Comportamento do consumidor: as 4 gerações

28.955 visualizações

Publicada em

Um estudo sobre o comportamento das 4 gerações de consumidores. Tweens, a geração Y, Geração X, os baby boomers, baby busters, zoomers e mercado cinza.

*A study of all 4 generations behavior*

Publicada em: Negócios
2 comentários
27 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
28.955
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
285
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.607
Comentários
2
Gostaram
27
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comportamento do consumidor: as 4 gerações

  1. 1. SUBCULTURAS DE IDADE Estudo sobre o comportamentos dos consumidores em suas diferentes fases da vida
  2. 2. <ul><li>A idade dos consumidores exerce uma influência extremamente significativa sobre suas identidades. </li></ul><ul><li>O marketing precisa comunicar-se com os membros de uma faixa etária utilizando sua linguagem própria. </li></ul>
  3. 3. CASE SONY
  4. 4. AS 4 GERAÇÕES <ul><li>Geração Y </li></ul><ul><ul><li>Idades abaixo de 25 anos </li></ul></ul>
  5. 5. AS 4 GERAÇÕES <ul><li>Jovens profissionais / D.I.N.Ks (double income, no kids = “Duas rendas e sem filhos”) </li></ul><ul><ul><li>Idades entre 25 e 34 anos </li></ul></ul>
  6. 6. AS 4 GERAÇÕES <ul><li>Famílias </li></ul><ul><ul><li>35 a 54 anos </li></ul></ul>
  7. 7. AS 4 GERAÇÕES <ul><li>Zoomers </li></ul><ul><ul><li>Mais de 55 anos </li></ul></ul>
  8. 8. COORTE DE IDADE <ul><li>Coorte de idade são todas aquelas pessoas de idades semelhantes que passaram por experiências parecidas </li></ul><ul><li>Estas compartilham de recordações como: </li></ul><ul><ul><li>Heróis culturais </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>JK, Aécio Neves, Fernando Pimentel </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cazuza, Elvis, Beatles </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Eventos históricos </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Segunda Guerra Mundial </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ditadura Militar </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Governo Collor </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Crise das bolsas de 2008 </li></ul></ul></ul>
  9. 9. MARKETING PARA OS COORTES <ul><li>Os profissionais de marketing frequentemente direcionam produtos e serviços a uma coorte de idade específica </li></ul>
  10. 10. CURIOSIDADE: PORTAL UOL <ul><li>A página inicial da UOL é atualizada constantemente de acordo com o período do dia. </li></ul><ul><li>Manhã: Infantil </li></ul><ul><li>Tarde: Zoomers </li></ul><ul><li>Noite: Geração Y + baby boomers. </li></ul>
  11. 11. O MERCADO JOVEM Como se comportam os teenagers
  12. 12. O RÓTULO “TEEN AGE” <ul><li>Frankie Lymon and the teenagers. Grupo pop que teve forte influência nos Estados Unidos e depois no mundo inteiro. </li></ul>
  13. 13. REVISTA SEVENTEEN - 1977 <ul><li>As meninas não queriam se parecer com suas mães </li></ul><ul><li>Começavam a surgir os conflitos entre a rebeldia e o conformismo </li></ul><ul><li>Ao longo dos anos, foram surgindo vários movimentos de adolescentes rebeldes. </li></ul>
  14. 14. Sucessos de 2004 entre o público jovem.
  15. 15. VALORES, CONFLITOS E DESEJOS ADOLESCENTES “ Calma amor, é fase.”
  16. 16. PERÍODO DE TRANSIÇÃO DIFÍCIL <ul><li>A adolescência é uma fase de transição em que muitas mudanças acontessem, causando uma grande incerteza quanto ao verdadeiro “eu”. </li></ul><ul><li>A principal preocupação do adolescente é pertencer à um grupo e encontrar uma identidade. </li></ul><ul><li>Estes adolescentes buscam constantemente “pistas” de como ser “certo”. Buscam isso através de amigos e propagandas. </li></ul>
  17. 18. PRINCIPAIS NECESSIDADES DOS ADOLESCENTES <ul><li>Os consumidores adolescentes tem necessidades como: </li></ul><ul><ul><li>Experimentação </li></ul></ul>
  18. 19. PRINCIPAIS NECESSIDADES DOS ADOLESCENTES <ul><li>Associação: </li></ul>
  19. 20. PRINCIPAIS NECESSIDADES DOS ADOLESCENTES <ul><li>Independência e responsabilidade: </li></ul>
  20. 21. PRINCIPAIS NECESSIDADES DOS ADOLESCENTES <ul><li>Aprovação dos outros: </li></ul>
  21. 22. 4 CONFLITOS BÁSICOS COMUNS A TODOS OS ADOLESCENTES <ul><li>Autonomia X Associação </li></ul><ul><ul><li>Os adolescentes precisam adquirir independência, mas necessitam de estruturas de apoio para evitar o isolamento </li></ul></ul><ul><li>Rebeldia X Conformismo </li></ul><ul><ul><li>Precisam rebelar-se contra os padrões sociais de aparência e comportamento, necessitando ainda serem aceitos pelos outros </li></ul></ul><ul><li>Idealismo X Pragmatismo </li></ul><ul><ul><li>Tendem a ver os adultos como hipócritas. Eles sim são sinceros. </li></ul></ul><ul><li>Narcisismo X Intimidade </li></ul><ul><ul><li>São obcecados com sua própria aparência e necessidades, mas sentem vontade de conectar-se com os outros em um nível significativo. </li></ul></ul>
  22. 23. TWEENS
  23. 24. QUEM SÃO OS TWEENS? <ul><li>São crianças com idade entre 8 e 14 anos que gastam cerca de R$14,5 bilhões de dólares por ano em roupas, CDs, filmes e outros produtos “legais”. </li></ul><ul><li>Quando estão sozinhos, se comportam como crianças. Quando estão em público, agem como adolescentes. </li></ul>
  24. 25. Ashley Olsen e Mary-Kate: estrelas de televisão, vídeos, filmes, editoras de sua própria revista, designers de moda, cantora, produtoras, executivas, autoras e até mesmo heroínas de vídeo-games Mary-Kate: no início da carreira.
  25. 26. THE ‘Y’ GENERATION Conhecendo a Geração Y
  26. 27. A GERAÇÃO Y <ul><li>São também chamados de “echo boomers” </li></ul><ul><li>Foram os primeiros que cresceram com computadores, internet e TV a cabo. </li></ul><ul><li>Tendem a manter valores tradicionais e acreditam no valor da adequação, não da rebeldia. </li></ul>
  27. 28. MARKETING PARA A GERAÇÃO ‘Y’ <ul><li>Os jovens da geração Y tem alto poder de compra, motivo que leva o marketing das empresas a investir pesado neste segmento. </li></ul><ul><li>Estes jovens são menos leais às marcas. Pesquisas mostram que jovens entre 18 e 24 anos são mais inclinados do que outros consumidores a comprar um produto na empolgação do momento </li></ul><ul><li>Valorizam o trabalho tanto quanto a conexão. Este estilo de vida: CONEXIDADE. </li></ul>
  28. 29. FALANDO AOS ADOLESCENTES Em sua própria língua
  29. 30. <ul><li>Foram criados com televisão e internet, portanto são considerados mais “sabidos”. </li></ul><ul><li>O marketing deve pegar leve pois os jovens sabem que muitas propagandas são baseadas em mentiras e invenções. </li></ul>
  30. 32. 4 REGRAS DE COMPROMETIMENTO COM OS JOVENS <ul><li>Não fale com superioridade. </li></ul><ul><ul><li>Gostam de sentir que estão chegando às suas próprias conclusões. </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Don’t try to tell me what to do. Don’t try to tell me what to say” (Avril Lavigne – Don’t tell me) </li></ul></ul><ul><li>Não tente ser o que você não é. Permaneça fiel à sua imagem de marca. </li></ul><ul><ul><li>Microsoft x Apple = Lifestyle war </li></ul></ul><ul><li>Divirta-os. Seja interativo e não alongue a venda. </li></ul><ul><ul><li>Seda | Skol | </li></ul></ul><ul><li>Mostre que sabe pelo que eles estão passando, mas de forma leve. </li></ul><ul><ul><li>Close-Up , C.I. </li></ul></ul>
  31. 33. TRIBOS O consumo tribal
  32. 34. <ul><li>A essência do consumo tribal é que os produtos e serviços reforçam a noção de associação, sem se importar o nível de comprometimento do indivíduo. </li></ul><ul><li>A marca, muitas das vezes, já fala pela própria pessoa. </li></ul>
  33. 38. PESQUISANDO O MERCADO JOVEM Os consumidores em treinamento
  34. 39. COOL HUNTERS: OS CAÇADORES DE COISAS “LEGAIS” <ul><li>O que é ser legal? </li></ul><ul><ul><li>“ Legal significa ser descontraído, ser o senhor de todas as situações e irradiar isso” </li></ul></ul><ul><ul><li>Legal é a percepção dos outros de que você tem “alguma coisa” de masculino, moderno, etc” </li></ul></ul><ul><ul><li>“ O legal tem algo indiferente e ao mesmo tempo atraente” </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Quando você está sentada num terraço no verão, você vê aqueles machões passarem, sabe como é, com seus celulares e óculos escuros. Eu sempre penso: ‘Ah, por favor, se orientem!’. Esses caras só querem impressionar. Isso não tem nada de legal” </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Quando uma pessoa acha que é legal, ela não é nada legal” </li></ul></ul>
  35. 40. CONSUMIDORES EM TREINAMENTO <ul><li>Os adolescentes são “consumidores em treinamento”, pois a lealdade às marcas geralmente se desenvolve na adolescência. Uma vez comprometido com uma marca, pode continuar a comprá-la por vários anos ainda. Anunciantes investem pesado para no futuro a compra ser quase automática </li></ul>
  36. 43. UMA QUESTÃO DE ESTRATÉGIA DE POSICIONAMENTO <ul><li>Al Ries e Jack Trout: </li></ul><ul><ul><li>“ A marca tem que ser a primeira a chegar na mente do consumidor.” </li></ul></ul><ul><ul><li>Xerox </li></ul></ul><ul><ul><li>Gillete </li></ul></ul><ul><ul><li>Bombril </li></ul></ul><ul><ul><li>Kolynos </li></ul></ul><ul><ul><li>Coca-Cola </li></ul></ul><ul><ul><li>By any means necessary??? </li></ul></ul>
  37. 44. UMA QUESTÃO DE ESTRATÉGIA DE POSICIONAMENTO
  38. 45. GENTE GRANDE NO CAMPUS Hora de experimentar
  39. 46. UNIVERSITÁRIOS <ul><li>Período da vida em que querem experimentar novos produtos. </li></ul><ul><li>São atraentes também por estarem longe de casa pela primeira vez, de forma que estão ainda por formar uma lealdade inabalável às marcas de produtos. </li></ul>
  40. 48. ... MAIS OUTRAS
  41. 49. ...E MAIS OUTRAS <ul><li>Nissin Lamen – Preguiça de ir ao supermercado </li></ul><ul><li>Pipoca Yoki – Não tenho panela, nem sei fazer. </li></ul><ul><li>Yoki Farofa – Ah, já ta pronta mesmo! </li></ul><ul><li>Bolos prontos – Prático. Sem bagunça na cozinha. </li></ul><ul><li>Ingleza – Uma vez por mês, mas uso! </li></ul><ul><li>Tramontina – Tem que ter. </li></ul><ul><li>Princezinha – Depois daquele VT? Só ela! </li></ul><ul><li>Omo – Manhêê! </li></ul><ul><li>Confort – Vovóóó! </li></ul><ul><li>HP – Keep in touch with my friends </li></ul><ul><li>Sony Vaio – Keep cool. </li></ul>
  42. 50. OS BABY BUSTERS ZZzz.zz.....ZZzz.....z...Z....z
  43. 51. BABY BUSTERS <ul><li>Nascidos entre 1966 e 1976 </li></ul><ul><li>São também chamados de Geração X </li></ul><ul><li>Lerdos? Alienados e preguiçosos? Nem todos. </li></ul><ul><li>Conhecida como a geração que quer se acomodar </li></ul><ul><ul><li>Economizam parte da renda </li></ul></ul><ul><ul><li>O lar é uma expressão da individualidade e não um sucesso material </li></ul></ul>
  44. 52. OS BABY BOOMERS Peace and love. Forever?
  45. 53. OS FILHOS DO PÓS GUERRA <ul><li>Nascidos entre 1946 e 1964 </li></ul><ul><li>Pessoas cujos pais estabeleceram família após a II Guerra Mundial, quando a economia se estabilizou. </li></ul><ul><li>Geração Woodstock (adolescentes nos anos 60 e 70). </li></ul><ul><li>Criaram uma revolução em termos de estilo, política e atitudes de consumo. </li></ul>
  46. 54. SURGIU NOS ANOS 60! E TAMBÉM A...
  47. 56. BOOMERS HOJE <ul><li>Tem idades entre 35 e 44 anos e gastam mais com residência, automóveis e diversão. </li></ul><ul><li>Estão “arrumando seus ninhos”. </li></ul><ul><li>Grande parte dos boomers estão interessados em manter a aparência jovial. </li></ul>
  48. 57. O MERCADO CINZA Velho é o ...
  49. 58. A MELHOR IDADE, ONTEM. <ul><li>Os idosos sempre foram extremamente negligenciados pelo marketing das empresas. </li></ul><ul><li>Achava-se que os idosos se resumiam à velhos, doentes, sentados em suas cadeiras de balanço esperando a morte chegar. Engano... </li></ul>
  50. 60. A MELHOR IDADE HOJE <ul><li>Pessoas com mais idade SIM. </li></ul><ul><li>Mais ativas </li></ul><ul><li>Atuantes </li></ul><ul><li>Interessadas no que a vida tem a lhes oferecer </li></ul><ul><li>São consumidores entusiasmados, com meios e disposição de sobra para comprar muitos produtos e serviços. </li></ul>
  51. 61. A MELHOR IDADE HOJE <ul><li>Recompram uma marca com mais freqüência </li></ul><ul><li>Consideram menos marcas e lojas e geralmente escolhem marcas mais estabelecidas </li></ul><ul><li>São o foco de menos de 10% das propagandas, devido à preocupação dos anunciantes com os adolescentes, a fim de torná-los futuros compradores. </li></ul>
  52. 62. COMO COMPREENDER OS IDOSOS <ul><li>O marketing deve estar atento aos 3 conjuntos de valores a seguir: </li></ul><ul><ul><li>Autonomia </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os consumidores maduros desejam levar vidas ativas e ser auto-suficientes. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Conexão </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os consumidores maduros valorizam os laços que têm com amigos e familiares. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Altruísmo </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os consumidores maduros querem dar algo em troca para o mundo. </li></ul></ul></ul>
  53. 63. IDADE PERCEBIDA “ Me sinto como se tivesse meus 30 anos”
  54. 64. <ul><li>Segundo pesquisas realizadas, as pessoas mais idosas se vêem com 10 a 15 anos menos do que realmente têm. </li></ul><ul><li>IDADE PERCEBIDA </li></ul><ul><ul><li>Idade sentida </li></ul></ul><ul><ul><li>Idade aparente </li></ul></ul><ul><li>Maioria dos idosos levam uma vida mais ativa e multidimensionais do que supomos. </li></ul><ul><li>É importante que os produtos sejam adaptados também às condições físicas deste segmento. </li></ul>
  55. 65. MENSAGENS DE MARKETING MADURAS <ul><li>Diferente dos adolescentes, os adultos mais velhos respondem mais positivamente à anúncios que oferecem abundância de informações </li></ul><ul><ul><li>Utilizar linguagem simples </li></ul></ul><ul><ul><li>Utilizar imagens claras e nítidas </li></ul></ul><ul><ul><li>Utilizar a ação para atrair a atenção </li></ul></ul><ul><ul><li>Falar com clareza e com poucas palavras. </li></ul></ul><ul><ul><li>Utilizaruma única mensagem de venda e enfatizar extensões da marca para estimular a familiaridade entre os consumidores </li></ul></ul><ul><ul><li>Evitar estímulos irrelevantes, ou seja, excesso de imagens e de gráficos que podem desviar a atenção da mensagem. </li></ul></ul>
  56. 66. CONCLUSÃO. <ul><li>Entender os consumidores e identificar as melhores formas de abordá-los não é somente uma estratégia competitiva, é uma questão de sobrevivência em um mundo onde a cada dia que passa, a maioria dos produtos e serviços estão se “ commoditizando” . </li></ul><ul><li>Diferenciar é sobreviver. </li></ul><ul><li>Adaptar-se é sobreviver </li></ul><ul><li>Não pesquisar sobre o seu público, é padecer. </li></ul>
  57. 67. FIM

×