06 aula 02 atualizada 2012 resumida

114 visualizações

Publicada em

Apostila de Planejamento de Obra de Construção Civil

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
114
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

06 aula 02 atualizada 2012 resumida

  1. 1. 1 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL
  2. 2. 2 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL - EDIFICAÇÕES B – PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  3. 3. PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL - EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO INDICADORES DE VIABILIDADE TERMO DE REFERÊNCIA ELABORAÇÃO DE PROJETOS INTENÇÃO CAPACIDADE DE INVESTIMENTO DISPONIBILIDADE DE RECURSOS ESCOLHA DO LOCAL OBJETIVO JUSTIFICATIVA REGIÃO NORMAS E DIRETRIZES DOCUMENTOS DE CONSULTA PREMISSAS DE SUSTENTABILIDADE CONCEPÇÃO ELABORAÇAO CADERNO DE ENCARGOS/ESPECIFICAÇÕES ORÇAMENTAÇÃO
  4. 4. 4 PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO INDICADORES DE VIABILIDADE 1 – INTENÇÃO 2 – CAPACIDADE DE INVESTIMENTO 3 – DISPONIBILIDADE DE RECURSOS 4 – ESCOLHA DO LOCAL PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL - EDIFICAÇÕES
  5. 5. 01- Intenção 5
  6. 6. 02 -Capacidade de Investimento 6
  7. 7. 03- Disponibilidade de Recursos 7
  8. 8. 04- Escolha do Local 8
  9. 9. 9 PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO TERMO DE REFERENCIA - OBJETIVO DO EMPREENDIMENTO - JUSTIFICATIVA - REGIÃO DA IMPLANTAÇÃO - NORMAS E DIRETRIZES - PREMISSAS DE SUSTENTABILIDADE ABNT LOUS ANVISA IBAMA ÁGUA ENERGIA MEIO AMBIENTE ACESSIBILIDADE DOCUMENTOS DE CONSULTA GEOGRAFIA HISTORIA ECONOMIA RELIGIÃO PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA
  10. 10. Termo de Referência OBJETIVO/JUSTIFICATIVA 10 OBJETIVO
  11. 11. Termo de Referência - Região 11
  12. 12. Termo de Referência NORMAS E DIRETRIZES 12
  13. 13. 13 TERMO DE REFERENCIA DOCUMENTOS DE CONSULTA/SUSTENTABILIDADE ECONOMIA GEOGRAFIA HISTORIA RELIGIÃO CULTURA MEIO AMBIENTE ACESSIBILIDADE
  14. 14. 14 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  15. 15. PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL - EDIFICAÇÕES ELABORAÇÃO DE PROJETOS CONCEPÇÃO FASE A ELABORAÇÃO FASE B PREMISSAS BÁSICAS PROGRAMA PERMANENTES EVENTUAIS EDIFICAÇÃO ÁREA EXTERNA LEVANTAMENTO DE DADOS QUESTIONÁRIO PRE DIMENSIONAMENTO ESCOLHA DO TERRENO DOCUMENTAÇÃO TOPOGRAFIA TIPO DE SOLO INFRA ESTRUTURA PARÂMETROS VIZINHANÇA ESTIMATIVA DE CUSTO CUSTO UNITÁRIO BÁSICO (CUB) SERVIÇOS PRELIMINARES PROJETOS LEVANTAMENTO TOPOGRAFICO SONDAGEM CADASTROS ARQUITETURA COMPLEMENTARES USUÁRIOS AMBIENTES ACERVO (UP) MOBILIÁRIO EQUIPAMENTOD UTENSÍLIOS
  16. 16. 16 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS FASE A - CONCEPÇÃO
  17. 17. 17 PREMISSAS BÁSICAS PROGRAMA LEVANTAMENTO DE DADOS PRÉ DIMENSIONAMENTO ESCOLHA DO TERRENO ESTIMATIVA DE CUSTOS PROJETOS – FASE A PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  18. 18. 18 PROGRAMA USUARIOS AMBIENTES PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  19. 19. Programa 19
  20. 20. 20 USUARIOS FAMILIA EMPREGADOS BICHOS DE ESTIMAÇÃO CASAL DE CÃES PARENTES AMIGOS PRESTADORES DE SERVIÇOS CASAL FILHOS CASAL DE SOGROS COZINHEIRA ARRUMADEIRA MOTORISTA RAPAZ MOÇA PERMANENTES EVENTUAIS P R O G R A M A PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  21. 21. Programa 21
  22. 22. 22 AMBIENTES ESPECIFICAÇÃO/SETORIZAÇÃO ORGANOGRAMAS FUNCIONAIS EDIFICAÇÃO ÁREA LIVRE EDIFICAÇÃO ÁREA LIVRE P R O G R A M A PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  23. 23. 23 P R O G R A M A - AMBIENTES ESPECIFICAÇÃO/SETORIZAÇÃO SALA DE ESTAR SALA JANTAR ESCRITORIO LAVABO SUITE CASAL SUITE RAPAZ SUITE MOÇA SUITE SOGROS SUITE VISITAS ESTAR INTIMO COPA COZINHA ÁREA DE SERVIÇO SANITÁRIO QUARTO 2 P QUARTO MOTORISTA ESTAR EMPREGADOS GARAGEM ENTRADA SOCIAL ENTRADA SERVIÇO PISCINA SAUNA CHURRASQUEIRA CANIL JARDIM AREA LIVRE EDIFICAÇÃO SOCIAL INTIMO SERVIÇO PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  24. 24. 24 P R O G R A M A - AMBIENTES ORGANOGRAMA FUNCIONAL EDIFICAÇÃO SUITE 1 SUITE 2 SUITE3 SUITE 4 SUITE 5 QUARTO EMP. VESTIBULO QUARTO M. ESTAR INTIMO ESTAR EMPREGADOS ESCRITORIO LAVABO SALA ESTAR SALA JANTAR COPA COZINHA A. SERVIÇO LAVABO SANITARIO ENTRADA SOCIAL ENTRADA DE SERVIÇO GARAGEM ENTRADA SERVIÇO Setor íntimo Setor social Setor serviço PROJETOS – FASE A PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  25. 25. 25 P R O G R A M A – AMBIENTES SETOR SERVIÇO ORGANOGRAMA FUNCIONAL ÁREA LIVRE ENTRADA SOCIAL ENTRADA SERVIÇO SETOR SOCIAL SETOR SERVIÇO PISCINA CHURRASQUEIRA SAUNA SANITARIO CANIL JARDIM JARDIM EDIFÍCIO PROJETOS – FASE A PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  26. 26. 26 LEVANTAMENTO DE DADOS QUESTIONÁRIO IDADE PROFISSÃO ATIVIDADE ESTILO DE VIDA HOBBYES PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  27. 27. 27 PRÉ-DIMENSIONAMENTO ACERVO MOBILIÁRIO EQUIPAMENTOS UTENSÍLIOS PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  28. 28. 28 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PREDIMENSIONAMENTO UNIDADES DE PASSAGEM - UP
  29. 29. PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO 29
  30. 30. PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO 30
  31. 31. 31 PRÉ-DIMENSIONAMENTO PROJETOS – FASE A PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  32. 32. 32 PRÉ-DIMENSIONAMENTO PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  33. 33. 33 PRÉ-DIMENSIONAMENTO PROJETOS – FASE A PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  34. 34. 34 ESCOLHA DO TERRENO DOCUMENTAÇÃO TOPOGRAFIA TIPO DE SOLO INFRAESTRUTURA VIZINHANÇA ORIENTAÇÃO PARÂMETROS CONSTRUTIVOS ANÁLISE PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  35. 35. PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO 35 ESCOLHA DO TERENO ESCOLHA DO TERRENO DOCUMENTAÇÃOÃ ESCRITURA IPTU CERTIDÕES NEGATIVAS PROCURAÇÃO DE VENDA REGISTRO NO CARTÓRIO DE IMÓVEIS CONTAS DE CONCESSIONÁRIAS
  36. 36. 36 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO ESCOLHA DO TERRENO TOPOGRAFIA GEOMORFOLOGIA POLIGONAL ÁREA TIPO DE SOLO GEOLOGIA LENÇOL FREÁTICO
  37. 37. 37 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO ESCOLHA DO TERRENO PLANTA TOPOGRÁFICA
  38. 38. 38 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO ESCOLHA DO TERRENO GEOMORFOLOGIA
  39. 39. 39 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO ESCOLHA DO TERRENO INFRA ESTRUTURA TRANSPORTE ÁGUA ENERGIA ESGOTO SANITÁRIO COMUNICAÇÃO ACESSIBILIDADE LAZER VIZINHANÇA COMERCIO SERVIÇOS ENTRETENIMENTO ORIENTAÇÃO PONTOS CARDEAIS
  40. 40. 40 ESCOLHA DO TERRENO – PARÂMETROS CONSTRUTIVOS INSTÂNCIA IBAMA IPHAN CREA CONDER IPHAC CORPO DE BOMBEIROS SUCOM TRANSALVADOR FEDERAÇÃO MUNICÍPIO ESTADO * ETELF PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  41. 41. 41 ESCOLHA DO TERRENO – PARÂMETROS CONSTRUTIVOS PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  42. 42. PARÂMETROS CONSTRUTIVOS - MUNICIPIO S U C O M INDICE DE OCUPAÇÃO COEFICIENTE DE APROVEITAMENTO GABARITO RECUOS COEF. DE PERMEABILIDADE VAGAS VEÍCULOS ÁREAS MÍNIMAS TAXA DE CONFORTO CIRCULAÇÕES ACESSIBILIDADE VÃOS DE ILUMINAÇÃO VÃOS DE VENTILAÇÃO LOUS CODIGO DE OBRA PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL - EDIFICAÇÕES BASICO MAXIMO
  43. 43. 43 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE A
  44. 44. 44 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO ESTIMATIVA DE CUSTO DA OBRA TABELA DO SINDUSCON - BAHIA SINDUSCON – SINDICATO DAS INDUSTRIAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL
  45. 45. 45 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO CUSTO UNITÁRIO BÁSICO PROJETOS - PADRÃO RESIDENCIAIS R - Residencial PP - Prédio Popular PIS - Projeto Interesse Social PADRÃO BAIXO PADRÃO NORMAL PADRÃO ALTO R - 1 1.007,57 R - 1 1.160,69 R - 1 1.160,69 PP - 4 887,45 PP - 4 1.108,77 PP - 4 1.108,77 R - 8 840,57 R - 8 934,1 R - 8 934,1 PIS 635,87 PIS 897,55 PROJETOS - PADRÃO COMERCIAIS CAL (Comercial Andares Livres e CSL (Comercial Salas e Lojas) PADRÃO BAIXO PADRÃO BAIXO CAL - 8 1.071,64 CAL - 8 1.145,94 CSL - 8 925,26 CSL - 8 1.009,39 CSL - 16 1.223,53 CSL - 16 1.336,48 PROJETOS - GALPÃO INDUSTRIAL (GI) E RESIDÊNCIA POPULAR (RP1Q) GI 506,41 RP1Q 909,84
  46. 46. 46 PROJETOS – FASE B ELABORAÇÃO PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  47. 47. 47 PROJETOS SERVIÇOS PRELIMINARES LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO SONDAGEM GEOLÓGICA CADASTRO INFRA ESTRUTURA LEVANTAMENTO CADASTRAL (reforma, ampliação, requalificação) PROJETOS – FASE B PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  48. 48. 48 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO
  49. 49. 49 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE B SONDAGEM DO SOLO
  50. 50. 50 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  51. 51. 51 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO INFRA ESTRUTURA PROJETOS – FASE B
  52. 52. 52 PARTIDO ESTUDOS PRELIMINARES ANTE PROJETO PROJETO EXECUTIVO ARQUITETURA PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PROJETOS – FASE B ELABORAÇÃO DE PROJETOS
  53. 53. 53 Projeto Arquitetônico – Processo Projetual Estilo – Clássico Histórico Moderno Futurista etc. Volumetria – Numero de Pavimentos Geometria Modelado Implantação – Confrontantes Acidentes Geográficos Topografia Acessos Orientação – Posicionamentos das Fachadas com relação aos Pontos Cardeais Ventilação e Insolação Partido – Concepção Espacial do Projeto PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL - EDIFICAÇÕES
  54. 54. 54 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PARTIDO P
  55. 55. 55 PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO PARTIDO IMPLANTAÇÃO E ORIENTAÇÃO
  56. 56. 56 PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL - EDIFICAÇÕES Estudos Preliminares •Materialização do partido sob forma de esboços, rascunhos, croqui, etc. de plantas e perspectivas. Ante Projeto •Definição Técnica e representação gráfica da ambientação, dimensões físicas, volumetria e ocupação do terreno complementada pelas especificações básicas de material e serviço. Projeto Legal •Adequação do Ante Projeto às Normas Técnicas de apresentação e representação gráfica estabelecidas pelos orgãos públicos e concessionárias para aprovação e liberação de Alvará. Projeto Executivo •Desenvolvimento do Ante Projeto, valorizando e enaltecendo detalhes construtivos, ampliando de forma minuciosa as especificações dos materiais. É nesta fase que devem ser efetuadas as compatibilizações entre os diversos projetos como forma de evitar imprevistos durante a execução.
  57. 57. 57 *ANTE PROJETO PROJETOS – ARQUITETURA e COMPLEMENTARES PLANTAS BAIXAS CORTES FACHADAS ESPECIFICAÇÕES INICIAIS **PROJETO EXECUTIVO ESPECIAIS PISO, PAREDES, FORRO, COBERTURA ESQUADRIAS, SOLEIRAS, RODAPES PEITORIS, ETC.. INFRA MESO SUPER ELÉTRICAS/ ILUMINAÇÃO HIDROSSANITÁRIAS GAS COMUNICAÇÃO CLIMATIZAÇÃO LÓGICA SEGURANÇA ELEVADOR DECORAÇÃO PAISAGISMO ENERGIA SOLAR SISTEMA DE REAPROVEITAMENTO DE AGUA PISCINA * Aprovação órgãos competentes ** Compatibilizações INSTALAÇÕES ESTRUTURA DETALHAMENTO ARQUITETURA PROJETOS – FASE B PLANEJAMENTO OBRA DE ENGENHARIA CONSTRUÇÃO CIVIL – EDIFICAÇÕES PLANEJAMENTO DO EMPREENDIMENTO
  58. 58. OCUPAÇÃO DO TERRENO E ÁREA CONSTRUIDA Nomenclatura IO = Índice de Ocupação CA = Coeficiente de Aproveitamento ( O IO e o CA são determinados pela Lous – Lei de Ordenamento e Uso do Solo do Município) AT = Área do Terreno AC = Área Construída AO = Área Ocupada NP = Número de Pavimentos Fórmulas AC = CA x AT AO = IO(%) x AT AC = AO x NP .: NP = AC AO 58
  59. 59. OCUPAÇÃO DO TERRENO E ÁREA CONSTRUIDA EXERCÍCIOS 1º Qual a Área ocupada máxima permitida para uma Construção em Terreno com 2.500,00 m², cujo índice de ocupação estabelecido pela Lous é 0,4 (40%)? AO = IO x AT AO = 0,4 x 2.500,00 AO = 1000,00 m² 2º Qual a área construída máxima permitida para o Terreno do exemplo anterior cujo coeficiente de aproveitamento é 3 ? AC = CA x AT AC = 3 x 2.500,00 AC = 7.500 m²  3º Qual a quantidade máxima de “Pavimentos Tipo” que pode ter a construção anterior. NP = AC AO NP = 7.500 NP= 7 1000 59
  60. 60. OCUPAÇÃO DO TERRENO E ÁREA CONSTRUIDA EXERCÍCIOS 60 04º Qual o IO (Índice de Ocupação) utilizado para a construção de um Edifício com as características abaixo: AO = 500,00 m² AC = 5.000,00 m² CA = 3 AO = IO x AT.: IO = AO AT AC = CA x AT 5000 = 3 x AT .: AT= 5000 = 1666,00 m² 3 IO = 500 .: IO = 0,3 = 30% 1666 m² 5º Qual o coeficiente de aproveitamento (CA) utilizado para a construção de um Edifício com as características abaixo: AO = 600,00 m² AC = 12.000,00 m² IO = 20% (0,2) AC= CA x AT .: CA = AC .: CA = 12.000 AT AT AO = IO X AT 600 = 0,2 X AT .: AT = AT = 600 0,2 AT = 3.000,00 m² CA = 12000 .: CA = 3 3.000
  61. 61. 61 Código de Obras do Município de Salvador Alguns itens não computados no índice de Ocupação (IO) e no coeficiente de Aproveitamento (CA) •Marquise até, no máximo, metade do recuo •Abrigos de medidores •Portarias, guaritas limite máximo de 10,00 m² •Rampas, passarelas e escadas de acesso da rua à edificação •Estacionamentos •Balanços até a profundidade de 0,50 cm •Balcões e Jardineiras •Garagens situadas em terreno que impossibilitem a sua implantação a nível de subsolo •Apartamento de zelador até 18,00 m² - apenas no CA •Pavimento térreo em pilotis para uso residencial – apenas no CA •Casas de máquinas e de força, subestações – apenas no CA •Salas e salões de jogos, de festas e de ginástica – apenas no CA •Varandas – apenas no CA * A LOUS/Código de Obras deve ser sempre consultada para elaboração de um Projeto Arquitetônico. LOUS – Lei de Ordenamento, Uso e Ocupação do Solo do Município de Salvador

×