A Imagemdo Artista
Quando falamos em artista, logo pensamos emsujeito excêntrico, um cantor de rock, umpintor, um gênio maluco, etc... Mas qu...
Nas primeiras produções de arte feitas pelo ser humano,não existia a figura do artista, nem a idéia de arte; o fazerescult...
No Egito antigo, surge a figura do artesão, e boa parteda produção artística está vinculada à religião.
É somente na Grécia clássica que os artesões começam aexpressar sua individualidade como Policleto, Fídias, Mirón.
Mas vai ser somente no Renascimento que vai surgira figura do artista.
Com a queda do Império romano e o crescimentoda igreja católica, surgem diversas ordensmonásticas (de monges).
Que se ocupam na Idade Média em produziremlivros buscando a organização do conhecimentoespalhado pela Europa.
Também produziamIluminuras (livros deorações ilustrados).São consideradosmonges-artesões.
Inicialmente estes monges trabalhavam no“scriptorium” (sala do mosteiro). Com o tempoeles começam a viajar para orientar o...
Para mergulhar neste universo, recomendo o livrode Humberto Eco: “O Nome da Rosa” ou a suaadaptação para o cinema.
Na Idade Média, buscando proteger-se dos bárbaros,as pessoas passam a viver em feudos agrícolas
Depois das cruzadas, as cidades voltam a serempovoadas e surge uma nova classe socialconhecida como burguesia.
Além da Igreja essa nova classe social passa a patrocinaros artistas se transformando nos novos mecenas.As cidades começam...
Com o enriquecimento da Igreja, as construção deigrejas e mosteiros na zona rural antecede a construçãodas grandes catedra...
Pouco a pouco otrabalho dos mongesé substituído poroutros artesõescomandadospor um arquiteto.
Eles se reuniam na “logia” (lugar ao lado da construçãopara produzirem pinturas, esculturas e outros materiaisutilizados n...
Alguns pintores começam a receber encomendasfora das logias e começam a se organizarem nostalheres (oficinas) de pintura o...
Buscando proteger os artesões em sua vidaprofissional, surgem os grêmios que buscam garantir otrabalho de seus associados.
Mas, se por um lado os artesões estãoprotegidos pelos grêmios, por outro sua liberdade decriação fica limitada aos temas r...
Passa-se então avalorizar a técnica doartista e seu potencialintelectual.Andrea Mantegna
Alguns artesões se rebelam contraos grêmios, reivindicando para sio papel de artista criador eindependente.
Surgem então as primeiras “academias” que busca aformação dos estudantes, bem como a sua participaçãona realização de enco...
Com o passar dos anos, as academias além de exigir umasólida formação, se prende à cópias de artistas consagrados,limitand...
No século XIX os artistas rompem com a arteacadêmica e se proclamam gênios criadorescomprometidos apenas com sua própria e...
No século XX, algunsartistas passam aproduzir a própriaimagem de gênio loucoe criativo.Salvador Dali
E foi esse percurso que proporcionou o status de“artista” para os artesões (pintores, escultores,arquitetos), bem como a i...
Projeto Gráfico:Paulo CintraBibliografia:História da Arte – Ernest GombrichEl Complot del Arte – Jean BaudrillardO Nome da...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A imagem do artista

1.570 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.570
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.128
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A imagem do artista

  1. 1. A Imagemdo Artista
  2. 2. Quando falamos em artista, logo pensamos emsujeito excêntrico, um cantor de rock, umpintor, um gênio maluco, etc... Mas quando éque surgiu essa imagem que temos do artista?
  3. 3. Nas primeiras produções de arte feitas pelo ser humano,não existia a figura do artista, nem a idéia de arte; o fazeresculturas ou pinturas se vinculava à relação mágica dohomem com o mundo.
  4. 4. No Egito antigo, surge a figura do artesão, e boa parteda produção artística está vinculada à religião.
  5. 5. É somente na Grécia clássica que os artesões começam aexpressar sua individualidade como Policleto, Fídias, Mirón.
  6. 6. Mas vai ser somente no Renascimento que vai surgira figura do artista.
  7. 7. Com a queda do Império romano e o crescimentoda igreja católica, surgem diversas ordensmonásticas (de monges).
  8. 8. Que se ocupam na Idade Média em produziremlivros buscando a organização do conhecimentoespalhado pela Europa.
  9. 9. Também produziamIluminuras (livros deorações ilustrados).São consideradosmonges-artesões.
  10. 10. Inicialmente estes monges trabalhavam no“scriptorium” (sala do mosteiro). Com o tempoeles começam a viajar para orientar os novosmonges na produção dos manuscritos.
  11. 11. Para mergulhar neste universo, recomendo o livrode Humberto Eco: “O Nome da Rosa” ou a suaadaptação para o cinema.
  12. 12. Na Idade Média, buscando proteger-se dos bárbaros,as pessoas passam a viver em feudos agrícolas
  13. 13. Depois das cruzadas, as cidades voltam a serempovoadas e surge uma nova classe socialconhecida como burguesia.
  14. 14. Além da Igreja essa nova classe social passa a patrocinaros artistas se transformando nos novos mecenas.As cidades começam a fervilhar vida cultural.
  15. 15. Com o enriquecimento da Igreja, as construção deigrejas e mosteiros na zona rural antecede a construçãodas grandes catedrais góticas (ano 1000/1300),onde as cidades disputavam pela arquiteturamais bonita e grandiosa.
  16. 16. Pouco a pouco otrabalho dos mongesé substituído poroutros artesõescomandadospor um arquiteto.
  17. 17. Eles se reuniam na “logia” (lugar ao lado da construçãopara produzirem pinturas, esculturas e outros materiaisutilizados nas catedrais).
  18. 18. Alguns pintores começam a receber encomendasfora das logias e começam a se organizarem nostalheres (oficinas) de pintura ou escultura.
  19. 19. Buscando proteger os artesões em sua vidaprofissional, surgem os grêmios que buscam garantir otrabalho de seus associados.
  20. 20. Mas, se por um lado os artesões estãoprotegidos pelos grêmios, por outro sua liberdade decriação fica limitada aos temas religiosos ou mitológicos.
  21. 21. Passa-se então avalorizar a técnica doartista e seu potencialintelectual.Andrea Mantegna
  22. 22. Alguns artesões se rebelam contraos grêmios, reivindicando para sio papel de artista criador eindependente.
  23. 23. Surgem então as primeiras “academias” que busca aformação dos estudantes, bem como a sua participaçãona realização de encomendas feitas por papas, reis emercadores.
  24. 24. Com o passar dos anos, as academias além de exigir umasólida formação, se prende à cópias de artistas consagrados,limitando a criatividade.
  25. 25. No século XIX os artistas rompem com a arteacadêmica e se proclamam gênios criadorescomprometidos apenas com sua própria expressão.
  26. 26. No século XX, algunsartistas passam aproduzir a própriaimagem de gênio loucoe criativo.Salvador Dali
  27. 27. E foi esse percurso que proporcionou o status de“artista” para os artesões (pintores, escultores,arquitetos), bem como a idéia de um “gênio criador”e cuja imagem perdura até os dias atuais.
  28. 28. Projeto Gráfico:Paulo CintraBibliografia:História da Arte – Ernest GombrichEl Complot del Arte – Jean BaudrillardO Nome da Rosa – Humberto Eco

×