ A MORTE 5.UM EXEMPLO DE INTEGRIDADE E FIDELIDADE
  16. 16. 2.1 UM HOMEM DE CARÁTER II.CARACTERÍSTICAS DO AUTOR Ele era um homem íntegro, de vida santa, arraigado à moralidade, à prática da lei. Estimado por seus compatriotas, recebeu deles a alcunha de Tiago “o Justo”.
  17. 17. 2.2 UM HOMEM DE ORAÇÃO II.CARACTERÍSTICAS DO AUTOR Segundo a história, fora um homem de oração constante. Dele se diz que tinha os joelhos calejados, parecidos como de um camelo, pelo fato de passar horas e mais horas em oração, ininterrupta, pelos seus irmãos.
  18. 18. 2.3 UM HOMEM DE UM MINISTÉRIO ATUANTE II.CARACTERÍSTICAS DO AUTOR Tiago foi um dos líderes da igreja primitiva e tinha grande influência ministerial, em Jerusalém, tendo presidido o primeiro concílio, conforme At 15.13-29. Fora considerado por Paulo como coluna da igreja ali estabelecida.
  19. 19. 2.4 UM HOMEM FIEL ATÉ A MORTE II.CARACTERÍSTICAS DO AUTOR De acordo com o historiador Flávio Josefo, Tiago morreu apedrejado por ordem do sumo sacerdote Ananias. Mandando reunir o Sinédrio, Ananias colocou o apóstolo diante do templo e ordenou que ele negasse que Jesus era o Messias perante a multidão. Ele, ao invés disso, bradou que Jesus era o filho de Deus e Juiz do mundo. Foi jogado ao chão, apedrejado e espancado até a morte. Enquanto agonizava, ele orou como o Senhor Jesus orara: “Pai perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”.
  20. 20. 2.5 UM EXEMPLO DE INTEGRIDADE E FIDELIDADE II.CARACTERÍSTICAS DO AUTOR Esse corajoso servo de Deus deixou-nos um exemplo extraordinário de fé, humildade e integridade. Por ser irmão de Jesus, nunca se aproveitou de sua posição para ter privilégios, pelo contrário, foi humilde e fiel até a morte. E com isso, foi colocado na galeria dos mártires de todos os tempos.
  21. 21. TIAGO – A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO III.CONTEXTO DA CARTA 3.1 ESTAVAM PASSANDO POR VÁRIAS PROVAÇÕES E PERSEGUIÇÕES 3.2 HAVIA DIVISÕES ENTRE ELES 3.3 IMATURIDADE ESPIRITUAL
  22. 22. 3.1 ESTAVAM PASSANDO POR VÁRIAS PROVAÇÕES E PERSEGUIÇÕES III. CONTEXTO DA CARTA Ao lermos a carta, identificamos que os judeus cristãos a quem Tiago escreve, estão vivendo uma situação de considerável tensão social. Eram, em sua maioria, cristãos pobres que estavam sendo oprimidos e injustiçados por patrões ricos, arrastados aos tribunais por pessoas abastadas, que zombavam da sua fé. Poderiam ter seus bens confiscados pela polícia, serem assediados, presos e torturados, perderem seus empregos e levados até a morte.
  23. 23. 3.2 HAVIA DIVISÕES ENTRE ELES III. CONTEXTO DA CARTA O mal uso da língua causava vários problemas entre eles, devido as provações que passavam foram tentados a murmurar e falar mal uns dos outros, gerando espírito faccioso, divisões , palavreado torpe, fofocas , murmurações, e disputas amargas entre eles.
  24. 24. 3.3 IMATURIDADE ESPIRITUAL III. CONTEXTO DA CARTA Tiago vê como raiz destes males a falta de maturidade espiritual Uma das maiores dificuldades que enfrentavam, era por não praticarem a fé que professavam, fato que o levou a corrigi-los que fé e obras andam juntas.
  25. 25. TIAGO – A PRÁTICA DO VERDADEIRO CRISTIANISMO IV.PROPÓSITO DA CARTA 4.1 EXORTAÇÃO A AÇÃO 4.2 EXORTAÇÃO A OBEDIÊNCIA 4.3 EXORTAÇÃO A BUSCA DA MATURIDADE ESPIRITUAL
  26. 26. 4.1EXORTAÇÃO A AÇÃO IV. PROPÓSITO DA CARTA Assim como João Batista chamou os fariseus de hipócritas, pois não praticavam o que ensinavam, exortando-os a apresentarem frutos que demonstrassem sua verdadeira conversão, Tiago faz o mesmo, exortando-os a apresentarem evidências, através da prática de boas obras, que demonstrassem, verdadeiramente, a autenticidade de sua fé.
  27. 27. 4.2 EXORTAÇÃO À OBEDIÊNCIA IV. PROPÓSITO DA CARTA Tiago os orienta com o objetivo de : corrigir as falhas,  instruir os que hesitavam, infundir disciplina e censurar os que recuavam.
  28. 28. 4.3 EXORTAÇÃO À BUSCA DA MATURIDADE ESPIRITUAL IV. PROPÓSITO DA CARTA Ele busca também encorajá-los a perseverarem na busca da santidade e amadurecimento espiritual, da religião pura e sem mácula.
  29. 29. IV. PROPÓSITO DA CARTA CONCLUSÃO A carta de Tiago assim como para os cristãos da época, tem muito a dizer à igreja atual, um dos maiores problemas da igreja de nossa época é a superficialidade, justamente pela falta de prática da palavra. Neste sentido, a carta de Tiago soa como um alerta aos cristãos contemporâneos, que a fé verdadeira não é expressa meramente de forma teórica, intelectual ou simplesmente por palavras, mas por obras e atitudes que validem esta fé.

×