Psicofísica

10.175 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.175
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
110
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Psicofísica

  1. 1. PGE IProf. Claudia Behar
  2. 2. PSICOFÍSICA Psicofísica ♦     Conceito – É o estudo de como os estímulos   se relacionam com nossas experiências  psicológicas.Algumas questão básicas são: Que tipo de  estímulos podemos detectar? Quanto dois estímulos precisam diferir entre si para que  sejam percebidos?   
  3. 3.   Limiares   1.      Limiar absolutoConceito – é a estimulação mínima necessária para que um estímulo seja detectado  em 50% das vezes.
  4. 4.   Exemplos de limiares absolutos – Visão – é possível ver a chama de uma vela acesa a  uma distância de 50 quilômetros.Audição – ouvir o tique-taque de um relógio a 6 metros  de distância. Paladar – distinguir uma colher de chá de açúcar em  7,5 litros de água.Olfato – uma gota de perfume em um apartamento com cinco aposentos.Sentido cutâneo – a asa de uma mosca caindo no rosto a uma distância de cinco centímetros.
  5. 5. O conceito de limiar absoluto foi introduzido por Herbart em 1824, ao escrever a respeito de limiar deconsciência, ou seja, uma idéia somentese tornaria consciente para o observador se tivesse uma certa intensidade, docontrário permaneceria no inconsciente. Fechner aplicou o conceito à sensação.
  6. 6. Os psicofísicos optaram por medir o limiar absoluto, considerando se aquele  estímulo foi detectado em pelo menos 50% das vezes em que foi apresentado.
  7. 7. Como se mede o limiar absoluto?
  8. 8. Método dos limites.São apresentados estímulos com intensidades diferentes (por exemplo, sons bem baixinhos que aos poucos vão aumentando) e pede-se que ossujeitos digam quando ouviram o som ou quando não ouviram.Some-se os resultaos e tira-se a média aritmética.
  9. 9. MÉTODO DOS LIMITES Intensidade do estímulo ↓ ↑ ↓ ↑ ↓ ↑ ↓ ↑ ↓ ↑10 - - - - -20 - - - - -30 - - - - -40 - - - - - -50 + - - - - + + - -60 + - + + - + - +70 + + + + + + +80 + + + + +90 + + + +100 + +Limites 50 60 70 60 60 70 50 50 70 60da sérieLimiar = Σ limites de série = (50+60+70+60+60+70+50+50+70+60) = 600 = 60 N 10 10Limiar absoluto = 60
  10. 10. Método dos estímulos constantes: um estímulo quando é apresentado naintensidade 6 é detectado em 50% das vezes, quando ele é apresentado na intensidade 4 édetectado em 30% das vezes, quando, quando é apresentado em intensidade 2, em apenas 10% das vezes.
  11. 11. MÉTODO DOS ESTÍMULOS CONSTANTES Intensidade do estímuloNúmero de 05 15 25 35 45 55 65 75 85 95 105Apresentações1 N N N N S S S S S S S2 N N S S N S S S S S S3 N N N S S N N N N S S4 N S N N S N N S S S S5 N N N N N S N S S S S6 N N S N N N N S N S S7 N N N S N N S N S S S8 N N N N N S S N S S S9 N N N N S S S S S N S10 N N N N N N S S S S S% de Sim ou 0 10 20 30 40 60 70 80 90 100% de detecção do 50estímuloLimiar absoluto = 50Limiar absoluto – A intensidade do estímulo detectada em 50 % das ocasiões.
  12. 12. Variações nos limiares - Existe umparâmetro de limiares absolutos para a população em geral, mas os limiaresabsolutos podem variar de uma pessoa para a outra e na mesma pessoa em função de circunstâncias diferentes. .
  13. 13. 2 - Detecção de sinais e a variação dos limiares absolutos♦ A detecção de um estímulo depende não apenas da intensidade deste estímulo, mastambém de nossas experiências, expectativas, motivação, e fadiga, variando de pessoa para pessoa e, na mesma pessoa, em diferentes situações Hoje sabe-se que é impossível estabelecer um limite exato entre estímulos supra e subliminares.
  14. 14. 3.      Estimulação subliminar   Conceito – é o estímulo que  é apresentado com uma  intensidade abaixo da  intensidade mínima na maioria dos casos detectada.
  15. 15. É possível sentir estímulos subliminares, ou sejaabaixo do limiar absoluto?A resposta é sim, porque o limiar é fixado em 50% dosestímulos percebidos.Também é sim em função de vários experimentosrealizados. Ex. imagens com conteúdos negativos epositivos, palavras como máscaras. Ou seja, podemos processar informações sem termosconsciência disto, A avaliação seria feita a nível dasensação não consciente / emocional.
  16. 16. Como?De acordo com a pesquisa de Eccles, aresposta do indivíduo à imagem erótica(eros=na mitologia grega, deus do amor)teria entrado no complexo límbico (Teoria deMcLean), em seguida ao hipotálamo e,finalmente o sorriso no rosto...
  17. 17. O fato de haver sensação subliminar confirma as alegações de persuasão subliminar?   Não. A influência parece momentânea enão chega a determinar alteraçõescomportamentais.
  18. 18. Bernardo e Bianca
  19. 19. Propaganda subliminar - Uma questão antiga, que veio à tona na década de 50. Afirmou-se que mensagens como: beba  coca-cola ou coma pipoca eram apresentadas  entre os quadros de imagens, de forma tão  rápida que não podem ser registradas pela consciência. A pessoa não lia conscientemente  esta mensagem, mas era exposta a ela. Em  virtude deste episódio, um canal de TV lançou  uma mensagem subliminar e pediu que as pessoas tentassem responder à ela. Não houve  retorno positivo. A mensagem era telefone  agora.
  20. 20. 4. Limiar relativo ou diferença meramente perceptível ou diferença apenas perceptível  Um músico precisa detectar variações mínimas na afinação de um instrumento, um provador de  vinho precisa distinguir refinadamente gostos.   Conceito - Limiar relativo ou diferença  meramente perceptível – é a diferença mínima  que deve existir entre dois estímulos para que eles sejam percebidos como diferentes em 50%  das vezes.   .
  21. 21. Assim como para o limiar absoluto, definiu-se que a dmp é a quantidade de mudança no estímulo necessária para que o sujeito detecte que ouve mudança, em 50% das tentativas. Utiliza-se um estímulo padrão e outras variáveis a serem comparadas em termos de maior ou menor,mais ou menos intensos, mais ou menos brilhantes, etc. Usa-se o método dos limiares, método dos estímulosconstantes e método do erro médio ou do ajuste. Neste último o sujeito vai alterando o estímulo até se igualar ao estímulo padrão.
  22. 22. 5. Formação de escalasLei Weber (1834) , dizendo que nossa capacidade para detectar a mudança do estímulo varia numa proporção  mais ou menos constante da intensidade do estímulo. Existe uma relação constante entre a intensidade do  estímulo e a dmp. K= DI/I  K= constante de Weber I= Intensidade do estímulo original DI = DAP - Idmp = dap  o quanto o estímulo precisa aumentarem intensidade para ser notada a diferença entre o estímulo original e o outro estímulo
  23. 23. Lei de FechnerA magnitude percebida aumenta de forma logarítimica.
  24. 24. Exercícios 1 – Considerando um peso de 110g, e umadiferença apenas perceptível de 118g, calcule a constante de Weber. 2 – Considerando um peso inicial de 384g e a mesma constante de Weber do exercícioanterior, calcule a diferença apenas perceptível para o estímulo dado. 3 – Assumindo um K=3.4, qual seria o DAPpara as seguintes intensidades: 10, 22, 37, 45, 74, 97, 112 e 147.

×