Orientação em Saúde Bucal

768 visualizações

Publicada em

Portfólio realizado em Valença-RJ

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
768
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Orientação em Saúde Bucal

  1. 1. ALUNOS: GABRIELA HELEN PIRES JOSIANNY VITOR FERREIRA MARCOS TOZATTO MARIA CLARA MAZZEO OLENE TAMARA DE ASSIS FERREIRA OLIVIA FERNANDES RODRIGUES OYARA DA COSTA SANTOS DE MELLO
  2. 2. INTRODUÇÃO  O TRABALHO VISA APRESENTAR OS MÉTODOS UTILIZADOS PARA ORIENTAÇÃO DA HIGIENE ORAL AOS FUNCIONÁRIOS DA INSTITUIÇÃO IRMÃ ALBINA, LOCALIZADA NO CENTRO DE VALENÇA. ENQUANTO QUE NA ESCOLA MUNICIPAL DE OSÓRIO, FOI REALIZADO O LEVANTAMENTO DO IHOS (ÍNDICE DE HIGIENE ORAL SIMPLIFICADA) E CPOD (CARIADOS, PERDIDOS E OBTURADOS, POR DENTE).
  3. 3. ORIENTAÇÃO EM SAÚDE BUCAL  NA INSTITUIÇÃO IRMÃ ALBINAREALIZAMOS A ORIENTAÇÃO EM SAÚDE BUCAL PARA OS CUIDADORES DE CRIANÇA NA FAIXA ETÁRIA DE 2 A 3 ANOS, AUXILIANDO E ENSINANDO NO MÉTODO DE ESCOVAÇÃO, USO DO FIO DENTAL E OBSERVAÇÃO DA EXISTÊNCIA DE ALGUM TIPO DE LESÃO INTRA ORAL. ALGUMAS CRIANÇAS APRESENTARAM RESISTÊNCIA AO SEREM EXAMINADAS, MAS COM AUXILIO DA DIDÁTICA ODONTOLÓGICA CONSEGUIMOS EXAMINÁ-LOS. ORIENTAMOS OS CUIDADORES DO BERÇÁRIO QUANTO AO USO DA GAZE OU UMA FRALDA DE PANO LIMPA, APÓS O ALEITAMENTO. OS CUIDADORES RELATARAM QUE JÁ REALIZAVAM O USO DA RESPECTIVA TÉCNICA. FOI REALIZADA UMA APRESENTAÇÃO TEATRAL PARA TODA A INSTITUIÇÃO SOBRE OS PERIGOS DA MÁ HIGIENE ORAL.
  4. 4. ÍNDICE DE HIGIENE ORAL SIMPLIFICADA – IHOS  NA ESCOLA MUNICIPAL DE OSÓRIO REALIZAMOS O IHOS EM TODAS AS TURMAS. MÉTODO UTILIZADO: A TURMA FOI DIVIDIDA EM DOIS GRUPOS. UTILIZAMOS A APLICAÇÃO DO EVIDENCIADOR DE PLACAS, OBSERVANDO AS SEGUINTES ÁREAS E SUAS CORRESPONDENTES CÓDIGOS: ZERO (NENHUMA PIGMENTAÇÃO, NEM EVIDÊNCIA DE PLACAS), UM (PLACA APENAS NA CERVICAL, DOIS (PLACA ATÉ OS DOIS TERÇOS DA VESTIBULAR OU LINGUAL) E TRÊS (DOIS TERÇOS OU MAIS DA VESTIBULAR OU LINGUAL). RESULTADO: O ÍNDICE DE IHOS FOI DE 1%, SENDO SATISFATÓRIO.
  5. 5. CPOD (CARIADO, PERDIDO E OBTURADO POR DENTE)  NA ESCOLA MUNICIPAL DE OSÓRIO REALIZAMOS O CPOD EM TODAS AS TURMAS. MÉTODO UTILIZADO: OS AVALIADORES FORAM SEPARADOS EM DUPLAS, COMPOSTAS POR UM EXAMINADOR E UM ANOTADOR. O CPOD TEM QUE SER REALIZADO COM A CRIANÇA SENTADA À FRENTE DO EXAMINADOR E COM LUZ NATURAL, OBSERVANDO A PRESENÇA DE CÁRIE, OBTURAÇÕES, EXTRAÇÃO E EXTRAÇÃO INDICADA NAS DENTIÇÕES PERMANENTES, TEMPORÁRIAS E MISTAS. RESULTADOS:FORAM AVALIADOS 413 DENTES EM 166 PACIENTES E O RESULTADO OBTIDO FOI DE 1,28% QUE EQUIVALE A PREVALÊNCIA BAIXA (CPOD = TOTAL DE DENTES EXAMINADOS/ POR NÚMERO DE PESSOAS EXAMINADAS).
  6. 6. ARTIGO COMPLEMENTAR: SAÚDE ORAL NAS ESCOLAS-FREDDO, S.L et al-Hábitos de higiene bucal e utilização de serviçosodontológicos em escolares de uma cidade daRegião Sul do Brasil- Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 24(9):1991-2000, set, 2008. AS DOENÇAS ORAIS CONSTITUEM, PELA SUA ELEVADA PREVALÊNCIA, UM DOS PRINCIPAIS PROBLEMAS DE SAÚDE DA POPULAÇÃO INFANTIL E JUVENIL. CONTUDO, A CÁRIE E AS DOENÇAS PERIODONTAIS, SE ADEQUADAMENTE PREVENIDAS E PRECOCEMENTE TRATADAS, SÃO DE UMA ELEVADA VULNERABILIDADE, COM CUSTOS REDUZIDOS E GANHOS EM SAÚDE RELEVANTES. A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE APONTA PARA QUE NO ANO 2020, PELO MENOS 80% DAS CRIANÇAS COM 6 ANOS ESTEJAM LIVRES DE CÁRIE E, AOS 12 ANOS, O CPOD NÃO ULTRAPASSE O VALOR DE 1,5. ATINGIR ESTAS METAS SÓ É POSSÍVEL ATRAVÉS DO REFORÇO DAS AÇÕES DE PROMOÇÃO DA SAÚDE E PREVENÇÃO DAS DOENÇAS ORAIS, AS QUAIS EXIGEM UM MAIOR ENVOLVIMENTO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E DA EDUCAÇÃO.
  7. 7. A HIGIENE ORAL DEVE SER ABORDADA NO CONTEXTO DA AQUISIÇÃO DE COMPORTAMENTOS DE HIGIENE PESSOAL E AS APRENDIZAGENS DEVERÃO RELACIONAR OS SABERES COM AS VIVÊNCIAS, DENTRO E FORA DA ESCOLA. AS ORIENTAÇÕES CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR PRECONIZAM UMA INTERVENÇÃO EDUCATIVA, EM QUE A EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE E A HIGIENE FAZEM PARTE DO DIA A DIA DO JARDIM-DE-INFÂNCIA. A EDUCAÇÃO ALIMENTAR É TAMBÉM UMA DAS VERTENTES CENTRAIS DE UM PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE ORAL, PELO QUE É NECESSÁRIO SENSIBILIZAR PARA OS ASPECTOS DA VIDA ESCOLAR QUE AFETAM A SAÚDE ORAL DAS CRIANÇAS, COMO A QUALIDADE DAS EMENTAS ESCOLARES E DOS ALIMENTOS DISPONIBILIZADOS NO BAR OU MÁQUINAS DE VENDA AUTOMÁTICA, A MAIOR PARTE DELES RICOS EM AÇÚCAR E COMO TAL FORTEMENTE CARIOGÊNICOS.
  8. 8. DE IGUAL FORMA, OS PAIS DEVEM SER PARCEIROS ATIVOS NA PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES DE MODO A PARTICIPAREM NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS, ASSIM COMO SÃO ESSENCIAIS PARA QUE HAJA EM CASA UM REFORÇO DA PRÁTICA DA ESCOVAGEM. A EXPERIÊNCIA DIZ-NOS QUE PROJETOS QUE FORAM INICIADOS SEM O ENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE, FREQUENTEMENTE FALHAM NA SUSTENTABILIDADE E CONTINUIDADE, COM O DECORRER DO TEMPO. CONTUDO, NOS PROJETOS EM QUE A PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE É FORTE, A PROBABILIDADE DE ESTES PROJETOS CAÍREM É MENOR E A EFICÁCIA SERÁ TANTO MAIOR QUANTO MAIS CONTINUADAS FOREM AS ATIVIDADES, DANDO SUPORTE À MUDANÇA COMPORTAMENTAL E AO REFORÇO DA SUA MANUTENÇÃO.
  9. 9. ANÁLISE DO APRENDIZADO  O TRABALHO REALIZADO PROPORCIONOU UM CONHECIMENTO SOBRE A IMPORTÂNCIA DO CUIDADO PRECOCE DA HIGIENE ORAL COM A CONSCIENTIZAÇÃO DA FAMÍLIA E DOS EDUCADORES. APÓS ANALISAR AS CRIANÇAS DA ESCOLA DE OSÓRIO, OBSERVAMOS QUE HÁ NECESSIDADEDO ENCAMINHAMENTO PERIODONTAL PARA RASPAGEM SUPRAGENGIVAL, CIRURGIA PARA EXTRAÇÃO DE RESTOS RADICULARES, DESTRUIÇÃO CORONÁRIA DEVIDO A CÁRIE, ENCAMINHAMENTO PARA ORTODONTIA DEVIDO A APINHAMENTO.
  10. 10. CONCLUSÃO  CONCLUI-SE QUE É DE SUMA IMPORTÂNCIA UM ACOMPANHAMENTO ODONTOLÓGICO, ANTES, DURANTE E APÓS A IDADE ESCOLAR E A NECESSIDADE DA PRESENÇA DE UM PROFISSIONAL NA INSTITUIÇÃO COMO OBSERVAMOS EM OSÓRIO COM A PRESENÇA CONTÍNUA DA PROFESSORA NÁDIA NA INSTITUIÇÃO DE OSÓRIO PARA A MANUTENÇÃO DE BAIXOS ÍNDICES DE CPOD E IHOS.

×