NAV II – AULA 1.1-3
REGULAMENTO
INTERNACIONAL PARA EVITAR
ABALROAMENTO NO MAR
RIPEAM
Livro Texto - página 489-536
NM Saudi Riyadh
USS Arthur W.
Radford
Danos: $65M
PROPÓSITO
REVISÃO DE:
TERMINOLOGIA;
LUZES E MARCAS; E
REGRAS DE GOVERNO E NAVEGAÇÃO
CONDUÇÃO DE EMBARCAÇÕES EM
VISIBIL...
REGRA 7 - RISCO DE
COLISÃO
MARCAÇÕES CONSTANTES
(OU VARIANDO POUCO) E
DISTÂNCIA DIMINUINDO
MARCAÇÃO VARIANDO
MARCAÇÃO CONSTANTE
DISTÂNCIA DIMINUINDO
= COLISÃO
REGRA 8
MANOBRAS PARA EVITAR COLISÃO
• com antecedência
• ampla,
• substancial,
• positiva,
• aparente à outra embarcação
...
REGRAS 9 e 10
TRÁFEGO ORDENADO
Canais Estreitos (Regra 9)
Esquema de Separação de Tráfego (Regra
10)
REGRA 9
CANAIS ESTREITOS
• com segurança a BE
• NÃO cruzar um canal. Se já estiver
cruzando, manobra.
• NÃO devem atrapalh...
REGRA 9
• CANAIS ESTREITOS
• As embarcações devem evitar fundear no
canal.
• As embarcações maiores serão classificadas
co...
5 4
5
REGRA 9 - CANAIS ESTREITOS
REGRA 10
ESQUEMA DE SEPARAÇÃO DE
TRÁFEGO (EST) - VESSEL TRAFFIC
SYSTEM (VTS). NÃO HÁ NO BRASIL. É
ADOTADO PELA IMO. O EST ...
REGRA 12
Barcos a vela
REGRA 12 - PARTE B SEÇÃO
II
DUAS EMBARCAÇÕES A VELA
• Quando cada uma das embarcações a vela tiver
o vento soprando de bor...
w
A
B
w
A
B
REGRA 12 - PARTE B SEÇÃO II
DUAS EMBARCAÇÕES A VELA
• QUANDO UMA EMBARCAÇÃO COM
VENTO A BB AVISTAR OUTRA
EMBARCAÇÃO A BARL...
w
A
B
REGRA 13 - PARTE B - SEÇÃO
II
• ULTRAPASSAGEM
• Toda embarcação que estiver ultrapassando a
outra deve se manter FORA DO C...
ULTRAPASSAGEM
REGRA 14
RODA A RODA
• DUAS EMBARCAÇÕES DE
PROPULSÃO MECÂNICA
APROXIMANDO-SE EM RUMOS
DIRETAMENTE OPOSTOS OU QUASE
DIRETAM...
RODA A
RODA
REGRA 15 - PARTE B - SEÇÃO
II
RUMOS CRUZADOS
• DUAS EMBARCAÇÕES DE PROPULSÃO
MECÂNICA ...NAVEGANDO EM RUMOS QUE
SE CRUZAM,...
RUMOS CRUZADOS
B GUINARÁ
A GUINARÁ
D GUINARÁ
A GUINARÁ
A GUINARÁ G GUINARÁ
REGRA 16 - PARTE B -
SEÇÃO II
• AÇÃO DA EMBARCAÇÃO OBRIGADA
A MANOBRAR
MANOBRAR ANTECIPADAMENTE E
SUBSTANCIALMENTE PARA
MA...
REGRA 17 - PARTE B -
SEÇÃO II
AÇÃO DE QUEM TEM A PREFERÊNCIA
NA MANOBRA
• Deve manter seu rumo e velocidade;
• Entretanto,...
EMBARCAÇÃO SENDO ULTRAPASSADA
EMBARCAÇÃO SEM GOVERNO
EMBARCAÇÃO COM MANOBRA RESTRITA
EMBARCAÇÃO RESTRITA PELO CALADO
EMBAR...
REGRA 19
VISIBILIDADE RESTRITA
• Embarcações NÃO estão no visual uma da
outra. (Só no radar).
• A embarcação deve navegar ...
REGRA 19
• Alvo A VANTE do TRAVÉS => DEVE
EVITAR guinar para BB, exceto se for
ultrapassagem.
• Alvo no TRAVÉS ou A RÉ do ...
A
B
B
A
NÃO GUINAR
P/ BB
NÃO GUINAR
P/ CIMA DE A
AMBOS NÃO
DEVEM GUINAR
P/ BB
A
B
NÃO GUINAR
P/ BB
NÃO GUINAR
P/ BB
SUMÁRIO
TERMINOLOGIA;
LUZES E MARCAS; E
REGRAS DE GOVERNO E NAVEGAÇÃO
CONDUÇÃO DE EMBARCAÇÕES EM
VISIBILIDADE RESTRITA
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Ripeam 15536
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ripeam 15536

475 visualizações

Publicada em

Navegacion

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • <number>
    Introduction:
    Two weeks ago (2340, 4 Feb 99) the USS Radford(DD968) was involved in significant collision at sea.
    Background:
    Radford - at sea conducting communications tests 17.5 East of Cape Henry. Ship was driving precise 1nm circles, turning around an electronic buoy during a delicate instrument calibration test.
    Possible lack of SA by Radford watchstanders
    Continuous course changes may have prevented actuation of collision avoidance alarms on the merchant
    Scheduled to deploy in late March (TRBATGRU)
    Saudi Riyadh - 657 ft Roll-on/Roll-off container ship
    Proceeding to RDVU with pilot for transit to Baltimore.
    Approached entrance to Chesapeake Bay from NE at 18kts
    3rd Mate only person on the bridge
    Weather: NE winds at 25 kts, four-foot seas
  • <number>
    Investigation
    Separate investigations by the Navy and the NTSB are currently underway. Results are expected in 6-9 months.
    No USCG investigation as this event occurred in international waters
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • <number>
    Damage: (angle of collision 70 degrees)
    USS Radford
    Open pie-shaped gash running from its deck to its waterline
    Five-inch gun was bent and nearly toppled
    Forward VLS launcher damaged (Tomahawk)
    Keel was knocked out of alignment more than two feet
    Saudi Riyadh
    Wide, saw-like gash running along both sides of its bow
    30-40 ft long, 4 foot high gash on both sides of its bow
    It is believed that the merchant ship may have dragged the destroyer a mile before the ships untangled.
    Injuries:
    USS Radford - one sailor with a broken arm
  • Ripeam 15536

    1. 1. NAV II – AULA 1.1-3 REGULAMENTO INTERNACIONAL PARA EVITAR ABALROAMENTO NO MAR RIPEAM Livro Texto - página 489-536
    2. 2. NM Saudi Riyadh USS Arthur W. Radford Danos: $65M
    3. 3. PROPÓSITO REVISÃO DE: TERMINOLOGIA; LUZES E MARCAS; E REGRAS DE GOVERNO E NAVEGAÇÃO CONDUÇÃO DE EMBARCAÇÕES EM VISIBILIDADE RESTRITA
    4. 4. REGRA 7 - RISCO DE COLISÃO MARCAÇÕES CONSTANTES (OU VARIANDO POUCO) E DISTÂNCIA DIMINUINDO
    5. 5. MARCAÇÃO VARIANDO
    6. 6. MARCAÇÃO CONSTANTE DISTÂNCIA DIMINUINDO = COLISÃO
    7. 7. REGRA 8 MANOBRAS PARA EVITAR COLISÃO • com antecedência • ampla, • substancial, • positiva, • aparente à outra embarcação • conforme a boa marinharia • MANOBRE FRANCAMENTE E COM ANTECEDÊNCIA
    8. 8. REGRAS 9 e 10 TRÁFEGO ORDENADO Canais Estreitos (Regra 9) Esquema de Separação de Tráfego (Regra 10)
    9. 9. REGRA 9 CANAIS ESTREITOS • com segurança a BE • NÃO cruzar um canal. Se já estiver cruzando, manobra. • NÃO devem atrapalhar quem só pode navegar dentro do canal. – menos de 20 metros de comprimento, – barcos a vela, – engajadas na pesca
    10. 10. REGRA 9 • CANAIS ESTREITOS • As embarcações devem evitar fundear no canal. • As embarcações maiores serão classificadas como RESTRITAS PELO CALADO. • As embarcações devem usar o apito: nas ultrapassagens; nas curvas; para alertar outra embarcação.
    11. 11. 5 4 5
    12. 12. REGRA 9 - CANAIS ESTREITOS
    13. 13. REGRA 10 ESQUEMA DE SEPARAÇÃO DE TRÁFEGO (EST) - VESSEL TRAFFIC SYSTEM (VTS). NÃO HÁ NO BRASIL. É ADOTADO PELA IMO. O EST ESTÁ DESENHADO NA CARTA NÁUTICA. REGRA 11 AS REGRAS DESTA SEÇÃO SE APLICAM A EMBARCAÇÕES NO VISUAL DA OUTRA.
    14. 14. REGRA 12 Barcos a vela
    15. 15. REGRA 12 - PARTE B SEÇÃO II DUAS EMBARCAÇÕES A VELA • Quando cada uma das embarcações a vela tiver o vento soprando de bordo diferente, a embarcação que estiver recebendo o vento por BB deve manobrar. • Quando cada uma das embarcações a vela tiver o vento soprando do mesmo bordo a embarcação que estiver a barlavento deve manobrar, deixando safa a que estiver por sotavento.
    16. 16. w A B
    17. 17. w A B
    18. 18. REGRA 12 - PARTE B SEÇÃO II DUAS EMBARCAÇÕES A VELA • QUANDO UMA EMBARCAÇÃO COM VENTO A BB AVISTAR OUTRA EMBARCAÇÃO A BARLAVENTO E NÃO PUDER DETERMINAR QUAL O BORDO QUE A OUTRA RECEBE O VENTO, ELA DEVE MANOBRAR.
    19. 19. w A B
    20. 20. REGRA 13 - PARTE B - SEÇÃO II • ULTRAPASSAGEM • Toda embarcação que estiver ultrapassando a outra deve se manter FORA DO CAMINHO da outra. • Uma embarcação está ultrapassando outra se estiver vendo SOMENTE a luz de alcançado. 22,5o
    21. 21. ULTRAPASSAGEM
    22. 22. REGRA 14 RODA A RODA • DUAS EMBARCAÇÕES DE PROPULSÃO MECÂNICA APROXIMANDO-SE EM RUMOS DIRETAMENTE OPOSTOS OU QUASE DIRETAMENTE OPOSTOS, EM SITUAÇÃO QUE ENVOLVA RISCO DE COLISÃO ... CADA UMA DEVE GUINAR PARA BE, PASSANDO A BB UMA DA OUTRA.
    23. 23. RODA A RODA
    24. 24. REGRA 15 - PARTE B - SEÇÃO II RUMOS CRUZADOS • DUAS EMBARCAÇÕES DE PROPULSÃO MECÂNICA ...NAVEGANDO EM RUMOS QUE SE CRUZAM, EM SITUAÇÃO QUE ENVOLVA RISCO DE COLISÃO ...DEVE MANOBRAR A EMBARCAÇÃO QUE AVISTA A OUTRA PELO SEU PRÓPRIO BE (ou avista o BB da outra) ...EVITANDO CRUZAR A PROA DA OUTRA
    25. 25. RUMOS CRUZADOS
    26. 26. B GUINARÁ A GUINARÁ
    27. 27. D GUINARÁ A GUINARÁ
    28. 28. A GUINARÁ G GUINARÁ
    29. 29. REGRA 16 - PARTE B - SEÇÃO II • AÇÃO DA EMBARCAÇÃO OBRIGADA A MANOBRAR MANOBRAR ANTECIPADAMENTE E SUBSTANCIALMENTE PARA MANTER UMA DISTÂNCIA SAFA DA OUTRA EMBARCAÇÃO.
    30. 30. REGRA 17 - PARTE B - SEÇÃO II AÇÃO DE QUEM TEM A PREFERÊNCIA NA MANOBRA • Deve manter seu rumo e velocidade; • Entretanto, caso o outro não esteja manobrando de acordo com o RIPEAM, PODE manobrar para evitar a colisão; • Quando for imprescindível para evitar a colisão, DEVE fazê-lo.
    31. 31. EMBARCAÇÃO SENDO ULTRAPASSADA EMBARCAÇÃO SEM GOVERNO EMBARCAÇÃO COM MANOBRA RESTRITA EMBARCAÇÃO RESTRITA PELO CALADO EMBARCAÇÃO ENGAJADA NA PESCA EMBARCAÇÃO À VELA EMBARCAÇÃO DE PROPULSÃO MECÂNICA HIDROAVIÃO REGRA 18 - PREFERÊNCIA DE MANOBRA
    32. 32. REGRA 19 VISIBILIDADE RESTRITA • Embarcações NÃO estão no visual uma da outra. (Só no radar). • A embarcação deve navegar com velocidade segura e estar pronta para manobrar quando necessário. • Atenção com os sinais de cerração. • Uma embarcação que detectar outra apenas pelo radar e que estiver em rumo de colisão DEVE MANOBRAR COM ANTECEDÊNCIA para evitar o risco de colisão. Se alterar o rumo, deve cumprir o seguinte:
    33. 33. REGRA 19 • Alvo A VANTE do TRAVÉS => DEVE EVITAR guinar para BB, exceto se for ultrapassagem. • Alvo no TRAVÉS ou A RÉ do TRAVÉS => DEVE EVITAR guinar na direção do alvo. • Em visibilidade restrita NÃO existe preferência. MANOBRE! • Em visibilidade restrita, quem deve manobrar? Resposta: EU! Cumprindo o descrito acima. E com a maior antecedência possível.
    34. 34. A B B A NÃO GUINAR P/ BB NÃO GUINAR P/ CIMA DE A AMBOS NÃO DEVEM GUINAR P/ BB A B NÃO GUINAR P/ BB NÃO GUINAR P/ BB
    35. 35. SUMÁRIO TERMINOLOGIA; LUZES E MARCAS; E REGRAS DE GOVERNO E NAVEGAÇÃO CONDUÇÃO DE EMBARCAÇÕES EM VISIBILIDADE RESTRITA

    ×